O Estado de S. Paulo

Exportações não afetam mercado interno, diz ministra.
Agronegócio sustenta alta nas exportações.Vendas de soja e derivados e de carnes entre fevereiro e abril tiveram um aumento de 24% ante o mesmo período do ano passado; já as exportações em geral subiram apenas 0,7% no mesmo intervalo. Países da Ásia são os principais clientes do Brasil. De fevereiro a abril, as exportações de produtos em geral somaram US$ 52,822 bilhões, conforme dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia. Somente as vendas de soja e derivados e de carnes – dois dos principais itens da pauta brasileira – somaram US$ 16,438 bilhões no período, cerca de um terço do total. Esse cenário faz o setor aparecer como uma espécie de “ilha de bonança” no Brasil, em meio à derrocada econômica na pandemia.É possível que a queda do PIB no Brasil seja menor por conta do PIB agrícola.Em momentos de crise profunda, como foi a da década de 1870 nos EUA (o Pânico de 1873) ou a Grande Depressão (iniciada em 1929), o mundo tende a se fechar. É quase como um subproduto da crise o fechamento do comércio no mundo.

  • Opinião: O Centrão, as reformas e a austeridade fiscal
  • Agronegócio sustenta o crescimento das exportações durante crise global
  • Mercado anima produtor de soja e carne
  • ‘Somos raia miúda; quem dominará é a China ou os EUA’
  • Transportadores reagem a possível alta de pedágio
  • Ilegal no exterior recebe auxílio fraudando sistema
  • Receita libera o 1º lote de restituição
  • ‘Congelamento do salário de servidor tem caráter fiscal e ético’
  • Lojistas de terminais vão à Justiça contra Infraero para suspender contratos
  • Anatel admite que leilão do 5G pode sofrer atrasos

O Globo

  • Critérios para retomada
  • ‘Está na hora de planejar, não de fazer’
  • Dólar sobe a R$ 5,584 na esteira de decisão do STF
  • ‘Precisamos aprimorar programas de crédito’
  • Governo deve pedir empréstimo internacional
  • Banco Mundial alerta para risco de calote dos estados
  • Câmara aprova mudanças na lei de falências durante pandemia
  • ‘Renault pode desaparecer’, alerta governo da França
  • Argentina atrasa, de novo, o pagamento de títulos
  • Ações contra crise já somam R$ 417,7 bilhões

Folha de S. Paulo

  • Movimento contra fake news cobra empresas por anúncio em sites suspeitos.
  • Grupo de conservadores contra-ataca e lança Gigantes Não Dormem
  • ‘Tem que vender essa porra logo’, diz Guedes sobre Banco do Brasil
  • Mercado reage de forma positiva a vídeo; dólar cai e Bolsa sobe
  • Ministro do Turismo defende resorts com cassino como saída para o setor
  • Suspender dívida traz risco, diz Banco Mundial
  • Bolsonaro confirma estender auxílio, mas abaixo de R$ 600
  • Pela primeira vez desde 1990, China desiste de meta de crescimento

Planalto

  • Presidente sancionará projeto de R$ 60 bi de socorro a estados e municípios.“Isso será sancionado o mais rápido possível, acertando pequenos ajustes técnicos”, afirmou Bolsonaro em reunião com governadores
  • Governo zera impostos sobre medicamentos e produtos contra a Covid-19.Decisão, no âmbito da Economia, já soma 509 produtos para combate à pandemia com imposto de importação zerado. A resolução inclui mais de 80 medicamentos utilizados no tratamento de pacientes hospitalizados e no combate direto ao novo coronavírus, além de abranger produtos classificados em 55 códigos da Nomenclatura Comum do Mercosul (NCM). A relação de itens com tarifa zerada contempla substâncias com um vasto campo de aplicação terapêutica, como a prednisona, indicada para o tratamento de doenças endócrinas, osteomusculares, alérgicas e oftálmicas.
  • Medida Provisória libera R$ 10 bilhões para combate ao novo coronavírus.MP nº 969 abre crédito extraordinário para o Ministério da Saúde. De acordo com a MP, R$ 8,1 bilhões serão liberados a partir da contratação de operação de crédito interna. Uma medida provisória entra em vigor assim que é publicada, mas o Congresso precisa aprovar o texto em até 120 dias.
  • Governo Federal lança campanha de enfrentamento à violência doméstica
    Governo aperfeiçoou e ampliou canais de atendimento de denúncias. Canais de atendimento. O Disque 100 e o Ligue 180 são gratuitos e funcionam 24 horas por dia, inclusive em feriados e no final de semana, recebendo mais de 11 mil ligações diárias. Dessas, aproximadamente mil são denúncias de violações de direitos humanos. Os canais funcionam como “pronto-socorro” dos direitos humanos, pois atendem também graves situações de violações que acabaram de ocorrer ou que ainda estão em curso, acionando os órgãos competentes e possibilitando o flagrante.
  • Presidente Bolsonaro sanciona lei que garante auxílio financeiro às santas casas. Texto prevê transferência de R$ 2 bilhões para santas casas e hospitais filantrópicos. Recursos deverão ser utilizados no controle do avanço da epidemia de Covid-19 no País. O presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei nº 13.995/2020, que prevê a transferência de R$ 2 bilhões da União para santas casas e hospitais filantrópicos, sem fins lucrativos, que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o texto, publicado nesta quarta-feira (6) no Diário Oficial da União, os recursos deverão ser utilizados no controle do avanço da epidemia de Covid-19 no País, em ações articuladas com o Ministério da Saúde e gestores estaduais e municipais do SUS.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.