Geração dos protestos vai às urnas; Em outubro, cerca de 11 milhões de jovens entre 16 e 20 anos vão votar pela primeira vez, um contingente que pode ser decisivo. Para a maioria, o primeiro contato direto com a política ocorreu nas manifestações de rua pelo país no ano passado. Agora têm o poder de ajudar a pôr em prática as transformações que reivindicaram…

Após reforma, Dilma abrigará dez partidos no ministério; Ao abrir vagas em sua equipe para abrigar cada vez mais aliados – agora os do PROS e do PTB -, além de ter de manter os espaços dos que já a acompanhavam, a presidente Dilma Rousseff baterá um recorde neste ano eleitoral. Quando concluir a reforma do ministério, nas próximas semanas, a Esplanada contará, pela primeira vez na história, com titulares de 10 partidos diferentes….

Salário de servidor tem diferença de até 2.115%; Um funcionário público da educação ganha, no início de carreira, R$ 1.034; na Justiça do Trabalho, há quem comece ganhando R$ 22.911. 0 Correio mostra, a partir de hoje, as razões de tanta discrepância…

O Estado de S. Paulo

Manchete: Desoneração de IPI tirou R$ 23 bi de cidades e Estados

Perda ocorreu pela redução de repasses aos fundos de participação criados para compartilhar a arrecadação.
Levantamento da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) mostra que a desoneração do IPI resultou em perda de R$ 23,5 bilhões para Estados e municípios entre 2009 e 2014, informa a repórter Alexa Salomão. A perda ocorreu por meio da redução de repasses aos dois fundos criados para compartilhar o IPI. O Fundo de Participação dos Estados, que recebe 21,5% do imposto, ficou com 12,4 bilhões a menos que o previsto. Já o fundo dos municípios, que fica com 23,6% da arrecadação, teve retração estimada em R$ 11,1 bilhões. “Só a saúde perdeu R$ 4 bilhões”, diz Paulo Ziulkoski, presidente da CNM. Adotada para levar os brasileiros às compras e combater uma eventual retração da economia, a desoneração do IPI para bens como automóveis e eletrodomésticos foi prolongada para aquecer a indústria e promover o crescimento do País, mas não houve essa reação. (Págs. 1 e economia B1)

Cidade dependente

Em Miguel Leão (PI), 92% da receita vem do Fundo de Participação dos Municípios. Em 2013, estimativa era receber R$ 7,3 milhões, mas mais de R$ 2 milhões não chegaram. (Págs. 1 e B3)

Após reforma, Dilma abrigará dez partidos no ministério

Ao abrir vagas em sua equipe para abrigar cada vez mais aliados – agora os do PROS e do PTB -, além de ter de manter os espaços dos que já a acompanhavam, a presidente Dilma Rousseff baterá um recorde neste ano eleitoral. Quando concluir a reforma do ministério, nas próximas semanas, a Esplanada contará, pela primeira vez na história, com titulares de 10 partidos diferentes. (Págs. 1 e política A4)

‘Rolezinho’ põe em xeque uso de espaços

O fato de a Justiça ser obrigada a discutir os “rolezinhos” mostra a dimensão que o fenômeno ganhou. MC Jota, um dos organizadores, diz que a intenção era se divertir. Para a professora de Antropologia Rosana Pinheiro Machado, “temos de evitar a romantização: eles tiveram o direito barrado, o que gerou revolta dos movimentos sociais”. (Págs. 1 e metrópole A16)

Rolê da ralé

Com os “rolezinhos” entra em cena um protagonismo da classe popular. Para especialista, é algo como “é nóis na fita, mano”, “uma ruptura das linhas implícitas de nosso apartheid”. (Págs. 1 e aliás)

Entrevista: James Bamford, escritor: “Será difícil controlar a espionagem”

James Bamford, que escreveu quatro livros sobre a NSA, crê que as reformas anunciadas por Barack Obama serão insuficientes para impedir o avanço da agência de espionagem, informa Cláudia Trevisan. Bamford defende a criação de um grupo que “olhe tudo o que a comunidade de inteligência fez nos últimos anos”. (Págs. 1 e internacional A12)

Mega Sena: quadrilha fraudou R$ 73 milhões (Págs. 1 e metrópole A22)

Fiado ainda representa 17% do crédito do País (Págs. 1 e economia B10)

Organização da Copa repete erros de 1950 (Págs. 1 e esportes D6)

Dora Kramer: Pisando em ovos

PSB trabalha para evitar que vire limão a limonada feita por Campos e Marina quando ela não conseguiu o registro da Rede Sustentabilidade. (Págs. 1 e política A6)

J. R. Mendonça de Barros: Lento, seguro e gradual

E o ritmo das pioras do regime fiscal, do quadro inflacionário, no balanço dos pagamentos, na qualidade da regulação econômica e na competitividade. (Págs. 1 e economia B4)

Notas & Informações: Insensibilidade moral

Atraso dos repasses do SUS acrescenta traços de insensibilidade moral à política fiscal. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Salário de servidor tem diferença de até 2.115%

Um funcionário público da educação ganha, no início de carreira, R$ 1.034; na Justiça do Trabalho, há quem comece ganhando R$ 22.911. 0 Correio mostra, a partir de hoje, as razões de tanta discrepância. (Págs. 9 a 11)

A geração dos protestos chega para decidir

Aníbal Londe, 16 anos, é um dos 11 milhões de jovens que irão às urnas, pela primeira vez, em outubro. Ele e seus colegas — que, em grande parte, estabeleceram o primeiro contato com a política nas manifestações de rua do ano passado — terão peso fundamental nas eleições. (Págs. 2 e 3)

A alta do dólar pesa no bolso

Em razão da dependência de produtos importados, o brasiliense começa a sentir o aumento provocado pelo repasse de preços. (Pág. 21)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Trânsito matou mais de 3 mil do Estado em 2013

