Rombo? Deixa pra lá; O governo se surpreendeu com o rombo de R$ 47 bilhões no seguro-desemprego. Agora prefere que o assunto
morra porque as eleições vêm aí…- Congresso prevê alta de gasolina e mais imposto; Parecer da Comissão Mista de Orçamento do Congresso, a ser votado hoje em plenário, prevê aumento da carga tributária e uma nova política de preços da Petrobrás para 2014. Deputados e senadores também estimam inflação maior e crescimento econômico mais modesto. A previsão é de pagamento de 2,9 bilhões em dividendos das estatais, principalmente por causa da “correção dos preços” de combustíveis…

 

O Globo

Manchete: Devastação da Amazônia deve crescer 20% este ano

Satélites registram a derrubada de grandes áreas verdes no Pará e no Amazonas
Após quatro anos de queda no desmatamento, Ibama e PF tentam conter nova ação dos madeireiros
O desmatamento na Amazônia Legal deverá voltar a crescer este ano, o que não ocorria desde 2009. A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, admitiu que voltaram a ocorrer grandes desmatamentos no Pará, em áreas acima de mil hectares. Os números oficiais só saem no fim do mês, mas o governo prevê, com base em dados de satélites, um aumento de até 20% na área devastada em relação ao ano anterior. A ONG Imazon fala em 92%. Para mostrar que continua a agir contra os madeireiros, o governo deverá divulgar esforços feitos por Ibama, Polícia Federal e Força Nacional de Segurança Pública. (Pás. 01 e 3)

Desolação nas Filipinas

Quatro dias após a passagem do supertufão Haiyan, as Filipinas ainda calculam os estragos. O tufão destruiu até 80% das construções nas áreas por onde passou, afetando 9 milhões de pessoas. Os mortos devem chegar a 10 mil. O presidente Benigno Aquino, criticado por prever que a tempestade não deixaria vítimas, deslocou centenas de soldados para a área afetada com o objetivo de deter saques. (Págs. 01, 26 e 27)

Tufão sacode reunião do clima (Págs. 01 e 29)

China abre 15% do capital de estatais

Em novo movimento de reforma da economia, a China permitirá que as empresas privadas comprem participações de até 15% nas suas companhias estatais. Estas têm hoje ativos da ordem de US$ 7,35 trilhões e dominam setores como o bancário, de energia, montadoras e telecomunicações. Segundo analistas, o governo chinês busca tornar suas empresas mais racionais com a ajuda do capital privado, dando retorno ao Estado. Na Índia, o governo retomou seus planos de vender ações de duas estatais, uma refinaria e uma mineradora, para levantar US$ 2,3 bilhões e melhorar as finanças públicas. (Págs. 01 e 22)

Enquanto Isso…Maduro decide limitar lucro na Venezuela (Págs. 01 e 22)
Disputa interna no PT: Petistas denunciam compra de votos

Candidatos de correntes de esquerda à presidência do PT dizem que, às vésperas da eleição interna, 311 mil filiados tiveram mensalidades quitadas. Rui Falcão deve ser reeleito em 1º turno. (Págs. 01 e 06)

Carona em xeque: Comissão vai investigar Ideli (Págs. 01 e 04)

De novo na Justiça: OSX, de Eike, pede proteção judicial

Após a OGX (petroleira de Like) pedir recuperação judicial, sua empresa-irmã, a OSX, do setor naval, repetiu o caminha Dona do estaleiro no Porto do Açu, a OSX tem dívidas de R$ 4,3 bi, que, somadas às da OGX, totalizam R$ 15,5 bi. (Págs. 01 e 21)

Colunistas

Ancelmo Gois Órfãos de Amarildo buscam tratamento para a mãe. (Págs. 01 e 14)
José Casado O jogo político na Educação em ano eleitoral. (Págs. 01 e 19)
Arnaldo Jabor O mal é o bem ou o bem é o mal? (Págs. 01 e Segundo Caderno)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Quadrilha é acusada de cobrar para zerar dívidas de IPTU

Investigação aponta que suspeitos de fraude do ISS rebaixavam padrão de prédios de luxo para reduzir valor venal
A quadrilha acusada de desviar até R$ 500 milhões de ISS em São Paulo também é suspeita de receber propina para zerar dívidas milionárias de IPTU, omitir do cálculo do imposto acréscimos de área em reformas feitas por grandes empreendimentos, como supermercados e shoppings, e rebaixar a classificação de imóveis de luxo para diminuir o valor venal no ato da concessão do alvará de conclusão da obra. Os golpes aparecem em material apreendido pelo Ministério Público Estadual com o auditor fiscal Luís Alexandre Cardoso Magalhães, que aceitou delatar o esquema criminoso aos promotores, e com Vanessa Alcântara, sua ex-namorada. O grupo teria contado com a ajuda de ao menos um procurador do Município lotado na Secretaria de Finanças. Conversas gravadas pelo próprio Magalhães mostram o auditor dizendo a outros integrantes da quadrilha ter todas as certidões negativas de débito de empresas que conseguiram zerar o imposto. (Págs. 01 e Metrópole A13 e A14)

