Governo tenta impedir que economia travada afete a campanha à reeleição

Com a economia em crise e o risco de um quadro de recessão durante a campanha eleitoral, o governo Dilma Rousseff lançou novo pacote de estímulo ao crédito. As medidas, anunciadas por BC e Fazenda, incluem injeção de dinheiro no sistema bancário, redução dos controles para concessão de empréstimos e normas voltadas para o financiamento de imóveis e veículos. Pelos cálculos oficiais, a oferta de crédito pode ser elevada em R$ 25 bilhões. O objetivo do Planalto é mostrar que não está parado ante a retração na economia, que pode afetar a imagem da presidente Dilma, candidata do PT à reeleição. ..

Estímulo fora de hora

A liberação de compulsório pelo Banco Central é mais um estímulo ao endividamento das famílias. Acontece em um contexto de crescimento praticamente zero do PIB e de inflação no teto da meta, corroendo os salários. Um dos objetivos da medida é impulsionar o financiamento de veículos, mas tomar crédito agora é pagar mais juros, depois do forte aumento da taxa Selic…

CONSUMO ESBARRA NA DÍVIDA?

Com o crescimento de apenas 4,2% no primeiro semestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano passado, o volume de vendas do varejo, mensurado pela Pesquisa Mensal do Comércio, do IBGE, confirma o cenário de desaceleração do consumo das famílias, que vem contribuindo para uma atividade econômica mais fraca este ano…

A conta da seca começa a chegar ao consumidor

Nove das doze distribuidoras com reajustes tarifários em agosto tiveram aumento superior a 20%, provocados pelo aumento do custo para compra de energia. O IPCA-15, divulgado ontem, mostra que crise do setor já tem impacto na inflação…

Obama apela por união contra ‘câncer’ jihadista

Decapitação de jornalista causa reação internacional

A execução do jornalista americano James Foley, cuja decapitação por jihadistas foi divulgada em vídeo na internet, causou indignação internacional. O presidente dos EUA, Barack Obama, e o premier britânico , David Cameron, interromperam as férias para condenar o crime…

O Globo

Manchete : Graça e Cerveró passaram imóveis para parentes

Escândalos na Petrobras

Doações ocorreram após denúncia de irregularidades na refinaria de Pasadena

TCU adia decisão sobre bloqueio de bens da presidente da estatal para investigar o caso; ministro relator diz que, se confirmada, revelação é grave por que ‘configura uma burla ao processo de apuração ’

Após o site do GLOBO revelar ontem que a presidente da Petrobras , Graça Foster , e o ex-diretor Nestor Cerveró doaram três imóveis cada aos filhos depois da divulgação do escândalo de Pasadena, o Tribunal de Contas da União suspendeu a votação sobre o bloqueio dos bens de Graça, que já estava em andamento. Para o relator, José Jorge, a denúncia é gravíssima porque configuraria tentativa de burlar a investigação. A Petrobras negou que Graça tenha tido a intenção de burlar decisão do TCU e disse que ela pode comprovar que decidira transferir os bens em 2013. O advogado de Cerveró negou que o objetivo dele fosse dissimular patrimônio. (Págs. 3 e 4)

O Conselho de Ética da Câmara aprovou a cassação do deputado André Vargas, que saiu do PT após escândalo da Lava-Jato. (Pág. 5)

Marina toma rédeas da campanha

Ex-senadora dobra cúpula do PSB e é anunciada candidata à Presidência

A ex-senadora Marina Silva conseguiu impor suas condições ao PSB e foi anunciada ontem à noite candidata à Presidência. A cúpula do partido aceitou exigências de Marina, entre elas a de não subir em palanques de candidatos a governos estaduais com os quais não tem afinidade, como o de Alckmin (PSDB) em SP. Ela ainda nomeou o tesoureiro e o coordenador-geral da campanha. (Pág. 3)

Vídeo de queda do avião reforça tese de erro

Vídeo que registrou a queda do avião de Campos indica per da de controle e mostra que a aeronave não estava pegando fogo. (Pág. 11)

Governo dá novos incentivos ao crédito

O governo recorreu de novo ao crédito para tentar aquecer a economia. O BC liberou mais R$ 25 bilhões para empréstimos. E o financiamento imobiliário terá menos burocracia. Analistas, porém, veem pouco impacto no PIB. (Págs. 23 e 24)

Condenado pede voto para Garotinho

O ex-delegado Álvaro Lins, condenado a 28 anos de prisão por comandar quadrilha quando chefiava a Polícia Civil nos governos Garotinho e Rosinha, pediu voto s para o ex-governador por celular. (Pág. 8)

Ex-governador : Não havia prova

No “RJ- TV ”, Garotinho disse que iniciou investigações contra Lins e que não o afastou por falta de prova. (Pág. 8)

Água em SP é incerta até 2016

A Agência Nacional de Águas alertou que o abastecimento em São Paulo é incerto até 2016. O governo paulista vai processar o ONS por causa do nível baixo da hidrovia Tietê-Paraná. (Pág. 27)

Abdelmassih está em presídio de SP (Pág. 12)

