A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

O Globo

Manchete : Bolsonaro propõe aliança com os EUA e se compara a Trump
Em Washington, Guedes foi aplaudido ao citar abertura comercial e simplificação tributária
No primeiro discurso público da viagem aos Estados Unidos, na Câmara de Comércio, em Washington, o presidente Jair Bolsonaro propôs aliança política e econômica ao país, e se comparou a Donald Trump. “Quando ele começou a sofrer ataques da mídia e fake news, eu já os sofria há dois anos no Brasil”, afirmou sobre o colega americano. Bolsonaro disse que a união do Brasil com os EUA pode alavancar a economia e “os valores que foram deixados para trás”. O ministro da Economia, Paulo Guedes, teve sua fala interrompida por aplausos duas vezes ao mencionar abertura comercial e simplificação tributária. (PÁGINA 18)

CONCESSÃO
EUA, Canadá, Japão e Austrália livres de visto (PÁGINA 19)

Bolsa chega aos 100 mil pontos pela primeira vez
Recorde histórico foi registrado à tarde, mas índice recua e encerra 7 milésimos abaixo da marca. Valorização no ano chega a 13,78%. (PÁGINA 13)

Marco Aurélio critica inquérito aberto no STF
O ministro Marco Aurélio se disse contra inquérito para apurar ofensas ao STF. Dois colegas de Corte também criticam decisão. (PÁGINA 6)

Servidor contratado terá que ser ficha-limpa
Decreto do governo federal endurece as regras para contratar servidores comissionados, que terão de ser fichas limpas e exibir currículo compatível com o cargo. (PÁGINA 4)

Colunistas
MERVAL PEREIRA
O controvertido inquérito de Dias Toffoli (PÁGINA 2)
MÍRIAM LEITÃO
Paulo Guedes tem que entregar o que promete (PÁGINA 14)
BERNARDO MELLO FRANCO
Ideologia fala mais alto (PÁGINA 5)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Bolsonaro e generais agem para evitar divisão entre militares
Tropa teme que cúpula seja privilegiada em projeto de reestruturação da carreira
Jair Bolsonaro e a cúpula das Forças Armadas tiveram de agir nos últimos dias para apaziguar os ânimos dos militares de patentes mais baixas, que se sentem prejudicados pela proposta em estudo para a reestruturação da carreira. Em uma das versões que circulam entre a tropa, é sugerida criação de gratificações somente para oficiais de alta patente pela participação em cursos de habilitação militar. Bolsonaro foi às redes sociais negar privilégios. “Possíveis benefícios ou sacrifícios serão divididos entre todos, sem distinção de postos ou graduações”, escreveu. O ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, também se mobilizou e convocou os comandantes de Exército, Marinha e Aeronáutica para discutir a estratégia de atuação, a fim de acalmar os militares. O texto deve ser apresentado ao Congresso até amanhã no mesmo pacote da reforma da Previdência da categoria.ECONOMIA / PÁG. B1

Onyx defende paciência para ter a ‘taça’ da Previdência
Alvo de críticas de parlamentares pela articulação política do governo Jair Bolsonaro, o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, diz ser preciso “ter paciência”. Em entrevista ao Estado, ele justifica que a gestão está no começo e, referindo-se à aprovação da reforma da Previdência, alega que “o importante é colocar a taça no armário”.
POLÍTICA / PÁG. A4

‘BNDES terá de devolver R$ 126 bi’, diz secretário
O BNDES tem condições de devolver à União R$ 126 bilhões em 2019. A avaliação foi feita ontem ao Estado pelo secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues Júnior. Na primeira entrevista no cargo, afirmou que é preciso destravar o crédito e garantir maior participação do setor privado na economia.ECONOMIA / PÁG. B5

Presidente destaca ‘capacidade bélica’ dos Estados Unidos
Em Washington, Bolsonaro disse reconhecer a “capacidade bélica” dos EUA para resolver a crise na Venezuela. “Aquele povo tem de ser libertado”, afirmou. O porta-voz do Planalto, porém, descartou intervenção militar.
INTERNACIONAL / PÁG. A10
Bolsonaro na CIA
Ida de Bolsonaro ao QG da CIA é fato raro na diplomacia brasileira: apenas Juscelino e João Goulart se encontraram com chefes da agência. PÁG. A10
Em nome do pai
Vereador no Rio, Carlos Bolsonaro (PSC) circulou ontem por Brasília para, segundo ele, cumprir missões repassadas pelo pai, que está em Washington. Ele se reuniu com deputados e aliados na Câmara onde, em uma das conversas, criticou a comunicação do governo. O vereador também “despachou” no Palácio do Planalto.POLÍTICA / PÁG. A6

