Com inflação no teto da meta, mínimo aumenta
Se o INPC fechar o ano em 6,5%, em linha com o teto da meta de inflação, o salário mínimo terá que subir para pouco mais de R$ 789,50

Mantega cobra ‘realismo’ ao FMI

Em mensagem ao Fundo, ministro aponta contradições do organismo: documento de abril dizia que o cenário externo era responsável por 60% da desaceleração da economia brasileira; agora, atribui a fatores internos.

Desindustrialização avança, estimulada pelo Custo Brasil

Perda de participação no PIB e substituição de bens intermediários por importados evidenciam perda de força.

O Globo

Manchete : Marina apoia Aécio, e Dilma diz que é um só voto

Candidata derrotada do PSB afirma que ‘alternância de poder fará bem ao país’

Ex-senadora anuncia decisão um dia após tucano divulgar carta em que aceitava parte do programa dela e receber a adesão da família de Eduardo Campos. Para a presidente, não há transferência automática nas urnas

Um dia após Aécio Neves (PSDB) divulgar um manifesto em que contemplava parte do programa de Marina Silva (PSB), a ex-senadora, terceira colocada no primeiro turno das eleições presidenciais, declarou seu apoio ao candidato tucano no segundo turno. Para Marina, que culpou o governo Dilma, do PT, por “um imenso retrocesso” nos últimos quatro anos, “a alternância de poder fará bem ao Brasil”. Segundo Marina, ainda não se discutiu como será sua participação na campanha tucana. Aécio, que na véspera já ganhara o apoio da família do ex-governador Eduardo Campos, morto em agosto quando era o candidato do PSB à Presidência, disse que ele e Marina passam agora a ser “um só corpo”. A presidente Dilma afirmou duvidar de que Marina transfira votos automaticamente ao adversário. “O voto não é de qualquer candidato.” (Págs. 3 a 5)

PSB troca Executiva dividido entre PT e PSDB

Dois meses depois da morte de Eduardo Campos, o PSB elege hoje nova Executiva. Em chapa única, Carlos Siqueira substituirá, na presidência, Roberto Amaral, que acusou a sigla de trair os ideais ao apoiar Aécio Neves. (Pág. 6)

Romário vai à TV e às ruas por Pezão

Senador eleito, Romário decide fazer campanha para o governador Luiz Fernando Pezão, nas ruas e na TV. (Pág. 8)

Crivella condena campanha em templo

Marcelo Crivella, do PRB, diz que não concorda com pedido de voto para ele na Universal, mas que “compreende”. (Pág. 7)

Energia cara engorda caixa dos estados

A crise do setor elétrico resultou em reajustes das tarifas de 18%, em média. Se os aumentos pesam no bolso do consumidor e nas contas do governo federal, também engordam o caixa dos estados. A arrecadação do ICMS sobre energia elétrica cresceu 35% de janeiro a julho deste ano, em relação ao mesmo período de 2013. (Pág. 19)

Morales é reeleito, diz boca de urna

O presidente da Bolívia, Evo Morales, garantiu ontem, com 60% dos votos, o terceiro mandato segundo pesquisas de boca de urna, assegurando a sua permanência no cargo até 2020. (Pág. 25)

EUA têm primeiro contágio no país

Enfermeira que cuidou do liberiano Thomas Eric Duncan, morto por ebola na última quarta-feira, no Texas, está infectada pelo vírus e em condição estável, segundo autoridades. (Pág. 24)

Emissões de CO2 – ‘China e EUA evoluem mais que o Brasil’

Tasso Azevedo, do Observatório do Clima: país acredita no petróleo como passaporte para o futuro, mas não é. (Pág. 23)

Ricardo Noblat

Lula está de saco cheio. Eu também!

