Resíduos: Mercado do lixo negocia bilhões; O fim dos lixões em curso no país estimula investimentos na área de tratamento de resíduos sólidos. Só em 2012, o volume de recursos movimentados chegou a R$ 23 bilhões. O BNDES tem uma carteira de R$ 1,7 bilhão em financiamentos ao setor…

Balança terá efeito do câmbio no 2º semestre; José Augusto de Castro, presidente da AEB, espera que os consumidores internacionais revejam os contratos e incluam os produtos brasileiros em suas compras daqui a seis meses. Para ele, a melhora da economia norte-americana não ajuda o Brasil…

Poupança fecha 2013 com recorde; Os depósitos na aplicação financeira mais popular do país superaram os saques em R$ 71,047 bilhões. A alta dos juros básicos da economia explica, em parte, esse resultado. Mas há outra razão: o brasileiro está poupando mais. O valor médio investido pelo brasiliense, por exemplo, chegou a R$ 3.408,16 em dezembro.

 

O Estado de S. Paulo

Manchete: Prisão de João Paulo atrasa; pressão por renúncia aumenta

Joaquim Barbosa sai de férias sem expedir mandado; Câmara vai analisar cassação. O presidente do STF, Joaquim Barbosa, saiu de férias ontem sem expedir o mandado de prisão do deputado e ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT-SP). A decisão é agora da ministra de plantão na Corte, Cármen Lúcia. Com o risco iminente de prisão de João Paulo, a base do governo no Congresso e até membros do PT aumentam a pressão para que ele renuncie ao mandato, indicando que a cassação deverá mesmo ocorrer. O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), decidiu convocar para 4 de fevereiro uma reunião da Mesa Diretora da Casa com o objetivo de analisar o caso do petista. O líder do PDT, André Figueiredo (CE), disse que, uma vez que haja a sentença, a cassação é “inevitável”. Próximo a João Paulo, Cândido Vaccarezza (PT-SP) saiu em defesa do colega: “Existe uma visão generalizada de que Joaquim Barbosa passou dos limites”, disse. (Págs. 1 e Política A4)

Vaquinha virtual

Parentes de José Genoino lançaram site para arrecadar dinheiro para pagar a multa de R$ 468 mil, parte da condenação pelo mensalão. (Págs. 1 e A4)

Dilma aprova repasses para obras de ONG de saúde

A presidente Dilma Rousseff sancionou na LDO regra que permite repasse de recursos para entidades privadas sem fins lucrativos da área de saúde, inclusive ONGs, fazerem obras. A medida foi vetada pela presidente em 2012.0 governo diz que o objetivo é assegurar a prestação de serviço pelo SUS. No domingo, o Estado mostrou que vetos de Dilma na LDO abriram brecha para afrouxar controles de custos. (Págs. 1 e Política A5) R$ 1,08 bilhão foi o quanto o Ministério da Saúde transferiu para entidades em 2013

Agência S&P diz que pode rebaixar rating do Brasil

O diretor responsável por Ratings Soberanos da Standard & Poor’s, Joydeep Mukherjí, afirmou que a agência de classificação de risco pode rebaixar o rating soberano do Brasil em um nível este ano, mesmo antes das eleições de outubro. “Não vamos atar nossas mãos porque tem uma eleição geral”, disse. A Fitch Ratings informou que o rating do País poderá ser mantido. Anteontem, a Moody’s dissera que também pode manter sua nota. (Págs. 1 e Economia B1)

Captação recorde

Em 2013, os depósitos em caderneta de poupança superaram os saques em R$ 71 bilhões, um recorde. (Págs. B6)

Medo no Maranhão: Drama dos dois lados da cela

O Estado entrou no Complexo de Pedrinhas, de onde partem as ordens para queimar ônibus e atacar policiais em São Luís. Na entrada, mulheres se aglomeram para saber se seus maridos e filhos estão vivos, pois temem que eles virem um dos corpos exibidos em carnificinas filmadas com celular por presos, informa Artur Rodrigues. Em 13 anos, o número de homicídios na capital cresceu 460% – foram 807 só em 2013. (Págs. 1 e Metrópole PÁGS. A9 e A10)

