‘O governo não ouviu as ruas’; O presidente da Fetranspor, Lélis Marcos Teixeira, diz que o governo federal tem feito pouco pela mobilidade urbana. Para ele, o reajuste de 8% do diesel e os tributos federais pagos pelas empresas são incoerentes com as vozes das ruas…-

Segurança: Hackers atacam agora controle de produção; As redes de automação industrial e de serviços de infraestrutura crítica, como a distribuição de água e energia, são os alvos, que podem ser acessados remotamente…

Mercado como ele é; Dissecada a ata do Copom, agora é consenso que nova alta de juros será de 0,25…

O Globo

Manchete: Desatando o nó: Governo autoriza cinco novos portos privados no país

Outros dez estão em análise pela agência que regula o setor. Dois terminais são em Niterói e São João da Barra, no Estado do Rio. Investimentos de R$ 2,4 bilhões só foram possíveis com a aprovação de nova lei em junho. Com base na nova Lei dos Portos, aprovada no Congresso em junho deste ano, o governo federal autorizou ontem a instalação de cinco novos portos privados no país, sendo dois no Estado do Rio —Niterói e São João da Barra. Os demais são em Santos e Guarujá (São Paulo) e Porto Belo (Santa Catarina). O investimento total será de R$ 2,4 bilhões. (Págs. 1 e 21)

Clinton defende crescimento com inclusão social (Págs. 1 e 27)

Adeus Mandela: Dilma e Obama vão discursar

Os presidentes do Brasil e dos EUA estão entre os seis que vão discursar hoje na cerimônia fúnebre em homenagem a Mandela, no estádio de futebol em Soweto. A segurança de 100 líderes desafia o governo sul-africano. (Págs. 1 e 30)
Fraude em São Paulo: Lista indica quem pagou propina

Grandes construtoras, shopping centers, hospitais e outros empreendimentos estão numa lista com o nome de 410 empresas que teriam pagado propina a fiscais de São Paulo para fraudar o Imposto Sobre Serviços. O documento foi encontrado em escritório usado pelos servidores. (Págs. 1 e 7)

Comissão ouvirá Cardozo

A Comissão de Ética Pública pediu explicações do ministro da Justiça sobre investigações contra tucanos. (Págs.1 e 6)

Da Google ao Nobel: Gigantes contra a espionagem

Pesos-pesados como Google e Facebook pediram a Obama e ao Congresso dos EUA restrição à vigilância na rede. Cinco prêmios Nobel de literatura e 520 escritores de todo o mundo também protestaram. (Págs. 1 e 26)

Rombo no FAT: Novas regras para conter o déficit

De olho no rombo de R$ 10 bi do FAT, o Fundo de Amparo ao Trabalhador, projetado para este ano, o governo vai propor limitar o número de parcelas do seguro-desemprego. (Págs. 1 e 22)

Eleições na Venezuela: Oposição vence em cidades mais importantes (Págs. 1 e 28)

Esportes: Briga de torcida: Ministros entram em campo

Os ministérios da Justiça e do Esporte convocaram reunião com CNJ, CBF, federações e demais entidades para discutir a segurança nos estádios, após a barbárie no jogo Atlético-PR x Vasco. Até um superintendente do governo do Paraná se envolveu na briga. (Págs. 1 e 39 e 40)

Notas de alunos em áreas com UPPs crescem mais

O desempenho de estudantes em comunidades com UPPs subiu até 40,6% entre 2009 e 2011, enquanto na cidade como um todo esse aumento foi de 22,2%. (Págs. 1 e 10 e 11)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Lista de propina do ISS tem shopping e grandes empresas

