Redução na conta de luz custou R$ 61 bi

Auditoria do TCU concluiu que os efeitos da redução média de 20% nas contas de luz, que entrou em vigor no começo de 2013 após o governo antecipar concessões do setor, se esgotarão ao fim de 2015. E a medida terá custo de R$ 61 bilhões aos cofres públicos, estima o TCU…

Após 12 anos, acaba disputa de Brasil com EUA sobre algodão

Os governos do Brasil e dos EUA assinaram acordo que põe fim na disputa sobre subsídios americanos à produção de algodão. O imbróglio se arrastava desde 2002. A negociação prevê o pagamento de US$ 300 milhões ao Instituto Brasileiro do Algodão e limita as garantias de crédito à exportação a até 18 meses…

Delator afirma ter recebido US$ 23 milhões da Odebrecht

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa disse em delação que recebeu cerca de US$ 23 milhões (R$ 57 milhões) da Odebrecht, relata Mario Cesar Carvalho. É a primeira vez que a empreiteira aparece na investigação da Operação Lava J ato. A empresa nega a acusação. Nesta quarta (1º), Costa foi para o Rio, onde ficará em prisão domiciliar…

 TSE encontra 2.590 eleitores aptos a votar mais de uma vez 

O Globo

Manchete : Aeroportos elevarão tarifa sem ter de melhorar qualidade

Reajuste da Infraero não exige como contrapartida melhora nos serviços

Nova regra prevê correção em novembro, após eleição, e mais outra em janeiro de 2015. Tarifas estavam congeladas desde 2012

Resolução que está prestes a ser aprovada pela Anac levará a um reajuste de 7,93%, em novembro, nas tarifas de embarque nos 60 aeroportos administrados pela Infraero, informa GERALDA DOCA. A taxa do Santos Dumont, no Rio, vai ser atingida. Em voos internacionais, a tarifa será de R$ 80,64. E haverá novo aumento em janeiro de 2015, já que os preços estavam congelados desde 2012. Porém, ao contrário do que ocorre nos terminais privatizados , os novos parâmetros para reajuste na Infraero não têm como contrapartida a exigência de melhoria no atendimento ao público. (Pág. 23)

Ata da Petrobras diz que ex-diretor renunciou

Apesar de a presidente Dilma ter dito que foi ela quem demitiu o ex-diretor Paulo Roberto Costa, ata da Petrobras de 2 de maio de 2012 registra que Costa renunciou e traz elogios a ele. A campanha ontem continuou dizendo que ela o demitiu. Após delatar esquema de corrupção na estatal, Costa, que estava preso no Paraná, passou a cumprir pena em prisão domiciliar, no Rio. (Pág. 3)

Aécio acusa Correios de crime na campanha

O tucano acusou os Correios de crime por não entregar em material de sua campanha e, segundo ele, favorecer em Dilma. Marina também denunciou uso político da estatal após deputado do PT dizer que tem “dedo dos petistas nos Correios” na subida de Dilma em Minas. A presidente disse ser “absurda” a acusação. (Pág. 6)

Redução na conta de luz custou R$ 61 bi

Auditoria do TCU concluiu que os efeitos da redução média de 20% nas contas de luz, que entrou em vigor no começo de 2013 após o governo antecipar concessões do setor, se esgotarão ao fim de 2015. E a medida terá custo de R$ 61 bilhões aos cofres públicos, estima o TCU. (Pág. 26)

Brasil faz acordo sobre algodão

EUA vão pagar US$ 300 milhões e mudar crédito à exportação, o que favorece também soja e milho brasileiros. Em setembro, Brasil teve déficit comercial de US$ 939 milhões. (Pág. 24)

Foto-legenda : É cor de rosa choque

O prédio do Congresso, em Brasília, é iluminado para a campanha Outubro Rosa, sobre a importância do exame preventivo de câncer de mama.

Último debate será hoje na Rede Globo

Dilma, Marina e Aécio voltam a se enfrentar hoje, a partir das 22h30m, na TV Globo. (Pág. 7)

Chefe da proteção a Obama se demite

Sob críticas após duas graves falhas seguidas na segurança do presidente Barack Obama, a diretora do Serviço Secreto dos EUA, Julia Pierson, pediu demissão ontem. (Pág. 33)

Atentado mata 41 crianças na Síria

Carro-bomba explodiu na frente de uma escola de Homs, terceira maior cidade da Síria. Estado Islâmico e grupo ligado à al-Qaeda são suspeitos de realizar ataque. (Pág. 34)

Editorial

PROBLEMAS DO BRASIL

Gastos públicos e inflação

A presidente-candidata Dilma garante não ser preciso um ajuste fiscal. Mas não é isso o que mostram as estatísticas oficiais. (Pág. 20)