Cuidado! Nada de acreditar no que disseram à Polícia Federal e à Justiça Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, e Alberto Youssef, doleiro, sobre o esquema de desvio de R$ 10 bilhões da empresa para beneficiar políticos em geral e alguns partidos em particular – PT, PMDB e PP. Os dois podem estar mentindo. Quando comprovada de fato, a verdade deverá ser muito pior. Duvida? (Pág. 2)

————————————————————————————

Zero Hora

Uma semana depois, Marina apoia Aécio

Segundo turno

Candidata do PSB derrotada no primeiro turno anunciou voto ao concorrente do PSDB. Em carta, ela destacou que tucano assumiu compromisso com seu programa. (Notícias | 12)

Demolição do Central

O começo do fim do pior presídio do país (Notícias | 6 e 7)

Bolsonaro x Freixo, a política dos opostos

Campeões de votos no Rio, deputados reeleitos refletem polarização do eleitorado. (Notícias | 10 e 11)

————————————————————————————

Valor

Sem inovação, produtividade do país cresce somente 6%
O Brasil participa das cadeias globais de valor basicamente pelo fornecimento de matérias-primas, que respondem por 60% dessa contribuição

“Buraco” no Orçamento fica perto de R$ 40 bilhões
A proposta do Orçamento federal para 2015 tem um “buraco” de aproximadamente R$ 40 bilhões, segundo notas técnicas e cálculos de consultores do Congresso Nacional

Estrangeiro reduz busca por novos investimentos produtivos no país
Levantamento da Sobeet, com dados do Mdic, mostra que anúncios de investimentos produtivos, passaram de US$ 163 bilhões em 2011 para US$ 26,2 bilhões nos primeiros seis meses de 2014

Crise sem efeitos perceptíveis torna ajuste desafio político
Para João Sayad, no entanto, quem quer que seja eleito não terá como protelar as medidas corretivas

Com inflação no teto da meta, mínimo aumenta
Se o INPC fechar o ano em 6,5%, em linha com o teto da meta de inflação, o salário mínimo terá que subir para pouco mais de R$ 789,50

– Nippon Steel & Sumitomo exige mudanças na Usiminas

– Recua o IED para novos negócios

– Península, de Abílio Diniz, já administra R$ 10 bilhões

– Marina apoia Aécio e cita “Carta aos Brasileiros”

– Muito nas mãos de poucas gestoras

Brasil Econômico

Manchete : “Dilma é vítima da ojeriza ao PT”

Especialista em marketing político, Gaudêncio Torquato ainda vê vantagens para a candidata Dilma Rousseff no segundo turno, mas ressalta que ela precisa recuperar o terreno perdido, principalmente em São Paulo. Para ele, o tucano Aécio Neves cresceu no fim do primeiro turno porque o eleitor percebeu nele o verdadeiro opositor ao petismo. Gaudêncio acredita que o esforço de desconstrução será forte ainda, mas não tanto quanto na primeira fase da eleição. “O eleitor quer ver propostas”. (Págs. 4 a 7)

Marina apoia Aécio Neves no 2º turno

A candidata derrotada à presidência pelo PSB, Marina Silva, declarou ontem apoio ao tucano Aécio Neves na disputa do segundo turno contra a presidenta Dilma Roussef, do PT. Para Marina, chegou o momento de apostar na alternância de poder. (Pág. 3)

Bovespa ganha com rali eleitoral

A eleição presidencial já tem um vencedor antes mesmo do segundo turno. Enquanto investidores e empresas podem perder com a volatilidade, a Bolsa de Valores viu crescer o giro financeiro dos pregões, o que terá impacto positivo no resultado do trimestre. (Pág. 20)

Mantega cobra ‘realismo’ ao FMI

Em mensagem ao Fundo, ministro aponta contradições do organismo: documento de abril dizia que o cenário externo era responsável por 60% da desaceleração da economia brasileira; agora, atribui a fatores internos. (Pág. 9)

Desindustrialização avança, estimulada pelo Custo Brasil

Perda de participação no PIB e substituição de bens intermediários por importados evidenciam perda de força. (Pág. 10)

Mosaico Político

Gilberto Nascimento

SEM A RESTRIÇÃO DA REDE

A possibilidade de Carlos Siqueira se tornar presidente nacional do PSB não chega a ser, ao menos oficialmente, um incômodo para a Rede e a líder do grupo, Marina Silva. (Pág. 2)

Olhar do Planalto

Sonia Filgueiras

A MÃO AMIGA DO CÂMBIO

O pesquisador do Instituto Brasileiro de Economia (FGV/Ibre) Gabriel Leal de Barros, aponta que, não fosse a providencial ajuda da taxa de câmbio entre 2011 e 2013, a Dívida Pública Líquida do Setor Público (DLSP) brasileiro já teria começado a subir bem antes de 2014. (Pág. 8)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães

