Corrente de alerta

Se você ainda não recebeu em nenhum grupo de whatsapp, provavelmente, receberá nos próximos dias, o alerta sobre o perigo do aparecimento da “Boneca Momo”entre os vídeos de slime, entre outros desenhos, no youtube kids.

E esse alerta é válido! Segundo o site Goionews, um menino de quatro anos de idade, que mora em Goioerê, que fica na região noroeste do Paraná, com os pais, teria cortado os pulsos após ter contato com vídeos da boneca.

Ainda segundo o portal de notícias, os pais do menino não conseguiram encontrar o vídeo em que a boneca aparece, mas, a criança estaria repetindo comportamentos relatados por pessoas que tiveram contato com o vídeo .

Os vídeos foram editados para que parecessem um “intervalo” em desenhos e filmes infantis. Neles, Momo dá instruções para que crianças peguem facas ou objetos afiados e se cor

Outros casos estão sendo investigados em todo o Brasil, Estados Unidos e Inglaterra. Infelizmente, em Recife, um menino de nove anos teria se enforcado após participar do desafio da Boneca Momo. As investigações continuam. O caso aconteceu em 2018, mas a mãe do garoto está convicta que o ocorrido tem relação com a tal boneca.

Características

Com olhos esbugalhados, pele pálida, sorriso sinistro e longos cabelos escuros e maltratados, a boneca é assustadora até para adultos. E de acordo com relatos, a imagem da Momo é acompanhada por “mensagens sinistras”, que ensinam e incentivam as crianças a procurarem por objetos pontiagudos em casa para que elas ataquem os próprios pais e ainda, cortem os próprios pulsos.

Surgimento da Boneca Momo

De acordo com o site The Sun, o criador da tal boneca é o escultor japonês Keisuke Aiso, 43 anos. Ele teria criado essa obra para uma exposição sobre fantasmas em Tóquio em 2016.

Sua inspiração seria uma lenda japonesa em que uma mulher morre no parto e retorna para assombrar os vivos.

Também, de acordo com o artesão, essa “escultura” não teria sido criada para assustar e nem induzir crianças a nada.

Fala do Google

O Google afirma que não encontraram vídeos circulando no YouTube Kids que contenham a Momo. E que mensagens com esse tipo de conteúdo são proibidos.

As preocupações de mães e pais brasileiros é semelhante ao que ocorreu no Reino Unido no fim de fevereiro. Diversas escolas e até unidades da polícia ficaram alarmadas sobre o conteúdo de desafios relacionados à Momo. Pois, ao abordarem crianças de diferente idades, descobriam que elas não só já tinham visto Momo diversas vezes como também até haviam mudado seu comportamento por causa da boneca.

Orientações de Psicólogos

Segundo especialistas, quanto menos esses filmes circularem, menor vai ser o alcance deles na internet. Até mesmo a procura pelo termo Momo no Google ou no Youtube deve ser evitada, já que os algoritmos destas plataformas valorizam a quantidade de buscas feitas, aumentando a relevância daquele conteúdo.

Mas é importante conversar com as crianças, sim. De forma clara e criar muita pressão, é ideal informar as crianças que se ela virem essa boneca, é preciso chamar os pais.

E NÃO É INDICADO DEIXAR CRIANÇAS DE ATÉ 12 ANOS ACESSAREM E MANIPULAREM CELULARES, TABLETS E COMPUTADORES SEM SUPERVISÃO.  A PRESENÇA DOS PAIS E ATÉ MONITORAMENTO DO ACESSO DAS CRIANÇAS É ALGO QUE TEM DE SER DISCUTIDO ENTRE OS FAMILIARES.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.