A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

Planos de saúde; Médicos iniciam hoje protesto por melhor remuneração e contra a interferência nos procedimentos… – Com unificação, PIS e Cofins terão alíquota de 9,5%; Secretário da Receita Federal diz que a mudança entrará em vigor em 2014, com reforma fiscal… – Brasileiro cuida mal da saúde; Pesquisa do Ibope mostra que a maioria da população adota estilo de vida pouco saudável e fica mais exposta a infarto e acidente vascular cerebral…

O Globo

Manchete: A hora da verdade – STF condena Dirceu por comandar o mensalão

Para 6 ministros, ex-chefe da Casa Civil deu ordem para pagar propina em troca de votos no Congresso

Também foram punidos por corrupção ativa o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro Delúbio Soares, o operador do esquema, Marcos Valério, e outros quatro réus. O ex-homem forte do governo Lula ainda será julgado por formação de quadrilha

Seis anos após ser apontado na denúncia do Ministério Público como “chefe da quadrilha” do mensalão, o ex- ministro da Casa Civil José Dirceu foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por corrupção ativa. A votação ainda não foi concluída, mas seis dos dez ministros entenderam que Dirceu foi o mandante do pagamento de propina a parlamentares da base aliada em troca de apoio em votações no Congresso. Também já há maioria para condenar o ex-presidente do PT José Genoino, o ex-tesoureiro Delúbio Soares, Marcos Valério e mais quatro réus. (Págs. 1 e 3 a 8)

Fotolegenda: Primavera em Brasília

Um arco-íris aparece na Praça dos Três Poderes, entre o Palácio do Planalto e o Supremo Tribunal Federal, durante o julgamento. A capital foi atingida ontem pelo primeiro temporal após longo período de seca.

Joaquim será eleito presidente do STF hoje (Págs. 1, 10 e 11)

Vestimentas de combate

Parecia até provocação: em visita a Atenas, a chanceler Angela Merkel repetiu o blazer verde usado na final da Eurocopa, quando a Alemanha venceu a Grécia. Em protesto contra a visita, um manifestante cruzou a Praça Syntagma nu, sinal de que os gregos já entregaram tudo o que podiam. (Págs. 1 e 33)

Eleições 2012 – PDT apoia Serra, e PT fecha com PMDB

O deputado Paulinho da Força (PDT-SP) anunciou ontem apoio ao tucano José Serra, que espera selar nos próximos dias também a adesão do PPS e do PTB à sua candidatura à prefeitura. Do outro lado, PT e PMDB fecharam acordo em quatro capitais, incluindo São Paulo. Dirigentes petistas devem ainda costurar até sexta aliança com o PRB de Celso Russomanno em favor de Fernando Haddad. (Págs. 1, 13 e 15)

Chávez quer Evo e Correa no Mercosul

O presidente venezuelano convidou Evo Morales, da Bolívia, e Rafael Correa, do Equador, a se integrarem ao Mercosul. Convalescente de câncer, sinalizou que pretende trocar o vice, Elías Jaua, que vai concorrer ao governo de Miranda. (Págs. 1 e 37)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Mensalão o julgamento – Culpados

Maioria do STF condena José Dirceu e cúpula do PT por corrupção; Tribunal conclui que homem forte de Lula comandou compra de votos ex-ministro afirma que foi ‘linchado’

Sete anos e quatro meses após o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) revelar à Folha a existência do mensalão, a maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal concluiu que José Dirceu (PT), então ministro da Casa Civil e homem forte do governo Lula, comandou o esquema de compra de votos no Congresso.

Chamado de “chefe da quadrilha” pela Procuradoria-Geral da República, Dirceu foi condenado por corrupção ativa por 6 dos 8 ministros que já votaram — faltam outros dois. Para eles, o petista foi o principal responsável por corromper congressistas com o uso de dinheiro público. Lewandowski e Dias Toffoli o absolveram.

