Justiça tenta evitar caos aéreo – Deputados estaduais se dão aumento e vão receber R$ 20.025 – O deputado do castelo vem aí? – Escalada das commodities – Especial – Negócios Sustentáveis – Turismo se transforma em necessidade da vida moderna – TST admite a terceirização de ‘atividade-fim’ – Senado fecha projeto que incentiva repatriar capital – Ministros de Dilma usam e abusam de verbas – Exame de DNA contra o câncer – Supremo proíbe farra de gastos de distritais…

O Globo

Manchete: Lula apela a Jobim para evitar caos aéreo no fim do governo

Ministro falou com aeroviários e empresas; operação padrão já atrasa 30% dos voos

O temor de que o caos aéreo vire o marco de encerramento da sua gestão fez o presidente Lula mobilizar ministros para intermediar negociações entre as companhias aéreas e sindicatos de trabalhadores, que podem entrar em greve hoje, antevéspera do Natal. Por determinação de Lula, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, conversou com aeroviários e empresas. Ele também articulou com o Ministério Público que este entrasse com pedido de liminar no TST. O Tribunal decidiu que 80% do efetivo das empresas devem ser mantidos até 2 de janeiro. A categoria realiza, hoje de manhã, assembleias. Ontem, às 20h, os atrasos atingiram 33,6% dos voos. Em Guarulhos, chegou a 52,8%. A Anac culpou operação padrão de trabalhadores. (Págs. 1 e 31 a 33)

A guerra dos aliados agora é por estatais

Terminada a indicação dos ministros de Dilma Rousseff, começou a guerra entre aliados por estatais e cargos do segundo escalão. A bancada do PMDB de Minas não quer o correligionário Hélio Costa no comando de Furnas e enviou outra indicação. Cargos na Eletrobras e Petrobras também estão em disputa. Dois petistas foram escalados para o Desenvolvimento Agrário e a Secretaria da Mulher. (Págs. 1, 3 e 4)

Caso de motel não derruba novo ministro

Envolvido num escândalo por ter apresentado uma conta R$ 2.156 num motel para ser paga com a verba indenizatória da Câmara, o futuro ministro do Turismo, Pedro Novais (PMDB-MA), se tornou motivo de constrangimento no governo de transição. Para o PT, é um problema que o PMDB terá de resolver. Por ora, ele fica no cargo. Novais diz que houve um erro de sua assessoria e negou ter ido ao motel. (Págs. 1 e 9)

WikiLeaks: Brasil expôs desconfiança sobre o Irã

Documentos do WikiLeaks sugerem que o governo dos EUA se arrependeu de ter dado fôlego ao presidente Lula para mediar o conflito com o Irã. Mostram também que tanto o Itamaraty quanto Lula manifestaram desconfiança sobre o regime iraniano. (Págs. 1 e 42)

Luiz Fernando Janot

O Rio perde se o paradigma arquitetônico espetaculoso, como empregado na torre dos elevadores do Cantagalo, vier a ser adotado aleatoriamente nos projetos dos Jogos Olímpicos. (Págs. 1 e 6)

O Estado de S. Paulo

Manchete: Governo tenta esvaziar greve nos aeroportos hoje

Lula diz que paralisação de aeroviários na véspera de Natal é ‘irresponsável’ e Aeronáutica monta esquema

O governo montou esquema para tentar esvaziar a greve dos aeronautas e aeroviários marcada para começar hoje – e classificada pelo presidente Lula de “irresponsabilidade”. A Aeronáutica vai abrir as suas bases para a entrada dos funcionários que quiserem trabalhar, e sua polícia estará de prontidão. Além disso, o efetivo dos controladores de voo será ampliado. As empresas também disseram ter como driblar piquetes, mas o sindicato informou que também terá “estratégia para enganar as empresas”. O atraso nos aeroportos disparou ontem – em Cumbica, superou 50%. As companhias recomendam ligar antes para saber se o voo esta confirmado. (Págs. 1 e Cidades, C1 e C3)

