Caixa eleva juros da casa própria pela 2ª vez no ano

Maior financiadora da habitação no Brasil, a Caixa elevou pela segunda vez neste ano os juros do financiamento para compra da casa própria. A taxa para clientes sem relacionamento com o banco passa de 9,15% para 9,45% ao ano. O ajuste vale para contratos a partir do dia 13 deste mês e, segundo a Caixa, reflete o aumento da Selic, taxa básica de juros…

Teorias conspiratórias

À medida que o processo de impeachment da presidente Dilma se torna uma possibilidade concreta, embora ainda não inevitável, surgem teorias conspiratórias de todos os jeitos. Algumas folclóricas, como a tese do líder do PT Sibá Machado de que é a CIA que está por atrás das manifestações de rua contra o governo. Outras menos sofisticadas, que atribuem um cunho golpista a uma medida constitucional que já foi usada no Brasil sob a liderança do próprio PT …

————————————————————————————

O Globo

Manchete : Uso político agrava rombo de fundos de pensão

Petros, da Petrobras, teve R$ 6,2 bi de prejuízo em 2014

Situação se repete em fundos de outras estatais, com cargos ocupados por sindicalistas ligados ao PT e também ao PMDB, como o Postalis

Como os principais cargos divididos entre petistas, a Petros, fundo de previdência da Petrobras, deverá repetir este ano o resultado negativo de 2014, de R$ 6,2 bilhões, segundo relatório de conselheiros independentes da entidade. A situação se repete em fundos de pensão de outras estatais, como o Postalis, dos Correios, e o Funcef, da Caixa, também administrados por indicados políticos. A Petros entrou na mira da Lava Jato depois que um dos delatores afirmou que o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, preso anteontem, intermediou um negócio da fundação que teve propina de R$ 500 mil. Caso o rombo se repita em 2015, funcionários e aposentados terão que cobri-lo com uma contribuição extra. (Pág. 3)

Após TCU, oposição reage

Depois de o TCU considerar ilegais as “pedaladas fiscais” do primeiro governo Dilma, cresceu na oposição o discurso pró impeachment. O senador Aécio Neves (PSDB) disse que agirá se ficar comprovada responsabilidade também de Dilma, além da equipe econômica. A AGU vai recorrer da decisão do TCU. (Págs. 8 e 22)

Lava-Jato: Cardozo tenta contornar crise entre PF e MP

Na tentativa de impedir que um racha entre a Polícia Federal e o Ministério Público emperre as investigações da Lava-Jato, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tentou ontem negociar acordo entre as duas partes. A pedido do MP, o STF determinou a suspensão temporária dos depoimentos de políticos que seriam tomados esta semana pela PF. (Pág. 6)

Entre rusgas e beijos

Na cerimônia que celebrou ontem o Dia do Exército, a presidente Dilma Rousseff condecorou, entre outros, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), com a Ordem do Mérito Militar. Desde que assumiu o cargo, Cunha lidera a aprovação de pautas que desagradam ao governo dela. (Pág. 7)

Caixa sobe juro da casa própria pela 2ª vez no ano

A Caixa Econômica Federal reajustou os juros do financiamento à casa própria pela segunda vez este ano. O juro mais alto da Caixa ficou em 9,45% ao ano. O banco também reduziu o limite de empréstimo, o que vai exigir do mutuário uma entrada maior, de até 50% do valor total do imóvel. (Pág. 19)

Exército ajudará a combater dengue

O prefeito Fernando Haddad anunciou que o Exército ajudará no combate ao mosquito da dengue em São Paulo, onde quatro pessoas já morreram com a doença este ano. (Pág. 25)

Ensino ruim pode gerar intervenção

O plano da Pátria Educadora, encomendado por Dilma ao ministro Mangabeira Unger (Assuntos Estratégicos), prevê até intervenção em cidades com maus resultados. (Pág. 23)

MP denuncia ex-fiscais de SP

O Ministério Público denunciou sete pessoas, entre elas dois ex-fiscais da prefeitura de São Paulo, por desvio do ISS. Os fiscais são acusados de lavagem de dinheiro. (Pág. 9)

