AINDA HÁ TEMPO

Depois de chegar ao fundo do poço, com um efetivo por volta de 681 escrivães para estado todo do Paraná. O governo Beto Richa autoriza a realização de concurso público para apenas 100 vagas de escrivães, o que não cobre nem a previsão dos escrivães que atingirão o tempo aquisitivo de aposentadoria nos próximos meses (cerca de 124); sem contar que há quase uma década não há concurso para escrivães e investigadores.

Das 1400 vagas, como dito, apenas 681 estão ocupadas (48,6 %). Digamos que os 100 escrivães fossem incorporados imediatamente ao quadro da Polícia Civil, o efetivo subiria para 781 escrivães ( 55,7 %) e logo em seguida, com a aposentadoria dos 124 escrivães, cairia para tão somente 657 escrivães (46,9 %).

Há que se reconhecer que a pressão exercidas pelo SINDIPOL, SINCLAPOL, SIDEPOL e ADEPOL resultou nessa tímida ação governamental, que resultou na abertura de concurso público para Escrivães de Polícia Civil (100 vagas) e a nomeação de 20 delegados aprovados no longínquo concurso de 2013.

Estiveram presentes, hoje, no Palácio Iguaçu, Michel Franco (Presidente SINDIPOL), Fábio Barddal (Presidente SINCLAPOL), Claudio Marques (Presidente SIDEPOL) e Pedro Felipe (Diretor Jurídico da ADEPOL), que trataram de assuntos correlacionados à defesa da Polícia Civil do Paraná, que necessariamente passa pela reestruturação urgente do efetivo policial e de condições de trabalho, bem como da valorização e reconhecimento do heróico serviço prestado pelo Policiais Civis do Paraná.

Governador Beto Richa, ainda há tempo de reconhecer e prestigiar os valorosos Policiais Civis do Estado do Paraná.

Michel Franco
Presidente SINDIPOL Paraná
www.sindipollondrina.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.