O Globo

Manchete: Fogo destrói 200 anos de história
Incêndio reduz Museu Nacional a cinzas
Criado por Dom João VI em 1818, o Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, foi completamente destruído na noite de ontem. Era o museu mais antigo do país e considerado uma das mais importantes instituições científicas do Brasil e da América Latina, reunindo 20 milhões de itens em seu acervo. Uma parte irreparável da História e da Ciência brasileiras se extinguiu nas chamas. Foram perdidos desde peças da monarquia brasileira ao crânio fossilizado de Luiza, tida como a primeira brasileira. Pesquisadores vinham denunciando as péssimas condições e a falta de recursos para o museu. (PÁGINAS 9 E 10)

Candidatos apoiam novo sistema para Previdência
Dos seis presidenciáveis com melhor desempenho nas pesquisas, quatro defendem o regime de capitalização —no qual o valor da aposentadoria depende da contribuição de cada um. Especialistas alertam, porém, que o modelo deve ter elevado custo de transição, e o valor do benefício pode ficar aquém do esperado. (PÁGINA 4)

Adversários vão ao TSE contra petista na TV (PÁGINA 6)

No Rio, retomada do mercado tem ritmo ainda lento (PÁGINAS 15 E 16)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Uma tragédia anunciada
Destruído por incêndio, Museu Nacional, no Rio, estava em situação de abandono
Mais antigo centro de ciência do País completou 200 anos em junho
Acervo reunia 20 milhões de itens
Um incêndio destruiu ontem o Museu Nacional, no Rio. Especializado em história natural e mais antiga instituição científica do País, o museu tinha 20 milhões de itens e completou 200 anos em junho, em meio a uma situação de abandono. Entre 2013 e 2018, o orçamento anual da instituição, ligada à Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), caiu de R$ 500 mil para R$ 54 mil. “A dúvida não era se algo assim poderia acontecer, mas quando aconteceria. O museu estava apodrecendo”, afirmou Walter Neves, antropólogo que estudou Luzia, o esqueleto mais antigo achado nas Américas, parte do acervo do Museu Nacional. Até a madrugada de hoje, as causas do fogo eram desconhecidas. A instituição assinou, neste ano, contrato de patrocínio no valor de R$ 21,7 milhões com o BNDES. Os recursos seriam usados para a restauração do prédio. O ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão, afirmou que “certamente a tragédia poderia ter sido evitada”. Ele disse que fará um levantamento da situação dos museus federais. (METRÓPOLE / PÁGS. A12 e A13)

Onda anticorrupção é o que mais impulsiona Bolsonaro
Análise de pesquisas feitas pelo Ibope em 26 Estados e no Distrito Federal mostra que o desempenho de Jair Bolsonaro (PSL) melhora nas regiões em que o eleitorado cita o combate à corrupção como prioridade. Além da intenção de voto, os entrevistados – cerca de 25 mil – apontaram as três áreas em que a população de seu Estado mais enfrenta problemas. Alckmin (PSDB) e Alvaro Dias (Podemos) também se beneficiam nesses locais. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Siglas vão à Justiça contra propaganda do PT com Lula
Pelo menos seis ações foram protocoladas contra propagandas do PT, que manteve o ex-presidente Lula, condenado e preso na Lava Jato, como protagonista das inserções mesmo após o TSE barrar sua candidatura. O PT diz que pedidos são parte da “rotina de campanha”. (POLÍTICA / PÁG. A8)

Emprego em xeque na era da revolução digital
Sistemas com uso de tecnologias põem em xeque o futuro de profissões na próxima década, como atendentes de telemarketing, vendedores de varejo e porteiros. Segundo pesquisa, 14% dos empregos no Brasil podem desaparecer até 2030. (ECONOMIA / PÁGS. B1 e B4)

ANTT vai revisar tabela de frete, após alta do diesel
Em meio a rumores de nova greve dos caminhoneiros, a ANTT vai reajustar a tabela de preços de frete por causa da alta recente de 13% do valor do diesel nas refinarias. Apesar de entidades negarem paralisação, postos de Minas e Pernambuco registraram filas. (ECONOMIA / PÁG. B7)

Câmara é a menos ‘eficaz’ em 10 anos (POLÍTICA / PÁG. A9)

Cida Damasco
Não há chance de se acabar com o déficit público num “vapt-vupt”. (ECONOMIA / PÁG. B8)

Notas & Informações
Um país exausto
A indecorosa lista de falhas desse Estado balofo inclui o colapso da segurança pública e as carências extremas do sistema público de saúde. (PÁG. A3)

Sem ameaça à meta fiscal
Resultados primários melhores do que os de 2017 têm sido registrados pelo governo. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: INSS atrasa decisão sobre 720 mil processos no país
Faltam funcionários e a produtividade é baixa, afirma presidente do órgão
Em ação civil contra o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), a Defensoria Pública da União questiona demora na análise de pedidos de aposentaria além do tempo legal, que é de 45 dias desde a entrega dos documentos até o pagamento inicial. O problema ocorre em todo o país. Hoje, mais de 720 mil pedidos de benefício aguardam há mais de um mês e meio. Em alguns casos, a espera leva um ano. Processos atrasados são quase metade do total de 1,5 milhão que aguardam análise. Segundo a defensoria, entre os motivos para a demora estão a ampliação de canais de pedidos, como INSS digital, e as revisões de benefícios que geram demandas maiores para o INSS — o órgão tem feito pente-fino nos benefícios por incapacidade. O presidente do INSS, Edison Garcia, nega relação entre atraso na análise de pedidos e o processo de revisão. “Tem a ver com falta de funcionários e produtividade baixa por conta de metodologia de trabalho, que queremos mudai’. (Folhainvest A17)

Candidatas de esquerda e direita sofrem assédio sexual
Agressões de cunho sexual, piadas machistas e até ameaças de morte fazem parte da rotina de assédio contra candidatas. Sem filtro ideológico, atingem mulheres à esquerda e à direita, entre as 8.892 candidaturas femininas (31%). A candidata Natalie Unterstell recebe nas redes sociais “nude o tempo inteiro”. (Eleições 2018 A8)

TSE nega pedido de Bolsonaro para excluir reportagem
O Tribunal Superior Eleitoral negou pedido de Jair Bolsonaro (PSL) para excluir reportagens da Folha sobre Walderice da Conceição. A assessora foi demitida do gabinete dele depois de o jornal revelar que ela vendia açaí no Rio em horário de trabalho. Cabe recurso. (Eleições 2018 A11)

Bolsonaro, como Le Pen, deseja apenas minar a democracia (Mundo A15)

PT estuda recorrer ao STF com base em argumento da ONU (Eleições 2008 A4)

Incêndio corrói o Museu Nacional, no Rio, mais antigo do país
No início da noite de domingo (2), chamas atingiram o histórico Museu Nacional, na Quinta da Boa Vista, no Rio, que completou 200 anos e cujo acervo tem 20 milhões de itens; administrado pela UFRJ, que passou por cortes no orçamento, o prédio mostrava sinais de má conservação como fios elétricos expostos

Editorial
Verborragia perigosa
Sobre arroubos retóricos de Bolsonaro e de petistas. (Opinião A2)
————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.