Índios dizem que vão reabrir pedágios no AM

índios de aldeias no sul do Amazonas informaram ao Exército que vão reabrir em 1.° de fevereiro os pedágios na Transamazônica, em Humaitá, informa José Maria Tomazela, enviado especial. A cobrança será retomada apesar da ameaça de novo ataque dos moradores da cidade. Em 26 de dezembro, eles atearam fogo aos postos instalados em reserva indígena após o desaparecimento de três homens. (Págs. 1 e Política A6)

Produção de veículos cresce 9,9% em 2013 (Págs. 1 e economia B9)

Síria inicia retirada de armamento químico (Págs. 1 e internacional A8)

Bolsa-aluguel tem mais 15% de beneficiados

O número de famílias beneficiadas com algum tipo de auxílio para moradia na capital cresceu 15,5% no primeiro ano da gestão de Fernando Haddad (PT). Em 2013, a Prefeitura concedeu ao menos 31,2 mil bolsas a sem-teto, atendendo a uma média de 125 mil pessoas. No ano anterior, foram cerca de 27 mil benefícios. A alta é resultado de uma série de reintegrações de posse. (págs. 1 e metrópole A12)

Celso Ming: Revolução ignorada

Em seis anos, a revolução energética deverá tomar os EUA não apenas autossuficientes em petróleo e gás, mas fortes exportadores em potencial. (Págs. 1 e economia B2)

Mark Mazzetti: Os ladrões do FBI

Há quase 43 anos, gatunos entraram num escritório do FBI, na Filadélfia, e levaram os documentos que ali se encontravam. Eles nunca foram presos. (Págs. 1 e visão global A8)

Notas & Informações: Entre os votos e a nota de risco

A agência Moody´s deu uma boa notícia à presidente Dilma Rousseff neste início de ano. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Comissionados lotam administrações do DF

Levantamento feito pelo Correio mostra que 84% dos cargos de confiança nas 31 regiões administrativas são ocupados por funcionários que não prestaram concurso e foram indicados, principalmente, por deputados distritais. A situação contraria a Lei Orgânica do Distrito Federal, que determina a destinação de, pelo menos, 50% dessas vagas para servidores do quadro efetivo. Segundo o GDF, o percentual de não concursados comissionados em todo o governo caiu de 54,8% para 48,2% em 2013. (Págs. 1 e 19)

Invasão – Vizinhos das embaixadas

Em ritmo acelerado, dois homens erguiam ontem um muro em volta de uma casa de alvenaria na 813 Sul. No terreno, localizado em área nobre e reservada às representações diplomáticas —a da República Popular da China fica ao lado —, já existem cerca de 50 casas. Os invasores reconhecem que a ocupação é irregular. “Perdi as contas de quantas vezes falaram que iam derrubar as casas daqui. Nunca conseguiram, porque entramos na Justiça”, desafiou um dos moradores. (Págs. 1 e 25)

Poupança fecha 2013 com recorde

Os depósitos na aplicação financeira mais popular do país superaram os saques em R$ 71,047 bilhões. A alta dos juros básicos da economia explica, em parte, esse resultado. Mas há outra razão: o brasileiro está poupando mais. O valor médio investido pelo brasiliense, por exemplo, chegou a R$ 3.408,16 em dezembro. (Págs. 1 e 9)

Supersalário é liberado

STF concede liminar em favor de um servidor da Câmara dos Deputados que ganha acima do teto, de R$ 29,4 mil. (Págs. 1 e 9)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Tirar carteira de motorista empacou

Falta de simuladores de direção, agora exigidos, trava o processo de habilitação. O treinamento de pelo menos cinco horas nos equipamentos, depois das aulas teóricas e antes do aprendizado final nas ruas, passou a ser obrigatório no dia 1° deste mês. Mas as estimativas são de que apenas 1% das 1.798 autoescolas mineiras, 271 delas em BH, já tenha os aparelhos. A imensa maioria dos estabelecimentos só estão encomendando os simuladores agora e os quatro únicos fabricantes no país pedem prazo de pelo menos 90 dias para a entrega. Por causa disso, o chefe da Divisão de Habilitação do Detran-MG, Anderson França Menezes, prevê que o número de habilitações expedidas no estado caia a 10% das cerca de 180 mil mensais a partir de março. Para amenizar o problema, foi firmado um acordo verbal dos Detrans com o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para que os candidatos possam fazer aulas de rua antes do simulador, o que contraria a resolução que obrigou o uso das máquinas. (Págs. 1 e 16)

