Endividamento atinge seu teto

Comprometimento da renda com o serviço da dívida está em 21,84% e consumo das famílias chegou a seu nível mais baixo desde o 1º trimestre de 2004. Cenário de vendas em 2015 na CNC e na Fecomércio/SP é modesto…

Dois modelos de governo em xeque na briga pelo Planalto

As duas décadas de polarização entre PT e PSDB prometem marcar a campanha do segundo turno entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, confrontando “fantasmas do passado” e “monstros do presente”…

 Transmissão de ebola ocorre fora da África

Teste em uma enfermeira que ajudou a cuidar de um padre na Espanha deu resultado positivo para a febre hemorrágica. Trata-se do primeiro caso de transmissão da doença fora da África. Autoridades não sabem como ela foi contaminada.

O Globo

Manchete : Marina impõe condições para declarar apoio a Aécio

Candidata derrotada do PSB quer compromisso pelo fim da reeleição

Dilma diz que, apesar de diferenças, ela e ex-senadora querem melhorar o país e que ainda espera ter votos de eleitores do PSB; presidenciável do PSDB afirma ver convergências entre seu programa e o de adversária

Dona de 22 milhões de votos e assediada por PT e PSDB, Marina Silva e sua Rede apresentaram condições para embarcar na campanha do tucano Aécio Neves no segundo turno. A aliança com a presidente Dilma Rousseff é considerada hoje muito difícil. Marina quer de Aécio alguns compromissos, entre eles defesa do fim da reeleição, mudança nos critérios que definem o tempo dos candidatos na TV e implantação de projetos na área de sustentabilidade. A candidata do PSB ligou ontem para Dilma e Aécio, e seus aliados foram procurados tanto por petistas como por tucanos, inclusive o ex-presidente Fernando Henrique. O irmão de Eduardo Campos, Antonio Campos, publicou nota em apoio a Aécio, mas a viúva, Renata, ainda não se pronunciou oficialmente. O PSB deve decidir amanhã que caminho tomará. (Págs. 3 a 5)

Bolsa sobe 4,72%, e dólar cai para R$ 2,42

A votação de Aécio, acima do esperado, fez a Bolsa de Valores fechar em alta de 4,72% ontem. De manhã, a Bolsa chegou a subir 7,7%. O dólar caiu 1,58%, para R$ 2,425. (Pág. 31)

SP, MG e PE devem decidir 2º turno

Os estados onde Dilma e Aécio mais têm chances de crescer em relação ao resultado de domingo são Minas, São Paulo e Pernambuco. (Pág. 8)

Pesquisas erraram em nove estados

Em nove estados, urnas não refletiram as pesquisas de véspera ou de boca de urna. Institutos dizem que voto este ano foi mais volátil. (Pág. 12)

Câmara terá renovação de 38,6%, com 198 novatos (Pág. 16)

Garotinho se une a Crivella contra Pezão (Pág. 14)

Aeroportos terão metas para filas

Portaria que entra em vigor na próxima semana prevê que os passageiros só poderão esperar no máximo 16 minutos na fila da Polícia Federal e até oito minutos na alfândega. (Pág. 33)

Analistas já veem PIB de só 0,24 %

O mercado financeiro reduziu, pela 19ª semana seguida, sua projeção para o crescimento da economia brasileira este ano. A estimativa, agora, é de só 0,24%, mostra pesquisa do BC. (Pág. 31)

Acervo de obras raras corre risco

Livros e partituras de importância histórica, alguns do século XVI, estão ameaçados por traças e mofo num depósito da Biblioteca Nacional na área do Porto. (Pág. 25)

Estranha parceria – Ministério da Cultura na mira

CGU apura denúncia de irregularidades em contrato do Minc com Fiocruz. (Segundo Caderno)

Transmissão de ebola ocorre fora da África

Teste em uma enfermeira que ajudou a cuidar de um padre na Espanha deu resultado positivo para a febre hemorrágica. Trata-se do primeiro caso de transmissão da doença fora da África. Autoridades não sabem como ela foi contaminada. (Pág. 35)

Ilimar Franco

PSB aecista quer compromisso com programa mínimo. (Pág. 2)

Merval Pereira

Num acordo político, apoio de Marina é fundamental, mas não depende só dela. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Para Armínio, há um apagão de credibilidade afetando o investimento. (Pág. 32)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete : Dois modelos de governo em xeque na briga pelo Planalto

As duas décadas de polarização entre PT e PSDB prometem marcar a campanha do segundo turno entre Dilma Rousseff e Aécio Neves, confrontando “fantasmas do passado” e “monstros do presente”. (Notícias | 6 a 22)

