A ex-senadora Heloísa Helena divulgou nota oficial comunicando seu afastamento da presidência do PSOL. Ela alegou divergências com a direção nacional e “falta de identidade” com as posições assumidas pelo partido. Heloísa Helena citou como exemplo a decisão do PSOL de recomendar “voto crítico” em Dilma Rousseff (PT) ou “voto nulo” no segundo turno das eleições 2010.

“Em respeito à nossa Militância e aos muitos Dirigentes que tanto admiro e por total falta de identidade com as posições assumidas nos últimos meses pela maioria das Instâncias Nacionais (culminando com o apoio a Candidatura de Dilma!) tenho clareza que melhor será para a organização e estruturação do Partido o meu afastamento”, diz Heloísa Helena em trecho da nota.

Heloísa Helena exerce atualmente o mandato de vereadora em Maceió. Nesta eleição, ela disputou uma vaga no Senado e chegou a liderar as pesquisas de intenção de voto, mas foi derrotada e terminou a disputa em terceiro lugar.

Durante a campanha eleitoral,  Heloísa Helena fez declarações favoráveis à candidatura da senadora Marina Silva (PV) à Presidência da República, fato que desagradou a direção do PSOL e o candidato do partido à Presidência, Plínio de Arruda Sampaio. Nas prévias partidárias, Heloísa não apoiou a candidatura de Plínio.

“Comunico à Direção Nacional e Militância do PSOL a minha decisão de formalizar o que de fato já é uma realidade há meses, diante das alterações estatutárias promovidas pela maioria do DN me afastando das atribuições da Presidência”, afirmou Heloísa Helena em trecho da nota.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.