Facção de SP assalta no Paraguai
A polícia do Paraguai suspeita que a maior facção criminosa paulista foi responsável pela explosão do prédio da transportadora de valores Prosegur em Ciudad del Este, de onde os bandidos levaram o equivalente a R$ 120 milhões. Na caçada aos 50 assaltantes, três suspeitos e um policial foram mortos na fronteira…
Resgate de Marcola
Agentes da Rota, grupo de elite da Polícia Militar, foram deslocados ontem para Presidente Prudente (SP) após investigação apontar que integrantes do PCC pretendiam resgatar o seu líder Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, preso em Regime Disciplinar Diferenciado…


O Globo

Manchete: Marqueteiros do PT dizem que Dilma sabia de caixa 2
Santana e Mônica contaram que petista conhecia conta no exterior
PF e governo do Paraná pedem adiamento de interrogatório de Lula pelo juiz Moro, marcado para o próximo dia 3, por dificuldades em montar esquema de segurança após o feriado do dia 1º
Em depoimento à Justiça Eleitoral, o casal de ex-marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura afirmou que a expresidente Dilma sabia da existência de caixa 2 na eleição de 2014. Santana fez as três últimas campanhas presidenciais do PT: 2006, vencida por Lula, e 2010 e 2014, quando Dilma ganhou. O marqueteiro contou que a ex-presidente perguntou a ele se a conta Shellbill, usada por Santana para receber recursos na Suíça, era segura. Dilma reagiu dizendo que o casal, que fez acordo de delação premiada com a Lava-Jato, foi “induzido a delatar fatos inexistentes”. A PF pediu ao juiz Sergio Moro que adie o depoimento de Lula, marcado para o dia 3, por questão de segurança. (Pág. 3)

ARTIGO
SERGIO MORO
Espera-se que a independência da Justiça não seja desprezada. (Pág. 4)

Venezuela tem mais 2 mortos em confrontos
Vítimas de atos contra o governo Maduro já chegam a 25
Novos confrontos deixaram mais dois mortos na Venezuela, aumentando para 25 o número de vítimas nos protestos contra o governo Maduro nas últimas semanas. Os manifestantes montaram barricadas nas principais cidades para bloquear vias importantes e evitar confrontos com as forças de segurança. (Pág. 25)

Ministros vão reforçar votação
Os 15 ministros do governo Temer que têm mandato de deputado federal voltarão à Câmara para votar a favor da reforma da Previdência na próxima semana. Ontem, o PSB fechou questão contra as mudanças na aposentadoria e também contra a reforma trabalhista. (Pág. 20)

Energia atrai investidores
O governo considerou um sucesso o leilão de 31 linhas de transmissão de energia. Os vencedores vão ter de investir R$ 12,7 bi. Como houve deságio, haverá economia de R$ 24 bi para o consumidor. (Pág. 21)

Facção de SP assalta no Paraguai
A polícia do Paraguai suspeita que a maior facção criminosa paulista foi responsável pela explosão do prédio da transportadora de valores Prosegur em Ciudad del Este, de onde os bandidos levaram o equivalente a R$ 120 milhões. Na caçada aos 50 assaltantes, três suspeitos e um policial foram mortos na fronteira. (Pág. 6)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Maior assalto da história do Paraguai tem PCC e 4 mortes
Bando leva US$ 40 milhões em ataque a empresa de transporte de valores; um policial e três bandidos morreram
Pelo menos 30 homens usando armamento de guerra, como metralhadora ponto 50, fuzis e explosivos, roubaram US$ 40 milhões da empresa de transporte de valores Prosegur, em Ciudad del Este, no Paraguai, na madrugada de ontem. Usando vários veículos, os bandidos cercaram os acessos à transportadora e derrubaram muros. Um policial morreu na hora e três suspeitos foram mortos depois, durante perseguição. Parte da quadrilha cruzou a fronteira e passou para o lado brasileiro por volta do meio-dia. No caminho, trocou tiros com a polícia. Autoridades consideram o roubo o maior da história do Paraguai. As polícias dos dois países acreditam que o Primeiro Comando da Capital (PCC) esteja envolvido no caso. Em nota, o presidente Michel Temer lamentou o fato. Para o promotor Lincoln Gakiya, do Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do MPE, o assalto foi idêntico aos praticados pelo PCC em São Paulo. (METRÓPOLE / PÁG. A10)

Resgate de Marcola
Agentes da Rota, grupo de elite da Polícia Militar, foram deslocados ontem para Presidente Prudente (SP) após investigação apontar que integrantes do PCC pretendiam resgatar o seu líder Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola, preso em Regime Disciplinar Diferenciado. (PÁG. A11)

Marqueteiros dizem que Dilma tratou de caixa 2
O marqueteiro João Santana e sua mulher, a empresária Mônica Moura, disseram ontem em depoimentos no Tribunal Superior Eleitoral que a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) discutiu com eles os pagamentos ilícitos feitos via caixa 2 para a campanha dela em 2014. Santana disse que conversou com Dilma no início de maio daquele ano. De acordo com os depoimentos, a empreiteira Odebrecht acertou o pagamento de R$ 70 milhões ao casal por meio de doações legais e de R$ 35 milhões no caixa 2. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Paraná quer adiar depoimento de Lula
Governo do Paraná pediu ao juiz Sérgio Moro que adie interrogatório do ex-presidente, marcado para dia 3, em Curitiba. Há temor de “possível deslocamento de movimentos populares”. (PÁG. A5)

