A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889


O Estado de S.Paulo

Manchete: Preço do petróleo atinge pico com tensão no Golfo
Ao meio-dia, barril chegou a ter maior alta desde guerra de 1991: Petrobrás manterá preço dos combustíveis.

  • Aumento de gastos da União pagaria 9 anos de Bolsa Família
  • 2/3 dos jovens acreditam que o bullying cresce com a internet
  • Estética pode afetar cirurgia de câncer de mama
  • Plano prevê gasto menor com cubanos
  • Fachin cobra Dodge por atrasar casos da Lava Jato
  • PSL deixa de apoiar Witzel no Rio
  • Covas contratará po r R$ 1,8 milhão pesquisa para avaliar gestão
  • Parlamentares governistas tentam barrar três CPIs
  • Senado vota brecha para flexibilizar controle de partidos
  • Armas em áreas rurais

O Globo

Manchete: Petrobrás segura o preço de combustível
Diretor da ANP compara ataque a atos terroristas do 11 de Setembro.

Governo quer alterar o reajuste do mínimo…
“A ideia é que, em momentos de grave desequilíbrio fiscal, como o atual, haja condições de congelar temporariamente os aumentos nominais da remuneração. O congelamento do salário mínimo poderia render uma economia entre R$ 35 bilhões e R$ 37 bilhões, segundo fontes da equipe econômica consultadas pelo jornal. Hoje, a Constituição prevê que é direito do cidadão ter acesso a um salário mínimo “com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo”. Assim, o governo se vê obrigado a, todos os anos, recompor ao menos a inflação.” “A proposta de orçamento para o ano de 2020 entregue pela equipe econômica ao Congresso no mês passado prevê aumento do salário mínimo dos atuais R$ 998 para R$ 1.039 a partir de janeiro do ano que vem, levando em conta a variação da inflação. A ideia de retirar a obrigatoriedade da correção inflacionária do salário mínimo tem sido costurada com os deputados Pedro Paulo (DEM-RJ) e Felipe Rigoni (PSB-ES), respectivamente autor e relator de uma proposta que regulamenta a regra de ouro e tenta limitar o crescimento dos gastos obrigatórios.” “O principal objetivo da equipe econômica ao estimar que o mínimo seria reajustado apenas pela inflação foi limitar os gastos públicos. Isso porque o salário mínimo é o piso de diversos benefícios e políticas públicas e qualquer reajuste real tem um impacto grande no orçamento, contribuindo ainda mais para o rombo nas contas públicas. Para este ano, o governo prevê um déficit de até R$ 139 bilhões. O salário mínimo é, por exemplo, o piso do INSS, do Benefício de Prestação Continuada (BPC), do seguro-desemprego e do abono salarial. Segundo cálculos feitos por técnicos da área no PLDO do ano passado, cada real a mais no salário mínimo aumenta em R$ 304 milhões por ano as despesas públicas federais.”

  • Excesso de placas no caminho
  • Ficará para trás quem não virar empresa
  • MEC mira gestão escolar e formação de professores
  • Tragédia do Hospital Badim tem 12ª morte
  • Disparada na cotação é teste para políticas de preço dizem analistas. Debandada do PSL expõe racha entre Witzel e Bolsonaro
  • Fux vê ameaça de judicialização da reforma eleitoral

Folha de S.Paulo

Manchete: Oposição na Venezuela é pior que Bolsonaro, diz Maduro
Em entrevista à Folha, ditador afirma querer paz, mas que suas forças estão preparadas para a guerra.

  • Disparada do petróleo testa política da Petrobras
  • Governo retém R$ 105 mi de Base Comum curricular
  • Projeto que abre brecha a caixa 2 pode ser alterado
  • Polarização literária
  • Flamengo 1 em cada 5
  • O dilema de noticiar asneiras
  • Mercado corta expectativa para Selic a 5% em 2020
  • Brasil e México fazem rodada de negociações para livre comércio. Alta no preço da commodity pode auxiliar no aumento de receitas da balança comercial .

Maia afirma que fim de benefícios fiscais viabiliza desoneração
O Legislativo analisam a possessividade de promover uma redução na tributação da folha de pagamento compensada pelo corte de benefícios fiscais. “(…)Importante agora é construir um texto que possa simplificar o sistema tributário no Brasil. Acho que pelo menos em uma Casa dá para votar um bom texto que caminhe com força para a outra seja no Senado, seja na Câmara.”Afirmou Maia…



DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.