Também foram considerados culpados o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, o ex-presidente da sigla José Genoino e Marcos Valério, o operador do mensalão.

Dirceu alega ter sido “linchado” e ataca o STF, que, segundo ele, agiu “sob forte pressão da imprensa”. Para o petista, houve “um juízo político e de exceção”. “Vou acatar a decisão, mas não me calarei”, afirmou. Genoino disse que, “como inocente”, está “revoltado”. Em reunião fechada, Lula conclamou petistas a reagir sempre que forem chamados de mensaleiros. (Págs. 1 e Poder)

Marcelo Coelho

Para condenar ou absolver, votos de ministros foram bastante técnicos. (Págs. 1 e Poder A6)

Elio Gaspari

Em São Paulo, Lula levou seu poste ao 2º turno. (Págs. 1 e Poder A14)

PMDB vai apoiar Haddad em SP; Paulinho fecha com Serra (Págs. 1 e Poder A14)

Editoriais

Leia “Juros e correção”, a respeito da reunião de hoje do Comitê de Política Monetária, e “Geleia municipal”, sobre vereadores eleitos em São Paulo. (Págs. 1 e Opinião A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Supremo condena Dirceu

Maioria considerou o ex-ministro da Casa Civil culpado por corrupção ativa; Também foram condenados José Genoino e Delúbio Soares; Decisões do mensalão poderão alterar entendimento da Ia instância sobre crimes de quadrilha e lavagem

Mensalão Especial – Sete anos após o início do escândalo do mensalão, a maioria dos integrantes do STF condenou José Dirceu pelo crime de corrupção ativa. Para a Corte, o ex-ministro participou do esquema de compra de apoio político. Dirceu ainda não foi julgado por formação de quadrilha, da qual é acusado de ser o “chefe” pela Procuradoria-Geral da República. Embora sua defesa diga não haver provas de sua participação em compra de voto, o STF concluiu que não havia como Dirceu não saber do esquema que envolvia o PT – partido que ajudou a fundar em 1980 – e mais quatro siglas. Para o STF, a ordem para formar a base de apoio a Lula saiu do Palácio do Planalto. Com isso, os ministros também abrem um novo capítulo no combate à corrupção: a inexistência de um “ato de ofício” não será mais garantia de impunidade para autoridades que praticarem crimes no exercício da função pública. O STF selou também o destino de outros dois réus do PT: José Genoino, ex-presidente do partido, e Delúbio Soares, ex-tesoureiro, foram condenados. Após a condenação, Dirceu publicou nota em seu blog em que diz que “acatará a decisão”, mas “não se calará”. (Págs. 1 e Caderno Especial)

Jose Dirceu
Ex-ministro

“Vou acatar a decisão, mas não me calarei. Continuarei a lutar até provar minha inocência. Não me deixarei abater”.

Estadão Acervo

Quarenta anos separam a sentença por liderar o Congresso de Ibiúna e o mensalão julgado no STF. (Págs. 1 e H8)

Fotolegenda: Plenário

Ministros Ricardo Lewandowski e Joaquim Barbosa: especialistas se dizem ‘preocupados’ com votos.

‘Foi hipocrisia’, diz Lula após condenação

Em conversas reservadas, Lula definiu ontem como “uma hipocrisia” a condenação dos petistas no mensalão, relata a repórter Vera Rosa. A estratégia agora é fazer cobrança diária do julgamento do “mensalão tucano”. “Se querem fazer o debate da ética, vamos fazer”, disse Lula a candidatos do PT. (Págs. 1 e H3)

Como foi a votação até agora:

6 ministros votaram pela condenação:
Joaquim Barbosa, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Luiz Fux.

2 ministros votaram pela absolvição:
Ricardo Lewandowski, Antonio Dias Toffoli.