Obama apela por união contra ‘câncer’ jihadista

Decapitação de jornalista causa reação internacional

A execução do jornalista americano James Foley, cuja decapitação por jihadistas foi divulgada em vídeo na internet, causou indignação internacional. O presidente dos EUA, Barack Obama, e o premier britânico , David Cameron, interromperam as férias para condenar o crime. (Pág. 32)

Epidemia de Ebola – Violência explode na Libéria (Pág. 28)

Ilimar Franco

Panorama Político – O PSDB no divã

Marina Silva (PSB) está arrebatando os votos da juventude e dos setores médios, que antes estavam com Aécio Neves. O desempenho do governo Dilma melhora a cada pesquisa. Para enfrentar essas dores de cabeça, o PSDB convocou reunião de emergência para ontem à noite em São Paulo. O temor é com o risco de Aécio deixar de ser o veículo do voto de oposição nas cidades grandes e médias. (Pág. 2)

Merval Pereira – Rede na cabeça

Marina Silva está acreditando que já é um fenômeno eleitoral e dispensa apoios de indesejáveis. Segue assim o caminho que Eduardo Campos decidira trilhar, só que ele escolheu a dedo os seus indesejáveis: Renan Calheiros, José Sarney, Fernando Collor. Marina adicionou à lista o PSDB e o PT, firmando assim uma imagem de terceira via pela confrontação, e não pela negociação. (Pág. 4)

Míriam Leitão – Estímulo fora de hora

A liberação de compulsório pelo Banco Central é mais um estímulo ao endividamento das famílias. Acontece em um contexto de crescimento praticamente zero do PIB e de inflação no teto da meta, corroendo os salários. Um dos objetivos da medida é impulsionar o financiamento de veículos, mas tomar crédito agora é pagar mais juros, depois do forte aumento da taxa Selic. (Pág. 24)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : R$ 25 bilhões para ativar a economia

BC anuncia medidas que liberam a bancos mais recursos para empréstimo. Em outra frente, governo reduz burocracia no crédito de imóvel. (Notícias | 19 e 20)

Cavaletes fora da lei e fora de hora

Na Capital, candidatos mantêm propaganda em horário proibido. (Notícias | 10)

Ex-médico na cadeia

O desabafo das vítimas contra o estuprador

Mulheres recebem Abdelmassih em SP com gritos de “maníaco” e “monstro”. (Notícias | 6 e 7)

Brasília

Caue Fonseca – Nada simples

O que deveria ser uma reunião de aclamação da candidatura de Marina Silva pelo PSB, com Beto Albuquerque como vice, virou uma confusão proporcional às divergências no partido sobre a candidata. Até a noite, Marina aguardava bem longe os ânimos se acalmarem na sede do PSB em Brasília. Roberto Amaral, presidente do partido, e Márcio França, candidato a vice-governador em São Paulo, chegaram a trocar palavrões diante da executiva atônita. (Pág. 25)

Política+ Rosane de Oliveira

DIFERENÇAS DE TEMPO E DE FOCO

Com cinco minutos e nove segundos na propaganda de rádio e TV, o candidato Tarso Genro estreou no horário eleitoral com um programa repleto de dados sobre as realizações de seu governo e um depoimento da presidente Dilma Rousseff. Intercalados com imagens de paisagens do Rio Grande do Sul e de visitas do governador ao Interior, os números ganharam destaque no programa produzido pela Panda Filmes em parceria com a Cenaum, com qualidade de cinema. A TV é a grande aposta do PT para tentar reverter a situação desfavorável nas pesquisas. (Pág. 8)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete : Governo adota medidas para ativar economia

O Banco Central decidiu dar um novo alívio no recolhimento do depósito compulsório e aumentou a taxa para o dinheiro que ficar parado nos bancos, tentando estimular a liberação de crédito. No mesmo dia, o ministro Guido Mantega anunciou um pacote para facilitar a compra e venda de imóveis, a recuperação de bens em caso de inadimplência e a transferência do crédito consignado de um banco para outro. (Págs. 20 e 21)

A conta da seca começa a chegar ao consumidor

Nove das doze distribuidoras com reajustes tarifários em agosto tiveram aumento superior a 20%, provocados pelo aumento do custo para compra de energia. O IPCA-15, divulgado ontem, mostra que crise do setor já tem impacto na inflação. (Págs. 4 e 5)

‘Recuperação geral não cabe a emergentes’

Quem diz é o economista indiano Deepak Nayyar, ressaltando que esses países não têm como repetir os EUA do século 20. (Págs. 26 e 27)

Novelis aposta em alumínio reciclado

Para atenuar os altos custos com energia, principalmente no Brasil, a empresa quer ter 80% do metal reciclado em seus produtos. (Pág. 12)

PSB dribla desconfortos e aprova a chapa Marina e Beto 

A “intransigência” da ex-ministra do Meio Ambiente gerou discussões longas na reunião da Executiva do Partido Socialista, que acabou aceitando o pedido da candidata para nomear novos nomes na coordenação de campanha. (Pág. 3)

Taxa de subsídio ao investimento em xeque 

Ex-secretário executivo da Fazenda, Nelson Barbosa defende revisão da TJLP, para que a meta fiscal não seja pressionada, e diz que país precisa dos aportes do Tesouro ao BNDES. (Pág. 6)

Mosaico Político – Gilberto Nascimento

AMAPÁ NÃO BRIGA POR MARINA

A presença da presidenciável Marina Silva (PSB) no palanque do governador Camilo Capiberibe, que tenta seguir no cargo, não é uma das prioridades do PSB no Amapá. O partido é aliado do PT na região e a família Capiberibe – da qual também fazem parte o senador João Capiberibe e a deputada federal Janete, pais do governador – é grata à presidente Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, pelo apoio a diversos projetos no Estado. (Pág. 2)

Ponto de Vista – Carlos Thadeu de Freitas

CONSUMO ESBARRA NA DÍVIDA?

