Estiagem gera crise entre SP e órgão nacional de energia

A estiagem que castiga diversos Estados do país gerou um cabo de guerra entre o governo de São Paulo e o órgão que regula o sistema de eletricidade brasileiro…

Mudanças em site a partir do Planalto serão investigadas

Depois de informar que seria “tecnicamente impossível” identificar responsáveis, o Palácio do Planalto decidiu nesta sexta-feira (8) investigar a autoria de alterações feitas em perfis de jornalistas na Wikipédia, enciclopédia on-line cujos textos podem ser editados de forma anônima…

Procuradoria vai investigar denúncia

O órgão no DF abriu dois procedimentos para apurar se representantes da Petrobras receberam antecipadamente as perguntas que responderiam na CPI do Senado criada para averiguar irregularidades na estatal durante a compra da refinaria de Pasadena (EUA)…

 

O Globo

Ex-diretor controlava 1.832 contas da Petrobras

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa — que foi preso na Operação Lava-Jato da Polícia Federal e é um dos principais alvos das CPIs da Petrobras — controlava nada menos que 1.832 contas bancárias da companhia, segundo documento do Banco Central obtido pelo GLOBO. O dado revela o poder de Costa, que ficou no cargo de maio de 2004 a abril de 2012.

De acordo com o documento, contas da companhia continuaram vinculadas a Costa mesmo após sua exoneração do cargo. Em algumas contas, ele aparece até hoje no BC como responsável. A Petrobras informou que o estatuto prevê a representação da empresa pelos diretores, e que os bancos informaram à estatal que Costa não constaria mais nos registros bancários.

Mais de 90% das contas correntes que eram geridas por Costa são do Banco do Brasil. São 1.726 registros no maior banco público do país. Centenas delas só tiveram o vínculo retirado no sistema do BC no dia da deflagração da Operação Lava-Jato da Polícia Federal, em 17 de março deste ano.

‘Sou candidato a vice, não a subpresidente’, diz Aloysio Nunes

Com fama de mal humorado, o candidato a vice-presidente na chapa de Aécio Neves, o líder do PSDB no Senado, Aloysio Nunes, encerrou a entrevista ao GLOBO, nesta terça-feira, cantarolando um samba eternizado na voz de Moreira da Silva para criticar a obsessão do ex-presidente Lula em eleger “postes” e manter o PT no poder. “O Lula é o Piston de gafieira”, brincou o tucano, cantando a música que diz: “Quem está fora não entra, quem está dentro não sai”.

Apesar de reconhecer que Lula esgotou a capacidade de tirar da cartola mágica um candidato ungido como sendo portador da felicidade do povo, como a presidente Dilma Rousseff e o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, Aloysio diz que ele é um grande líder e um adversário a ser temido. E que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso não transfere votos, mas é um selo de qualidade na campanha tucana.

Após declaração de Adams, Dilma sai em defesa de Graça Foster

Um dia depois de o advogado-geral da União, Luis Inácio Adams, declarar ao GLOBO que a presidente da Petrobras, Graça Foster, não terá condições de permanecer no cargo se tiver os bens bloqueados pelo Tribunal de Contas da União (TCU), a presidente Dilma Rousseff voltou a defender a dirigente da estatal ontem. Dilma afirmou que, para o governo, Graça Foster não cometeu nenhuma irregularidade, e que não há contra ela qualquer processo.

O ministro José Jorge, do TCU, apresentou esta semana voto defendendo o bloqueio dos bens de Graça Foster no processo que investiga prejuízos causados à estatal na compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O TCU acabou adiando a votação do bloqueio depois da sustentação oral feita por Adams na sessão da última quarta-feira.

Principais doações foram feitas por 257 empresas

Até o início deste mês, 257 empresas doaram para os candidatos aos governos nos estados — a maioria delas do setor de serviços e construtoras. Em alguns poucos casos, as companhias aparecem com mais de um CNPJ. Há situações em que os recursos das pessoas jurídicas foram repassados pelas direções nacional e estadual dos partidos.

Uma novidade na eleição deste ano é que o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está revelando o que antes eram chamadas doações ocultas — quando a empresa doava para o partido e não era possível afirmar qual candidato recebia os recursos. Agora, o candidato tem que revelar qual é a origem do dinheiro que está recebendo do diretório estadual ou nacional.

Delcídio Amaral (PT) é o candidato a governador que mais arrecadou

Os candidatos ao governo arrecadaram até agora R$ 80 milhões, de acordo com levantamento feito pelo GLOBO com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O Mato Grosso do Sul foi a unidade da federação onde os postulantes mais receberam doações. Seis políticos estão na corrida pela sucessão no estado, mas apenas três declararam ter recebido recursos. O petista Delcídio Amaral, com R$ 8,7 milhões, foi o candidato que mais obteve recursos no país até agora. Seus adversários Nelson Trad Filho (PMDB) e Reinaldo Azambuja (PSDB) arrecadaram R$ 3,2 milhões e R$ 1,2 milhão, respectivamente. Apesar de ter uma economia movimentada pelo agronegócio, as maiores doadoras são construtoras e a JBS Friboi, indústria de alimentos.

