Cabral, o teólogo
Presos em Benfica, o ex-governador Sérgio Cabral e a mulher, Adriana Ancelmo, foram aprovados no vestibular e vão fazer curso à distância de Teologia em faculdade do Paraná. Assim, podem ter redução de penas…
Brasil é o 3º em número de presos
O Brasil ultrapassou a Rússia e se tornou o 3º país com mais presos no mundo, atrás de EUA e China. São 726 mil detentos, oito vezes mais que em 1990. A incidência de Aids é alarmante….
Brasileira é morta no Havaí
Telma Emery foi morta por sufocamento e com golpes de taco de beisebol por assaltantes. Filha da vítima reconheceu os assassinos…
—————————————————————

O Globo

Manchete : Com crise, governo amplia limite de gastos para estados
Sem reforma da Previdência, quadro pode piorar a médio prazo
Governadores não conseguiriam cumprir teto de despesas previsto para 2018

Diante do risco de que alguns estados não consigam cumprir o teto de gastos, que passa a vigorar no próximo ano, o Tesouro Nacional aceitou fazer ajustes na regra. A previsão inicial era que o limite deveria ser calculado com base nas despesas de 2015 e 2016, anos de recessão e de forte ajuste fiscal. A pedido dos governadores, a equipe econômica permitiu que a base para fixar o teto seja o ano de 2017, que teve arrocho menor. Mesmo assim, os estados já pedem mais mudanças. Sem a reforma da Previdência, a situação pode se agravar a médio prazo: os maiores gastos dos estados já são com aposentadorias e pensões. (PÁGINA 19)

Ministro do PSDB pede demissão
Na véspera da convenção que deverá aclamar o governador Geraldo Alckmin como seu novo presidente, o PSDB deu mais um passo para romper com o governo Temer, com a demissão do ministro Antônio Imbassahy. Ele será substituído por Carlos Marun, do PMDB. Os tucanos, que ainda têm dois ministros, dizem que apoiarão a reforma da Previdência. (PÁGINA 3)

Cabral, o teólogo
Presos em Benfica, o ex-governador Sérgio Cabral e a mulher, Adriana Ancelmo, foram aprovados no vestibular e vão fazer curso à distância de Teologia em faculdade do Paraná. Assim, podem ter redução de penas. (PÁGINA 5)

Brasil é o 3º em número de presos
O Brasil ultrapassou a Rússia e se tornou o 3º país com mais presos no mundo, atrás de EUA e China. São 726 mil detentos, oito vezes mais que em 1990. A incidência de Aids é alarmante. (PÁGINA 6)

Brasileira é morta no Havaí
Telma Emery foi morta por sufocamento e com golpes de taco de beisebol por assaltantes. Filha da vítima reconheceu os assassinos. (PÁGINA 7)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : 124 deputados da base dizem que vão votar contra reforma
Levantamento mostra que ação do governo para enquadrar aliados e mudar regras da Previdência ainda não funcionou
Levantamento do Estado mostra que 215 deputados declaram voto contrário ao projeto de reforma da Previdência. Desses, 124 são de partidos da base de Michel Temer. Mesmo no PMDB – partido do presidente – e no PTB, os dois únicos que decidiram obrigar suas bancadas a votar a favor da reforma, há divisão. O governo necessita de 308 votos para a aprovação do projeto. Com 205 votos contrários, do total de 513 deputados, ele já seria reprovado. No PMDB, dez dos 60 parlamentares disseram ser contrários à proposta e 15 mostraram-se indecisos. Apenas 12 afirmaram ser favoráveis ao texto. Até mesmo alguns vicelíderes de partidos da base, como Lúcio Mosquini (PMDB-RO), mostram resistência ao projeto. Ontem, em evento em São Paulo, Temer fez apelo para que empresários trabalhem pela aprovação da reforma. (ECONOMIA / PÁGS. B1, B3 a B6 e B8)

Estudo analisa relação com voto
Análise de consultor do Senado contradiz a tese de que deputados que votam a favor de reformas da Previdência não se elegem, informa a Coluna do Estadão. (PÁG. A4)

Alckmin ataca Lula em discurso
O governador Geraldo Alckmin assume hoje o comando do PSDB com a preocupação de mostrar um discurso que o credencie como candidato do centro político na disputa presidencial de 2018. Alckmin vai se apresentar como o contraponto à possível candidatura do ex-presidente Lula e dirá que o petista “será condenado nas urnas pela maior recessão da nossa história”. (POLÍTICA / PÁG. A4)

DIRETO DA FONTE – Doria anuncia apoio
João Doria anuncia hoje apoio a Geraldo Alckmin na corrida presidencial. Isso, no entanto, não significa que o governador vá declarar apoio ao prefeito na disputa pelo governo do Estado. (CADERNO2 / PÁG. C2)

