O Globo

Manchete : Jovens veem futuro do país no voto
ENQUETE MOSTRA QUE ELES CONFIAM NO PODER DAS ELEIÇÕES PARA MUDAR O BRASIL
Nove em cada dez jovens brasileiros acreditam no potencial que o voto tem para mudar o país. É o que aponta enquete feita pelo Unicef, a pedido do GLOBO, com 16,3 mil pessoas de até 24 anos das cinco regiões. Apesar da abordagem otimista, 60% deles disseram não se identificar com nenhum candidato. Novo blog do GLOBO, o projeto #focanovoto acompanha as eleições pelo olhar dos jovens. (PÁGINAS 10 e 11)

Com Lula barrado, PT confronta Justiça Eleitoral
Apesar da decisão do TSE, que, por 6 votos a 1, negou o registro da candidatura do ex-presidente Lula, o PT resiste a admitir que ele está fora da eleição e ainda não oficializou Fernando Haddad como candidato à Presidência. A estratégia é usar os próximos dias de propaganda eleitoral para criticar a Justiça, fazendo de Haddad uma espécie de apresentador do programa. O plano do PT será discutido com o próprio Lula na cadeia, amanhã, em Curitiba. (PÁGINA 4 e EDITORIAL)

R$ 17,6 bi corroídos
OS CEMITÉRIOS DA INDÚSTRIA NAVAL
Sondas, plataformas e navios petroleiros, que tiveram investimentos de R$ 17,6 bilhões, estão parados em estaleiros no Rio e podem virar sucata. Crise da Petrobras e casos de corrupção levaram à suspensão de contratos bilionários. Até 2020, setor perderá 80 mil vagas. (PÁGINAS 33 e 34)

Estado não repassou R$ 1,68 bilhão para redes municipais de saúde (PÁGINA 15)

Diáspora venezuelana é o maior êxodo na região em cinco décadas (PÁGINA 41)

Colunistas
LAURO JARDIM
Às vésperas da eleição, delação de Palocci entra em fase decisiva (PÁGINA 6)

ELIO GASPARI
Sem ‘prende-solta’ e ‘pode-não-pode’, Lula não teria 39% em pesquisas (PÁGINA 12)

BERNARDO MELLO FRANCO
Enquanto TSE barrava Lula, Haddad confraternizava com ‘golpistas’ (PÁGINA 3)

ASCÂNIO SELEME
Adotar o papel de anti-Bolsonaro pode ser contraproducente (PÁGINA 13)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Após decisão do TSE, PT ataca Judiciário na TV e insiste em Lula
Com ex-presidente barrado, mas com programa liberado, partido fala em ‘golpe’
O PT usou ontem o primeiro programa eleitoral na TV para criticar o Judiciário e mostrar que insistirá na candidatura do ex-presidente Lula, condenado e preso na Lava Jato. Ele dividiu o protagonismo do horário eleitoral do partido com o ex-prefeito Fernando Haddad, sem que ficasse claro quem é o presidenciável petista. Em sessão extraordinária que durou mais de dez horas e acabou na madrugada de ontem, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrou o registro da candidatura de Lula e deu prazo de dez dias para a troca da chapa. A Corte, porém, autorizou a veiculação do programa presidencial do PT desde que o ex-presidente não aparecesse como candidato. Na TV, a sigla classificou a decisão como “mais um duro golpe” contra a “vontade do povo” e disse que vai recorrer em prol de Lula. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Decisão deixa disputa mais clara, dizem candidatos
Para os candidatos à Presidência, a decisão do TSE de rejeitar o registro do ex-presidente Lula dará mais clareza à disputa eleitoral e acabará com a “confusão” de quem é, de fato, o candidato do PT. Alvaro Dias, presidenciável do Podemos, comemorou a decisão, mas atacou o ministro Edson Fachin, único voto favorável ao petista. (PÁG. A4)

Preocupada com a eleição, Petrobrás procura siglas
A diretoria da Petrobrás vai começar a procurar os economistas ligados aos candidatos à Presidência. A ideia é mostrar a recuperação financeira da empresa hoje, quatro anos depois do início da Lava Jato – a Petrobrás chegou a acumular R$ 500 bilhões em dívidas. O movimento ocorre depois que a petroleira virou um dos principais assuntos da campanha eleitoral. As propostas dos candidatos vão de privatização de parte da companhia até o controle total pela União. (ECONOMIA / PAGS. B1 e B4)

