Apagão expõe as fadigas do setor elétrico; Falha no fornecimento de luz no Norte e Nordeste na madrugada de ontem, a terceira este mês no país, dá sinais de que o sistema de transmissão nacional está perto da exaustão…- Congresso: Três salários por um mês de trabalho; Na Câmara, o deputado que assumir o mandato por 30 dias ganha pelo menos três salários integrais: o do mês, o 13° e o 14°. Neste ano, 74 suplentes que assumiram temporariamente o cargo embolsaram a regalia…- Reta final para o Enem das cotas; A uma semana das provas do Exame Nacional do Ensino Médio, milhares de candidatos enfrentam indefinição de federais brasileiras sobre como aplicar a Lei das Cotas nos vestibulares deste ano…

O Globo

Manchete: Mensalão: procurador pede passaporte de condenados

A hora de evitar a fuga

Joaquim Barbosa poderá decidir sozinho ou submeter a questão ao plenário do STF

Advogado do ex-ministro José Dirceu critica Gurgel: ‘Esse requerimento é desnecessário e inadequado, pois meu cliente já disse que qualquer decisão será respeitada’

A petição do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, foi entregue quarta-feira no gabinete do relator do mensalão, ministro Joaquim Barbosa. Gurgel quer a retenção dos passaportes de todos os 25 réus condenados. O objetivo é impedir cautelarmente que os réus deixem o país. Barbosa poderá decidir sozinho a questão aos demais ministros. O pedido dividiu os advogados dos réus. Enquanto os de José Dirceu e Henrique Pizzolato reclamaram, os de Marcos Valério e Roberto Jefferson afirmaram não fazer objeção, garantindo que seus clientes não têm a intenção de deixar o país. (págs. 1 e 12)

Antecedente social

Condenado por corrupção ativa e formação de quadrilha, o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu evocou seu passado para tentar diminuir sua pena, ainda não estipulada. Em memorial ao STF, a defesa do ex-ministro quer que o “relevante valor social” de sua trajetória sirva de atenuante. (págs. 1 e 12)

O quinto apagão

Um novo blecaute, que atingiu nove estados do Nordeste e parte de Tocantins e Pará, deixou mais de 50 milhões sem luz na madrugada de ontem. Foi o quinto apagão em um mês. No bairro Santo Antônio, em Recife, só faróis iluminaram as ruas. (págs. 1, 31 a 34)

Eles estão descontrolados: Ônibus que tombou tem 148 infrações

O coletivo que bateu em outro após avançar um sinal na Praça Tiradentes, deixando 30 feridos, tem 148 multas. As infrações, desde 2009, variam de estacionamento Irregular a excesso de velocidade e avanço de sinal. (Págs. 1 e 28)

Crimes antes da eleição: Niterói pede mais policiamento

Os assassinatos do vereador eleito Lúcio Diniz Araújo Martelo (PRP), com 6 tiros de pistola, e do desembargador Gilberto Fernandes, com 2 de revólver, levaram o TJ, a OAB e a Câmara a pedir mais policiamento. (Págs. 1 e 14)

Confusão à vista: EUA terão de enviar vistos via Correios

A Justiça Federal de São Paulo decidiu que os consulados dos EUA no Brasil têm de usar os Correios para enviar aos brasileiros os passaportes com vistos. Até agora, era usada empresa terceirizada. O serviço deve atrasar. (Págs. 1 e 13)

Não é mais prejuízo: Petrobras lucra 12% menos (Págs. 1 e 35)

Em São Paulo, o vale-tudo eleitoral

Às vésperas do segundo turno, José Serra (PSDB) e Fernando Haddad (PT) trocam ofensas e acusações de uso de material apócrifo. Tucanos chamaram o petista de “delinquente” Para Haddad, Serra faz “jogo rasteiro”. (Págs. 1, 3 e 4)

Prisão por fraude para Berlusconi

O ex-premier italiano Silvio Berlusconi foi condenado a 4 anos de prisão e afastamento de cargos públicos por até 5 anos por evasão fiscal. O juiz disse que ele tem “capacidade natural para o crime”. Ainda cabem recursos. (Págs. 1 e 39)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Novo apagão atinge 11 estados

Repetição de blecautes ‘não é normal’, afirma ministro; curto-circuito deixa Nordeste e parte do Norte sem luz por 4 h

Os nove Estados do Nordeste, além de parte do Pará e do Tocantins, no Norte, ficaram ao menos quatro horas sem energia elétrica na madrugada em razão de curto-circuito ocorrido na subestação de Colinas (TO).

