img_1_3_4125O assassino da menina Joseane Pereira de Moraes foi condenado a 25 anos e seis meses de prisão em regime fechado na noite desta terça-feira (18) em Cambé. Adão Barbosa Xavier foi julgado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado, estupro de vulnerável e ocultação de cadáver.

Durante o julgamento que terminou por volta das 20h, Adão Barbosa Xavier chegou a afirmar que foi t

orturado para confessar o homicídio da menina de 9 anos durante a fase de inquérito policial.

“O réu alegou que foi torturado durante a investigação, Mas, após a confissão, ele foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) e nenhuma lesão foi constatada”, rebateu o promotor de Justiça, Juscelino José da Silva.

Ele lembrou que o réu confessou o crime com detalhes, confirmados posteriormente pela perícia. Além da confissão, o promotor ressaltou que provas materiais colaboraram com a condenação de Xavier, que em juízo voltou atrás e negou o crime.

img_1_3_4139

“O corpo foi encontrado em uma estopa semelhante que o reciclador utilizava para trabalhar. Um chinelo da filha do réu, melhor amiga da vítima, foi encontrado no local do crime”, argumentou o promotor.

Joseane de Moraes desapareceu no final de 2011 e foi encontrada em um fundo de vale no Jardim Ana Elisa III, próximo da residência da família. Para polícia, Xavier afirmou que matou a menina com medo que ela contasse para alguém que havia sido estuprada. Após a sentença, ele retornou para prisão, onde aguardava o julgamento.

Fonte: Portal Bonde

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.