Ilimar Franco

A queda de Marina Silva não decorre só das críticas do PT e do PSDB. Analistas políticos afirmam que ela caiu (10 pontos em 30 dias) pela falta de um discurso para a maioria. A “nova política” e o “BC independente” são música para as elites. Mas o eleitor quer compromissos com a inflação zero, melhoria dos serviços públicos e do poder de compra. Esse discurso , avaliam, criaria a imagem de que ela tem capacidade de governar. (Pág. 2)

Merval Pereira

Disputa acirrada forçará aliança contra Dilma no 2º turno. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Economistas divergem sobre independência do BC. (Pág. 24)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : O delator está quase livre

Ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa deixou a prisão em Curitiba e chegou ao Rio escoltado. Em troca de informações sobre cobrança de propina, cumprirá prisão domiciliar com tornozeleira e devolverá US$ 23 milhões. (Notícias |13)

Campanha na TV se encerra hoje

A partir de sábado, a distribuição de santinhos é proibida. (Notícias | 16)

Corrida ao Piratini – Vale fazer dívida para tocar obra?

Quem assumir o Estado terá dificuldade para investir em infraestrutura. (Notícias | 12)

Corrida ao Planalto – Presidenciáveis têm último debate

Os sete candidatos com representação no Congresso se enfrentam na Globo hoje. (Notícias | 11)

Na cabeça de Marina

Candidata do PSB é a última da série que mostra ideias de presidenciáveis. (6 e 7)

————————————————————————————

Valor

– Efeito Marina beneficiou captação interna e externa.

Empresas e bancos conseguiram se aproveitar do “efeito Marina”, que até a semana passada provocou uma onda de euforia entre os investidores, para fechar captações de recursos nos mercados de capitais local e externo.

Costa sai para prisão domiciliar e prepara denúncia contra 13 empresas

Liberado o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, para cumprir prisão domiciliar no Rio pelo acordo de delação premiada, o Ministério Público Federal (MPF) prepara denúncias por crimes de corrupção, formação de organização criminosa e lavagem de dinheiro contra os responsáveis legais de 13 empresas e um consórcio: Camargo Corrêa e CNCC, Sanko-Sider, Queiroz Galvão,,Mendes Júnior, UTC/Constran, Andrade Gutierrez, OAS, Odebrecht, Engevix, Iesa, Hope, Egesa e Toyo Setal Empreendimentos Ltda.

– Os desafios de PSDB e PT nas disputas nos Estados.

– Promotores e PF dizem ter provas contra empreiteiras.

– TV paga visa cliente de baixa renda.

– Sócios negociam novo acordo para a Fibria.

Brasil Econômico

Manchete : Bolsa cai e investidores estrangeiros aumentam participação

O segmento foi responsável por 52,2% do volume total negociado na Bovespa em setembro, atraído pela redução dos preços das ações e impulsionado por mudanças de regras feitas pelo Conselho Monetário Nacional. (Págs. 20 e 21)

Na reta final, Aécio aposta no 2º turno

A campanha do candidato do PSDB continuará concentrando forças contra Marina, mas sem perder de vista a possibilidade de Dilma vencer já no domingo. (Pág. 3)

As amarras de Paulo Roberto

O ex-diretor da Petrobras, que chegou ao Rio com tornozeleira eletrônica, usava empresas de fachada no Panamá para movimentar esquema de desvio de dinheiro. (Pág. 11)

Balança repete maus resultados

O déficit foi de R$ 939 milhões em setembro, o pior desempenho para o mês desde 1998. No ano, o resultado, que estava no azul, ficou negativo em US$ 690 milhões. (Pág. 6)

Marina: ‘reeleição de FHC é mãe do mensalão’

Candidata atacou adversários e garantiu já estar no segundo turno, “com a sociedade”. (Pág. 5)

Comitê de Dilma foca em vitória no 1º turno, mas evita clima de ‘já ganhou’

O PT trabalha com o “tudo ou nada” para tentar vencer no primeiro turno as eleições presidenciais no próximo sábado. (Pág. 5)

Mosaico Político

Gilberto Nascimento

SUPLICY: AUSÊNCIAS CRITICADAS

O candidato a senador pelo PT em São Paulo, Eduardo Suplicy, é o segundo colocado nas pesquisas de intenção de voto, mas, ainda assim, não tem sido poupado pelos adversários. Serristas e kassabistas temem que a ida de militantes do PT para as ruas, nessa reta final de campanha, provoque um crescimento de Suplicy. (Pág. 2)

Ponto de Vista

Carlos Thadeu de Freitas

POLÍTICAS MACROPRUDENCIAIS E OS BCS

Após a crise de 2008, o papel dos Bancos Centrais passou a ser reavaliado. Uma das lições mais importantes aprendidas, apesar de toda controvérsia ainda existente sobre suas causas, seus efeitos e medidas para evitar futuras catástrofes semelhantes, é que estabilidade de preços não garante estabilidade financeira. (Pág. 7)