Arquivo de fiscal acusado de integrar quadrilha traz 410 empreendimentos; MP vai investigar construtoras Gigantes do setor da construção civil – como Cyrela, Tenda (subsidiária da Gafisa) e PDG – estão na lista de construtoras acusadas de pagar propina para os fiscais da máfia do ISS. Pelo menos mais 35 grandes empresas estão na relação, que faz parte de um arquivo do fiscal Luis Alexandre Cardoso de Magalhães, um dos servidores presos quando o esquema, que envolve 410 empreendimentos, foi descoberto. Magalhães fez acordo de delação premiada. À lista, somam-se ainda a Fundação Cesp, entidade de previdência privada de funcionários da Companhia Elétrica de São Paulo, o Hospital Igesp, na Bela Vista, e o Shopping Iguatemi, que, segundo as investigações, teria pago propina em obras na Avenida Brigadeiro Faria Lima. Seis das 16 empresas do setor que têm ações negociadas na Bovespa estão na listagem. O Ministério Público informou que investigará as empresas. (Págs. 1 e Política A11 e A14) Construtoras negam acusação Empresas que aparecem na lista da propina afirmam desconhecer o documento e pagar o ISS corretamente. Algumas dizem que colaboram com as investigações. (Págs. 1 e A14)

Homenagem a Mandela terá discurso de Dilma e Obama

A presidente Dilma Rousseff será um dos seis chefes de Estado a discursar hoje na missa fúnebre do líder sul-africano Nelson Mandela, morto na quinta-feira. A homenagem também terá como oradores o presidente dos EUA, Barack Obama, e o de Cuba, Raúl Castro. O convite foi visto pelo Itamaraty como uma deferência ao Brasil e à presidente, que convidou os antecessores para acompanhá-la na comitiva. Nos próximos dias, estão previstas outras duas cerimônias. No domingo, será o sepultamento. (Págs. 1 e Internacional A10) Fotolegenda: Democracia Os ex-presidentes Sarney, Lula, Fernando Henrique e Collor embarcam com Dilma para a África do Sul para participar do funeral de Mandela. (Pág. 1)

Erenice atua no TCU para empresário ligado ao PT

O empresário Benedito Rodrigues de Oliveira Neto contratou a ex-ministra da Casa Civil Erenice Guerra para defendê-lo em processos no TCU pela suspeita de superfaturamento em serviços para o governo federal. Ele ficou conhecido em 2010 por dar ajuda financeira para manter a casa onde funcionou núcleo da pré-campanha de Dilma. Suas empresas receberam R$ 272 milhões das gestões petistas. (Págs. 1 e Política A4)

Tribunal vê falhas e deve atrasar leilão de portos

Um relatório do Tribunal de Contas da União, que será julgado hoje, prevê uma série de correções nos estudos que embasam leilões de áreas nos portos de Santos e do Estado do Pará. Diante do possível atraso nos planos do governo de iniciar as concessões ainda este ano, o Planalto estuda fatiar os leilões. (Págs. 1 e Economia B1)

Cai satélite sino-brasileiro

Uma falha no foguete de lançamento resultou ontem na perda do satélite CBERS-3, desenvolvido por Brasil e China. Ele pode ter caído na região da Antártida. (Págs. 1 e Metrópole A18)

Maduro vence eleições locais e ganha tempo para reformas

A estratégia chavista de responsabilizar “sabotadores” e “especuladores” pelos problemas econômicos da Venezuela surtiu efeito, relata o enviado a Caracas Roberto Lameirinhas. O governo do presidente Nicolás Maduro, embora tenha perdido em cidades simbólicas, pôde sair das urnas como vencedor. (Págs. 1 e Internacional A8)

Aécio e Campos discutem alianças

O senador Aécio Neves e o governador Eduardo Campos deixam o restaurante Gero em Ipanema. Prováveis candidatos à Presidência, Aécio (PSDB) e Campos (PSB) discutiram a possibilidade de dividir palanques especialmente em São Paulo, Minas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Sul. (Págs. 1 e Política A6)

Janot indica ser a favor de benefício a Jefferson (Págs. 1 e Política A5)

Litoral de São Paulo vive surto de dengue (Págs. 1 e Metrópole A17)