Análises

Dora Kramer
Indevida salvaguarda

Liquidada a questão na Justiça, resta a José Dirceu e a José Genoino tentar equilibrar as coisas no campo político. O instrumento é o mesmo: a confrontação de suas trajetórias de vida com os votos no STF, a fim de criar uma atmosfera de cruel linchamento. (Págs. 1 e H3)

Rafael M. R. Queiroz e Carolina C. Ferreira
Os fatos e o direito

A defesa de um dos acusados assumiu a existência de caixa dois para tentar escapar da punição por corrupção, levando a discussão a um terreno em que até a existência do crime é duvidosa. (Págs. 1 e H5)

PMDB acerta apoio a Haddad, e PDT, a Serra

Dilma, Lula e Alckmin atuam nos bastidores por aliados

Eleições 2012 – A presidente Dilma Rousseff, o ex-presidente Lula e o governador Geraldo Alckmin negociam apoios para o petista Fernando Haddad e o tucano José Serra. As conversas também visam a alianças para 2014, ano de eleições para o governo do Estado e Presidência da República. Ontem, Lula e Haddad formalizaram com o vice-presidente, Michel Temer, aliança com o PMDB, de Gabriel Chalita. O partido deverá ter cargos em uma eventual gestão de Haddad. Já o apoio de Paulinho a José Serra não é unanimidade na Força Sindical. Parte da central desejaria apoiar Haddad, mas o anúncio da coligação com Serra deverá ser anunciado amanhã. (Págs. 1 e Nacional A4)

PRB ainda define apoio

Cortejado por tucanos e petistas, o presidente do PRB, Marcos Pereira, definirá apoio no 29 turno. (Págs. 1 e A4)

PSDB usará falha no Enem na TV

A equipe de José Serra vai explorar falhas do Enem para atacar Fernando Haddad, ex-ministro da Educação. Ontem foram colhidos depoimentos de estudantes. (Págs. 1 e Nacional A4)

Vereadores pedem defesa de Kassab

Vereadores da base de Gilberto Kassab cobraram ontem do candidato José Serra a defesa das obras do prefeito como condição para apoiá-lo no 2º turno. (Págs. 1 e Nacional A6)

Justiça de SC manda padrasto pagar pensão (Págs. 1 e Vida A14)

Cervantes fecha 2 filiais no Brasil e revê verbas (Págs. 1 e Caderno 2)

Eliana Cardoso

A herança do carisma

Converter um líder carismático em herói, como no caso de Gandhi, atrasa o progresso. Que o julgamento do mensalão nos livre do lulismo. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Tutty Vasques

Vírus da democracia

Cuba deve estar temendo que o vírus da democracia tenha se aproveitado da baixa imunidade de Hugo Chávez para atacar seu discurso político. (Págs. 1 e Cidades C8)

Notas & Informações

Avanços a comemorar

Bom desempenho da Justiça Eleitoral e exercício da democracia são motivo de orgulho. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Como fica o PT após a condenação de Dirceu

Mesmo condenado pelo STF por corrupção,o poder de Dirceu é tão grande dentro do PT que ele deve continuar influenciando os rumos do partido, inclusive em 2014, ainda que tenha de cumprir pena na prisão. Muitos petistas graduados atribuem a ele a eleição de Lula. Mas há quem preveja também uma perda de espaço pelo ex-ministro e aliados dentro do próprio PT e no governo Dilma. “O cara vai para a cadeia. Como é que vai ter força?”, pergunta uma liderança petista. Na sessão de ontem, a mais emblemática desde o início do julgamento do mensalão, Genoino e Delúbio também foram considerados culpados pelo Supremo. Em nota, Dirceu diz acatar a decisão, mas afirma que não se calará: “Continuarei a lutar até provar minha inocência”. (Págs. 1 e 2 a 6)

Greve prejudica estudantes que iriam aos EUA

Universitários inscritos em programa de intercâmbio têm o visto negado por causa da reposição de aulas. Abaixo-assinado tenta demover o consulado. (Págs. 1 e 29)