Planalto e Lula agem para acalmar Kassab

O Palácio do Planalto e o ex-presidente Lula enviaram ontem emissários para acalmar 0 ex-prefeito Gilberto Kassab (PSD), depois da troca de acusações com Fernando Haddad (PT). A ordem é agir para “administrar” a crise e manter o silêncio sobre as acusações que envolvem o potencial aliado do PSD no escândalo da máfia dos fiscais. Em conversa reservada, porém, Dilma disse a Haddad que não abra mão de combater a corrupção na Prefeitura. A orientação contrasta com comentários de ministros do PT e dirigentes do partido, para quem 0 prefeito agiu de forma “afoita”. (Pág. 01 e A08)

Emenda de deputado pagava obra da ‘Máfia’

Seis deputados federais eleitos por SP direcionaram emendas, no valor de R$ 5,9 milhões, para obras tocadas por empresas acusadas de envolvimento na Máfia do Asfalto. Documentos obtidos pelo Estado mostram o esforço dos parlamentares para que os Ministérios das Cidades e do Turismo liberassem o dinheiro para os municípios, que, mais tarde, contratavam as empreiteiras envolvidas no esquema. Os deputados são citados em planilha apreendida pela Polícia Federal. (Págs. 01 e Política A4)

Presidente do Cade recebe advertência

Por unanimidade, a Comissão de Ética Pública da Presidência decidiu aplicar advertência ao presidente do Cade, Vinícius de Carvalho. O Estado revelou que ele omitiu em currículos ter trabalhado para o deputado estadual Simão Pedro (PT), responsável por representações que apontavam suspeitas em contratos do metrô e da CPTM. (Págs. 01 e Política A7)

Filho de Lula perde passaporte diplomático

A Justiça Federal declarou nulo o passaporte diplomático de Luis Cláudio Lula da Silva por considerar a emissão “absolutamente irregular” (Págs. 01 e Política A5)

Congresso prevê alta de gasolina e mais imposto

Parecer da Comissão Mista de Orçamento do Congresso, a ser votado hoje em plenário, prevê aumento da carga tributária e uma nova política de preços da Petrobrás para 2014. Deputados e senadores também estimam inflação maior e crescimento econômico mais modesto. A previsão é de pagamento de 2,9 bilhões em dividendos das estatais, principalmente por causa da “correção dos preços” de combustíveis. (Págs. 01 e Economia B1)

OSX, de Eike, pede recuperação judicial

Com dividas de R$ 4,2 bilhões, a OSX, braço de construção naval do grupo EBX, de Eike Batista, seguiu os passos da petroleira OGX e formalizou no TJ do Rio pedido de recuperação judicial (Págs. 01 e Economia B9)

Após tufão, Filipinas adota toque de recolher (Págs. 01 e Internacional A10)

China facilita entrada de capital privado (Págs. 01 e Economia B7)

Dora Kramer: Exército do surfe

No discurso feito no dia da eleição para a presidência do PT, Lula atuou na “pegada” da pesquisa que indica perda de apoie entre os jovens. (Págs. 01 e Política A6)

Celso Ming: Rombo? Deixa pra lá

O governo se surpreendeu com o rombo de R$ 47 bilhões no seguro-desemprego. Agora prefere que o assunto morra porque as eleições vêm aí. (Págs. 01 e Economia B2)

Arnaldo Jabor: Há bens que vêm para o mal

O mal é o bem ou o bem é o mal? Antes, era mole. O, mal era o capitalismo, o bem o socialismo. Agora, se não houver mal claro, como seremos “bons’? (Págs. 01 e Caderno 2 C8).

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Voos nada éticos complicam Ideli

João Valadares
A Comissão de Ética da Presidência da República deu 10 dias para que a ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvattí (foto), se explique sobre o uso de helicóptero da Polícia Rodoviária Federal para visitar obras e redutos eleitorais em Santa Catarina. A decisão foi tomada após o Correio revelar que entre as prioridades da aeronave estão o resgate e o atendimento médico de urgência pelo Samu. Em três dias deste ano, quando estava à disposição da ministra, houve 116 acidentes, com 63 feridos e dois mortos no estado. Em nota conjunta, Ideli e o Ministério da Justiça negaram haver convênio entre a PRF e o Samu, mas o serviço contestou a informação, dizendo que o vínculo segue em pleno vigor. Na Câmara dos Deputados, a oposição anunciou que pedirá o afastamento imediato da ministra durante as investigações do caso.(Págs. 01, 02 E 03)

Crime na estrada

A lista de irregularidades não para de crescer: ônibus sem documentos, motorista com a carteira vencida e excesso de passageiros são algumas delas. O acidente que matou duas jovens em Luziânia (GO) é um retrato da precária situação do transporte no país e provoco a revolta da família de Gleycianne, 17 anos, enterrada (foto) em Taguatinga. O condutor do veículo vai depor hoje. (Págs. 01, 26, 27 E VISÃO DO CORREIO, 14)

Alvarás: prisão de suspeitos é prorrogada

Justiça amplia em mais cinco dias a detenção temporária de Carlos Alberto Jales e Carlos Sidney de Oliveira. Ex-administradores de Taguatinga e de Águas Claras, eles são acusados de chefiar máfia que vendia alvarás de construção nas duas cidades. (Págs. 01 e 21).

