Manchete nos Jornais desta Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2021

0

O Estado de S. Paulo

  • Campanha do Instituto Terra terá música de Gil
  • Marcas brasileiras tiram ‘nota baixa’ em diversidade
  • ‘Nossa matriz de transporte é desbalanceada’
  • A autonomia do Banco Central pode ajudar os investimentos no Brasil?
  • No conselho, mudança é vista como inevitável
  • Troca na Petrobrás pode resultar em processo na CVM
  • Acionistas temem maior ingerência política na estatal
  • Venda de refinarias da Petrobrás vira dúvida
  • Como funciona o plenário virtual
  • Sem Congresso ativo, STF faz ‘reforma tributária’ silenciosa
  • O desvio do dinheiro recuperado
  • Energia solar: oportunidades e desafios
  • Partidos parasitas
  • EUA superam marca de 500 mil mortes, 13 meses após primeiro caso
  • Fiocruz confirma mais doses importadas
  • Chuva recorde no Acre atinge pelo menos 130 mil
  • Energia solar: oportunidades e desafios
    Aenergia solar está em franca ascensão no Brasil. Em 2020, o País dobrou sua capacidade instalada, e tudo indica que repetirá o feito em 2021.
  • Número de óbitos cresce cada vez mais depressa entre americanos
    EUA levaram 4 meses para chegar a 100 mil mortos; últimos 100 mil foram registrados em apenas 33 dias. Há poucos eventos na história dos EUA que se chegam perto do milhão de mortos. Estimase que a gripe espanhola, de 1918, tenha matado 675 mil americanos.
  • Israel vacina quase metade da população
    Risco de adoecimento por covid-19 caiu 95,8% entre as pessoas que receberam duas doses do imunizante da Pfizer. Israel reabriu ontem parte de sua economia com o governo afirmando que o início do retorno à rotina foi possibilitado por uma campanha de vacinação que já atingiu metade
  • Fiocruz prevê mais 2 milhões de doses ainda nesta semana
    São previstas 2 milhões de unidades esta semana; Saúde cobra publicamente orientação do Planalto sobre propostas de Pfizer e Janssen. Pfizer e Janssen. Em ação rara, o Ministério da Saúde resolveu pedir de forma pública ao Planalto auxílio na negociação de vacinas com as farmacêuticas Pfizer e Janssen. Além de pedir orientação publicamente, a pasta disse esperar resposta do Planalto entre hoje e sexta. Segundo a Saúde, as transações estão “emperradas” por falta de flexibilidade das empresas.
  • A autonomia do Banco Central pode ajudar os investimentos no Brasil?
    Alteração é vista por especialistas como positiva para reduzir o risco e a taxa de juros de longo prazo no País.Após 30 anos de debate, o Congresso Nacional aprovou o projeto de autonomia do Banco Central (BC). Agora, o texto segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

O Globo

  • Bolsonaro assinará decreto que obriga posto a detalhar preço de combustível
  • Governo tenta agilizar privatização da Eletrobras com medida provisória
  • CVM estuda abrir processo sobre mudança no comando da estatal
  • Corretoras recomendam venda de papéis da Petrobras após troca
  • ‘A mudança pode parar na justiça’
  • Mudança no comando trava reestruturação da Petrobras

