O Globo

Manchete : Jovens veem futuro do país no voto
ENQUETE MOSTRA QUE ELES CONFIAM NO PODER DAS ELEIÇÕES PARA MUDAR O BRASIL
Nove em cada dez jovens brasileiros acreditam no potencial que o voto tem para mudar o país. É o que aponta enquete feita pelo Unicef, a pedido do GLOBO, com 16,3 mil pessoas de até 24 anos das cinco regiões. Apesar da abordagem otimista, 60% deles disseram não se identificar com nenhum candidato. Novo blog do GLOBO, o projeto #focanovoto acompanha as eleições pelo olhar dos jovens. (PÁGINAS 10 e 11)

Com Lula barrado, PT confronta Justiça Eleitoral
Apesar da decisão do TSE, que, por 6 votos a 1, negou o registro da candidatura do ex-presidente Lula, o PT resiste a admitir que ele está fora da eleição e ainda não oficializou Fernando Haddad como candidato à Presidência. A estratégia é usar os próximos dias de propaganda eleitoral para criticar a Justiça, fazendo de Haddad uma espécie de apresentador do programa. O plano do PT será discutido com o próprio Lula na cadeia, amanhã, em Curitiba. (PÁGINA 4 e EDITORIAL)

R$ 17,6 bi corroídos
OS CEMITÉRIOS DA INDÚSTRIA NAVAL
Sondas, plataformas e navios petroleiros, que tiveram investimentos de R$ 17,6 bilhões, estão parados em estaleiros no Rio e podem virar sucata. Crise da Petrobras e casos de corrupção levaram à suspensão de contratos bilionários. Até 2020, setor perderá 80 mil vagas. (PÁGINAS 33 e 34)

Estado não repassou R$ 1,68 bilhão para redes municipais de saúde (PÁGINA 15)

Diáspora venezuelana é o maior êxodo na região em cinco décadas (PÁGINA 41)

Colunistas
LAURO JARDIM
Às vésperas da eleição, delação de Palocci entra em fase decisiva (PÁGINA 6)

ELIO GASPARI
Sem ‘prende-solta’ e ‘pode-não-pode’, Lula não teria 39% em pesquisas (PÁGINA 12)

BERNARDO MELLO FRANCO
Enquanto TSE barrava Lula, Haddad confraternizava com ‘golpistas’ (PÁGINA 3)

ASCÂNIO SELEME
Adotar o papel de anti-Bolsonaro pode ser contraproducente (PÁGINA 13)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Após decisão do TSE, PT ataca Judiciário na TV e insiste em Lula
Com ex-presidente barrado, mas com programa liberado, partido fala em ‘golpe’
O PT usou ontem o primeiro programa eleitoral na TV para criticar o Judiciário e mostrar que insistirá na candidatura do ex-presidente Lula, condenado e preso na Lava Jato. Ele dividiu o protagonismo do horário eleitoral do partido com o ex-prefeito Fernando Haddad, sem que ficasse claro quem é o presidenciável petista. Em sessão extraordinária que durou mais de dez horas e acabou na madrugada de ontem, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou o registro da candidatura de Lula e deu prazo de dez dias para a troca da chapa. A Corte, porém, autorizou a veiculação do programa presidencial do PT desde que o ex-presidente não aparecesse como candidato. Na TV, a sigla classificou a decisão como “mais um duro golpe” contra a “vontade do povo” e disse que vai recorrer em prol de Lula. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Decisão deixa disputa mais clara, dizem candidatos
Para os candidatos à Presidência, a decisão do TSE de rejeitar o registro do ex-presidente Lula dará mais clareza à disputa eleitoral e acabará com a “confusão” de quem é, de fato, o candidato do PT. Alvaro Dias, presidenciável do Podemos, comemorou a decisão, mas atacou o ministro Edson Fachin, único voto favorável ao petista. (PÁG. A4)

Preocupada com a eleição, Petrobrás procura siglas
A diretoria da Petrobrás vai começar a procurar os economistas ligados aos candidatos à Presidência. A ideia é mostrar a recuperação financeira da empresa hoje, quatro anos depois do início da Lava Jato – a Petrobrás chegou a acumular R$ 500 bilhões em dívidas. O movimento ocorre depois que a petroleira virou um dos principais assuntos da campanha eleitoral. As propostas dos candidatos vão de privatização de parte da companhia até o controle total pela União. (ECONOMIA / PAGS. B1 e B4)

