O maior desafio do próximo presidente

O início de um novo governo é momento ideal para reverter a intervenção na economia, o aparelhamento político, o excesso de burocracia e tudo o mais que faz com que o Estado seja um adversário – e não um aliado – de quem gera riqueza no Brasil. ..

Entidades repudiam ataque à ‘Veja’

As associações de emissoras de rádio e TV (Abert) e de jornais (ANJ) repudiaram o ataque à sede da “Veja” após a revista publicar que o doleiro Yousseff acusou Dilma e Lula de saberem da corrupção na Petrobras. A presidente e Aécio também condenaram o ato. Dilma obteve direito de resposta contra a revista, e o TSE suspendeu sua publicidade…

Uma campanha montada na mentira

Como o time da candidata Dilma Rousseff disseminou o medo no País e escondeu a crise econômica para tentar levar a eleição e permanecer no poder…

O globo

Manchete: Aécio volta a subir e encosta em Dilma

Datafolha dá empate técnico; Ibope, diferença de 6 pontos

Depois de uma das campanhas mais acirradas da História, as últimas pesquisas de intenção de voto para presidente da República, divulgadas ontem, mostraram que o candidato do PSDB, Aécio Neves, reagiu na reta final e reduziu a diferença para a candidata à reeleição, Dilma Rousseff (PT), tornando o resultado das umas, hoje, imprevisível. No Ibope, a petista manteve a liderança, mas a vantagem, que era de oito pontos percentuais na quinta-feira, caiu para seis, em votos válidos. No Datafolha, que registrou empate técnico, a distância entre eles caiu de seis para quatro: a petista está com 52% e o tucano, com 48% dos válidos. No Ibope, Dilma tem 53% e Aécio, 47%. O tucano foi o único a oscilar para cima nas duas pesquisas. O novo quadro eleitoral desenhado na véspera da eleição e após o debate de sexta na Rede Globo pode ser explicado, segundo analistas, pelo maior engajamento de simpatizantes de Aécio. Desta vez, os tucanos foram para as ruas na reta final, fenômeno que, em eleições anteriores, aparecia somente nas campanhas petistas. Ontem houve grandes mobilizações de militantes dos dois candidatos em diversas cidades. O resultado das urnas deve ser divulgado pelo TSE a partir das 20h de hoje. (Págs. 1, 3 e 4)

Um país dividido ao meio (Pág. 7)

As dores de cabeça que esperam o eleito (Págs. 14, e 62)

Corrupção volta a ser o tema principal (Pág. 10)

Os altos e baixos dos dois candidatos (Págs. 16 e 17)

Entidades repudiam ataque à ‘Veja’

As associações de emissoras de rádio e TV (Abert) e de jornais (ANJ) repudiaram o ataque à sede da “Veja” após a revista publicar que o doleiro Yousseff acusou Dilma e Lula de saberem da corrupção na Petrobras. A presidente e Aécio também condenaram o ato. Dilma obteve direito de resposta contra a revista, e o TSE suspendeu sua publicidade. (Págs. 1, 5 e 6)

MERVAL PEREIRA: Eleição deve ter uma vitória apertada (Pág. 4)

ELIO GASPARI: O maior escândalo da história. (Pág. 31)

MIRIAM LEITÃO: Na economia, presidente impediu debate. (Pág. 50)

ANCELMO GOIS: Corrupção na Petrobras não pode ser esquecida (Pág. 54)

CACA DIEGUES: Eleito precisará ser grande para promover paz. (Pág. 21)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Dilma e Aécio chegam ao dia da eleição em empate técnico

Petista tem 52% e tucano, 48%, mostra DataFolha, na disputa mais acirrada desde 1989
Senador ganha pontos em MG e SP 60% dos eleitores viram o último debate na TV

Os brasileiros vão às urnas hoje para escolher o presidente na disputa mais acirrada desde 1989. Pesquisa Datafolha feita até as 17h deste sábado (25) mostra empate técnico entre os candidatos Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB).

A petista parou de crescer e oscilou um ponto para baixo, atingindo 52% dos votos válidos. Já o tucano chegou a 48%, um ponto acima da sondagem anterior. A margem de erro do levantamento, que ouviu 19.318 pessoas em 400 cidades, é de dois pontos para mais ou para menos.
O senador reagiu nos dois maiores colégios eleitorais.Em quatro dias, ganhou quatro pontos em Minas e oscilou três para cima em São Paulo. A pesquisa mostra que 5% estão indecisos e outros 5% pretendem votar em branco ou nulo.

O último debate na TV foi visto por 60% dos entrevistados.Para 36%, Aécio foi o vencedor. Já Dilma foi melhor para 27%. Outros 27% não sabem quem venceu.

A votação no país começa às 8h e vai até as 17h. O TSE prevê divulgar o nome do eleito a partir das 20h. (Págs. 1, Eleições)

DILMA ROUSSEFF Em 12 anos, mudamos o Brasil para que ele possa mudar muito mais (Pág. A3)

AÉCIO NEVES Quase tudo precisa ser feito para a grande mudança que o brasileiro exige (Pág. A3)

MAURO PAULINO E ALESSANDRO JANONI: Acesso à informação pode modificar voto (Pág. 3)

TSE censura publicidade da ‘Veja’; ‘JN’ também exibe denúncia sobre Lula e Dilma (Pág. 4)

Treze Estados e o DF escolhem governadores; PMDB deve fazer maior número (Pág. 13)

Editoriais

Leia “Recomeço”, acerca da eleição, e “O mundo ao redor”, sobre desafios do Brasil no comércio exterior. (Págs. 1 e A2)

Veja

Manchete:Petrolão: Eles sabiam de tudo

O doleiro Alberto Youssef, caixa do esquema de corrupção na Petrobras, revelou à Polícia Federal e ao Ministério Público, na terça-feira passada, que Lula e Dilma Rousseff tinham conhecimento das tenebrosas transações na estatal.

Especial água

Por que a escassez vai ser um fantasma permanente no Brasil e no mundo.

————————————————————————————

ISTOÉ

Manchete: Uma campanha montada na mentira

Como o time da candidata Dilma Rousseff disseminou o medo no País e escondeu a crise econômica para tentar levar a eleição e permanecer no poder.

Pesquisa IstoÉ/Sensus. Aécio lidera com 9 pontos e vantagem sobre Dilma

————————————————————————————

EXAME

Manchete: O maior desafio do próximo presidente

O início de um novo governo é momento ideal para reverter a intervenção na economia, o aparelhamento político, o excesso de burocracia e tudo o mais que faz com que o Estado seja um adversário – e não um aliado – de quem gera riqueza no Brasil.

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: cara a cara com o Brasil

Dilma rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) enfrentam neste domingo o último round da mais disputada campanha eleitoral em 25 anos.

A trajetória política dos dois candidatos

Um guia para a votação

Governo novo, ideias novas

Slogan petista apresentado no último programa antes do segundo turno

A mudança já começou.

Slogan da campanha tucana apresentado no segundo turno. (Págs. 1, 12 a 24)

O jeito de cada um

O bonachão e rigoroso José Ivo Sartori (PMDB) ou o racional e disciplinado Tarso Genro (PT)? Neste domingo, os gaúchos decidem quem ocupará o Palácio Piratini. (Pág. 1)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.