Dora Kramer

Ilegalidade consentida Ninguém mais se importa com uso e abuso da máquina pública para fins eleitorais. A cada eleição o desrespeito se consolida como regra. (Págs. 1 e Política A6)

José Paulo Kupfer

Faxina nas gambiarras O maior problema da economia é a barafunda que se armou na contabilidade do conjunto de indicadores macroeconômicos. (Págs. 1 e Economia B6)

Notas & Informações

O Brasil e o sucesso da OMC O acordo deu novo fôlego à Rodada Doha e foi a primeira vitória de Roberto Azevêdo. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Futebol brasileiro é refém de 30 torcidas

A selvageria na Arena Joinville, na última rodada do Brasileirão, expôs uma triste realidade: a CBE o poder público e, principalmente, os torcedores comuns são reféns de 30 torcidas organizadas, com 200 mil sócios registrados no país. Esses grupos impõem o terror nos estádios. No domingo, na partida entre Atlético-PR e Vasco, bastaram 30 ônibus com 1,4 mil arruaceiros para protagonizar a barbárie que deixou quatro feridos e obrigou o árbitro a interromper o jogo por uma hora e 15 minutos. A sete meses da Copa de 2014, as cenas de violência mancham a imagem do Brasil no exterior e levantam dúvidas: estamos prontos para garantir a segurança em campo durante o Mundial? Preocupada, a presidente Dilma cobrou providências do ministro Aldo Rebelo. (Págs. 1 e Superesportes e 2 a 4)
O milagre de Mandela

Despedida ao líder sul-africano—famoso pelo poder de conciliação — reúne hoje chefes de Estado e de governo de pelo menos 91 países. A presidente Dilma Rousseff e quatro antecessores, Sarney, Lula, Fernando Henrique e Collor, embarcaram ontem para Johannesburgo. (Págs. 1 e 14)

Oposição e chavista cantam vitória no pleito venezuelano (Págs. 1 e 25)

Satélite brasileiro vira pó no espaço

Equipamento de observação desenvolvido pela China e pelo Brasil ao custo de R$ 300 milhões se desintegra antes de entrarem órbita. Falha no foguete chinês causou o fracasso do projeto. (Págs. 1 e 18)

Polêmica: Comissão revê morte de JK

Grupo que investiga crimes da ditadura aponta 90 indícios de que o ex-presidente da República foi assassinado. (Págs. 1 e 5)

Aviação: Problemas em voos da Gol

Companhia aérea é multada em R$ 2,5 milhões por transtornos impostos a passageiros e será alvo de auditoria da Anac. (Págs. 1 e 8)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Cerco a moradores de rua

Prefeitura de BH voltará a recolher objetos de mendigos quando obstruírem as vias públicas. Instrução normativa assinada pela PBH e pela Polícia Militar autoriza a remoção de pessoas e apreensão de material em passeios, praças e outros logradouros públicos ocupados em desobediência ao Código de Posturas da capital. Foi a saída encontrada para contornar liminar da Justiça que, desde julho, impedia o recolhimento de pertences da população de rua. Só não poderão ser apreendidos artigos de primeira necessidade e aquilo que a pessoa conseguir carregar sozinha, sem ajuda de carrinhos, numa só viagem. A presença permanente de sem-teto em vários pontos da cidade tem sido motivo de muita reclamação de moradores e comerciantes. Mas entidades de apoio aos moradores de rua consideram a medida retrocesso. (Págs. 1 e 17)

Aeroportos: Alerta de caos para voos de fim de ano

Especialistas em aviação civil apontam atrasos e cancelamentos de viagens no fim de semana como sinais de que o Natal e c réveillon serão de mais transtorno. Aumento da demanda e quadro reduzido de funcionários são alguns dos motivos. A Gol foi multada em R$2,5 milhões devido aos problemas de sábado e domingo. (Págs.1 e 10)