O mercado como ele é… Luiz Sérgio Guimarães

DILMA JÁ É “MARCADA A MERCADO”

Ao contrário dos fundos de investimentos, cujas cotas são “marcadas a mercado” por meio da atualização dos preços antigos dos papéis a seu valor corrente, os segmentos de câmbio e juros futuros “marcam a futuro”: eles trazem para o preço presente o valor que acreditam ser o mais provável no futuro. Os preços de ontem do dólar e dos DIs já se ajustam a essa visão de futuro. Qual? Para o mercado, salvo se acontecer incidente traumático capaz de provocar comoção nacional, Dilma Rousseff já está reeleita. (Pág. 22)

Ponto Final – Octávio Costa

QUEM SABE FAZ A HORA

Hoje é dia de debate dos candidatos à Presidência da República na TV Globo. Um programa essencial para quem ainda não está convicto da escolha que fará no próximo domingo e também para consolidar as opções já feitas. (pág. 32)

O Estado de S.Paulo

– Aécio e Marina atacam uso dos Correios em campanha.

– Probabilidade de Marina ir para o 2o. turno cai pela metade.

– Tiroteios no Rio deixam 2 mortos.

– País fica fora do top 200 das universidades.

– Ex-diretor da Petrobrás cumpre pena em casa.

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Alckmin não cumpriu 4 de cada 10 promessas de 2010

Metas do tucano em transportes e ambiente em SP tiveram as piores avaliações

Candidato à reeleição, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), chega à reta final da disputa eleitoral, segundo balanço da Folha, sem ter cumprido quase metade das promessas feitas por escrito em 2010. A eleição é domingo. A gestão Alckmin teve desempenho insatisfatório em 23 de 52 metas definidas em documento entregue pela campanha tucana à Justiça Eleitoral, ou 44% do total. As piores avaliações foram nas áreas de transportes e infraestrutura e ambiente. O resultado foi satisfatório em 29 promessas (56%), cumpridas totalmente ou situadas em estágio avançado. Os destaques positivos no terceiro mandato de Alckmin são a educação, a habitação e o desenvolvimento econômico e social. A última pesquisa Datafolha mostra o governador com 49% das preferências, contra 23% de Paulo Skaf (PMDB) e 10% de Alexandre Padilha (PT). Considerando-se só os votos válidos, Alckmin ganharia já no primeiro turno. (Eleições 2014 Pág. 7)

Marina planeja se aproximar do PSDB se for ao 2º turno

A candidata Marina Silva (PSB) disse a interlocutores que, se passar para o segundo turno, vai buscar aproximação com o PSDB. Para aliados, ela errou ao não dialogar mais antes. O tucano Aécio Neves quer dobrar mobilização em lugares estratégicos. (Eleições 2014 Pág. 1)

No último programa na TV no 1º turno, Dilma evitará ataques e proporá “governo novo, ideias novas”. (Pág. 4)

Delator afirma ter recebido US$ 23 milhões da Odebrecht

O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa disse em delação que recebeu cerca de US$ 23 milhões (R$ 57 milhões) da Odebrecht, relata Mario Cesar Carvalho. É a primeira vez que a empreiteira aparece na investigação da Operação Lava J ato. A empresa nega a acusação. Nesta quarta (1º), Costa foi para o Rio, onde ficará em prisão domiciliar. (Poder A4)

Após 12 anos, acaba disputa de Brasil com EUA sobre algodão

Os governos do Brasil e dos EUA assinaram acordo que põe fim na disputa sobre subsídios americanos à produção de algodão. O imbróglio se arrastava desde 2002. A negociação prevê o pagamento de US$ 300 milhões ao Instituto Brasileiro do Algodão e limita as garantias de crédito à exportação a até 18 meses. (Mercado B1)

TSE encontra 2.590 eleitores aptos a votar mais de uma vez (Pág. 5)

Candidatos do PT em três estados deixam o vermelho em 2º plano (Pág. 6)

Paciente com ebola foi liberado na 1ª vez que foi ao hospital

O paciente diagnosticado com ebola nos EU A procurou o hospital de Dallas quando começou a sentir sintomas, mas foi liberado mesmo após ter dito que vinha da Libéria. Uma enfermeira não teria informado os médicos. Entre 12 e 18 pessoas estão sendo monitoradas. (Mundo A8)

Ruy Goiaba

Blogs ‘progressistas’ disputam a primazia em puxar o saco federal (Eleições 2014 pág. 2)

Editoriais

Leia “Atraso programático”, sobre descaso de candidatos com programas oficiais de governo, e “Repartição universitária”, acerca do futuro da USP. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.