Quando seremos iguais perante a Previdência?
O governo avalia engrossar a fila de concessões para aprovar a reforma da Previdência. Dessa vez, o afago deve ir para servidores que ingressaram antes de 2003. Entre os principais beneficiários, estão juízes, procuradores e defensores da União. Quantos anos teremos que esperar para que sejamos iguais perante a Previdência Social?
Aposentado federal custa R$ 63 mil ao contribuinte
O contribuinte já bancou R$ 63,4 mil para cada servidor civil da União aposentado. O repasse deste ano supera o registrado em 2016, e a tendência ê que cresça. Como a receita com contribuições previdenciárias aumenta em ritmo menor que o pagamento de benefícios, foram necessários recursos vindos de outros tributos, que deveriam custear áreas como saúde, segurança e educação…
————————————————————————–

O Globo

Manchete: Com avanço da Lava-Jato, governo acelerou indulto
Regras afrouxam à medida que investigação atinge cúpula do Planalto
Para Deltan Dallagnol, ato consagra o Brasil como ‘paraíso dos réus do colarinho branco’

As regras para a concessão de indulto a presos foram afrouxadas pelo presidente Michel Temer nos últimos dois anos, ao passo que as investigações da Lava-Jato se aproximaram da cúpula do governo. O tempo mínimo de cumprimento da sentença, que era de um terço de uma pena máxima de 12 anos, caiu para um quarto em 2016, e agora para um quinto, sem limite. O tamanho do perdão deixou perplexos investigadores como o procurador Deltan Dallagnol. Para ele, este indulto impede novos acordos de delação premiada. O juiz Sergio Moro disse que o indulto transmite “péssima mensagem à sociedade”. (PÁGINA 3)

Vendas sobem 6% nos shoppings, e Serasa vê melhor Natal desde 2010
O faturamento dos shoppings subiu 6% no Natal deste ano, após dois anos de queda. Para a Alshop, associação do setor, a recuperação da economia, ainda que lenta, a liberação dos recursos das contas inativas do FGTS e a redução da taxa de juros explicam o aumento das vendas. No comércio pela internet, a alta foi ainda maior, de 12%. A Serasa, que monitora o movimento do comércio a partir das consultas a seu site, estimou uma expansão de 5,6% nas vendas do varejo entre 18 e 24 de dezembro, no melhor resultado desde 2010. (PÁGINA 17)

Corte no Orçamento deve ser de R$ 26 bi
A secretária do Tesouro, Ana Paula Vescovi, alertou que será preciso cortar R$ 26 bilhões em despesas do Orçamento de 2018, porque o Congresso não aprovou algumas medidas do ajuste fiscal. Segundo Ana Paula, o corte atingirá áreas como manutenção de estradas, Farmácia Popular e bolsas de estudo. (PÁGINA 15)

Barganha com banco público
O ministro Marun disse que o governo condiciona a liberação de recursos da Caixa ao apoio dos governadores à reforma da Previdência. Segundo Marun, BB e BNDES também seguem “ações de governo”. (PÁGINA 15 e Míriam Leitão)

Elio Gaspari
DEFESA DE PRIVILÉGIO
Ganhos acima do teto corroem imagem do Judiciário. (PÁGINA 12)

Brasil expulsa venezuelano
Três dias após a Venezuela expulsar o embaixador Ruy Pereira, o Itamaraty decidiu aplicar a mesma medida ao encarregado de Negócios do país vizinho no Brasil. (PÁGINA 20)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Vendas de Natal têm melhor desempenho em sete anos
Comércio registra alta de 5,6%, reverte três anos consecutivos de queda e projeta novo crescimento em 2018
O comércio vendeu 5,6% mais neste ano na semana anterior ao Natal, ante igual período de 2016. É o melhor desempenho desde 2010, e reverte três anos de queda, segundo dados do Indicador Serasa Experian de Atividade do Comércio. Nos shoppings, o resultado foi ligeiramente melhor, com alta de 6% e movimentação de R$ 51,2 bilhões. Entidades avaliam que o desempenho é reflexo da recuperação da renda, do recuo da inflação e da queda do desemprego e dos juros. A liberação das contas inativas do FGTS e o saque do PIS/Pasep também contribuíram. Para analistas, os resultados confirmam expectativa de crescimento de 3% a 5% nas vendas do ano todo e projetam nova alta em 2018. O movimento ainda era grande ontem em centros de compra de São Paulo. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Maluf pode ser tratado na cadeia, diz perícia
O Instituto Médico-Legal de Brasília concluiu que o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP) não precisa deixar a cadeia, o CDP da Papuda, para receber tratamento médico. A perícia apontou “doença grave”, mas destacou que o condenado não necessita de “cuidados contínuos que não possam ser prestados” na prisão. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Marun admite liberar verba da Caixa por voto na Previdência
O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, admitiu ontem que o Planalto pressiona governadores e prefeitos a angariar votos pró-Previdência em troca da liberação de recursos de bancos públicos. “Financiamentos da Caixa são ações de governo. Entendemos que deve ser discutida alguma reciprocidade”, disse. (ECONOMIA / PÁG. B4)