De carona na estratégia

Tarso quer comparar histórico de PT e PMDB para minar favoritismo conquistado nas urnas pelo rival.
Sartori vai tentar evitar ataques e apostar na mobilização do partido e da coligação. (Notícias | 6 a 22)

————————————————————————————

Valor

Uma Dilma, mas dois cenários muito diferentes

A presidente Dilma Rousseff enfrenta o segundo turno em um cenário econômico muito diferente daquele de 2010. O crescimento é menor, a inflação é maior, a renda cresce menos, mas há menos desemprego. Em 2010, a estratégia bem-sucedida de saída da crise internacional – enfrentada com aumento de gasto público e medidas de estímulo ao crédito e ao consumo – deu seus melhores frutos em 2010. Parecia que o país havia deixado toda a crise para trás.

– Mercado vive euforia, mas gestores sugerem cautela

– Se eleita, Dilma terá boa maioria no Congresso

– Vencedores em SP e MG definem papel no 2o. turno

– Grupo francês Altice mostra interesse em entrar no Brasil

– Preço da energia solar em leilão agrada investidores

Brasil Econômico

Manchete : Mercado oscila entre euforia e volatilidade

A Bovespa, que chegou a subir 7%, fechou com alta de 4% puxada por Petrobras e Banco do Brasil, enquanto o dólar recuou. O movimento refletiu o resultado do primeiro turno, mas operadores já avisaram que até o dia 26 ainda haverá muitos altos e baixos. O mercado aposta em Aécio e espera que Dilma dê um sinal sobre sua eventual equipe. (Págs. 20 a 22)

PT perdeu votos no Sul e Sudeste

Em comparação às eleições de 2010, Dilma Rousseff teve menos 4,4 milhões de votos em todo o país. A perda ficou concentrada em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Paraná e Santa Catarina. (Págs. 6 e 7)

Dilma e Aécio na cola de Marina

Candidata derrotada no primeiro turno, Marina Silva já avisou que só revelará sua decisão na quinta-feira. A tendência é que fique neutra, como em 2010. O mesmo pode acontecer com o PSB. (Págs. 2, 4 e 5)

Francesa tenta comprar a Portugal Telecom

Grupo que atua em Portugal, Bélgica e Luxemburgo negocia a compra da operadora, que já teve seus ativos incorporados pela Oi. Comandado pelo bilionário Patrick Drahi, o Altice pretende ampliar as operações na Europa. (Pág. 16)

Contágio por ebola chega à Europa

Uma enfermeira que atendeu o padre Manuel Garcia Viejo, infectado na África e morto em Madri, foi diagnosticada com o vírus. (Pág. 26)

Endividamento atinge seu teto

Comprometimento da renda com o serviço da dívida está em 21,84% e consumo das famílias chegou a seu nível mais baixo desde o 1º trimestre de 2004. Cenário de vendas em 2015 na CNC e na Fecomércio/SP é modesto. (Pág. 10)

Mosaico Político

Gilberto Nascimento

REDE PREFERE NEUTRALIDADE

A tendência hoje dentro da Rede, grupo liderado pela presidenciável Marina Silva (PSB), é pela neutralidade no segundo turno. O argumento é que nenhum dos dois partidos que se enfrentam nesta fase da disputa representa os ideais do grupo, que deve oficializar sua decisão em uma reunião por teleconferência amanhã. (Pág. 2)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães

EUFORIA CALCULADA

A disparada da Bovespa e as quedas do dólar e dos juros futuros são manifestações de euforia que não devem iludir o investidor. As compras das ações do “kit eleições” – basicamente as de bancos e empresas estatais –, as vendas de dólares e de contratos futuros de DI feitas ontem não exteriorizam nenhuma convicção íntima. (Pág. 22)

Ponto Final

Octávio Costa

UM ARMÍNIO PARA DILMA

Assim que foi divulgada a pesquisa de boca de urna no domingo, muita gente passou a especular sobre qual seria a reação do mercado financeiro na abertura dos negócios no dia seguinte. Sabia-se que haveria comemoração pela passagem de Aécio Neves para o segundo turno no lugar de Marina Silva, mas havia dúvidas sobre a exata dimensão do impacto na Bolsa e no câmbio. (Pág. 32)