Levantamento feito pelo Estado de Minas mostra que pelo menos 3.184 pessoas morreram em acidentes automobilísticos no ano passado em território mineiro. O balanço leva em conta dados da Polícia Rodoviária Federal, da Polícia Militar Rodoviária e de desastres registrados nas áreas urbanas de 237 municípios que apresentaram estatísticas, além de mortes de acidentados ocorridas em hospitais conveniados ao SUS.
O número de vítimas é maior que a população de cidades como Ibituruna, no Centro-Oeste do estado (2.923). E supera os 2.454 assassinatos ocorridos na Grande BH e outros 21 municípios com mais de 100 mil habitantes, de janeiro a novembro de 2013. A imprudência dos motoristas, principalmente, as más condições das estradas e a fiscalização insuficiente são as maiores causas da matança, segundo especialistas. (Pág. 21 E 22)

Shopping barra entrada de menores

Seguranças do Minas Shopping impediram ontem à tarde a entrada de menores desacompanhados de pais ou responsáveis. O encontro havia sido marcado pela internet. Houve muita reclamação, mas nenhum tumulto. Em São Paulo, o luxuoso Shopping Iguatemi fechou as portas no início da tarde para evitar a entrada de manifestantes de um protesto em apoio aos rolezinhos. (Pág. 24)

Geração dos protestos vai às urnas

Em outubro, cerca de 11 milhões de jovens entre 16 e 20 anos vão votar pela primeira vez, um contingente que pode ser decisivo. Para a maioria, o primeiro contato direto com a política ocorreu nas manifestações de rua pelo país no ano passado. Agora têm o poder de ajudara pôr em prática as transformações que reivindicaram. (Pág. 3)

Empregos que custam até R$ 2,1 mi

Protocolos assinados por empresas com o governo do estado apontam a implantação de 88 empreendimentos em Minas nos próximos sete anos, ao custo de R$18,8 bilhões. Serão criados 66.876 empregos, ao custo médio de R$281,3 mil cada um. A indústria química abrirá 1.171 vagas, com investimento de R$2,095 milhões para cada uma. (Pág. 12)

Fraude: PF descobre roubo de R$ 73 MI da Mega-sena

Quadrilha depositou o falso prêmio numa conta em Tocantinópolis (TO) e transferiu o dinheiro para outras contas. Segundo a Caixa, foi a maior fraude da história do banco. (Pág. 11)

400 padres expulsos por abuso sexual

O Vaticano informou ontem que a exoneração dos religiosos ocorreu ainda durante o pontificado de Bento XVI. Segundo o porta-voz da Santa Sé, Federico Lombardi, foram cerca de 300 em 2011 mais 100 em 2012. Quinta-feira, o papa Francisco expressou sua “vergonha” pelos escândalos de pedofilia na Igreja. (Pág. 19)

————————————————————————————

Veja

Manchete: O suco verde faz bem…

As consequências da reação violenta da polícia e do preconceito da Justiça. (Pág. 1)

Rolezinho: Falamos com os “parça” e as “mina” da periferia. Eles são “da hora” (Pág. 1)

Internet “de tudo”: Por que o Google pagou 3,2 bilhões de dólares por um termostato (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: A turma da algazarra

Os líderes da onda de “rolezinho” que começou nos shoppings da periferia de São Paulo e chegou à mesa da presidente Dilma. (Pág. 1)

Concentre-se: O criador da inteligência emocional ensina o segredo para manter a mente no foco (Pág. 1)

Violência: A barbárie no presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte. Um novo Maranhão? (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Uma revolução no prazer feminino

Quatro novos medicamentos prometem aumentar a libido e prolongar a vida sexual das mulheres. Saiba como cada um deles atua no organismo e quem poderá toma-los. (Pág. 1)

Exclusivo Ronaldo Fenômeno: “Não tenho medo de assumir a CBF” (Pág. 1)

Rolezinho: As consequências da reação violenta da polícia e do preconceito da Justiça (Pág. 1)

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: Erguendo o PIB

Turbinado pelo setor de construção, o investimento ignora o mau humor dos mercados financeiros e supera o consumo como motor do crescimento do País. Saiba como as grandes obras e a modernização das indústrias e do agronegócio levarão o PIB a novos patamares neste e nos próximos anos. (Pág. 1)

Economia: O que Dilma vai dizer aos investidores globais em Davos (Pág. 1)

————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: Rio: Perdoai-os, Senhor, eles não sabem o que fazem (Pág. 1)

Egito: Três anos após Mubarak, a Primavera agoniza e uma nova ditadura se instala (Pág. 1)

Análise: Como e por que o PT ajudou os tucanos a caírem à direita (Pág. 1)

França: Hollande, o camaleão, troca de mulher como de ideologia (Pág. 1)

————————————————————————————

EXAME

Manchete: A moda que vale bilhões

Os brasileiros gastam 140 bilhões de reais por ano com roupas, sapatos e outros artigos de vestuário. Nenhum mercado de moda cresce tanto no mundo — e empresas como a Arezzo estão se dando muito bem. (Pág. 1)

Saúde: Como Edson Bueno quer gastar sua fortuna (Pág. 1)

Brasil: A Zona Franca de Manaus deve acabar? (Pág. 1)

Carreira: Os programas de trainee estão encolhendo (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Do que morrem os presos no RS

Mortes por causas naturais são maioria, mas casos brutais como esquartejamentos preocupam. Justiça diz que estatísticas oficiais mascaram assassinatos. (Págs. 28 e 29)

Saiba como funciona o Samu nas estradas

Zero Hora mostra como é feito o socorro nas rodovias e publica mapa das ambulâncias. (Págs. 8 e 9)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.