Com o crescimento de apenas 4,2% no primeiro semestre de 2014 em relação ao mesmo período do ano passado, o volume de vendas do varejo, mensurado pela Pesquisa Mensal do Comércio, do IBGE, confirma o cenário de desaceleração do consumo das famílias, que vem contribuindo para uma atividade econômica mais fraca este ano. (Pág. 7)

Cliente & Cia – Nadja Sampaio

UMA PORTA ABERTA PARA SOLUÇÃO DE PROBLEMAS

Recebi um pedido de entrevista do Instituto Ibero-Brasileiro de Relacionamento com o Cliente (IBRC) para uma reportagem que o Instituto está fazendo sobre o portal Consumidor.gov.br. Eles queriam a minha opinião sobre esta iniciativa da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). Fui futricar o portal e gostei muito. (Pág. 15)

Ponto Final – Octávio Costa

MUITA DÚVIDA NO AR

Ainda estão sendo tabuladas as novas pesquisas sobre a corrida sucessória, mas continuam fortes os rumores sobre o rápido crescimento de Marina Silva, que foi oficializada ontem como a cabeça de chapa do PSB, no lugar de Eduardo Campos. Nas consultas instantâneas dos partidos políticos, Marina, que terá de vice o deputado federal Beto Albuquerque (RS), aparece bem à frente de Aécio Neves e já ameaça o favoritismo de Dilma Rousseff. (Pág. 32)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Dilma lança novo pacote de estímulo ao crédito

Governo tenta impedir que economia travada afete a campanha à reeleição

Com a economia em crise e o risco de um quadro de recessão durante a campanha eleitoral, o governo Dilma Rousseff lançou novo pacote de estímulo ao crédito. As medidas, anunciadas por BC e Fazenda, incluem injeção de dinheiro no sistema bancário, redução dos controles para concessão de empréstimos e normas voltadas para o financiamento de imóveis e veículos. Pelos cálculos oficiais, a oferta de crédito pode ser elevada em R$ 25 bilhões. O objetivo do Planalto é mostrar que não está parado ante a retração na economia, que pode afetar a imagem da presidente Dilma, candidata do PT à reeleição. (Mercado B1)

PSB e Rede travam acirrada disputa por cargos de campanha

No mesmo dia em que foi oficializada a candidatura a presidente de Marina Silva, o PSB e a Rede travaram uma tensa disputa pelo controle da campanha. Marina colocou dois homens de sua extrema confiança em postos estratégicos. (Poder A6)

Vídeo que mostra avião em queda num ângulo acentuado reforça hipótese de piloto desorientado. (Poder A10)

Doação de bens abre crise entre TCU e Petrobras

A descoberta de que a presidente da Petrobras, Graça Foster, e o ex-diretor Nestor Cerveró doaram bens a parentes no surgimento do caso Pasadena abriu crise com o TCU, que pretendia bloquear os bens dos executivos e adiou de novo decisão sobre o tema. Foster e Cerveró negam ligação da doação com o caso. (Poder A4)

PF intima José Serra a depor sobre caso de cartel de trens (Poder A9)

Reitor da USP ampliou gastos sem aval , diz sindicância

De 2010 a 2013, o então reitor da USP João Grandino Rodas autorizou aumentos de gastos com funcionários sem o aval do Conselho Universitário, como determina o regimento interno, apontou a comissão que investiga as causas da maior crise financeira da instituição. À comissão Rodas disse que nem tudo deve ser votado no conselho. O atual reitor, Marco Antonio Zago, só se manifestará ao receber o relatório final. (Cotidiano C5)

Foto-legenda : Dispersão

Funcionários grevistas da USP , que pedem aumento salarial, em meio a bombas de gás lançadas pela PM, que considerou a ação necessária para ‘garantia dos acessos à universidade’, bloqueados pelos manifestantes (Cotidiano C5)

A vida paraguaia de ‘Ricardo’ Abdelmassih

Em frente a uma clínica médica, numa rua arborizada de um bairro valorizado de Assunção, vivia o cidadão paraguaio de 65 anos Ricardo Galeano, que gostava de almoçar aos domingos em bons restaurantes, relata Reynaldo Turollo Jr., enviado especial ao Paraguai. (Cotidiano C4)

Editoriais

Leia “Novo vice, velho vício”, a respeito de formação de chapa de Marina Silva, e “Trânsito parado”, sobre crescimento da frota de automóveis. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.