É o quarto apagão no país em 35 dias e o segundo de grande porte no Nordeste.

Cidades inteiras ficaram sem água, e hospitais funcionaram à meia-luz – houve calote em restaurantes, incêndios e assaltos.

Não foi divulgado o número de pessoas afetadas.

Para o ministro interino Márcio Zimmermann (Minas e Energia), o risco de ocorrerem apagões seguidos é “praticamente zero”. “Eventos como esses não são normais e a coincidência é mais anormal ainda”, disse.

O Operador Nacional do Sistema descarta a hipótese de sabotagem e afirma que o mecanismo de proteção do sistema falhou. A Cemig, responsável pela subestação, não se manifestou. (Págs. 1 e B1 / Mercado)

Eleições 2012: Disputa em SP termina com insultos

Ofensas e troca de acusações entre Fernando Haddad (PT) e José Serra (PSDB) marcaram o último dia da campanha em SP. Em nota, o PSDB chamou Haddad de “delinquente” e acusou o PT de espalhar faixas agressivas e apócrifas contra Serra.

O PT negou a autoria do material e acusou Serra de promover “armação” e de agir com “desespero” e “baixo nível”. Em evento com catadores e moradores de rua, Haddad disse que se sentia “violentado” e se comparou à população marginalizada.

A noite, no último debate, na TV Globo, Haddad explorou o aumento da violência em São Paulo. Serra usou as condenações do mensalão para atacar o rival. Ele disse que o dinheiro desviado poderia ter sido aplicado na área da saúde. Eleições 2012. (Pág. 1 / Capa)

Sérgio Dávila: Bipartidarismo traria maturidade para a política no Brasil (Págs. 1 e A2 / Opinião)

Fernando Rodrigues: Eleitores não estão mais despolitizados, estão mais exigentes (Págs. 1 e A2 / Opinião)

20 pessoas são assassinadas na Grande SP em um só dia

Vinte pessoas foram mortas ontem na Grande São Paulo, mais do que o triplo da média diária (seis homicídios). Em Osasco, moradores disseram que bandidos impuseram um toque de recolher ao comércio.

O secretário Antônio Ferreira Pinto afirmou que a estratégia está correta e que a violência oscila como uma onda. Em setembro, os homicídios subiram 96% na capital em relação ao mesmo mês de 2011. (Págs. 1 e Cl / Cotidiano)

Petrobras tem lucro após alta dos combustíveis

A Petrobras recuperou-se do prejuízo do segundo trimestre e lucrou R$ 5,5 bilhões de julho a setembro. O desempenho é resultado do reajuste dos combustíveis na refinaria. De abril a junho, a empresa havia registrado perda de R$ 1,3 bilhão.

A correção, porém, ainda não compensou a defasagem em relação à cotação dos derivados no exterior. (Págs. 1 e A11 / Poder)

Economia dos EUA cresce e dá impulso a Obama

Puxada por um aumento no consumo, pelo aquecimento do mercado imobiliário e por gastos públicos, a economia dos EUA cresceu acima do previsto no último trimestre e deu fôlego à campanha de reeleição do presidente Barack Obama.