Itamaraty reage e expulsa diplomata da Venezuela
O governo brasileiro anunciou ontem que o diplomata Gerardo Antonio Delgado Maldonado, da Venezuela, é “persona non grata” no País. Ato é reação à decisão de sábado do governo de Nicolás Maduro, que fez o mesmo com o embaixador brasileiro Ruy Pereira. O prazo para o venezuelano sair do Brasil não foi determinado. (INTERNACIONAL / PÁG. A8)

Presidente perde apoio após indulto a Fujimori (INTERNACIONAL / PÁG. A7)

Vera Magalhães
Entidades do MP estudam Adin contra indulto natalino concedido por Temer. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Notas & Informações
Natal da recuperação
Mais vendas e mais empregos marcaram o Natal. (PÁG. A3)

O sentido pedagógico do teto
Que o teto dos gastos públicos possa ajudar a revelar toda a mentira contida no populismo. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Violência barra Correios em um terço de São Paulo
Restrição na entrega de produtos atinge 4,5 milhões de pessoas na cidade
O alto índice de assaltos levou os Correios a restringir total ou parcialmente a entrega de produtos em quase um terço do território da cidade de São Paulo, afetando a vida de cerca de 4,5 milhões de pessoas. Levantamento inédito feito pela Folha, com base no sistema de dados da empresa, mostra que 57 dos 96 distritos do município, a maioria na periferia, enfrentam problemas de distribuição. A restrição chega a 99% das ruas do Itaim Paulista, na zona leste, e a 98% das vias do Capão Redondo, bairro no extremo da zona sul que tem o segundo maior número de roubos. Entre as medidas adotadas pelos Correios estão o uso de escolta, o que pode mais que dobrar o prazo de entrega, e a retirada de encomendas pelos destinatários em unidades de distribuição, que ficam lotadas. A empresa diz que a decisão visa também a segurança dos trabalhadores —que se queixam de agressões. Os roubos de carga no Estado cresceram 10% neste ano (até novembro) —o aumento foi de 1,2% na capital paulista. O governo estadual diz que as polícias vêm trabalhando no combate a esse tipo de crime e que em “mais da metade” dos distritos da cidade não houve registro de roubo. (Cotidiano B1)

Aposentado federal custa R$ 63 mil ao contribuinte
O contribuinte já bancou R$ 63,4 mil para cada servidor civil da União aposentado. O repasse deste ano supera o registrado em 2016, e a tendência ê que cresça. Como a receita com contribuições previdenciárias aumenta em ritmo menor que o pagamento de benefícios, foram necessários recursos vindos de outros tributos, que deveriam custear áreas como saúde, segurança e educação. (Mercado A12)

Ministro defende liberar verba em troca de votos
O ministro Carlos Marun (Secretaria de Governo) diz se tratar de “ação de governo”, e não de “chantagem”, a liberação de recursos da Caixa a governadores para que pressionem deputados a votar a favor da reforma da Previdência. (Poder A6)

BERNARDO MELLO FRANCO
Fisologismo tem em Carlos Marun (MDB-MS) um novo porta-voz. (Opinião A2)

Diplomata da Venezuela vira ‘persona non grata’ no Brasil
O governo brasileiro declarou o diplomata da Venezuela Gerardo Antonio Delgado Maldonado ‘persona non grata’. A medida equivale a uma expulsão. O Itamaraty diz estar seguindo o princípio de reciprocidade. A Venezuela havia declarado o embaixador do Brasil em Caracas ‘persona non grata’ no país. (Mundo A11)

Emissora pública corta gastos e muda a grade
A EBC (Empresa Brasil de Comunicação) vai cortar funcionários para equilibrar as contas e mudar a grade de programação para atrair o público. O conglomerado estatal, que inclui dois canais de televisão, oito emissoras de rádio e uma agência de notícias, tem 2.500 funcionários. (Poder A5)

Estaleiro diz que pagou propina no governo FHC
O estaleiro de Cingapura Keppel Fels relata em acordo firmado com autoridades que pagou US$ 300 mil em propina a funcionários do governo do tucano Fernando Henrique Cardoso, entre 2001 e 2002, em troca de contrato com a Petrobras. A empresa havia admitido suborno maior nas gestões Lula e Dilma. PSDB e PT não se manifestaram. (Poder A4)

Depois de 3 anos, comércio volta a registrar alta nas vendas no Natal (Mercado A15)

Raquel Landim
Quando seremos iguais perante a Previdência?
O governo avalia engrossar a fila de concessões para aprovar a reforma da Previdência. Dessa vez, o afago deve ir para servidores que ingressaram antes de 2003. Entre os principais beneficiários, estão juizes, procuradores e defensores da União. Quantos anos teremos que esperar para que sejamos iguais perante a Pievidência Social? (Opinião A2)

Editoriais
Leia “A defesa do privilégio” , sobre salários de políticos e da elite do funcionalismo, e “Inanição chavista” , a respeito da catástrofe social venezuelana. (Opinião A2)

————————————————————————————

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.