Entre abril e maio de 2021, a procura de serviços de automóveis por subscrição aumentou 56%.

0

Quem está na procura de mobilidade, e não quer ou não pode contar com o transporte público da cidade onde mora, geralmente pensa em duas alternativas disponíveis: comprar um carro, novo ou usado, ou alugar.

A primeira opção claramente é atraente, ter o carro próprio e utilizá-lo quando e do jeito que quiser. Ao mesmo tempo, a primeira barreira a ser superada é ter o dinheiro disponível na hora da compra ou conseguir algum tipo de financiamento por parte da própria companhia ou de um banco, não é tão simples assim né? A segunda alternativa fica um pouco mais fácil, só que o aluguel tradicional de carros, que costuma ser feito por dia, tem preços elevados; trata-se de um setor mais utilizado pelos turistas, por exemplo.

Acontece que existem mais outras opções além das tradicionais. É o caso do carro por assinatura ou por subscrição. Precisamente o carsharing é uma alternativa ideal para quem não dispõe do crédito necessário para a compra de um 0km, e a cada dia mais pessoas ficam interessadas no serviço.

Trata-se de uma nova modalidade de aluguel, na qual o assinante contrata o uso do veículo novo por um período -normalmente de 12 a 36 meses- e nao precisa se preocupar pelos demais aspectos do carro, pois o pago mensal do pacote inclui os impostos e taxas (como IPVA, seguro DPVAT, licenciamento, etc.), a manutenção preventiva, e a cobertura escolhida entre as opções de seguro que a companhia disponibiliza.

De acordo com a plataforma de inteligência de mercado Similarweb, a curiosidade das pessoas por esta modalidade vem se acrescentando. Segundo um levantamento da empresa, a busca do serviço por assinatura na internet cresceu 56,5% entre abril e maio de 2021, com um total de 12 milhões de visitas em 156 sites de empresas e montadoras que oferecem a opção. No mesmo período do ano passado, as visitas foram 7,7 milhões. 

Para quem pensa nesta alternativa, é importante saber que o usuário nunca fica dono do carro; no final do prazo ele deve entregar de volta o veículo. Mas isso também pode ser considerado como uma vantagem para alguns, pois não tem que lidar com a depreciação do seu valor nem com as tarefas da venda e compra.

Outro dos motivos pelo qual o carro por assinatura está ganhando popularidade, é pela situação da indústria e comercialização automotriz. De fato, segundo dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a venda de automóveis e comerciais leves caiu 4,23% em julho em comparação com o mês anterior. A queda também foi registrada em relação ao mesmo mês de 2020.

A causa da menor comercialização de carros 0km está ligada com a falta de componentes eletrônicos nas linhas de montagem, o que faz com que a produção esteja comprometida. Do mesmo jeito que as vendas, a produção de veículos caiu 2% em julho se comparado com junho, de acordo com dados da Anfavea, organização que reúne as montadoras.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.