O PIB americano avançou em ritmo anualizado de 2%. No segundo trimestre, a taxa foi de 1,3%. (Págs. 1 e A18 / Mundo)

Análise Adriano Pires: Segurança do sistema elétrico entra em xeque (Págs. 1 e B9 / Mercado)

Defesa pede pena menor por ‘relevante valor social’de Dirceu

Os advogados de José Dirceu apresentaram uma nova defesa ao STF pedindo a redução da pena no julgamento do mensalão sob o argumento de que o réu tem “relevante valor social”. No texto da defesa, Lula diz que Dirceu “lutou pela democratização do Brasil”. Para ministros e advogados, a pena será de 10 a 12 anos. (Págs. 1 e A4 / Poder)

Curso para formar professor parou de crescer em 2011 (Págs. 1 e C6 / Cotidiano)

Editoriais

Leia “Violência em alta”, sobre aumento no índice de homicídios em São Paulo, e “Bons pagadores”, a respeito de implantação do cadastro positivo. (Págs. 1 e A2 / Opinião)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo admite falha e não sabe motivo de novo apagão

Falta de luz atingiu 11 Estados do Norte e Nordeste; é o terceiro caso de grandes proporções em 5 semanas

O governo admitiu que o sistema elétrico no País é falho e que ainda não sabe o que causou o problema em uma linha de transmissão entre Tocantins e Maranhão, deixando às escuras 11 Estados do Norte e do Nordeste, por 4 horas, na madrugada de ontem. Este é o terceiro’ apagão de grandes proporções provocado por problemas técnicos registrado em pouco mais de um mês. O ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, descartou a hipótese de sabotagem e prometeu fazer uma investigação a fim de identificar os gargalos do sistema. A presidente Dilma Rousseff determinou que um avião da Força Aérea levasse 12 técnicos para o local. O apagão causou transtornos em hospitais e, em alguns locais, a falta de energia provocou também o desabastecimento de água. (Págs. 1, BI, B3 e B6 / Economia)

Concorrência

Blecaute aconteceu numa subestação nova. Uma explicação estaria na acirrada competição dos leilões e consequente economia nos projetos. (Págs. 1 e B6)

Eleições 2012: Ataques de Haddad e Serra ganham as ruas de SP

A dois dias da eleição, a campanha pela Prefeitura de SP virou guerrilha. Fernando Haddad (PT) e José Serra (PSDB) passaram a trocar acusações e ofensas, enquanto cabos eleitorais dos dois lados distribuíam material com ataques. Panfleto petista dizia que o adversário vai aumentar criminalidade. A coordenação da campanha serrista afirmou, em nota, que Haddad é “delinquente”. O comitê de Serra repudiou as faixas apócrifas contra o candidato espalhadas pela cidade. Criada por empresa que participa da campanha tucana, página na internet imitava a identidade visual do material petista para dizer que Haddad “criaria escolas de lata”. Haddad afirmou que Serra “violenta seus direitos” e classificou a campanha tucana de “rasteira”. Na véspera, boato dizia que o MEC cancelara o Enem. (Págs. 1 e A4 / Nacional)

Desafio São Paulo

Ultima reportagem dá série, que começou a ser publicada no dia 1º de setembro, trata das obras que estão sendo realizadas na cidade para receber a abertura e jogos da Copa do Mundo de 2014. (págs. 1 e A8)

Boato de toque de recolher faz comércio de SP fechar lojas

Depois de mais uma noite violenta – com sete mortos na Grande São Paulo – boatos sobre toque de recolher fizeram comerciantes fechar portas ontem em áreas de Osasco e da capital. Empresas também liberaram funcionários e pelo menos uma instituição de ensino cancelou aulas à noite. A polícia negou a existência do toque de recolher e atribuiu o pânico a boatos. (págs. 1, c1 e C4 / Cidades)

Gurgel quer reter passaportes de réus do mensalão

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, pediu ao STF que determine a apreensão dos passaportes dos condenados no mensalão. A medida tem como objetivo evitar que os réus fujam para escapar da prisão. (págs. 1 e A22 / Nacional)

Celso Ming: Apaguinhos e apagões

Dilma virou presidente como “Mãe do PAC”, mas parece mais preocupada em vender veículos e geladeiras do que investir em infraestrutura. (Págs. 1 e B2 / Economia)

Gilles Lapouge: O Google e os jornais europeus

Há gritos, resmungos e ameaças, mas no fundo todos gostariam de evitar um conflito entre a imprensa e o mecanismo de busca na internet. (Págs. 1 e B28 / Economia)