Imbassahy sai; Marun assume articulação
O tucano Antonio Imbassahy pediu demissão ontem da Secretaria de Governo, um dia antes da convenção nacional do PSDB, que decidirá os rumos do partido. O deputado Carlos Marun (PMDBMS) assumirá o cargo. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Inflação do ano deve ser a mais baixa desde 1998
Puxada para baixo pelos alimentos, que tiveram deflação, a inflação de novembro surpreendeu e registrou alta de 0,28%, abaixo das previsões. Isso levou à revisão das projeções para o ano. A previsão é de que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) feche 2017 em 2,8%, abaixo de 3%, o piso da meta, e menor índice em quase 20 anos. Se isso se confirmar, o Banco Central terá de explicar ao Ministério da Fazenda por que descumpriu a meta. (ECONOMIA / PÁGS. B10 e B11)

Brasil é o 3º país que mais prende no mundo
A população carcerária do Brasil chegou a 726 mil pessoas em 2016, atrás apenas dos Estados Unidos e da China. O número de presos cresceu oito vezes desde 1990, mas as vagas nos presídios não foram abertas no mesmo ritmo: para suprir o déficit atual seria preciso dobrar a quantidade de prisões. Os números são do Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen). A maioria atrás das grades é de negros, jovens e de baixa escolaridade. (METRÓPOLE / PÁG. A20)

Inspeção veicular será obrigatória
A partir do fim de 2019, a inspeção veicular será obrigatória no País. Além de emissões de poluentes, a segurança dos veículos também será avaliada. (METRÓPOLE / PÁG. A22)

Enem eleva nota de corte da Fuvest
Responsável pelo vestibular de parte das vagas da USP divulgou notas mínimas para aprovação na 1.ª fase. Houve alta em 8 das 10 carreiras mais concorridas. (METRÓPOLE / PÁG. A24)

João Domingos
PSDB pode ser, de novo, responsável por atrapalhar a reforma da Previdência. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Notas&Informações
A inflação baixa e as incertezas
Cenário econômico promissor é insuficiente para sustentar o otimismo de analistas e investidores, quando há dúvidas sobre a aprovação da reforma da Previdência. (PÁG. A3)

Punição exemplar
Punição deve sinalizar que o Estado não acobertará crimes praticados por seus agentes. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Inflação pode fechar o ano abaixo de 3%, fora da meta
Alimentos influenciam, e IPCA sobe menos que o esperado em novembro
Com a queda no preço dos alimentos, o IPCA (índice oficial da inflação) subiu 0,28% em novembro, abaixo do previsto pelo mercado. Esperava-se que a alta fosse inferior à de outubro, de 0,42%, mas a intensidade da desaceleração surpreendeu. Foi a sétima vez seguida que os alimentos, que representam 1/4 das despesas familiares, tiveram deflação. Caso o IPCA não ultrapasse 0,48% em dezembro, a inflação do ano ficará abaixo de 3%, o que já é um consenso entre os economistas. Se isso ocorrer, o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, terá de dar explicações à Fazenda, já que a meta de inflação ê de 4,5%, com tolerância de até 1,5 ponto para mais ou para menos. Nesse cenário, analistas já projetam novo corte na taxa básica de juros, reduzida nesta semana para 7% ao ano. A previsão ê de 6,75% em fevereiro. (Mercado pág. 4)

Foto-legenda : Vade Retro
Michel Temer em evento em SP; para ele, propagam-se inverdades sobre a reforma da Previdência: ‘Essa história de rede social é um horror, pega’ (Mercado pág. 4)

Alckmin deve atacar Lula em convenção dos tucanos
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, assumirá hoje a presidência do PSDB com falas duras direcionadas aos petistas. “Depois de ter quebrado o Brasil, Lula diz que quer voltar ao poder. Ele quer voltará cena do crime”, diz versão do discurso a que a Folha teve acesso. O tucano buscará se apresentar como opção de mudança na eleição de 2018 e um candidato capaz de superar as crises do país. (Poder A4)

Ministro do PSDB deixa articulação do governo Temer
O ministro responsável pela articulação política, Antonio Imbassahy (PSDB), pediu demissão ontem. A saída agrada a deputados do “centrão” e pode atrair votos para a reforma da Previdência. O parlamentar Carlos Marun (PMDB) deve ser nomeado na semana que vem. (Poder A5)

Brasil ultrapassa Rússia e torna-se o terceiro país com mais presos (Cotidiano B1)

Ditador da Líbia doou US$ 1 mi a campanha de Lula, diz revista (Poder A9)

Em 2020, inspeção veicular passa a ser obrigatória no país (Cotidiano B5)

Editoriais
Leia “Decisão na Previdência”, cobrando apoio mais incisivo dos partidos à reforma, e “Selfies com o traficante”, a respeito da prisão de Rogério 157. (Opinião A2)

————————————————————————————

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.