Vestibular: MEC detalha cotas

No DF, negros e índios terão direito a 56% das vagas para cotistas das escolas públicas e militares. (Págs. 1 e 27)

Crise: Indústria já faz governo temer pelo PIB de 2013

Dados do setor divulgados pelo IBGE mostram que nove das 14 regiões pesquisadas acumulam desempenho negativo de janeiro a agosto. No Planalto, há o receio de que o baixo ritmo da produção comprometa o crescimento da economia em 2013, estimado entre 4% e 4,5%. (Págs. 1 e 12)

Saúde: Pressão pela liberação de emagrecedor

Médicos querem que a Anvisa autorize os medicamentos anfepramona, femproporex e mazindol, usados contra a obesidade. Argumentam que desde a proibição da venda, um ano atrás, houve aumento na incidência da doença. (Págs. 1 e 11)

Tatu símbolo da Copa é atacado a facadas no DF (Págs. 1 e 25)

Há menos gente passando fome no mundo, diz ONU (Págs. 1 e 18)

Obama e Romney duelam pelo voto no decisivo Ohio (Págs. 1 e 19)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: FMI alerta para riscos da forte expansão do crédito

O Fundo Monetário Internacional voltou a expressar preocupação ontem, na divulgação de seu Panorama Econômico Global, com o rápido avanço de crédito bancário e com a elevação do preço dos imóveis no Brasil e outras economias emergentes. “Nos quatro anos seguintes a 2007, os preços dos imóveis subiram perto de 100% acima da inflação nas maiores cidades do Brasil”, diz o relatório. O Fundo também voltou a chamar atenção para o recente aumento da inadimplência bancária no país. E assinala que as empresas estão mais alavancadas, com dívidas que superam 100% de seu capital em ações.

O Brasil é um dos países emergentes com risco de crédito soberano mais sensível às turbulências na Itália, Portugal, Irlanda e Espanha, aponta o FMI. Só as economias do Leste Europeu estão numa situação menos confortável. (Págs. 1 e C5)

Seca complica programa de corte de tarifas

A falta de chuvas joga contra o governo, que lançou um pacote de medidas para reduzir em 20% os custos da eletricidade a partir de 2013. Nesta semana, o custo da energia, calculado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), registrou alta de 35% no Sudeste e Centro-Oeste e de 39% no Nordeste por conta da baixa no nível de água dos reservatórios das hidrelétricas. Os Preços de Liquidação de Diferenças (PLD) já estão nos níveis mais altos desde janeiro de 2008.

A menor vazão dos rios vem obrigando o governo a acionar usinas térmicas a gás natural para garantir o abastecimento. Essas termelétricas têm custo de geração bem maior que os das hidrelétricas, o que eleva o custo marginal de operação do sistema elétrico. Se a seca persistir, o ONS precisará ligar térmicas a óleo, cuja energia é ainda mais cara. (Págs. 1 e A3)

Fotolegenda: Novos cenários

Com novos contratos no valor de quase R$ 4 bilhões, a Odebrecht Engenharia Industrial expande suas atividades fora do Brasil. Nos EUA, a meta é elevar o faturamento para US$ 1 bilhão até 2015 com o reforço da atuação em refinarias, diz seu presidente, Marcio Faria. (Págs. 1 e B7)

Ampliação de usina traz de volta disputa no Madeira

A usina hidrelétrica de Santo Antônio, no rio Madeira, em Rondônia, está prestes a ganhar o direito de ampliar sua capacidade. Nas próximas semanas, a Aneel aprovará o acréscimo de seis turbinas ao projeto original, o que elevará sua potência em 419 megawatts (MW). A decisão iminente da Aneel fará a concessionária Santo Antônio Energia, que tem Furnas e Odebrecht como principais acionistas, aumentar em R$ 1,2 bilhão o investimento na construção da usina. Esse ganho, porém, pode reacender uma disputa acirrada no setor. Para viabilizar a mudança, é preciso alterar a cota de operação de Santo Antônio.

