A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

O Globo

Bolsonaro planeja ações no Nordeste, reduto lulista
General Heleno diz que novo governo pretende retomar obras e quer fazer da região uma ‘vitrine’
Única região onde o presidente eleito teve votação menor que a de Fernando Haddad (PT) no segundo turno, o Nordeste deverá ganhar atenção especial da gestão Jair Bolsonaro, afirma o futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno.
A ideia é retomar obras paralisadas ou quase finalizadas das administrações petistas, como a transposição do Rio São Francisco e a construção da ferrovia Transnordestina, além de fazer projetos de irrigação. Há a expectativa de quebrar resistências de governadores de esquerda na região. Não foi detalhada a questão do custo diante da crise fiscal. O governo eleito acenou também com a manutenção do Bolsa Família, programa importante para o Nordeste. (Página 4)

Disputa pelo comando da Câmara já tem 8 nomes
Sete deputados se movimentam para enfrentar Rodrigo Maia (DEM), que busca se reeleger presidente da Casa em 2019. (Página 7)

Um ano depois, Argentina localiza submarino
Um ano depois de desaparecer com 44 tripulantes no Sul do Atlântico, o ARA San Juan foi identificado a 907 metros de profundidade. A Marinha argentina afirmou que o submarino implodiu após falhas técnicas. Segundo o governo do país, as chances de que o submarino e os corpos sejam resgatados são remotas. (Página 42)

Portugal, o novo queridinho das start-ups
Portugal já é considerado um dos maiores celeiros de start-ups do mundo. O país tem linhas de crédito subsidiado disponíveis também para estrangeiros, que podem obter ainda um visto de trabalho específico. A Live Electric Tours, de carros elétricos de turismo, por exemplo, nasceu de uma incubadora de start-up. (Página 37)

Comprar aparelho de celular usado exige cuidados
Com os preços dos celulares topos de linha nas alturas — o modelo mais avançado do novo iPhone custa R$ 9.999 —, cresce o mercado de usados. Mas, na hora de comprar, é fundamental checar o IMEI, registro que garante que o aparelho é legal, e testar as funcionalidades e configurações do celular. 9 página 4

Justiça Federal prevê mais terras indígenas
Apesar de contrário à ampliação de terras indígenas, novo presidente terá que lidar com 54 ordens de demarcação. (Páginas 44 e 45)

Miriam Leitão
Bom humor do mercado é volátil e muda logo (Pág. 38)

Elio Gaspari
Bolsonaro caiu em cilada de governadores (Pág. 10)

Merval Pereira
O machismo e seus exemplos recentes (Pág. A2)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete : Com disputa entre China e EUA, exportação é a maior em 5 anos
Impulsionadas principalmente pela soja, vendas brasileiras devem fechar ano acima de US$ 230 bilhões
As vendas de produtos nacionais para o exterior devem fechar o ano com o melhor resultado desde 2013. Até outubro, as exportações somaram US$ 199,1 bilhões e, se mantido o ritmo, a expectativa é de que alcancem patamar acima de US$ 230 bilhões. O resultado é impulsionado pela guerra comercial travada entre os Estados Unidos e a China, que mudou o fluxo de comércio e alavancou as exportações de soja para o país asiático.
Os EUA exportavam 40 milhões de toneladas do grão aos chineses e o Brasil, cerca de 50 milhões. Com a taxação de 25% imposta pelo governo Trump aos chineses, as exportações brasileiras de soja subiram 20% em relação a 2017. A carne bovina também ganhou com a disputa entre os dois países. A China passou a representar, em outubro, 44,1% das vendas, ante 37,1% no ano passado. Além de incrementar o número de empregos nos setores envolvidos e, em parte, compensar a lenta recuperação do mercado interno, o aumento das exportações traz dólares ao País. (Economia / Págs. B1, B4 e B5)

Mourão pode ficar com parte das atribuições da Casa Civil
A nova estrutura do Palácio do Planalto, que está sendo desenhada pela equipe de Jair Bolsonaro, prevê que a Casa Civil deixe de coordenar os ministérios. Esse trabalho passaria a ser feito pelo vice, general Hamilton Mourão. A ideia é liberar o futuro ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para a articulação política com o Congresso. Hoje, essa função é da Secretaria de Governo, que será extinta. (Política / Pág. A4)

Ensino particular vive ebulição
Colégios tradicionais de São Paulo adaptam currículos, aumentam a carga horária e investem em novas tecnologias para enfrentar a competição com novas escolas de elite. Alunos do Santa Maria, Leonardo e Vitor Miguel, filhos da empresária Luana Silva, devem começar a ter aulas em período integral em 2019. (Metrópole / Pág. A14)