Nova geração de transgênicos, 20 anos depois
Quase 100% da produção brasileira de soja, milho e algodão é hoje transgênica, 20 anos depois de a tecnologia ser aprovada no País. São 53 milhões de hectares plantados, o equivalente a duas vezes o Estado de São Paulo, relata Herton Escobar. Novas tecnologias, que fazem apenas modificações pontuais nos genomas, prometem ampliar o cardápio de plantas geneticamente modificadas disponíveis para o consumidor. (METRÓPOLE / PÁGS. A18 e A19)

Produtores se unem para fazer a ‘Ferrogrão’
Ferrovia ligará Sinop (MT) a porto fluvial no Rio Tapajós, e está orçada em R$ 12,7 bilhões. “É um troco perto dos benefícios”, diz o empresário Eraí Maggi, à frente do negócio. A linha deve baixar o custo do transporte da soja de R$ 300 por tonelada para R$ 110. (ECONOMIA / PÁG. B7)

Eliane Cantanhêde
Fachin perdeu de 6 a 1 no TSE, que impediu Lula de continuar brincando com a Justiça e o eleitor. (PÁG. A6)

Vera Magalhães
O País precisa superar a adolescência democrática, sob pena de ficar senil sem ter sido adulto. (PÁG. A8)

Amoêdo nas redes
Esforço digital do candidato do Novo, que tem só 5 segundos na TV, estimula sua campanha presidencial. (PÁG. A8)

Renata Cafardo
A falência da educação soa como notícia velha. E o grande perigo disso é perdermos a capacidade de nos indignar. (METRÓPOLE / PÁG. A20)

Notas&Informações
Normalidade restituída
O TSE demonstrou celeridade. Resta esperar que os demais tribunais superiores rejeitem dar qualquer sobrevida à farsa de Lula. (PÁG. A3)

O PIB da incerteza
Mesmo com números medíocres, ou até abaixo disso, o crescimento do PIB tem contribuído para o aumento da arrecadação e a melhora das contas públicas. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : PT insiste em Lula e critica Justiça no programa da TV
Sigla usa propaganda para defender candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral
No primeiro dia de campanha já com a candidatura indeferida, Lula foi mantido como o nome do PT à Presidência. O TSE decidiu que ele só pode aparecer no horário eleitoral como apoiador, não como candidato.
O PT exibiu letreiro dizendo que “a vontade do povo sofreu mais um duro golpe com a cassação da candidatura de Lula”. O programa não identificou explicitamente Lula ou Fernando Haddad como o candidato.
Advogado do ex-presidente, Luiz Fernando Casagrande afirmou que não houve tempo de trocar o material da propaganda eleitoral. Haddad disse que se reunirá com Lula na segunda-feira (3) para discutir a situação. O PT tem dez dias para decidir quem será candidato. O TSE não comentou a propaganda petista. (Eleições 2018 Pág. A4)

Bolsonaro adianta disputa entre PT e PSDB, afirma Fernando Henrique ( Pág. A12)

País caminha para pior ciclo de crescimento em cem anos
Mantido o ritmo atual, o Brasil terá seu pior desempenho econômico em uma década desde, pelo menos, o início do século passado.
De 2011 a 2020, a expansão média anual do PIB deverá ser inferior a 1%. Ciclo inédito fechado pelo governo Michel Temer vai tirar da década de 1980 o pior resultado. (Mercado Pág. A21)

Caminhoneiros ameaçam parar após o feriado (Marcado Pág. A26)

Drauzio Varella
Brasil cruza os braços diante da nova onda do HIV (Ilustrada C8)

0 que faz os pais não levarem seus filhos à vacinação
Após 25 dias de campanha completados na sexta (31), mais de 2 milhões de crianças não tinham sido imunizadas contra sarampo e pólio. Falsa sensação de segurança e medo de efeitos colaterais explicam o alto número. (Cotidiano Pág. B1)

Editorial
Ela tem salvação
Sobre o descrédito da política no país e providências necessárias para tornar mais eficiente e compreensível o processo eleitoral.(Opinião A2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.