Romário recebeu doação de R$ 250 mil do Santander

Líder nas pesquisas ao Senado no Rio, com 29% das intenções de voto, o deputado federal Romário (PSB), declarou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já ter arrecadado R$ 250 mil para a sua campanha. O baixinho teve apenas um doador, o banco Santander, pivô de um mal estar com o Palácio do Planalto, no fim do mês de julho, quando enviou informe aos correntistas relacionando o crescimento da presidente Dilma Rousseff (PT) nas pesquisas eleitorais à piora na economia brasileira.

Romário é correligionário do presidenciável Eduardo Campos, candidato do PSB à Presidência, e concorre ao Senado no Rio na chapa de Lindbergh Farias (PT).

No Distrito Federal, Arruda só tem um doador até agora

O candidato a governador do Distrito Federal José Roberto Arruda — que tenta voltar ao cargo quatro anos após ser afastado em decorrência do escândalo do mensalão do DEM — já arrecadou R$ 490 mil para sua campanha. Todo o dinheiro veio de uma só empresa, a Toyo Setal. A companhia doou R$ 2 milhões ao diretório do PR no DF, que redirecionou parte do valor para Arruda. Essa é a primeira e, até agora, única doação da empresa na campanha em todo o Brasil.

Entre os negócios da Toyo Setal está parte da Usina de Belo Monte, no Pará, e a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados V da Petrobras, em Uberaba, no Triângulo Mineiro. O GLOBO não localizou negócios da empresa em Brasília. Em seu site, a empresa diz realizar “atividades de projeto, construção e montagem na modalidade de EPC (Engenharia, Suprimentos e Construções)”.

Folha de S. Paulo

Para Dilma, punição do TCU a Graça Foster seria ‘absurda’

A presidente Dilma Rousseff disse nesta sexta (8) que a possibilidade de o TCU (Tribunal de Contas da União) decretar o bloqueio de bens da presidente da Petrobras, Graça Foster, é um “absurdo” e sugeriu que há “outros interesses” por trás das pressões contra a cúpula da estatal.

“Ela não pode ser submetida a esse tipo de julgamento, que eu acredito que tenha por trás outros interesses. Eu acho um absurdo colocar a diretoria da Petrobras submetida a esse tipo de procedimento”, afirmou, durante ato de campanha em Iturama (MG).

A presidente não disse a que “outros interesses” se referia. “A posição do governo é clara. Nós não achamos que a Graça tenha cometido qualquer irregularidade”, afirmou.

No final de julho, depois de meses de investigação sobre o caso, o TCU condenou 11 diretores e ex-diretores da Petrobras a devolver US$ 792 milhões (R$ 1,6 bilhão) por prejuízos na compra da refinaria de Pasadena, nos EUA. Eles tiveram seus bens bloqueados.

Procuradoria vai investigar denúncia

O órgão no DF abriu dois procedimentos para apurar se representantes da Petrobras receberam antecipadamente as perguntas que responderiam na CPI do Senado criada para averiguar irregularidades na estatal durante a compra da refinaria de Pasadena (EUA).

Petista diz que depende da ‘graça de Deus’ para governar

Em busca do voto evangélico para sua reeleição, a presidente Dilma Rousseff fez nesta sexta-feira (8) um aceno aos religiosos ao dizer que “todos os dirigentes desse país dependem do voto do povo e da graça de Deus”.

A petista participou de congresso da Assembleia de Deus Ministério de Madureira, com mais de 5.000 pastoras e missionárias da ala comandada pelo bispo Manoel Ferreira, que apoia seu adversário Pastor Everaldo (PSC). Apesar de sustentar que o Estado brasileiro é laico, ela citou duas vezes um salmo que diz que “feliz é a Nação cujo Deus é o senhor”.

Marina apresentará Campos ao eleitor na TV

Candidata a vice na chapa do PSB à Presidência da República, Marina Silva será a protagonista do programa eleitoral de Eduardo Campos na TV. Na prévia à qual a Folha teve acesso, a ex-senadora abre o filme sozinha para dizer que optou pela aliança com o ex-governador de Pernambuco em vez de “assistir à decadência do país”.

Detentora de 20 milhões de votos nas eleições presidenciais de 2010, Marina terá o papel de apresentar Campos ao eleitor. O candidato do PSB ainda é desconhecido por 41% dos brasileiros, segundo pesquisa Datafolha.

Aécio critica Dilma e diz que maioria é pessimista

Em resposta ao discurso da presidente Dilma Rousseff de que “a verdade vai vencer o pessimismo”, o presidenciável Aécio Neves (PSDB) disse nesta sexta (8) que a maioria da população é pessimista.

“Assisti ontem a declarações da presidente que mais uma vez disse que a responsabilidade sobre o ambiente no Brasil é dos pessimistas. Então, somos mais de 75% de pessimistas”, disse o tucano durante ato em Botucatu (SP).