Barba e Cabelo
BARBEIRO DE LULA NA PRISÃO ESCONDE ‘MISSÃO’ ATÉ DA FAMÍLIA
Desde maio, Eliseu Clemente foi 12 vezes à sede da PF em Curitiba com uma missão secreta (que escondeu até da família): cortar cabelo e barba do ex-presidente Lula. “Ele fica de frente para a TV e vou fazendo o serviço”, conta o barbeiro, que diz “sentir pena” do petista. (Política/ Pág. A8)

Submarino argentino com 44 a bordo é achado após um ano
O submarino argentino ARA San Juan foi encontrado anteontem, um ano e um dia depois de desaparecer com 44 pessoas abordo. O equipamento foi localizado a 800 metros de profundidade e a 600 km da costa, dentro da área de buscas. O governo avalia se fará operação de retirada. (Internacional / Pág. A10)

Mercado de carro compartilhado atrai montadoras
Com 230 mil usuários cadastrados e 8 mil veículos, o mercado de carros compartilhados começa a atrair o interesse das montadoras, que testam modelos do serviço no País. (Economia / Pág. B10)

HSBC busca executivos para sua volta ao País (Coluna do Broadcast / Pág. B2)

Novatos, deputados do PSL terão aulas (Política / Pág. A6)

Robô aumenta adesão a cirurgia de próstata (Metrópole / Pág. A16)

Eliane Cantanhêde
Esquerda e direita veem o fim do mundo, mas o Brasil precisa mesmo de pés no chão. (Política / Pág. A6)

Lourival Sant’Anna
Antiglobalistas apontam ameaça na livre circulação de pessoas e ideias. (Internacional / Pág. A11)

Notas & Informações
Questão de moralidade
Como entidades privadas, os partidos políticos deveriam ser custeados por recursos de seus quadros e por doações de simpatizantes. (Pág. A3)

O custo de cada voto
Eleição mostrou que é possível atrair muitos votos sem precisar gastar muito dinheiro. (Pág. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Futura ministra deu incentivo à JBS, com quem fez negócio
Tereza Cristina, indicada de Bolsonaro para a Agricultura, aparece em documentos de delação sobre corrupção em MS
A futura ministra da Agricultura do governo Bolsonaro, Tereza Cristina (DEM-MS), concedeu incentivos fiscais à JBS na mesma época em que manteve negócios com a empresa. A deputada arrendava propriedade aos irmãos Batista enquanto era a secretária de estado que cuidava do agronegócio em Mato Grosso do Sul.
Documentos assinados por Tereza foram entregues em acordo de delação da empresa homologado pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Eles fazem referência à concessão ao grupo de incentivos fiscais do estado, objeto de propina em 2013 durante o governo de André Puccinelli (MDB-MS), preso em julho por corrupção.
Pouco antes, em 2011 e 2012, Tereza fez o negócio particular com os Batista, arrendamento de fazenda em Terenos (MS) para criação de gado. A parceria foi tumultuada, e a JBS hoje cobra R$ 14 milhões na Justiça.
Segundo o advogado de Tereza, não há relação entre os fatos. A JBS preferiu não Se manifestar. (Mercado A17)

Após 1 ano, empresa encontra submarino na costa argentina
O submarino ARA San Juan, desaparecido em novembro de 2017 com 44 tripulantes, foi achado em Chubut, na Patagônia. O governo já sofre pressão para descobrir o que houve e resgatar os corpos, mas o ministro da Defesa disse que o país não tem meios para fazê-lo. (Mundo A12)

Projeto de lei de autonomia do BC limita direção e suas ações
Texto discutido na Câmara com a equipe de Jair Bolsonaro sujeita banco a conselho com pessoas estranhas à equipe econômica e restringe sua capacidade financeira. Nos EUA e na Europa, órgãos são mais autônomos. (Mercado A20)

Cidade na Bahia teme ficar a 45 km do médico mais próximo
A 155 km de Salvador, Anguera é uma das 11 cidades baianas que ficarão sem médicos nas unidades básicas de saúde com o fim de contrato entre Cuba e Brasil. Crise do Mais Médicos preocupa seus 10 mil habitantes. (Cotidiano B4)

População de rua e déficit habitacional desafiam governo
O presidente eleito, Jair Bolsonaro, terá que enfrentar déficit habitacional crescente, agravado pela crise, além de expansão da população de rua e de ocupações. Seu plano de governo, que não tem propostas para a área, fala em tipificar invasões como terrorismo. (Cotidiano BI)

Marcos Lisboa
0 Brasil parece ter se tornado esquina da Barata Ribeiro
O carioca diverte os amigos com frases descabidas e teses provocadoras. Esperava-se, porém, que o destempero ficasse restrito aos botequins. Parece que alguns continuam em campanha, (Opinião A2)

Mercado Aberto
Quase metade do valor da conta de luz é imposto (Mercado A18)

Editorial
Buracos nos estados
Acerca de finanças ruinosas nos entes federativos.

Menos médicos
Sobre retirada de cubanos do programa de saúde. (Opinião A2)
————————————————————————————

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.