A mudança pode causar danos socioambientais e comprometer a estrutura da outra usina em construção rio acima, segundo a Energia Sustentável do Brasil, concessionária da usina de Jirau. “Temos uma reunião dos sócios, na semana que vem, para definir que não vamos aceitar isso”, disse o presidente da concessionária, Victor Paranhos. (Págs. 1 e B6)

José Dirceu é condenado por corrupção

O Supremo Tribunal Federal (STF) chegou ontem à maioria de votos para condenar o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu, o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares por corrupção ativa. Segundo o STF, eles organizaram um esquema para comprar votos e obter apoio político no Congresso. Também houve maioria para punir o publicitário Marcos Valério, seus sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach, seu advogado Rogério Tolentino e a ex-diretora financeira da agência SMP&B Simone Vasconcellos pelo mesmo crime.

Os placares pelas condenações foram acachapantes e o STF esteve distante de chegar a qualquer divisão de votos. Seis ministros afirmaram que Dirceu é culpado por corrupção ativa. Quase todos concluíram que o mensalão foi comandado por Dirceu e que Genoino não apenas sabia do esquema de compra de apoio político como participou de sua organização ao lado de Delúbio e de Valério.

Em nota, José Dirceu disse que “o Estado de Direito Democrático e os princípios constitucionais não aceitam um juízo político e de exceção” e prometeu que continuará a lutar até provar sua inocência. (Págs. 1 e A12)

A rota de dois recordistas das eleições de domingo

Um saiu do PT e foi se abrigar no PDT. O outro saiu do PSDB e encontrou guarida no PMDB. Ambos fizeram seus movimentos partidários movidos pela ambição da disputa majoritária. Chegaram à prefeitura em 2008 e, no domingo, reelegeram-se com o recorde de votos em capitais neste primeiro turno.

Desde a redemocratização, nenhum prefeito do Rio ou de Porto Alegre havia sido eleito com a margem de votos alcançada por Eduardo Paes (PMDB) e José Fortunatti (PDT). Sobre ambos os recordistas em votos não pesam suspeitas, nem de seus adversários, de que não pretendam cumprir seus mandatos. Devem ficar mais quatro anos no cargo. (Págs. 1 e A16)

Tática do Brasil de reter café para elevar preços é testada (Págs. 1 e B9)

Corte de juros no cartão deve reduzir receita de bancos emissores em R$ 8 bi, prevê Citi (Págs. 1 e C12)

Governo aumenta fiscalização para conter desmatamento, diz Izabella Teixeira (Págs. 1 e A4)

Expansão da Riachuelo

A Guararapes, dona da varejista de moda Riachuelo, obteve financiamento de R$ 167,4 milhões do BNDES para investir na expansão da rede. A maior parte do dinheiro será usada para abertura de até 30 lojas. (Págs. 1 e B1)

Cereser vai investir em espumantes

Líder absoluta do mercado de sidras no Brasil, a Cereser, de Jundiaí (SP), planeja entrar na área de espumantes, por meio de aquisição, um segmento maior e atualmente de crescimento mais acelerado. (Págs. 1 e B4)

Demanda garantida

Maior cliente individual da celulose branqueada de eucalipto produzida no Brasil, a China deverá triplicar os volumes comprados até 2025, de acordo com projeção da Pöyry Tecnologia. (Págs. 1 e B8)

Camil mira a Carreteiro

A gaúcha Camil Alimentos, maior beneficiadora de alimentos da América Latina, fez uma proposta de R$ 45 milhões pelos ativos e marcas da fluminense Carreteiro Alimentos, em recuperação judicial. (Págs. 1 e B12)

Soja puxa safra recorde

Com preços em alta nos mercados internacional e doméstico e expectativa de margens polpudas, a soja será a grande estrela da saíra de grãos 2012/13, que deverá bater novo recorde, entre 177,7 milhões e 182,3 milhões de toneladas. (Págs. 1 e B12)