James Blight e Janet Lang: Como Fidel fez o mundo refém

O perigo do fim do mundo se intensificou pelo fato de John F. Kennedy e Nikita Kruchev terem levado Fidel Castro a sério, em outubro de 1962. (Págs. 1 e A34 / Visão Global)

Após denúncia, China censura site do ‘NYT’ (Págs. 1 e A29 / Internacional)

Decisão da Justiça atrapalha visto dos EUA (Págs. 1 e C9 / Cidades)

Notas & Informações: Resistir é preciso

É necessário pesar o que a vitória de Haddad ou de Serra pode significar para o futuro do País. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Defesa Civil vê risco em prédios da asa norte

Peritos identificaram graves problemas estruturais em dois edifícios de quadras residenciais das 400 Norte. Os danos teriam sido provocados por reformas indevidas em apartamentos, como a derrubada de paredes vitais para a sustentação dessas construções, que são da década de 1960. Hoje pela manhã, engenheiros da Defesa Civil se reúnem com síndicos. Querem alertar sobre o perigo, mas sem causar alarde. O objetivo é vistoriar os outros 60 prédios das quadras 403, 404, 405 e 406 Norte para saber se estão correndo os mesmos riscos. (Págs. 1 e 39)

Apagão na luz e na confiança

O blecaute de ontem no Nordeste e em parte da Região Norte deixou milhões de pessoas no escuro e pôs em xeque o sistema elétrico do país. O próprio ministro interino de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, admitiu que a credibilidade do setor está abalada. Foi o quarto incidente desde setembro. Especialistas consultados pelo Correio afirmam que falta fiscalização e manutenção nas linhas de transmissão. (Págs. 1, 7, 18 E Visão do Correio, 26)

Congresso: Três salários por um mês de trabalho

Na Câmara, o deputado que assumir o mandato por 30 dias ganha pelo menos três salários integrais: o do mês, o 13° e o 14°. Neste ano, 74 suplentes que assumiram temporariamente o cargo embolsaram a regalia. (Págs. 1, 2 e 3)

Passaporte: Sem visto, viagens aos EUA ficam ameaçadas

Quem se programou para embarcar nos próximos dias pode ser obrigado a adiar os planos. Uma briga judicial provocará atrasos nos pedidos de visto e na entrega de passaportes pela embaixada americana. (Págs. 1 e 24)

Justiça italiana condena à prisão Silvio Berlusconi (Págs. 1 e 28)

———————————————————————————–

Estado de Minas

Manchete: Reféns das cargas perigosas

Minas tem um acidente com caminhões carregados de material tóxico ou inflamável a cada três dias. E, quando ocorrem, a estrada costuma passar um dia inteiro para ser desobstruída. São desastres comuns no Anel Rodoviário, que de terça para quarta-feira ficou 10 horas interditado pelo tombamento de uma carreta com 25 toneladas de gás de cozinha. O subcomandante do batalhão da PM Rodoviária que patrulha a via, major Agnaldo Lima, ressalta que um acidente desses deixa a unidade na dependência de os responsáveis pela carga providenciarem a remoção. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente garante que as empresas têm de apresentar plano de emergência para ter licença do transporte de risco. Mas informa que criará uma comissão estadual para avaliar a situação e apresentar soluções. (Págs. 1, 22 e 23)

De olho no BRT

A brecha no decreto que regulamenta o transporte rápido por ônibus, permitindo às empresas adaptar e fornecer modelos básicos com motor frontal, revelada pelo EM, será discutida pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MG). Se chegar à conclusão que há vício no processo de escolha dos veículos, sem prioridade à mobilidade urbana e ao conforto dos passageiros, a entidade poderá impetrar ação civil pública na Justiça. Enquanto isso, as obras do BRT avançam, como na Avenida Santos Dumont, que volta a receber trânsito de veículos em 1º de dezembro. (Págs. 1 e 21)