Análise
Bruno Tavares

Uma aposta de risco dos trabalhadores. (Págs. 1 e Cidades, C1)

Rodovia com problemas

A Rodovia dos Tamoios, principal acesso ao litoral norte de São Paulo, vai funcionar de forma improvisada neste fim de ano. Estima-se que 1,5 milhão de veículos deixem a capital até sábado. (Págs. 1 e Cidades, C6)

Entrevista exclusiva: Assange diz ter material ‘de impacto’ sobre os EUA

Em sua primeira entrevista a um jornal latino-americano desde que deixou a prisão, Julian Assange, organizador do WikiLeaks, disse ao Estado que haverá vazamentos ainda mais explosivos em relação aos EUA em 2011. Os documentos, afirmou, “terão um impacto político enorme”. Assange informou que pode usar o Brasil como base de operações e disse esperar que a presidente eleita, Dilma Rousseff, tenha “cuidado” com os americanos. (Págs. 1 e Internacional, Al4)

Relatório do BC prepara terreno para alta do juro

Uma semana após a ata do Copom trazer dúvidas sobre a elevação da Selic em janeiro, o relatório trimestral do Banco Central elevou o tom e deixou tudo pronto para que o futuro presidente da instituição, Alexandre Tombini, inicie sua gestão subindo os juros, atualmente em 10,75%, para conter a inflação. O relatório mostrou que, no cenário com juros e câmbio constantes, o IPCA ficará em 5% em 2011. (Págs. 1 e Economia, B1)

Dilma conclui ministério, com aliados descontentes

A presidente eleita, Dilma Rousseff, concluiu ontem a montagem de um ministério com fisionomia de continuidade do governo Lula. Seu partido, o PT, ficou com a maior fatia: 17 das 37 cadeiras. A escalação da equipe causou descontentamento entre quase todos os aliados. (Págs. 1 e Nacional, A4)

Verba usada em motel é devolvida

O futuro ministro do Turismo, Pedro Novais, anunciou que devolveu à Câmara a verba pública usada para pagar motel. Ele teve de dar explicações a Antonio Palocci. (Págs. 1 e Nacional A6)

Demétrio Magnoli

Herói sem caráter

No Brasil, o chefe do WikiLeaks converteu-se em ícone da turba de militantes fanáticos do “controle social da mídia”. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Dora Kramer

Nada de novo no front

E para terminar o ano, mais um escândalo no Congresso, mais caos nos aeroportos e mais um discurso de emotiva autoexaltação do presidente Lula. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações

O BC e os perigos à frente

O déficit externo é apenas mais um sintoma de um perigoso desequilíbrio interno. (Págs. 1 e A3)

Caderno 2 – Planos da ministra

Ana de Hollanda vai rever projeto de Direito Autoral. (Págs. 1 e D5)

————————————————————————————

Jornal do Brasil

Manchete: Caos aéreo causa rombo na hotelaria

Setor prevê prejuízos de R$ 1,5 milhão por dia com a greve de aeroviários

Além dos incalculáveis transtornos que causará para os brasileiros que precisarem viajar no Natal, a greve dos aeroviários está deixando os representantes do setor hoteleiro do Rio de cabelo em pé. Para a Federação Brasileira de Hospedagem e Alimentação, a perda pode chegar a R$ 1,5 milhão por dia. E só não é maior porque 96% dos quartos já foram reservados. (Págs. 1 e Rio, 9 e 10)

Entrevista: O que Ana de Hollanda fala, agora, é oficial

Nova ministra da cultura afirma que pretende realizar mudanças radicais no setor e que ficará totalmente alinhada com Dilma para mostrar o potencial feminino. (Págs. 1 e 33 a 35)

Políticos torram R$ 3,23 bilhões nas eleições (Págs. 1 e País, 2 e 3)