Ilimar Franco

Domínio do fato

Os juristas convocados pelo PSDB estão empenhados em enquadrar a presidente Dilma no teoria do domínio do fato. Ela foi aplicada contra José Dirceu, que, mesmo não agindo diretamente, era quem na prática fazia a articulação petista. A dificuldade é que não há indício de que Dilma seja uma chefe política. Por isso, tucanos importantes dizem que é um erro montar um palanque pelo impeachment sem um Fiat Elba. (Pág. 2)

Merval Pereira

Teorias conspiratórias

À medida que o processo de impeachment da presidente Dilma se torna uma possibilidade concreta, embora ainda não inevitável, surgem teorias conspiratórias de todos os jeitos. Algumas folclóricas, como a tese do líder do PT Sibá Machado de que é a CIA que está por atrás das manifestações de rua contra o governo. Outras menos sofisticadas, que atribuem um cunho golpista a uma medida constitucional que já foi usada no Brasil sob a liderança do próprio PT . (Pág. 4)

Míriam Leitão

Corrente da pedalada

O relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre as pedaladas fiscais mostra os riscos que o país acumulou quando o governo tentou esconder o mau desempenho das contas públicas nos últimos anos. Passam de R$ 40 bilhões só os créditos concedidos pelos bancos públicos ao Tesouro. Esses empréstimos são proibidos. O TCU revela que eles realmente aconteceram. (Pág. 20)

Editoriais

Orçamento de 2016 volta a se espelhar na realidade

A contabilidade criativa das finanças públicas no primeiro governo Dilma fez com que as metas fiscais deixassem de ser levadas a sério pelos mercados (Pág. 16)

Solução das dívidas implica obrigações dos clubes

Governo e Legislativo não podem se dobrar a tentativas de tirar o espírito saneador da MP do Refinanciamento, uma porta para a modernização do futebol brasileiro (Pág. 16)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Dengue é epidemia em 4 Estados e surto no noroeste do RS

Ocorrência da doença cresceu 240% desde janeiro. Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul e São Paulo são os mais atingidos. Na região crítica do território gaúcho, foram 58 novos casos registrados só nesta semana. (Sua Vida | 32 e 33)

Oposição retoma discurso por impeachment de Dilma

Decisão do TCU sobre manobras fiscais do governo eleva pressão sobre a presidente (Notícias | 8 e 9)

Crédito para casa própria sobe pela 2a. vez neste ano

Novo ajuste pode elevar em até 10% o custo total do financiamento oferecido pela Caixa (Sua Vida | 34)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete : Exploração de petróleo no menor nível desde 2007

O Brasil tem hoje uma frota de sondas de perfuração de poços equivalente à metade da verificada no início da década, o que provocou fechamento de postos de trabalho, principalmente em Macaé, no Norte fluminense. A redução da atividade é reflexo da crise da Petrobras e do período de cinco anos sem leilões de áreas exploratórias. (Pág. 10)

Caixa eleva juros para imóveis

Pela segunda vez este ano, o banco aumentou a taxa cobrada no crédito para compra de residência pelo SBPE. Além disso, reduziu o teto de financiamento de 90% para 80% do valor do imóvel para contratos com amortização constante (SAC). (Pág. 18)

Força-tarefa para CPI do HSBC

Parlamentares que integram a Comissão negociam junto ao governo a criação de equipe com técnicos de Executivo, Legislativo e Judiciário para investigar as transações de brasileiros que mantinham contas secretas na Suíça. (Pág. 4)

Alves é empossado no Turismo, mas vai atuar no Congresso

Em sua posse, novo ministro recebe a missão de ajudar nos esforços para esfriar o clima de confronto da base aliada com o governo no Legislativo. Presidentes do Senado e da Câmara, porém, não estiveram na cerimônia. (Pág. 3)

Setor de serviços muito perto da primeira retração

Receita nominal em fevereiro cresceu só 0,8%, pior expansão da série do IBGE. CNC vê resultado negativo já em março. (Pág. 5)

Olhar do Planalto

Leonardo Fuhrmann

O APOIO SELETIVO DA BASE ALIADA

A base do governo Dilma Rousseff começa a dar sinais de que pode encerrar sua rebelião. Um dos motivos apontados por parlamentares é a separação entre questões administrativas e ideológicas do governo. (Pág. 2)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães

DI USA DILMA PARA SUBIR JURO

O mercado de juros desatrelou-se ontem tanto do dólar quanto dos ativos internacionais que exercem influência sobre ele. Em alta, desrespeitou não só o viés de baixa do dólar como também a pasmaceira nas negociações com títulos do Tesouro americano. (Pág. 19)