Nova geração de transgênicos, 20 anos depois
Quase 100% da produção brasileira de soja, milho e algodão é hoje transgênica, 20 anos depois de a tecnologia ser aprovada no País. São 53 milhões de hectares plantados, o equivalente a duas vezes o Estado de São Paulo, relata Herton Escobar. Novas tecnologias, que fazem apenas modificações pontuais nos genomas, prometem ampliar o cardápio de plantas geneticamente modificadas disponíveis para o consumidor. (METRÓPOLE / PÁGS. A18 e A19)

Produtores se unem para fazer a ‘Ferrogrão’
Ferrovia ligará Sinop (MT) a porto fluvial no Rio Tapajós, e está orçada em R$ 12,7 bilhões. “É um troco perto dos benefícios”, diz o empresário Eraí Maggi, à frente do negócio. A linha deve baixar o custo do transporte da soja de R$ 300 por tonelada para R$ 110. (ECONOMIA / PÁG. B7)

Eliane Cantanhêde
Fachin perdeu de 6 a 1 no TSE, que impediu Lula de continuar brincando com a Justiça e o eleitor. (PÁG. A6)

Vera Magalhães
O País precisa superar a adolescência democrática, sob pena de ficar senil sem ter sido adulto. (PÁG. A8)

Amoêdo nas redes
Esforço digital do candidato do Novo, que tem só 5 segundos na TV, estimula sua campanha presidencial. (PÁG. A8)

Renata Cafardo
A falência da educação soa como notícia velha. E o grande perigo disso é perdermos a capacidade de nos indignar. (METRÓPOLE / PÁG. A20)

Notas&Informações
Normalidade restituída
O TSE demonstrou celeridade. Resta esperar que os demais tribunais superiores rejeitem dar qualquer sobrevida à farsa de Lula. (PÁG. A3)

O PIB da incerteza
Mesmo com números medíocres, ou até abaixo disso, o crescimento do PIB tem contribuído para o aumento da arrecadação e a melhora das contas públicas. (PÁG. A3)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : PT insiste em Lula e critica Justiça no programa da TV
Sigla usa propaganda para defender candidatura barrada pelo Tribunal Superior Eleitoral
No primeiro dia de campanha já com a candidatura indeferida, Lula foi mantido como o nome do PT à Presidência. O TSE decidiu que ele só pode aparecer no horário eleitoral como apoiador, não como candidato.
O PT exibiu letreiro dizendo que “a vontade do povo sofreu mais um duro golpe com a cassação da candidatura de Lula”. O programa não identificou explicitamente Lula ou Fernando Haddad como o candidato.
Advogado do ex-presidente, Luiz Fernando Casagrande afirmou que não houve tempo de trocar o material da propaganda eleitoral. Haddad disse que se reunirá com Lula na segunda-feira (3) para discutir a situação. O PT tem dez dias para decidir quem será candidato. O TSE não comentou a propaganda petista. (Eleições 2018 Pág. A4)

Bolsonaro adianta disputa entre PT e PSDB, afirma Fernando Henrique ( Pág. A12)

País caminha para pior ciclo de crescimento em cem anos
Mantido o ritmo atual, o Brasil terá seu pior desempenho econômico em uma década desde, pelo menos, o início do século passado.
De 2011 a 2020, a expansão média anual do PIB deverá ser inferior a 1%. Ciclo inédito fechado pelo governo Michel Temer vai tirar da década de 1980 o pior resultado. (Mercado Pág. A21)

Caminhoneiros ameaçam parar após o feriado (Marcado Pág. A26)

Drauzio Varella
Brasil cruza os braços diante da nova onda do HIV (Ilustrada C8)

0 que faz os pais não levarem seus filhos à vacinação
Após 25 dias de campanha completados na sexta (31), mais de 2 milhões de crianças não tinham sido imunizadas contra sarampo e pólio. Falsa sensação de segurança e medo de efeitos colaterais explicam o alto número. (Cotidiano Pág. B1)

Editorial
Ela tem salvação
Sobre o descrédito da política no país e providências necessárias para tornar mais eficiente e compreensível o processo eleitoral.(Opinião A2)

————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.