Anna Ramalho

Celso Amorim e Carla Camuratti curtem Portinari no Municipal. (Págs. 1, 12 e 13)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Ligue antes, reze depois

Governo aconselha passageiros a se informarem nas companhias aéreas sobre as condições dos voos no dia em que os aeroviários iniciam a greve

Mais uma vez, os brasileiros embarcam sozinhos para uma jornada de muitos aborrecimentos. A paralisação dos aeroviários, anunciada há meses, está programada para começar hoje. Malsucedido na intermediação de um acordo, o governo decidiu jogar pedras. O presidente Lula disse que a greve neste momento é uma irresponsabilidade, e o ministro da Defesa, Nelson Jobim, culpou as companhias aéreas pelo desastre iminente. A Anac orientou os passageiros a entrarem em contato com as empresas antes de irem ao aeroporto. A Justiça determinou que 80% dos aeroviários trabalhem a fim de evitar filas e reclamações, como as ocorridas em Brasília ontem. (Págs. 1, 14 e 15)

Ministros de Dilma usam e abusam de verbas

Os 12 parlamentares indicados para o ministério de Dilma Rousseff se destacam por uso intenso da verba indenizatória e pelo alto índice de faltas no Congresso. Garibaldi Alves (PMDB-RN) utilizou R$ 31 mil de dinheiro público para divulgar o mandato em emissora de parentes. (Págs. 1 e 2)

Lei seca já flagrou 9,5 mil

O número de motoristas pegos dirigindo sob efeito do álcool aumentou quase 40% este ano. Cerca de 4 mil autuados respondem a processo na Justiça. (Págs. 1 e 33)

Soldado morre com um tiro de metralhadora

O jovem de 18 anos servia no Batalhão de Polícia do Exército, no Setor Militar Urbano, e foi baleado por um colega. Ainda não se confirmou se o disparo foi proposital. (Págs. 1 e 37)

Servidor

Orçamento de 2011 prevê poucos ganhos (Págs. 1, 6 e 8)

Exame de DNA contra o câncer

A análise preliminar do paciente pode evitar biópsias desnecessárias e ajudar na prevenção. O método está em estudo, mas já é um avanço no combate à doença. (Págs. 1 e Saúde, 27)

Supremo proíbe farra de gastos de distritais

O ministro Cezar Peluso, presidente do STF, manteve a liminar que impede a Câmara Legislativa de contratar servidores comissionados. A restrição vale enquanto os deputados distritais estiverem acima do limite de gastos determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal. (Págs. 1 e 32)

PT e PMDB dominam o Buriti. Nanicos reclamam

Os dois principais partidos da coligação que elegeu Agnelo Queiroz ficaram com as áreas mais cobiçadas do governo local, após a indicação de 29 secretários. Legendas como PTB, PHS, PTC e PRP estão de fora do primeiro escalão. Falta ainda indicar os administradores regionais. (Págs. 1, 29 e 30)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Senado fecha projeto que incentiva repatriar capital

Pessoas físicas e jurídicas que tenham no exterior dinheiro ou bens de origem legal não declarados à Receita poderão incluir esses valores nas declarações de 2011, ano-base 2010, se for aprovado projeto de lei que está pronto para ser votado no Senado. O imposto a ser pago será de 5%(se for cota única) a 10% (parcelado) sobre o valor repatriado. O objetivo é estimular um retorno estimado entre US$ 50 bilhões e US$ 100 bilhões. Para evitar uma enxurrada de dólares, que afetaria o câmbio, o texto fixa uma alíquota variável de IOF. “O governo vai poder elevar e reduzir o imposto para atender os objetivos das políticas monetária, cambial e fiscal”, diz o autor da proposta, senador Delcídio do Amaral.
O contribuinte será incentivado a investir em infraestrutura, habitação, agronegócio e ciência e tecnologia. Nesses casos, o imposto a ser pago cairá pela metade. Após aprovação do Senado, o texto tramitará em conjunto com projeto do deputado José Mentor (PT-SP). O texto de Delcídio passou por ampla discussão e o senador o considera fruto de consenso entre governo, empresários e sistema financeiro. Propostas negociadas nos últimos dois anos foram incorporadas. (Págs. 1 e A7)

