Analistas do mercado financeiro consultados pelo Banco Central (BC) reduziram pela terceira semana seguida a estimativa para a inflação oficial em 2012. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), desta vez, caiu de 5,59% para 5,57%. Para este ano, a estimativa permanece em 6,5%, há duas semanas.

O centro da meta de inflação para este e o próximo ano é 4,5%, com margem de dois pontos percentuais para mais ou para menos, ou seja, o limite inferior é 2,5% e o superior, 6,5%. Cabe ao BC perseguir a meta da inflação e o principal instrumento é a taxa básica de juros, a Selic.

Na avaliação dos analistas, essa taxa deve encerrar este ano em 11% ao ano. A última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do BC, que define a Selic, está marcada para os dias 29 e 30 deste mês. A expectativa é que a taxa caia 0,5 ponto percentual. Atualmente, a Selic está em 11,5% ao ano. Para o final de 2012, a projeção é que a Selic fique em 10,5% ao ano.

A pesquisa do BC também traz a estimativa para o Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (IPC-Fipe), que passou de 5,65% para 5,61%, este ano, e permanece em 5,14%, em 2012.

A estimativa para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) caiu de 5,86% para 5,84%, em 2011, e subiu de 5,22% para 5,23%, em 2012. No caso do Índice Geral de Preços de Mercado (IGP-M), a queda foi de 5,80% para 5,78%, este ano, e de 5,39% para 5,36%, em 2012.

A estimativa dos analistas para os preços administrados segue em 5,90%, em 2011, e em 4,55%, no próximo ano. Os preços administrados são aqueles cobrados por serviços monitorados, como combustíveis, energia elétrica, telefonia, medicamentos, água, educação, saneamento, transporte urbano coletivo, entre outros.

EBC

 

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.