‘Private equity’ alavancado

Queda nas taxas de juros anima fundos de “private equity” a tomar dívida para comprar participações em empresas. As chamadas aquisições alavancadas voltaram a ser feitas por praticamente todas as grandes gestoras que atuam no país. (Págs. 1 e C1)

Mineradoras garimpam talentos

Multinacionais do setor de mineração têm aproveitado o desaquecimento desse mercado no Brasil para buscar profissionais. Entre os países mais interessados estão as nações africanas, Austrália, Canadá e Estados Unidos. (Págs. 1 e D3)

ES ainda luta a ‘guerra dos portos’

A Assembleia Legislativa do Espírito Santo propôs Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a resolução do Senado que unifica a alíquota interestadual do ICMS em 4% para mercadorias importadas. A medida entra em vigor em janeiro. (Págs. 1 e E1)

Ideias

Cristiano Romero

Já há quem acredite em uma expansão econômica medíocre no último ano de mandato de Dilma Rousseff. (Págs. 1 e A2)

Martin Wolf

A consolidação fiscal é impossível sem ambiente monetário que a sustente, com juros reais ultrabaixos e economia aquecida. (Págs. 1 e A15)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Condenados

A maioria dos ministros do Supremo Tribunal Federal condenou o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu. Por 6 votos a 2, ele foi considerado culpado de corrupção ativa, como comandante do esquema de compra de apoio político para o governo Lula. Apenas o revisor, Ricardo Lewandowski, e Dias Toffoli absolveram Dirceu. Ele foi condenado pelo relator, Joaquim Barbosa, Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Marco Aurélio Mello. Também foram condenados pelo mesmo crime o ex-presidente do PT José Genoino, por 7 votos a 1, e o tesoureiro da legenda à época do escândalo do mensalão Delúbio Soares (8 a 0). A sessão foi interrompida e ainda não votaram o ministro Celso de Mello e o presidente da Corte, Ayres Britto. Depois os ministros ainda julgarão os integrantes do núcleo político petista pelos crimes de lavagem de dinheiro, evasão de divisas e formação de quadrilha. (Págs. 1, 3 e 4)

Médicos param de atender nos planos

A paralisação está marcada de hoje até o dia 18 em todo o país em protesto contra a baixa remuneração paga pelas operadoras. O boicote, que poderá se estender por mais tempo, deve causar o reagendamento de 250 mil consultas só em BH. (Págs. 1, 13 e Editorial, 10)

Brasileiro cuida mal da saúde

Pesquisa do Ibope mostra que a maioria da população adota estilo de vida pouco saudável e fica mais exposta a infarto e acidente vascular cerebral. Segundo o estudo, só 32% se exercitam regularmente e apenas 24% têm dieta balanceada. (Págs. 1 e 12)

Eleições: Quando alta votação não dá mandato

Candidato a vereador com maior votação em Montes Claros, Júnior Sambambaia (PSC) teve 3.461 votos, mas não foi eleito. O partido dele não atingiu o quociente eleitoral (7.800 votos) para eleger um parlamentar. Há muitos casos semelhantes. (Págs. 1 e 9)

MEC divulga hoje regras para aplicar Lei das Cotas (Págs. 1 e 25)

Exportação: Rede dos EUA quer US$ 3 mi em artesanatos mineiros (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Zé Dirceu é condenado

Maioria do STF considerou o ex-todo-poderoso do governo Lula culpado por corrupção ativa no mesalão. Além dele, foram condenados o ex-presidente do PT José Genoino e o ex-tesoureiro do partido Delúbio Soares. (Págs. 1 e 3)

Fera recebe cartão de inscrição do Enem

Correios começam a distribuir hoje o documento com os locais das provas. Portal NE10 lançou concurso recreativo Fera do Ano. (Págs. 1 e Cidades 2)

PPP da Compesa nem começou e já está atrasada

Obra do parceiro privado deveria começar este ano, mas licitação para escolher empresa sequer chegou ao final. (Págs. 1 e Economia 1)