Brasil passa a ter livre-comércio de carros com México
Montadoras no Brasil e no México poderão, a partir de hoje, importar e exportar produtos sem barreiras comerciais entre os países – antes, a troca previa cotas isentas de imposto. Anfavea vê problemas para a produção brasileira.
ECONOMIA / PÁG. B10

Recorde na Bolsa
Ibovespa bateu pela primeira vez 100 mil pontos, alavancado por cenário externo positivo e declarações pró- Previdência. Depois recuou.PÁG. B9

‘Fogo amigo’
Funcionários do BNDES criticam o presidente da instituição, Joaquim Levy, por causa da declaração dele sobre investigações no banco. PÁG. B5
Governo dispensa visto para americanos (Metrópole / Pág. A15)
Eliane Cantanhêde
Leilão de aeroportos, Bovespa em 100 mil pontos e alívio com começo da visita oficial aos EUA abrem novo ciclo?
POLÍTICA / PÁG. A6
Bernard Appy
Tendência é de aumento da disputa entre Estados, reduzindo a receita de ICMS e agravando a crise.
ECONOMIA / PÁG. B2
Notas & Informações
O ‘guru’ do presidente
Em visita aos Estados Unidos, o presidente Jair Bolsonaro prestou efusiva homenagem a Olavo de Carvalho, escritor e professor de um curso de filosofia online. PÁG. A3O
Popularidade em queda
O alerta para que o presidente Jair Bolsonaro desça do palanque e comece a governar ganhou mais um reforço. PÁG. A3
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Judicialização na saúde sobe 130% no país em uma década
Ações cobram do SUS e de planos de saúde novos remédios, procedimentos complexos, leitos e consultas, afirma estudo. O número de ações judiciais relacionadas à saúde no Brasil subiu 130% de 2008 a 2017, um crescimento muito mais rápido que o no volume total de processos (50%), informa Cláudia Collucci. As ações na primeira instância foram de 41.453 para 95.752. Na segunda instância, dispararam de 2.969 para 40.658. Os processos envolvem demandas contra o SUS e os planos de saúde, requerendo novos remédios, procedimentos de alta complexidade, leitos hospitalares, consultas e medicamentos. Os dados são de estudo do Insper, sob encomenda do CNJ (Conselho Nacional de Justiça), divulgado ontem. O ministro Luiz Henrique Mandetta (Saúde) diz que a desorganização do sistema, a falta de informatização e o subfinanciamento são causas da judicialização no SUS. Para Dias Toffoli, presidente do STF, é preciso minorar a participação da Justiça na resolução de conflitos ligados à saúde. (Cotidiano b1)

Bolsa bate recorde nominal e se descola da economia real
Bolsa chegou ontem aos 100 mil pontos, enquanto as expectativas de economistas para o PIB de 2019 caíram para um crescimento esperado de 2%. O IBC-Br, indicador de atividade do Banco Central, caiu 0,41%. (Mercado a15)

Por Previdência, Guedes acena a parlamentares com repasses
Ministro da Economia prometeu repasses para as regiões que os elegeram em troca de apoio para a reforma da Previdência. Paulo Guedes ouviu de lideranças do Congresso que não há confiança no presidente. (Mercado A16)

Sem recíproca, Brasil isenta de visto cidadãos americanos
O presidente Jair Bolsonaro (PSL) dispensou, sem exigir reciprocidade, os cidadãos dos EUA da necessidade de visto para viajar ao Brasil. A isenção valerá aos que viajarem para turismo, negócios, trânsito e atividades artísticas e esportivas. A medida, que entrará em vigor no dia 17 de junho, inclui também australianos, canadenses e japoneses. (Mundo a10)
Bolsonaro diz ter apoio dos EUA para ‘libertar Venezuela’ (Mundo A10)
Militares querem festa discreta dos 55 anos do golpe
A preocupação é que, por se tratar da primeira celebração da data no governo Jair Bolsonaro — capitão reformado e simpático ao período da ditadura —, as manifestações extrapolem os muros dos quartéis e ganhem os espaços públicos, tensionando o clima político. (Poder A8)

PSDB passa 63 h em fila e barra CPI sobre Paulo Preto
Assessores tucanos se revezaram em fila na Assembleia Legislativa de São Paulo para protocolar outros pedidos de CPIs. Investigação sobre a Dersa, que poderia atingir o PSDB, ficou atrás de, por exemplo, as sobre barragens, venda de animais e táxi aéreo. (Poder A4)
Editoriais
Balão de oxigênio
Acerca de mais um pacote de socorro aos estados (A2)
Nova base no gelo
Sobre inauguração de estação do país na Antártida (A2)
————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.