O Globo

Manchete: A tragédia de erros do Museu Nacional
Repasses para UFRJ foram consumidos com pessoal.Há 20 anos, universidade recusou ajuda do Banco Mundial.
Projeto de restauração não incluía prevenção de incêndio.Uma sucessão de erros levou ao incêndio que destruiu 90% do acervo de 20 milhões de peças do Museu Nacional. O dinheiro repassado à instituição, vinculada à UFRJ, caiu 34,3% entre 2013 e 2017, em valores nominais. A transferência do governo federal à UFRJ cresceu de R$ 2,6 bilhões para R$ 3,1 bilhões entre 2014 e 2017, mas a diferença foi consumida em gastos com pessoal, deixando só R$ 14 milhões para investimentos. Há 20 anos, a universidade recusou a transformação do museu em fundação, que traria aporte de US$ 80 milhões do Banco Mundial. Projeto de restauração de R$ 21 milhões teve que ser refeito, a pedido do BNDES, por não prever combate a incêndios. O GLOBO já alertava para risco de incêndio há 40 anos. (PÁGINAS 10 a 17)

Portugal e França oferecem ajuda para reconstrução
Os governos francês e português, e a Unesco, ofereceram ajuda de especialistas para reconstrução. MEC liberou R$ 10 milhões. (PÁGINA 12)

Colunistas
MÍRIAM LEITÃO
Das cinzas, o país decidirá se protege outros patrimônios (PÁGINA 22)

ARNALDO BLOCH
No Brasil, o bem coletivo é supérfluo (SEGUNDO CADERNO)

TSE suspende programa do PT que exibe Lula como candidato
O TSE suspendeu propaganda do PT que mostrava Lula como candidato à Presidência. Em reunião com Fernando Haddad, ele decidiu manter luta jurídica pela candidatura. (PÁGINA 4)

Avaliação do ensino médio reprova todos os estados
Nenhum estado atingiu a meta para 2017 do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) do ensino médio, revelam dados do MEC. (PÁGINA 27)

Macri corta ministérios e cria imposto para exportação
Em meio à crise econômica, o presidente argentino, Mauricio Macri, anunciou o corte de mais da metade dos ministérios e a criação de um tributo sobre a exportação. (PÁGINA 21)

PF investiga mensagens que propagavam nova greve
A PF vai apurar origem de mensagens por WhatsApp sobre suposta nova greve de caminhoneiros, que causaram corrida aos postos. (PÁGINA 23)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Crise econômica atinge 36% dos setores industriais
Entre o 2º semestre de 2017 e o 1º semestre de 2018, número de segmentos em crise subiu 10 pontos porcentuais
Levantamento do Instituto de Estudos para o Desenvolvimento Industrial (Iedi) mostra que mais de um terço dos setores industriais encerrou os seis primeiros meses do ano com desempenho negativo. Entre o segundo semestre de 2017 e o primeiro semestre de 2018, a parcela de atividades consideradas em crise moderada e intensa cresceu de 26% para 36% nos 93 ramos investigados. Os piores desempenhos foram os dos fabricantes de joias e bijuterias, reservatórios metálicos e caldeiras, artigos de malharia, brinquedos e artefatos para pesca e esporte. Dados do IBGE mostram que a indústria avançou 4,9% no quarto trimestre de 2017, ante o mesmo período de 2016. No primeiro trimestre deste ano, o avanço foi de 3%. No segundo trimestre de 2018, a alta ficou em apenas 1,7%. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Museu Nacional não tinha estrutura antifogo, não tinha seguro nem hidrantes com água… Agora, só tem as paredes
O Museu Nacional, destruído por incêndio anteontem, não tinha porta antifogo nem sprinklers. O acervo, de 20 milhões de itens, não era segurado, assim como o prédio. Os detectores de fumaça não funcionaram e a água dos hidrantes não foi suficiente. E assim foram perdidos 90% das peças abrigadas ali. O MEC anunciou que destinará R$ 10 milhões a obras emergenciais. A investigação caberá à PF. (METRÓPOLE / PÁGS. A15 a A18)

TSE proíbe propaganda com Lula como protagonista
Os ministros Carlos Bastide Horbach e Luís Felipe Salomão, do TSE, determinaram a suspensão de propagandas veiculadas pelo PT no rádio e na TV que tenham como protagonista o ex-presidente Lula. As deliberações apontam tentativa de “confundir o eleitor” e “frontal oposição” ao que foi decidido pela Corte. As decisões se referem às peças veiculadas no sábado. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Alckmin tentará associar Dilma a Temer na TV
Estratégia do candidato do PSDB à Presidência é atrair o eleitor antipetista que hoje declara voto em Jair Bolsonaro (PSL). Bolsonaro, no entanto, continuará sendo o alvo principal do tucano. (PÁG. A8)