Navegabilidade do Capibaribe sem respostas

Polêmicas marcaram a primeira audiência pública do Programa Rios da Gente. Destino dos detritos foi uma delas. (Págs. 1 e Cidades 6)

Parlamentares fracassam nas cidades

Oito deputados estaduais, seis federais e o senador Humberto Costa não conseguiram migrar para o poder Executivo. (Págs. 1 e 5)

Planos de saúde

Médicos iniciam hoje protesto por melhor remuneração e contra a interferência nos procedimentos. (Págs. 1 e Economia 4)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Condenado

Em dia histórico, maioria do STF considera José Dirceu, ex-homem forte da República, culpado por corrupção ativa.

“Fui prejulgado e linchado”, diz ex-ministro.

Corte também pune Delúbio e Genoino. (Págs. 1, 4, 5, Editorial, 16 e Paulo Sant’ana, 47)

Desabafo: “No lugar de Dilma, eu agiria diferente”

Derrotado em Porto Alegre, Adão Villaverde lamenta a ausência da presidente em sua campanha.

Rosane de Oliveira
Os deputados que viraram prefeitos.

São Paulo

PDT, PTB e PPS apoiam Serra.

PMDB fecha com Haddad. (Págs. 1, 6, 8, 10 e 12)

Hora da virada: Projeção indica safra recorde de soja no RS

Estimulados por preços altos, produtores poderão colher até 12,13 milhões de toneladas do grão.

Indústrias gaúchas têm alta de 4,8%

Produção medida pelo IBGE assinala início da recuperação nas fábricas. (Págs. 1, 18 e 19)

Reação a fiscais: Tumulto em camelódromo da Capital

Comerciantes descontentes com operação da Receita Federal bloquearam a Avenida Júlio de Castilhos. (Págs. 1 e 28)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Mantega pede pressa na criação do fundo dos Brics contra crises

Em reunião de Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, em Tóquio, o ministro da Fazenda defenderá a imediata formação do fundo de emergência. O mecanismo poderá ser acionado sem sinal verde dos países que comandam as decisões do FMI. (Págs. 1 e 6)

Capital de giro mais barato no fim de ano

Bancos iniciam corrida para aumentar a carteira de crédito corporativo e oferecem benefícios para as empresas, que vão do prazo de carência maior até a isenção de parcelas para bons pagadores. (Págs. 1 e 30)

Ação de banco cai com juros e tarifas

Receio com o maior risco do setor provoca reação negativa dos investidores. Diante da forte pressão de venda, ações do Bradesco, Itaú, Santander e BB já perderam R$ 13,8 bilhões em valor de mercado. (Págs. 1 e 31)

Com unificação, PIS e Cofins terão alíquota de 9,5%

Secretário da Receita Federal diz que a mudança entrará em vigor em 2014, com reforma fiscal. (Págs. 1 e 7)

Vivo fecha com Huawei e Ericsson para atuar no 4G

Operadora também negocia com outras empresas de telefonia compartilhamento de redes. (Págs. 1 e 18)

Grupo Eletrobras acelera ritmo de investimentos

Até o fim do ano serão aplicados R$ 7 bilhões, mais de 70% dos recursos orçados para 2012. (Págs. 1 e 17)

Ilha de eficiência?

Operadoras garantem que não haverá colapso do sistema de telecomunicações durante a Copa e a Olimpíada. (Págs. 1 e 4)

Embolou de novo

Republicano Mitt Romney cresce nas pesquisas e empata com Barack Obama em intenções devoto. (Págs. 1 e 36)

Sandoz critica regras para a pesquisa de remédios no país

Em entrevista ao Brasil Econômico, Ameet Mallik, diretor global do laboratório, afirma que o Brasil deveria seguir modelo americano do desenvolvimento de produtos para o mercado farmacêutico. (Pág. 01 e P16)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.