Eleições 2014: Aécio e Campos terão discursos semelhantes

Depois de jantarem domingo, no Rio, o senador Aécio Neves (PSDB) disse que ele e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), falarão a mesma língua na campanha à Presidência. O enfoque comum, adiantou Aécio, serão os erros do governo do PT, sobretudo na política econômica. (Págs. 1 e 3)

Ônibus: Prefeitura congela preços das passagens na capital

Tarifa do transporte público de BH não terá este ano o reajuste anual de dezembro. Preço só poderá ser alterado após conclusão de auditoria que revisa contratos de concessão. (Págs. 1 e 18)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Médico indiciado por morte após cirurgia

Fernanda Patrícia, 26 anos, morreu de embolia pulmonar após redução de estômago. A polícia indiciou o cirurgião Gustavo Menelau por homicídio culposo. Caso seguirá para o Cremepe. (Págs. 1 e Cidades 2)

Estado e municípios se articulam para enfrentar novas estiagens

Após 73 secas e 454 anos de história, Pernambuco enfim prepara o primeiro plano estadual de convivência com o Semiárido. Até março, prefeituras deverão fazer planos individuais, com obras e ações. (Págs. 1 e Cidades/Economia 7)

Adeus a Mandela: Dilma será um dos chefes de Estado a falar na homenagem ao líder africano (Págs. 1 e 12)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Voto aberto é colocado à prova no Congresso

Pela primeira vez sem a proteção do sigilo, abolido em novembro, deputados e senadores analisarão hoje vetos presidenciais a projetos de lei aprovados pela própria Casa. (Págs. 1 e 6)

Fotolegenda: Palco da despedida a Mandela

Dilma, Obama e Raúl Castro vão discursar no Soccer City, hoje, na cerimônia que inaugura os cinco dias de homenagens ao líder sul-africano morto no dia 5. (Págs. 1 e 24)

Depois do vexame: Barbárie reabre o debate sobre polícia em estádio

Especialistas questionam ausência de PMs na Arena Joinville. STJD quer 20 jogos de punição para clubes. (Págs. 1, 4 e 5)

Ênfase na prevenção: Esforço para reduzir acidentes e mortes

Grupo RBS e MP lançam campanha com foco na segurança e por uma cultura de responsabilidade. (Págs. 1, 26 e 27 e Editorial, 12)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Defasagem do preço de óleo para indústria é de 15%

Para beneficiar as usinas térmicas, o governo congelou os reajustes do combustível desde julho de 2012. A diferença tem sido coberta pela Petrobras, como nos casos da gasolina, do diesel e do gás de botijão. Além da questão financeira, os críticos ressaltam o fato de ser mais um subsídio a uma fonte poluente, em detrimento da energia limpa. (Págs. 1 e 6)

Fotolegenda: Integração sem hegemonia

Foi assim que a presidenta Dilma Rousseff definiu a situação da América Latina, em encontro promovido pela Clinton Global Initiative, criada pelo ex-presidente dos EUA Bill Clinton. (Págs. 1 e 4)

‘O governo não ouviu as ruas’

O presidente da Fetranspor, Lélis Marcos Teixeira, diz que o governo federal tem feito pouco pela mobilidade urbana. Para ele, o reajuste de 8% do diesel e os tributos federais pagos pelas empresas são incoerentes com as vozes das ruas. (Págs. 1, 8 e 9)

Segurança: Hackers atacam agora controle de produção

As redes de automação industrial e de serviços de infraestrutura crítica, como a distribuição de água e energia, são os alvos, que podem ser acessados remotamente. (Págs. 1 e 12)

Programa Minha Casa, Minha Vida reforçado

A presidenta Dilma Rousseff anunciou ontem que no ano eleitoral virão mais moradias. Até o final de 2014, serão mais 700 mil unidades habitacionais contratadas. (Págs. 1 e 3)

Mercado como ele é

Dissecada a ata do Copom, agora é consenso que nova alta de juros será de 0,25. (Págs. 1 e 22)

Mundo: Senado uruguaio vota hoje a regulamentação para venda de maconha (Págs. 1 e 28)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.