Multas do Cade sub judice já superam R$ 2 bi

Mais de R$ 2 bilhões em multas ap1icadas pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) contra empresas estão parados na dívida ativa da União. Esse valor envolve decisões muito antigas, de mais de 10 anos, e pode ter dois destinos: o caixa das empresas ou o do governo. A decisão cabe à Justiça, mais precisamente ao Tribunal Regional Federal (TRF) de Brasília, que julga praticamente todos os recursos de empresas contra o Cade. Se o TRF considera que a multa foi aplicada corretamente, o dinheiro vai para um fundo administrado pelo órgão antitruste; caso contrário, ele é devolvido à empresa.
Recentemente, o TRF de Brasília deu duas importantes sinalizações a favor do Cade nessa disputa. Primeiro, decidiu que estão corretas duas multas aplicadas no caso do cartel do aço, em 1999, e também mudou seu regimento interno para dar agilidade aos julgamentos que envolvendo Cade. (Págs. 1 e A4)

Steinbruch compra ações de empregados

A família de Benjamin Steinbruch, diretor-presidente da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), comprará parte das ações da empresa que pertencem aos funcionários, por meio do fundo CBS Previdência. Para isso, a Rio Iaco, empresa de participações da família, vai emitir R$ 1,63 bilhão em notas promissórias comerciais – papéis de dívida com prazo mais curto que debêntures, operação aprovada em assembleia no dia 15. A remuneração das notas comerciais será de 114,75% da variação do DI. Os recursos serão utilizados “exclusivamente” para pagar pela aquisição de 58 milhões de ações pela CSN em poder da CBS, que detém 4,87% de participação na siderúrgica, conforme posição de 30 de setembro. Pela cotação de ontem, de R$ 26,93, a parcela dos empregados está avaliada em R$ 1,9 bilhão. (Págs. 1 e D13)

TST admite a terceirização de ‘atividade-fim’

Decisão recente da 8ª Turma do Tribunal Superior do Trabalho (TST) renovou as esperanças de empresas de energia elétrica e telefonia que tentam manter serviços terceirizados. Amparados por entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), os ministros deram provimento a recurso apresentado pela Light, levando em consideração a Lei nº 8.987, de 1995, que regulamenta a concessão de serviços públicos, e não uma súmula do TST que restringe a terceirização aos serviços que não sejam a atividade precípua da empresa.
Apesar de haver leis específicas para esses setores, que admitem praticamente todo tipo de terceirização, o tema ainda é controverso na justiça do Trabalho. O Supremo, no entanto, em um primeiro pronunciamento sobre o assunto, foi favorável às empresas. O ministro Gilmar Mendes, ao analisar um caso envolvendo a Vivo, entendeu que o TST não poderia deixar de aplicar a norma específica do setor, a menos que fosse declarada inconstitucional. (Págs. 1 e E1)

Analistas preveem alta de 17% no Ibovespa em 2011

O otimismo dá a tônica nas previsões sobre o desempenho da bolsa em 2011. Analistas ouvidos pelo Valor estimam uma alta de 17%, em média, com o Índice Bovespa na casa dos 80 mil pontos no fim do ano. Mas há quem espere até 89 mil pontos, o que significaria ganho de 30%.
As projeções do passado recente mostram muitos erros. Há um ano, a maioria previa que o Ibovespa fecharia 2010 na casa dos 80 mil pontos. Houve até quem arriscasse o índice aos 87 mil pontos, 27% acima do fechamento de ontem (68.470 pontos). De qualquer forma, as projeções servem como termômetro do otimismo dos analistas e dão uma ideia dos fundamentos das empresas. (Págs. 1, D1, D4 e D6)

