Há algumas décadas, com o surgimento da internet, a divulgação da informação se tornou principalmente caracterizada pela rapidez.  

Todos buscam informações, a todo tempo, o tempo todo.

Hoje com os smartphones, é possível receber informações sobre qualquer lugar ou país, em diversas línguas e por inúmeros portais, aplicativos, podcasts, dentre outros formatos digitais.

Como resultado do avanço da divulgação de informação pela internet, jornais impressos foram perdendo espaço para grandes portais digitais.

Acredita-se que somente no ano de 2019, os 10 maiores jornais impressos do Brasil tiveram uma redução de quase 36 mil exemplares. Isso mostra o impacto de como a informação hoje é buscada e divulgada nos jornais impressos.

Grandes agências de notícias e portais eletrônicos criaram sites que são alimentados a cada minuto com as notícias mais atuais, de diversos nichos de mercado.

E com tudo isso, conforme demonstrado por números, os jornais impressos foram tendo seu espaço e popularização reduzidos. Tudo se tornou mais rápido.

Afinal, não há mais necessidade esperar chegar o outro dia, para poder ler no jornal impresso, as principais notícias do dia que passou.

Na região de Minas Gerais, o Portal de Notícias de Minas Gerais abrange as principais notícias da região, bem como as principais notícias do Brasil e do mundo.

Assim, qual será o futuro dos jornais impressos? Ainda há espaço para eles no moderno mundo de hoje?

História e Tradição

Os jornais impressos sempre fizeram parte da História do país. Não só notícias eram veiculadas, como também os resultados do futebol, palavras cruzadas, resumo das novelas, dentre outros assuntos.

Há pessoas que até hoje gostam de receber seu jornal cedo em casa e fazem do hábito de sentar e ler as notícias um ritual.

Mesmo assim, essa tradição perdeu muito o número de assinantes de jornais impressos. Mas ainda há um público cativo que espera seu jornal impresso, todo dia, ou que compra o jornal de domingo, para ler a análise de colunistas semanais.

A Necessidade De Reinventar-Se

Os jornais impressos precisam se reinventar, da mesma forma que o rádio teve que se reinventar com o surgimento da televisão.

Muitas pessoas achavam que o rádio teria seu fim decretado com o surgimento da televisão, uma vez que, na opinião de muitas pessoas, ninguém iria querer só escutar quando se podia ver, na tela, um programa.

O rádio não desapareceu, está presente até hoje, porém teve que mudar a maneira que atingia a população.

Hoje, a própria televisão está tendo que se reinventar com o surgimento do entretenimento digital.

Assim, os jornais impressos também terão que se reinventar, talvez com um tom mais crítico e editorial, pois os portais de informação digital estão ocupando, cada vez mais, o papel central na divulgação de informação.

De toda forma, a mídia digital não substituirá, mas sim complementa a mídia impressa, complementando a base jornalística.

A mídia impressa deverá assumir uma postura mais crítica e analítica, algo diferente da mídia digital.

A função da mídia impressa também dependerá do posicionamento dos seus consumidores, afinal, a divulgação da informação, seja ela a mídia que for, depende do seu público.

Portanto, os jornais impressos precisam se reinventar e seu futuro depende disso e de seus leitores cativos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.