“É bom que fique claro que o pessimismo não é em relação ao Brasil. O pessimismo é em relação ao governo. A este governo que fracassou.”

Mudanças em site a partir do Planalto serão investigadas

Depois de informar que seria “tecnicamente impossível” identificar responsáveis, o Palácio do Planalto decidiu nesta sexta-feira (8) investigar a autoria de alterações feitas em perfis de jornalistas na Wikipédia, enciclopédia on-line cujos textos podem ser editados de forma anônima.

Em maio do ano passado, um endereço de IP da Presidência foi utilizado para alterar artigos na Wikipédia sobre os jornalistas Míriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, conforme mostrou reportagem do jornal “O Globo” nesta sexta-feira (8).

No final de julho, a Folha revelou que esse mesmo endereço de IP foi usado para incluir elogios na página sobre o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, candidato do PT ao governo paulista.

A página do vice-presidente, Michel Temer (PMDB), também foi alterada, com a retirada de informações.

Ministro afirma que responsável vai ser punido

O ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência) classificou de “abominável” a alteração dos perfis de Míriam Leitão e Carlos Alberto Sardenberg, mas negou que a ação tenha partido de alguém ligado ao governo.

Ele disse que o Planalto vai criar uma comissão para apurar o caso e punir o responsável. Segundo Carvalho, “o IP é usado por muita gente, o IP é o mesmo número da rede wi-fi. Então qualquer pessoa que acesse o Planalto com um laptop, celular, pode ter feito essa modificação. O que temos de fazer agora é conseguir identificar de qual máquina partiu essa bobagem”.

Azeredo será 1º a ser julgado por mensalão tucano em MG

A juíza de Minas Gerais responsável pelo mensalão tucano decidiu que o processo do ex-deputado Eduardo Azeredo (PSDB) tramitará em separado, pois chegará de Brasília pronto para julgamento.

Se a ação fosse reunida ao processo dos outros oito réus que tramita em Belo Horizonte não haveria previsão para julgamento de Azeredo, pois o processo em BH ainda está na fase de instrução; o de Azeredo está nas alegações finais.

O mensalão tucano, segundo a denúncia do Ministério Público, envolveu desvios de R$ 3,5 milhões de estatais de Minas para a campanha de Azeredo à reeleição em 1998. Ele nega as acusações.

Em março, quando estava prestes a ser julgado no Supremo Tribunal Federal, ele renunciou ao mandato de deputado federal e perdeu o foro privilegiado. Por isso o Supremo enviou o caso para a primeira instância.

Empresas sabiam de fraudes de doleiro, diz contadora

A contadora do doleiro Alberto Youssef, Meire Bonfim da Silva Poza, disse em depoimento à Polícia Federal obtido pela Folha que as empresas que pagavam por serviços de consultoria de firmas do doleiro sabiam que estavam contratando uma fraude.

A consultoria era a maneira formal que as empresas encontravam para repassar dinheiro a políticos e servidores, segundo acusação da PF na Operação Lava Jato.

O depoimento é considerado pela polícia como uma das principais provas contra as empreiteiras que estão sendo investigadas sob suspeita de superfaturarem contratos já prevendo retirar a propina do valor adicional.

José Genoino deve deixar a prisão na terça, após audiência

A assessoria do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios informou, nesta sexta-feira (8), que a audiência do ex-presidente do PT José Genoino com um juiz –trâmite necessário para que ele migre do regime semiaberto para o aberto– deverá ocorrer na próxima terça (12).

Com isso, Genoino irá passar este fim de semana na prisão. Ele obteve na quinta-feira (7) autorização do ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso para cumprir em casa o restante de sua pena no processo do mensalão.

Estiagem gera crise entre SP e órgão nacional de energia

A estiagem que castiga diversos Estados do país gerou um cabo de guerra entre o governo de São Paulo e o órgão que regula o sistema de eletricidade brasileiro.

A Cesp (Companhia Energética de São Paulo), ligada à gestão Geraldo Alckmin (PSDB), tem liberado na hidrelétrica de Jaguari, desde quarta-feira (6), apenas um terço do volume de água determinado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico), que controla a operação das usinas no Brasil.

Essa usina fica entre Jacareí e São José dos Campos, no interior paulista. A água que sai de lá vai para o rio Paraíba do Sul, que garante o abastecimento de cidades do Rio de Janeiro, de Minas Gerais e do interior de São Paulo.

O Estado de S. Paulo

Lucro da Petrobras cai 20% no segundo trimestre e fica abaixo das expectativas

José Genoino deve ir para prisão domiciliar na próxima terça-feira

A evangélicos, Dilma diz que todo dirigente depende da “graça de Deus”

Aécio Neves ironiza o fato de ser o presidenciável que mais arrecadou

CONGRESSOEMFOCO

Edição: Equipe Fenatracoop – 09/08/2014 – 08h:17

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.