O governador Orlando Pessuti garantiu nesta segunda-feira (9) que os jogos da Copa do Mundo de 2014 serão realizados na Arena da Baixada e descartou toda e qualquer possibilidade de Curitiba perder a condição de cidade-sede por falta de obras de infraestrutura. A declaração foi feita logo após a reunião que o governador manteve, por mais de uma hora e meia, em seu gabinete no Palácio das Araucárias, com o prefeito Luciano Ducci, o presidente do Atlético Paranaense, Marcos Malucelli e os secretários especiais Wilson Portes e Algaci Túlio.

 “Digo para todos vocês que a Copa do Mundo acontecerá em Curitiba. Temos a palavra empenhada do presidente da CBF, Ricardo Teixeira, bem como do Comitê Organizador da Fifa. Estivemos com eles recentemente e demos garantias de que honraríamos os compromissos que assumimos. E o Ricardo Teixeira assegurou da parte dele que também honraria os compromissos assumidos em relação a escolha da cidade de Curitiba”, afirmou Pessuti na entrevista coletiva que concedeu ao deixar a reunião.

Em relação a Arena da Baixada, Pessuti deixou claro que “com as ações de trabalho que estamos desenvolvendo, teremos a solução para concluir o estádio. Portanto, fica a minha certeza de que a Copa do Mundo será em Curitiba e será na Arena da Baixada. A construtora será licitada dentre as empresas que se dispõem a executar esta obra. Posso adiantar que já conversei com pelo menos três ou quatro construtoras que vêem com bons olhos a engenharia financeira que estamos montando para garantir o pagamento da obra”.

Reunião – Para o governador, a reunião realizada nesta segunda-feira foi uma das mais proveitosas de todas, porque “possibilitou avançar de forma positiva na solução que precisamos para a realização das obras no estádio onde serão realizados os jogos da Copa do Mundo. E posso afirmar que, nas conversações que tivemos entre as três partes envolvidas – Governo do Estado, prefeitura e Atlético Paranaense – conseguimos formatar um projeto da engenharia financeira ideal para a execução das obras necessárias dentro dos prazos estipulados pela Fifa, para a realização dos jogos da Copa das Confederações em 2013 e da Copa do Mundo em 2014”.

Segundo ele, a formula elaborada na reunião será agora submetida a apreciação da Assembléia Legislativa, Câmara de Vereadores e Conselho Deliberativo do Atlético, para aprovação e início imediato das obras. “As equipes técnicas e jurídicas das três partes interessadas vão trabalhar em cima da elaboração de um termo de ajuste e conduta, para se estabelecer a responsabilidade de cada um no processo que envolve o termino das obras da Arena da Baixada. Todos sabemos que, quando aquele estádio foi o escolhido, o Atlético se responsabilizou pela conclusão das obras. Porém, na sequencia, a Fifa mudou o caderno de encargos e isto fez com que a obra aumentasse seu custo e o Atlético não teve como arcar sozinho com este ônus. Assim, para que isto seja finalizado, o Atlético disponibilizará uma parte dos recursos como tem afirmado e a Prefeitura colocará o potencial construtivo a disposição do clube. Este potencial construtivo será utilizado para o pagamento da construtora que vai executar a obra”.

Pessuti revelou que o governo do Estado, em contrapartida, executará obras na cidade de Curitiba, para contribuir com a mobilidade e acessibilidade e desta forma “cumprir as exigências que estão sendo feita pelo Comitê Organizador da Copa. Portanto, estamos caminhando para uma solução, que acontecerá ainda este mês. Os valores que serão utilizados por cada uma das partes ainda não estão definidos. Mas nos vamos executar várias obras em Curitiba, bem como em Paranaguá, onde pretendemos construir um píer para receber navios de turismo; em Londrina, na melhoria do aeroporto; e em São José dos Pinhais, onde serão construídos terminais e na melhoria da Avenida das Torres”.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.