Matéria TV Cambé

Um homem de 48 anos confessou à polícia que matou a menina Joseane Moraes, de nove anos, que estava desaparecida desde o dia 3 de dezembro de 2011. Segundo informações de um investigador da Delegacia de Cambé, no norte do Paraná, uma denúncia anônima levou os policiais até o homem na tarde de quarta-feira (11). Ele era vizinho da família da menina e na delegacia acabou confessando o crime.

De acordo com a polícia, o homem abusou sexualmente da menor e depois a matou com socos e golpes de pedra na cabeça. O corpo que pode ser de Joseane foi encontrado na quinta-feira (5), em um fundo de vale no bairro Ana Elisa III, na periferia de Cambé. O laudo do Instituto Médico-Legal (IML) que vai confirmar se o corpo é da menina e a causa da morte, deve ficar pronto ainda nesta quinta-feira (12).

O homem está detido e nesta quinta deve sair o mandado de prisão preventiva. Na casa do suposto autor do crime foram encontrados sacos plásticos iguais aos que ele teria usado para esconder o corpo. A polícia também informou que Joseane era amiga da filha do suspeito.

Relembre o caso
Joseane morava com a mãe e dois irmãos. Segundo a família, ela sumiu após sair de casa para ir até uma festa da igreja. Quatro dias depois do desaparecimento da menina, a família procurou a polícia.

O Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas (Sicride) procurava detalhes do sumiço da garota.

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Assassino desgraçado.

    Deviam linchar esse nojento, homem????isso não é um ser humano, esse desgraçado deve sofre aos poucos para por fim morrer.

    O Inferno te aguarda maldito.

    • Concordo com vc Rene, esse LIXO deve sofrer aos poucos, porque um traste deste não se pode chamar de humano. isso é um lixo que deve apodrecer na cadeia e sofrer até o último dia de sua vida, e que os presos dê o castigo que ele ta precisando.
      E ainda vai pagar caro, a justiça Divina não falha.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.