Maioria dos pacientes da UTI Covid-19 do HU-UEL não tem esquema vacinal completo

Na data de coleta dos dados, dia 2 de fevereiro, o total de pacientes Covid-19 do HU era de 83, sendo 49 enfermaria e 34 em UTI. De acordo com o levantamento, cerca de 65% tinham mais de 60 anos e apresentavam comorbidades.

0
23/04/2020 Governador Carlos Massa Ratinho Junior, entrega leitos do Hospital Universitario de Londrina. Foto Gilson Abreu

Um levantamento do Núcleo de Epidemiologia do Hospital Universitário (HU) da UEL demonstrou que 90% dos pacientes mais graves internados na UTI Covid-19 não estavam totalmente vacinados no dia 2 de fevereiro. Na data de coleta dos dados, o total de pacientes Covid-19 do HU era de 83, sendo 49 enfermaria e 34 em UTI – ou seja, 30 sem vacina nenhuma ou sem alguma delas. De acordo com o levantamento, cerca de 65% tinham mais de 60 anos e apresentavam comorbidades.

Entre todos os pacientes internados com Covid-19 em enfermarias e UTIs, 78% não estavam com o esquema vacinal contra a doença completo. Segundo dados levantados pelo Núcleo de Epidemiologia Hospitalar da instituição, de todos os 83 internados, 30% não tinham tomado nenhuma dose da vacina e 48% não haviam recebido a 2ª ou 3ª dose.

“Esses dados demonstram a importância e a eficácia da vacinação contra Covid-19, considerando todas as doses preconizadas. Tem sido fundamental para evitar as formas graves da doença, já que a maioria dos pacientes internados em UTI não estão vacinados ou possuem o esquema incompleto da vacinação. Logo, comprovadamente por meio desses dados, a vacina demonstra ser uma ferramenta essencial ao combate contra o coronavírus”, afirma Danielle Ruiz Miyazawa Ferreira, coordenadora médica do Núcleo de Epidemiologia do HU.

De acordo com a diretoria do HU, a taxa de ocupação de leitos Covid-19 adulto beira atualmente 30%. O hospital trabalha com a totalidade de leitos – 91 de enfermaria, 50 de UTI adulto e cinco leitos disponíveis na UTI pediátrica.

Resgatando as informações do primeiro mês de 2022, o HU-UEL conclui que não há grandes variações, ou seja, a grande maioria dos internados não concluíram a vacinação contra a Covid-19.

Agência Estadual de Notícias

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.