Apagão expõe as fadigas do setor elétrico

Falha no fornecimento de luz no Norte e Nordeste na madrugada de ontem, a terceira este mês no país, dá sinais de que o sistema de transmissão nacional está perto da exaustão. Para especialistas, falta planejamento e marcos regulatórios e sobram problemas tecnológicos. Ministério de Minas e Energia admitiu que seqüência de apagões “não é normal”. (Págs. 1 e 12 / Editorial, 6)

Juros no varejo aumentam após quedas desde março (Págs. 1 e 11)

Reta final para o Enem das cotas

A uma semana das provas do Exame Nacional do Ensino Médio, milhares de candidatos enfrentam indefinição de federais brasileiras sobre como aplicar a Lei das Cotas nos vestibulares deste ano. Na maior universidade do estado, a UFMG, prazo para envio das orientações aos alunos que desejarem optar pelas cotas ainda não foi definido pela reitoria. (Págs. 1, 19 e 20)

Eleições 2012: Contagem

Comunista tem larga vantagem

Pesquisa MDA/Estado de Minas mostra Carlin Moura (PCdoB) com 61,2% das intenções de voto, 35 pontos à frente de Durval Ângelo (PT), que tem 25,8% da preferência. Nos votos validos, a frente é de 70,3% a 29,7%. (Págs. 1 e 3)

Biquinhas: romance pode tirar cargo de prefeito reeleito (Págs. 1 e 4)

China briga por espaço

Otimismo das montadoras no Salão Internacional do Automóvel de São Paulo sinaliza para investimentos no Brasil. Fabricantes chineses correm para instalar fabricas no país. (Págs. 1 e 3, 8 / Capa)

São Gotardo: Empresa pretende investir R$ 6 bi em mina de potássio (Pág. 1 e 14)

Especial Educação: Programas de monitoria e de estágio aproximam as escolas das empresas. (Pàg. 01)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Risco de novos apagões

Depois do caos na madrugada de ontem, que segundo ministros pode ter ocorrido por sabotagem, especialistas dizem que serviço deve piorar por causa do corte na receita dos fornecedores para baixar a conta de luz. Irritada, Dilma cobra explicações da equipe.

Prejuízos se multiplicam

Blecaute obrigará funcionários de fábricas a trabalhar em horário especial para compensar horas paradas. Bares e casa de shows tiveram que cancelar eventos e manda os clientes para casa.

Aparelhos danificados

Consumidor que teve equipamento elétrico estragado pelo apagão pode pedir ressarcimento à Celpe, amparado por uma resolução da Aneel. Caminho é longo, mas sempre vale a pena tentar.

Serviço de água atingido

Entre os muitos problemas sentidos pela população, 17 localidades da Zona Norte do Recife e cidades do interior ficaram sem abastecimento. Compesa não definiu o prejuízo. (Pàg. 01 e Economia 8)

Eduardo quer o Exércio contra a seca

Em Caruaru, ao lançar o Chapéu de Palha Estiagem, governador pediu participação militar efetiva nas 121 cidades em situação de emergência. (Pàg. 01 e Cidades 09)

HC tem 30 dias para consertar os elevadores

Prazo foi dado pela Justiça ao hospital da UFPE. Dos nove equipamentos da unidade, apenas cinco funcionam. (Pág. 01 e Cidades)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: apagão de energia. Apagão de gasolina

O RS também corre risco?
CEEE descarta, mas especialistas dizem que gaúchos podem enfrentar o problema no verão.

Vai virar rotina no RS?
Consumo cresce mais do que capacidade de refino e expõe Estado a escassez do combustível. (Págs. 1, 4 e 5)

Eleições 2012: Baixarias entre Haddad e Serra

Panfletos sem autoria, site forjado e acusações no pleito considerado uma prévia da disputa ao Planalto em 2014.(Págs. 1 e 8)

A reta final do 2º turno da disputa em Pelotas (Págs. 1 e 8)

Vestibular: UFRGS ajusta regras a cotas

Prazo de inscrição será reaberto para considerar renda e Ensino Médio como critério para quem é cotista.

Dez respostas sobre o que muda na Federal. (Págs. 1 e 36)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.