REDUTO SÓ DE PROFISSIONAIS

A taxa de câmbio tende a ampliar o seu afastamento das forças que a condicionam tecnicamente nestes 10 pregões derradeiros até o veredicto das urnas no dia 26. (Pág. 21)

Ponto Final

Octávio Costa

ELEIÇÃO VIROU PLEBISCITO

Nos últimos anos, as pesquisas de opinião sobre a preferência dos eleitores brasileiros por partidos políticos sempre mostraram o PT numa confortável liderança, bem à frente das demais legendas. (Pág. 32)

O Estado de S.Paulo

– Marina declara apoio a Aécio e defende “alternância de poder”

– Texto mostra acordo entre Petrobras e doleiro, diz PF

– Evo diz que foi reeleito na Bolívia

– EUA têm 1o. contágio por Ebola

– CET aponta que táxi no corredor não atrapalha

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Marina compara Aécio a Lula ao dar seu apoio a tucano

Terceira colocada no 1º turno equipara compromissos do tucano na área social à ‘Carta ao Povo Brasileiro’ do petista

Ao formalizar apoio ao PSDB, Marina Silva (PSB), comparou uma possível vitória de Aécio Neves à eleição de Lula em 2002. Marina também equiparou o documento de compromissos do tucano à “Carta ao Povo Brasileiro” do petista. A terceira colocada no primeiro turno elogiou o tucano por ter se comprometido com avanços sociais, gestão competente do Estado e com a estabilidade econômica. “A partir de agora somos um só corpo, um só projeto”, afirmou Aécio. A presidente Dilma (PT) minimizou o apoio: “Eu não acredito em transferência automática de votos”. A mais recente pesquisa Datafolha mostrou que 66% dos eleitores de Marina pretendem votar no tucano, e 18%, na petista. (Eleições 2014 pág. 1)

Cai participação paulista na pesquisa brasileira

A produção científica brasileira está um pouco menos concentrada no Estado de São Paulo. A pesquisa realizada nas três universidades estaduais — USP, Unicamp e UNESP — representou pelo menos 40% do total de 1993 até 2010, mas caiu para 37% nos anos de 2012 e 2013. A ciência paulista se destaca pela qualidade. Segundo o indicador mais aceito, que é a média de citações de cada artigo publicado pela instituição, o desempenho nacional estacionou em 0, 69 desde 2003, enquanto a USP chegou a 0, 84 e a Unicamp, a 0,80. (Ciência C5)

O povo sabe que tem santo e diabo em todo partido

ENTREVISTA DA 2ª – Jaques Wagner

Para o governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), o candidato Aécio Neves (PSDB) erra ao dar destaque para a corrupção na campanha. “Tenta-se fazer palanque sobre um tema rejeitado pela população.” O petista acusa Aécio de estimular o preconceito contra nordestinos e o PT, com ajuda da “elite conservadora paulista” e segmentos da imprensa. “É uma destilaria de ódio”, afirma. (Pág. A12)

Para a campanha de Dilma Rousseff, o que preocupa é o apoio da família Campos a rival. (Eleições 2014 pág. 3)

Queda no número de diplomas afeta saúde e educação

A redução no número de formandos do ensino superior agrava a falta de profissionais em saúde e educação. Cursos de enfermagem, odontologia e farmácia entregaram 13,4% menos diplomas em 2013. Nos de formação de professores, houve baixa de 10%. (Cotidiano C1)

Evo obtém ao menos 60% na Bolívia, mostra boca de urna

Evo Morales foi eleito para o terceiro mandato, mostram pesquisas de boca de urna na Bolívia, informa Sylvia Colombo. Segundo o jornal “El Deber”, Morales venceu Samuel Doria por 60% a 21 %. Para o MAS, partido do presidente, a vantagem foi de 63% a 21%. Observadores classificaram a organização da eleição como “satisfatória”. Criticaram a falta de sinalização e de orientação em locais de votação. (Mundo A8)

Clóvis Rossi

Reeleito pratica populismo com responsabilidade

Evo Morales é um populista que, na verdade, é popular. Seu êxito na redução da pobreza é conhecido. Menos conhecida é a responsabilidade fiscal de seu governo. Receitas superam despesas há seis anos. (Mundo A9)

Editoriais

Leia “Generosidade paulista”, acerca de redução da bancada oposicionista em SP , e “A ver estrelas”, sobre avanços do programa espacial indiano. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.