————————————————————————————

O Estado de S.Paulo

– Marina vai apoiar Aécio e pedir aliança de programas

– “Efeito Aécio” faz dólar cair e Bolsa fechar em alta de 4,72%

– Base de Dilma na Câmara aumenta

– Estudo do “GPS do cérebro” dá a trio Nobel de Medicina

– Enfermeira pega Ebola em hospital da Espanha

Folha de S. Paulo

Manchete : Marina define condições e anunciará apoio a Aécio

Ex-senadora diz querer fim da reeleição, ensino integral e agenda sustentável

Terceira mais votada no domingo (5), Marina Silva (PSB) negocia condições para apoiar Aécio Neves no segundo turno: reforma política com fim da reeleição, educação em tempo integral e defesa da sustentabilidade. Esses três pontos aparecem no programa de governo do tucano. A ex-senadora estuda a melhor forma de anunciar o apoio sem parecer incoerente com a ideia da “nova política” que defendeu durante a campanha. Rede e PSB marcaram reuniões sobre o segundo turno nesta terça (7) e quarta. Enquanto a ex-senadora parabenizou por telefone a presidente Dilma (PT) e Aécio, o ex-presidente FHC conversou com aliados de Marina. O comando petista considera que a tática de desconstruir Marina teve efeito não calculado: inflou votos do PSDB em São Paulo. Dilma usou redes sociais e convocou entrevista para criticar os tucanos. (Eleições 2014 Pág. 1)

Avanço de tucano faz Bolsa ter maior alta desde 2012

O mercado financeiro reagiu com otimismo ao resultado do primeiro turno da eleição presidencial, que mostrou avanço de Aécio Neves (PSDB). A Bolsa fechou com alta de 4,7%, a maior desde julho de 2012, puxada pelas estatais, como Petrobras, que subiu 11%. Depois de bater R$ 2,50 na semana passada, o dólar recuou para R$ 2,41, com queda de 2,3%. Entre as principais moedas emergentes, o real foi a que mais se valorizou. Os investidores estão na expectativa do anúncio de apoio de Marina Silva (PSB) ao tucano. (Mercado B1)

Pilar de Dilma, Nordeste conta com economia em alta

O Banco Central calcula que o Nordeste, região em que a presidente Dilma (PT) teve 50,5% dos votos válidos no primeiro turno, cresceu 2,1 % no primeiro trimestre e 2,6% no segundo. De acordo com o IBGE, o PIB do país encolheu 0,2% e 0,6% nesses períodos. (Eleições 2012 Pág. 9)

Ataques não funcionam, afirma petista eleito em MG

O novo governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, disse a Valdo Cruz, Fernanda Odilla e Paulo Peixoto ser contra o PT adotar uma campanha agressiva no segundo turno. “Campanha não vale tudo.” Primeiro petista a conquistar o governo mineiro, Pimentel disse ser “tosco” para a eleição nacional o mote ensaiado por Dilma de que “quem conhece Aécio não vota nele”. (Eleições 2014 Pág. 5)

Foto-legenda : Cara a Cara

Aécio Neves dá entrevista em SP; tucano disse aguardar o ‘tempo de cada um’ e que vê ‘convergências’ de seu programa de governo com o de Marina (Eleições 2014 Pág. 1)
Presidente Dilma (PT) dá entrevista, em Brasília, em que intensificou ataques ao adversário tucano; ela afirmou que o PSDB quebrou o país três vezes (Eleições 2014 Pág. 3)

Eike se torna réu em caso de venda de ações da OGX

Eike Batista virou réu na Justiça Federal do Rio. Acusado de crime contra o mercado de capitais na venda de ações da OGX em 2013, feita antes da divulgação de notícias desfavoráveis à petroleira, o empresário deve ser julgado e pode ser preso. No mês passado, Eike justificou a venda para pagar dívida. O advogado dele não se pronunciou. (Mercado B4)

Justiça condena aéreas a devolver multas cobradas nas passagens (Cotidiano C1)

Espanha tem 1º caso de transmissão de ebola fora da África

A Espanha registrou o primeiro caso de transmissão da atual epidemia de ebola fora da África Ocidental. Trata-se de auxiliar de enfermagem que cuidou de missionários que morreram da doença. O marido, três pessoas que a atenderam e 30 funcionários do hospital onde estavam os religiosos são monitorados. (Mundo A8)

Hélio Schwartsman

Desejo de mudança ainda difuso pode beneficiar petista

A maioria parece disposta a despachar o PT, mas só a vontade difusa não basta. É mais fácil formar um consenso em torno da ideia de que é preciso mudar do que de um nome específico. E, sem isso, Dilma ficará. (Opinião A2)

Editoriais

Leia “Proliferação nociva”, acerca de fragmentação do Congresso, e “Educação pelos juros”, a respeito de financiamento de estudantes universitários. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.