Janot trava votação que pode afetar Lava Jato
O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu vista durante votação no Conselho Superior do Ministério Público Federal (MPF) de resolução que pode interferir no futuro da Operação Lava Jato. A medida limita o recrutamento de procuradores de uma unidade do MPF por outra, para que nenhuma seja desfalcada em mais de 10% do quadro. Janot se disse “perplexo” com os rumos que a discussão estava tomando antes da apresentação da versão alternativa que flexibiliza as regras. (POLÍTICA / PÁG. A7)

Leilão do governo garante aporte de R$ 12 bi em energia
O governo conseguiu leiloar 31 dos 35 lotes de linhas de transmissão de energia elétrica, com deságio médio de 36,47%. Os vencedores terão de investir R$ 12,7 bilhões nos novos empreendimentos, cujos prazos das obras variam de 36 a 60 meses. O resultado revelou um forte apetite dos investidores (nacionais e estrangeiros) pelo setor, que vinha de uma série de fracassos nas concessões de transmissão. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Militares do Exército morrem em treinamento

Três militares do Exército morreram afogados ontem em Barueri (SP) durante uma instrução militar em um lago. O Comando Militar do Sudeste não divulgou a identidade das vítimas. (METRÓPOLE / PÁG. A11)

Eliane Cantanhêde
Movimento que parece inacreditável pode surpreender em 2018: a disputa Doria x Haddad. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Notas & Informações
Sabotagem contra a Lava Jato
Quem quiser identificar um foco de sabotagem contra a Lava Jato não precisa ir muito longe. Basta olhar para o próprio Ministério Público Federal. (PÁG. A3)

Além da convalescença
O mercado estima um crescimento de 0,43% no ano. Se confirmado, ainda será miserável. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Resultado de licitação do BB vaza 4 dias antes
Nome da primeira colocada no certame, o de maior valor já realizado no governo Temer, foi antecipado à Folha
O nome da primeira colocada na licitação para a conta de publicidade do Banco do Brasil foi antecipado à Folha quatro dias antes da abertura oficial dos envelopes que trariam o resultado, informa Daniela Lima. A concorrência, realizada nesta segunda-feira (24), ê a de maior valor já realizada no governo Michel Temer. A Multi Solution ficou com o primeiro lugar no certame, que elegeu três empresas para gerenciar a publicidade do banco pelos próximos 12 meses, num contrato de R$ 500 milhões por ano, renovável por atê 60 meses. A informação de que a Multi Solution estaria entre as vencedoras foi registrada em cartório na quinta (20). Também foi publicada em anúncio cifrado na Folha do domingo (23). O Banco do Brasil diz que o processo obedeceu rigorosamente à legislação, e a definição das vencedoras foi norteada por critérios técnicos. A agência de publicidade nega favorecimento e afirma que resultado “coroa 20 anos de trabalho”. (Poder A4)

PSB se posiciona contra reformas do presidente
Quinto maior partido da base aliada do presidente Michel Temer, o PSB se declarou na noite desta segunda (24) contra as reformas trabalhista e da Previdência. A atitude sinaliza que a legenda pode deixar de apoiar o governo do peemedebista. Caso o PSB debande, a base na Câmara perderá 35 integrantes e terá 376. Temer agora atuará para tentar impedir traições em outras siglas governistas, como PTB e PPS. Para aprovar a reforma previdenciária, 308 votos são necessários. (Mercado A13)

João Santana afirma que Dilma sabia de caixa dois em 2014 (Poder A8)

Facção de SP é suspeita em megarroubo no Paraguai
Criminosos invadiram nesta segunda (24) a sede de uma transportadora de valores em Ciudad dei Este, perto da fronteira com o Brasil, e roubaram cerca de R$ 120 milhões. O governo paraguaio disse que um assalto dessa magnitude ê inédito no país e que os suspeitos são brasileiros. Investigação aponta que integrantes da facção paulista PCC podem ter participado da ação. Na perseguição, um policial paraguaio foi morto. Segundo a PM do Paraná, três suspeitos morreram em troca de tiros. (Cotidiano B1)

Petrobras briga com distribuidoras para entregar gás
A Petrobras propôs ao governo mudança que pode retirar das distribuidoras de gás fatia importante de suas receitas. A estatal quer acabar com o monopólio estadual da distribuição e entregar diretamente a grandes consumidores, sem pagar pelo transporte. A proposta enfrenta resistência dos Estados. (Mercado A16)

Mônica Bergamo
STF decide sobre liberdade de José Dirceu nesta terça (Ilustrada C2)

Nizan Guanaes
Brasil precisa ter disciplina para negociar reformas
O Brasil vive um momento muito duro, mas transformador. Reformas necessárias há muito tempo ganharam urgência e caminham, mesmo que aos trancos e barrancos, pelo Congresso Nacional. Apesar dessa tendência polarizadora do país (e do mundo), nós temos o valioso DNA da tolerância e da convivência. Nesse caminho, precisamos agregar disciplina às forças do Brasil. (Mercado A20)

Editoriais
Leia “A marcha de Macron”, acerca de desafios do candidato favorito na França, e “O Supremo e a bola”, sobre disputa de Flamengo e Sport no STF. (Opinião a2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.