Folha de S. Paulo

  • BC ainda não se adaptou à lei que protege dados
  • Mercado espera dias difíceis para ações de empresas estatais
  • Não é mais possível defender os papéis da Petrobras, diz XP
  • Mudança em recebíveis deve estimular crédito com garantia
  • Auxílio maior exigiria ajuste fiscal mais amplo, alerta time de Guedes
  • Castello Branco queria petroleira com foco no pré-sal e em dividendos
  • CVM pode abrir investigação sobre divulgação atabalhoada de mudança em chefia de estatal
  • Resistência à troca de comando na Petrobras perde força no conselho
  • Bolsonaro pressiona por redução na luz com R$ 70 bi de fundo e tributos
  • Saúde pede ajuda para ter acesso a vacinas de Janssen e Pfizer
  • Pazuello é alvo de 10 procedimentos do MPF por atuação na pandemia
  • Vacinação não restringe as liberdades individuais, ela aumenta os direitos
  • Primeiras doses elevam apoio a vacinas no mundo
    Pesquisas mostram aumento de intenção de receber imunizante contra Covid-19. Em diversos países, a aplicação das primeiras doses levou a um aumento do apoio popular às campanhas de vacinação contra a Covid-19.
  • Na França, onde em dezembro 58% da população mostrava rejeição ao imunizante, 56% declararam em janeiro que se vacinariam.O salto pôde ser visto também na Espanha, onde a intenção aumento umais de 20 pontos, de 52% em dezembro para 66% em 7 de janeiro e 73% no dia 5 de fevereiro.No Reino Unido, o primeiro país ocidental a vacinar seus habitantes, a alta foi de 63% para 86%.Em pesquisa de julho, 66% se diziam dispostos a receber a injeção, intenção que caiu a 50% em setembro mas alcançou 71% no estudo mais recente, no fim de janeiro. A mudança foi tão grande que, em alguns locais, o que antes era uma maioria antivacina se transformou em menos de um mês em minoria. É o caso da França, onde 58% da população rejeitava o imunizante, segundo um levantamento feito nos dias 22 e 23 de dezembro pelo instituto Odoxa com a consultoria Backbone para os veículos Le Figaro e Franceinfo. A pesquisa indicava que um dos principais motivos apontados pelos entrevistados era que “não se vacinar é uma decisão razoável tendo em vista uma nova doença e uma nova vacina”.
  • Bolsonaro faz pressão por redução na conta de luz
    Presidente avalia medidas para ‘meter o dedo’ na energia e reduzir reajuste tarifário deste ano. O presidente Jair Bolsonaro pressiona as equipes econômica e de energia por medidas para baixar a conta de luz, com o uso de R$ 70 bilhões de um fundo setorial e tributos federais para reduzir tarifas. Neste ano, o reajuste tarifário previsto pela Aneel será de cerca de 13%. No sábado, Bolsonaro disse que vai “meter o dedo na energia elétrica”.
  • Imunização não restringe, e sim eleva a liberdade
    Escritora americana, autora do livro ‘Imunidade’, analisa o que move o comportamento antivacina em diferentes países, entre eles o Brasil.Para a ensaísta, autora de ‘Imunidade’, um dos dez melhores livros de 2014 para o New York Times, a Covid deu relevância insólita às reflexões de sua obra, que investiga, por exemplo, as razões de pais que não vacinam os filhos. “Quase todos os infectologistas com quem falei mencionaram a probabilidade de uma nova pandemia”, recorda a autora. Na obra, Biss não exibe desprezo por seus interlocutores resistentes à vacina. Em vez disso, procura entender os aspectos comportamentais e políticos dessa postura. Qual é a principal razão pela qual as pessoas resistem a se vacinar? As razões são múltiplas. Depende de onde a pessoa mora, como é a política em seu país, qual é a doença contra a qual se vacina.Só para citar alguns exemplos. A vacina contra o HPV é muito efetiva para prevenir o câncer cervical. Mas você deve dar às crianças antes que elas se tornem sexualmente ativas. Algumas pessoas resistem porque não gostam da ideia de que seu filho de nove ou dez anos irá se tornar sexualmente ativo, não estão prontas para isso. E há fatores específicos à política de cada país.
  • O caminho do auxílio
    Acerca de negociações para prorrogar o benefício. Conforme o entendimento firmado, o caminho legal será o aproveitamento de uma proposta de emenda constitucional já em tramitação no Senado, aglutinando dispositivos que constam de diferentes projeto anteriormente encaminhados pelo governo.O acordo também deve —ou deveria— passar pela inserção de normas que reforcem a eficácia do teto. A principal seria a regulamentação de controles automáticos para quando as despesas se aproximarem dos limites legais. Entre eles, proibição de reajustes salariais e progressões de carreira para o funcionalismo, além do corte de incentivos tributários. Parecem descartadas, no quadro atual de urgência, medidas mais drásticas e controversas que exigiriam longa negociação política, como cortes de salários e jornadas de servidores públicos e a desindexação de gastos sociais.

Valor Econômico

  • PEC exclui da meta fiscal despesas com o auxílio
    Texto apresentado à cúpula do Congresso prevê que as despesas que somarem até R$ 30 bilhões para a concessão do auxílio emergencial não serão consideradas na meta de déficit primário de 2021
  • Produtores tentam ‘melhorar’ contratos na Justiça
    Não prevista em vendas antecipadas de grãos, alta de preços cria turbulência entre produtores e tradings; cerca de dez processos já foram abertos em diferentes Estados
  • Eleva e Cogna fecham acordo de troca de ativos
    As escolas do maior grupo de ensino privado do país foram avaliadas em cerca de R$ 1 bilhão e o sistema de ensino da Eleva, em R$ 600 milhões
  • Consórcio quer um novo fundo para Amazônia
    Iniciativa será apresentada hoje a empresários e pesquisadores da Concertação pela Amazônia, em busca de meios para desenvolver a região sem derrubar floresta
  • Setor reforça qualificação profissional para compensar 2020
    Treinamento será basicamente on-line, enquanto não se viabilizam os cursos presenciais
  • PEC exclui da meta fiscal R$ 30 bi em despesas com auxílio emergencial
    Texto suspende reajuste obrigatório de salário mínimo e congela o valor de emendas parlamentares enquanto vigorar o estado de calamidade pública
  • Israel testa efeito de sua rápida vacinação
    Depois de oferecer duas doses para todas as faixas etárias, país começa a reduzir medidas restritivas
  • Controle do vírus é o segredo para recuperar a economia
    Ranking mostra que países que controlaram melhor a pandemia tiveram melhor desempenho econômico
  • O que importa nas reuniões migrou do café para o chat
    A colunista Stela Campos fala sobre o poder das interações informais e como será a mistura nesses encontros dos quem estão juntos no escritório e os que ficaram remotos
  • Previdência complementar pode bater R$ 271 bi
    Montante deve ser atingido até 2050; crescimento acelerado tende a beneficiar área de infraestrutura
________________________________________________________________
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.