Ponto Final

Octávio Costa

OS CADERNINHOS DE BRIZOLA

Nestes dias em que a política se tornou caso de polícia, com agentes da PF dando voz de prisão ao tesoureiro do PT, muita gente se pergunta sobre o que diria o ex-governador Leonel Brizola a respeito dos acontecimentos. (Pág. 32)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Decisão do TCU cria risco de rejeição de contas para Dilma

Eventual reprovação pelo Congresso pode justificar abertura de processo de impeachment contra presidente, diz Aécio

Manobras fiscais do primeiro governo Dilma (PT), consideradas crime de responsabilidade pelo Tribunal de Contas da União, serão analisadas com as contas de 2014. Para o órgão, houve descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal. A Folha apurou que ministros e técnicos do TCU pretendem recomendar ao Congresso a rejeição dessas contas, um fato inédito. O tribunal aprovou relatório considerando que o governo violou a lei ao usar bancos públicos para cobrir despesas a serem bancadas pela União — são as chamadas “pedaladas fiscais”. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) diz que a decisão pode justificar um processo de impeachment, que poderia afastar Dilma para que ela responda por crime de responsabilidade. O advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, disse que vai recorrer contra do relatório do TCU e criticou os que já falam em possibilidade de afastamento de Dilma. “Desde 2001 essa sistemática de pagamentos acontece. Por que só agora estão questionando isso?” Nunca um presidente teve as contas rejeitadas, nem Collor , alvo de processo de impeachment em 92. (Poder a4)

Caixa eleva juros da casa própria pela 2ª vez no ano

Maior financiadora da habitação no Brasil, a Caixa elevou pela segunda vez neste ano os juros do financiamento para compra da casa própria. A taxa para clientes sem relacionamento com o banco passa de 9,15% para 9,45% ao ano. O ajuste vale para contratos a partir do dia 13 deste mês e, segundo a Caixa, reflete o aumento da Selic, taxa básica de juros. (Mercado b3)

Alvo na Lava Jato, OAS terá ajuda de R$ 800 milhões

Sem crédito após seu envolvimento na Lava Jato, a OAS deve receber um financiamento de R$ 800 milhões da canadense Brookfield. A garantia é uma fatia dos 24,4 % que o grupo possui na Invepar, concessionária do aeroporto de Guarulhos. Os estrangeiros são candidatos à compra do ativo. (Mercado b1)

Greve atinge 12 de 20 melhores escolas paulistas

A greve de professores da rede estadual paulista, iniciada há um mês, prejudica aulas em 12 das 20 melhores escolas da capital no Enem. A categoria pede aumento salarial de 75%, mas a gestão Alckmin (PSDB) diz ter concedido um reajuste de 45% em quatro anos. Em protesto, docentes passaram a madrugada desta quinta (16) na Assembleia Legislativa. (Cotidiano C4)

Dengue provoca mais de 1 morte por dia em SP

A epidemia de dengue tem causado, em média, mais de uma morte por dia no Estado de São Paulo neste ano. Em 60 dos 645 municípios, foram registrados ao menos 122 óbitos, o maior número em quatro anos. Na capital, que confirmou até agora 10,6 mil casos e quatro mortes, a prefeitura terá a ajuda do Exército para conter a doença. (Cotidiano C1)

Romário vai pedir investigação sobre negócio feito pelo novo chefe da CBF (Esporte D1)

Painel

Conselho Fiscal da Petrobras pede acesso ao balanço da empresa e cria temor de vazamento. (Poder a4)

Marcelo Coelho

Além de delações, indícios basearam a prisão de Vaccari

A decisão de Sergio Moro de mandar prender João Vaccari Neto, então tesoureiro do PT, não se baseia somente na palavra de delatores criminosos. Embora todos devam ser considerados inocentes até prova em contrário, o acúmulo de indícios e de desconfianças parece ser importante para que o juiz forme suas convicções pessoais. (Poder a7)

Editoriais

Leia “Ciclo delitivo”, acerca da prisão de João Vaccari Neto, e “Comer, beber, viver”, a respeito de pesquisa sobre hábitos e fatores de risco à saúde (Opinião A2)

EBC

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.