Servidores vão ao STF contra adiamento do reajuste salarial
Duas associações de servidores federais entraram com ação no STF contra o adiamento do reajuste salarial, previsto para 2020. Outras devem seguir o mesmo caminho. A primeira ação foi sorteada para ser apreciada pelo ministro Ricardo Lewandowski e a segunda, por Luiz Fux. Os servidores argumentam que Lewandowski seria o “magistrado natural” do caso. (ECONOMIA / PÁG. B3)

Só 23% da rede privada atinge meta do MEC (METRÓPOLE / PÁG. A19)

Colunistas
Eliane Cantanhêde
Labaredas jogaram luz no descaso, nos desvios, na simbiose entre corrupção e colapso. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Ana Carla Abrão
Ao ver o museu ardendo é inevitável pensar nos homens públicos, sócios nessa tragédia. (ECONOMIA / PÁG. B4)

Notas & Informações
Atentado à soberania
Para os liberticidas petistas, o partido não é obrigado a respeitar a legislação eleitoral nem, muito menos, as decisões do Tribunal Superior Eleitoral. (PÁG. A3)

Vergonha
A tragédia do Museu Nacional revela que o corte de gastos precisa respeitar prioridades. (PÁG. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: São Paulo perde liderança na educação básica do país
Estado cai nos ensinos fundamental e médio em indicador do governo federal
A rede de ensino do estado de São Paulo perdeu a liderança no país no principal indicador de qualidade da educação básica. É o que mostra o índice de Desenvolvimento da Educação de 2017. Divulgado ontem, o Ideb é produzido a cada dois anos. Em20i5, São Paulo liderava no primeiro (5°) e no último ano (90) do ensino fundamental e também no ensino médio. Em 2017, contudo, perdeu terreno nessas três etapas para outras unidades da federação. Entre elas, Goiás destacou-se. O Ideb é calculado a partir da taxa de aprovação das escolas e do desempenho dos alunos em uma avaliação de matemática e português. O PSDB governa São Paulo desdei.995. Geraldo Alckmin deixou o cargo neste ano para concorrer à Presidência. Ele afirmou que o estado está no caminho certo no ensino fundamental e que, no médio, o país está estagnado. A gestão de Márcio França (PSB), atual governador e candidato à reeleição, disse ser necessário aperfeiçoar a educação em SP. (Cotidiano B2)

Fogo consumiu 90% do acervo, afirma porta-voz do museu
A perda causada pelo incêndio no Museu Nacional, maior desastre que já atingiu o patrimônio científico e histórico do país, ainda está sendo calculada. A vice-diretora da instituição no Rio, Cristiana Serejo, disse que 90% do acervo exposto se perdeu. Técnicos tentaram, sem sucesso, resgatar relíquias como o fóssil Luzia. (Cotidiano B1)

Hélio Schwartsman
Falhas de segurança no Museu Nacional remontam a pelo menos uma década (A2)

Em sabatina, Ciro diz não ser ‘dessa esquerda boboca’
Em sabatina da Folha em parceria com UOL e SBT, o candidato do PDT ao Planalto, Ciro Gomes, disse não fazer parte da esquerda “que fica alisando bandido” e que mandará prender empresários que façam locaute. Na entrevista, Ciro mirou Geraldo Alckmin (PSDB). (Eleições 2018 A10)

Decisão no TSE obriga PT a alterar propaganda na TV
Dois ministros do Tribunal Superior Eleitoral proibiram o PT de veicular a propaganda eleitoral transmitida em TV e rádio no sábado (1°) por entenderem que Lula, inelegível, aparece como candidato. O partido diz que já modificou o conteúdo. (Eleições 2018 A4)

Trabalhadores de Sesi e Senai doam à candidatura de Skaf
Funcionários de Sesi e Senai têm bancado parte da campanha de Paulo Skaf (MDB) ao governo de SP. Por vaquinha virtual, empregados do Sistema S e da Fiesp doaram pelo menos R$ 136 mil ao candidato, que chefiou as entidades até junho. (Eleições 2018 A12)

Editoriais
Museu de cinzas
Sobre destruição de acervo por incêndio no Rio.

Orçar na escassez
Acerca de previsão para a despesa federal em 2019. (Opinião A2)
————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.