Dólar eleva passagens

Em pouco mais de 20 dias, a moeda americana passou de R$ 2,16 para R$ 2,330, encarecendo principalmente as viagens ao exterior. Especialistas recomendam cautela nas compras lá fora, sobretudo com cartão de crédito.(Págs. 01 e 08)

Devastada, Filipinas pede ajuda

Ainda sem saber quantas pessoas morreram na passagem do tufão Haiyan — o número, estima-se, passa de 10 mil -, o país apela por comida, água e recursos para reconstruir as cidades.(Págs. 01 e 16)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: BRT vigiado

PBH vai contratar seguranças privados para tentar coibir vandalismo em estações
A Prefeitura de Belo Horizonte escolhe ainda este mês uma empresa para fazer a vigilância do sistema rápido por ônibus e evitar depredação e furto de materiais, como ocorreu durante as manifestações de junho. O edital exige que o vencedor instale sensores e alarmes nas estações, que serão totalmente concluídas até as vésperas da Copa do Mundo de 2014. Fiscais farão rondas 24 horas por dia nas avenidas Antônio Carlos, Cristiano Machado, Pedro I, Vilarinho, Paraná e Santos Dumont. Com ação limitada à área externa das estações, os seguranças terão de chamar a BHTrans e a Polícia Militar quando houver vandalismo ou invasão. O serviço será temporário, valendo apenas no período entre a conclusão das obras e o início da circulação dos ônibus, quando os consórcios que vão administrar o sistema assumirem a responsabilidade. (Págs. 01 e 17)

Desvios: Prefeito mineiro afastado por superfaturar merenda

Lista de compras da Prefeitura de Patrocínio do Muriaé, na Zona da Mata, era recheada de carnes nobres, mas escolas recebiam moela de frango e músculo. (Págs. 01 e 05)

Furacão nas Filipinas: Governo faz apelo mundial por alimentos e remédios (Págs. 01 e 14)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Machete: Fiat deve contratar mais mil pessoas

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Chuva mata, isola e deixa desabrigados no Estado

Queda de galpão em Candelária matou uma mulher. Criança está desaparecida.
PREJUÍZO MATERIAL Desabamento na área urbana e danos na zona rural de Caxias
AJUDA PROVIDENCIAL Para abandonar a casa, auxilio dos bombeiros em Santa Maria
SISTEMA ULTRAPASSADO Por que alagamentos atingem os mesmos pontos de Porto Alegre
FESTA INTERROMPIDA Muita água, pouca gente e horário reduzido na Feira do Livro da Capital
(Págs. 01, 04 a 10, 20 (EDITORIAL), 27 (GISELE LOEBLEIN) e CADERNO DA FEIRA)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: EUA têm novo título com lastro em aluguel

Cinco anos após a crise do mercado de hipotecas que abalou a economia mundial, os americanos criaram uma nova forma de lucrar com o setor imobiliário. Com o empobrecimento da população, a venda de habitação caiu e aumentou o número de imóveis para locação. Os agentes financeiros criaram um novo derivativo, com lastro no pagamento de aluguéis de imóveis pertencentes à empresa que negocia os títulos. Especialistas alertam para o risco de uma outra bolha: “A securitização está de volta, baby, e dessa vez é mais assustadora e arriscada do que nunca”, disse um deles. (Págs. 01 e Heloisa Villela 20)

São Francisco: Visita de Dilma acelera obra da transposição

A ordem da presidenta para apressar o projeto faz cerca de sete mil homens se revezarem 24 horas de trabalho por dia. Ela vai sobrevoar a região nos próximos dias 21 e 22 para verificar o andamento. (Págs. 01, 04 e 05)

Eike: OSX pede recuperação judicial

Com dívida de R$ 5 bilhões, empresa de construção naval entrou ontem com o pedido de proteção contra os credores. É a segunda empresa do grupo X que lança mão do recurso. (Págs. 01 e 16)

Jango: Será amanhã a exumação que permitirá investigar se ex-presidente foi envenenado. (Págs. 01 e 08)

Tecnologia: Uso de tablet e smartphone pessoais se alastra no mundo corporativo. (Págs. 01 e 14)

Dúvida: União deve a concessionárias de eletricidade R$ 21 bilhões em indenizações. (Págs. 01 e 07)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.