Minha casa, minha vida: Briga por conjunto na capital está perto do fim (Págs. 1 e 6)

Aposta segura: Poupança capta R$ 71 bi em 2013 e bate recorde (Págs. 1 e 13)

Mensalão: Barbosa sai de férias sem assinar ordem de prisão

Sem a assinatura dele ou de um presidente interino do STF, a Polícia Federal não pode prender o deputado João Paulo Cunha (PT-SP). (Págs. 1 e 2 e 3)

ENEM/SISU: Concorrência mais acirrada é para UFMG

Balanço do MEC divulgado no fim da manhã de ontem apontava 39,66 candidatos para cada uma das 3.353 vagas disponíveis para o primeiro semestre. O curso mais disputado é o de medicina e na primeira parcial das notas de corte exigia 803,04 pontos. (Págs. 1 e 20)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Semana pré terá regras

Blocos que desfilam no Recife na semana anterior ou posterior ao Carnaval terão que cumprir exigências como desligar o som às 19h, evitar os principais corredores viários e disponibilizar ambulância e equipe médica para cada trio. (Págs. 1 e Cidades 4)

Carteira de motorista fica mais cara

Custo da habilitação categoria B (carros de passeio) subirá até R$ 250 em maio com a exigência de simuladores nas autoescolas. (Págs. 1 e Cidades 1)

UFRPE tem concorrência alta no Sisu

Rural é terceira na relação candidato/vaga: 27,8. Entre os cursos, medicina lidera concorrência, com 60,47 candidatos por vaga. (Págs. 1 e 9)

PT x Eduardo: Página petista no Facebook ataca governador acusando-o de “vender a alma à oposição” (Págs. 1 e 3)

Pedro Corrêa: Ex-deputado deverá cumprir pena no Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho (Págs. 1 e 4)

Os últimos suspiros da Sudene

Série se encerra hoje falando da “profecia” de ACM de que órgão seria extinto. (Págs. 1, 6 e 7)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Poupança rende mais e bate recorde em 2013

Após 15 meses sob novo cálculo, aplicação preferida dos brasileiros pela simplicidade volta à regra anterior e fecha o ano com saldo positivo de R$ 71 bilhões. (Págs. 1 e 17)

Agora é lei: Multa para quem jogar lixo no chão

Campanha de conscientização antecede cobrança de R$ 263 por desrespeito à norma, a partir de abril. (Págs. 1 e 28)

Porto Alegre: Imóvel sobe mais do que a inflação

Valor médio de novos e usados avançou 14% em 2013 ante 5,5% do IGP-M. (Págs. 1 e 16)

Na estrada: Uso do Samu preocupa as prefeituras

Serviços municipais atendem acidentes em rodovias que foram assumidas pela EGR. (Págs. 1 e 6)

Atuação em três estados: Presa quadrilha que roubava caminhões

Bando teria feito 60 ataques a veículos na Região Metropolitana em 2013. (Págs. 1 e 36)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Balança terá efeito do câmbio no 2º semestre

José Augusto de Castro, presidente da AEB, espera que os consumidores internacionais revejam os contratos e incluam os produtos brasileiros em suas compras daqui a seis meses. Para ele, a melhora da economia norte-americana não ajuda o Brasil. (Págs. 1 e 6)

Gasolina: Lei é tímida comparada a países líderes

Petrobras já começou a vender combustível com menos poluentes. Teor de enxofre, porém, ainda é cinco vezes superior ao admitido na Europa, EUA e em parte da Ásia e Américas. E não há previsão de novas reduções. (Págs. 1 e 4)

Resíduos: Mercado do lixo negocia bilhões

O fim dos lixões em curso no país estimula investimentos na área de tratamento de resíduos sólidos. Só em 2012, o volume de recursos movimentados chegou a R$ 23 bilhões. O BNDES tem uma carteira de R$ 1,7 bilhão em financiamentos ao setor. (Págs. 1, 14 e 15)

Automóveis: Indústria está otimista para 2014

Mesmo com o fim da redução do Imposto sobre Produtos Industrializados, a Anfavea prevê um crescimento moderado para este ano. O setor espera elevar as vendas em 1,1%, contando com aumento de 4% a 5% da oferta de crédito. (Págs. 1 e 5)

Aéreas: Companhias estrangeiras dizem que não conseguem aumentar voos na Copa (Págs. 1 e 17)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.