‘Private equity’ para financiar petróleo e gás

Diante do grande volume de investimentos necessários para a exploração do pré-sal, gestores brasileiros estão estruturando fundos de “private equity” para financiar a cadeia de fornecedores da Petrobras, que deverão somar cerca de R$ 4 bilhões.
Depois da Caixa se associar ao Banco Modal para o lançamento do primeiro fundo desse tipo, agora é o Banco do Brasil que está selecionando gestores para criar mais um veículo de investimento voltado ao setor. A previsão inicial de captação é de R$ 1 bilhão. A Mare Investimentos, que tem entre os sócios Nelson Guitti (ex-Petrobras), Rodolfo Landim (ex-BR Distribuidora) e Demian Fiocca, foi uma das que participaram do processo de seleção. A gestora também está estruturando um fundo de R$ 400 milhões a R$ 600 milhões para investidores locais e outro de US$ 500 milhões a US$ 1 bilhão para estrangeiros. Outros gestores como Plural Capital, Valora e BR Investimentos também estão criando fundos para o setor. (Págs. 1, C1 e C3

Turismo se transforma em necessidade da vida moderna (Págs. 1 e Eu & Fim de Semana)

Burberry volta ao Brasil com operação própria, diz Angela Ahrendts (Págs. 1 e D10)

Opção rodoviária

O crescimento da renda da população e o receio de enfrentar problemas nos aeroportos com a greve de aeronautas e aeroviários resultaram em aumento expressivo na venda de passagens de ônibus neste fim de ano. (Págs. 1 e B4)

Panvel e Nissei digladiam no Sul

Um mês depois de a rede paranaense de farmácias chegar a Santa Catarina, a gaúcha Panvel desembarca no Paraná e aumenta a disputa pelo mercado de medicamento na Região Sul do país. (Págs. 1 e B4)

Especial – Negócios Sustentáveis

Até o fim deste ano, a fabricante de papel e celulose Fibria terá recuperado 2,9 mil hectares de Mata Atlântica na Bahia, com plantio de l,5 milhão de mudas e investimento de R$ 8 milhões, para resolver antigos passivos ambientais herdados na fusão entre VCP e Aracruz, diz João Augusti. (Págs. 1 e Especial)

3M aumenta investimentos

A multinacional americana 3M vai aumentar os investimentos na subsidiária brasileira em 2011, com foco em produtos para a área industrial e de transportes. (Págs. 1 e B9)

Suzano define seu papel

Com mais de R$ 11 bilhões em investimentos anunciados ou já realizados neste ano, a Suzano Papel e Celulose consolidou-se como a maior fabicante integrada de papel e celulose da América Latina. (Págs. 1 e B9)

SCA ganha novas adesões

A SCA Trading, uma das maiores comercializadoras de etanol do país, vai iniciar a próxima safra de cana (2011/12) com mais cinco usinas associadas – 55 no total – e 4,5 bilhões de litors. (Págs. 1 e B14)

Escalada das commodities

Relatório da Rabobank aponta que as commodities agrícolas continuarão em alta em 2011, devido à demanda dos mercados emergentes, como a China, e ao aumento das cotações dos combustíveis. (Págs. 1 e B14)

Brasil registra recorde de negócios

As operações de fusões e aquisições envolvendo empresas brasileiras bateram novo recorde em 2010. Até o dia 20, a KPMG contabilizava 707 operações, ante o recorde anterior de 699 negócios em 2007. (Págs. 1 e C3)

CAB Ambiental na Bovespa Mais

A Companhia de Águas do Brasil (CAB Ambiental), concessionária de água e esgoto em municípios de São Paulo e Mato Grosso, vai lançar ações na Bovespa Mais, segmento de acesso do mercado de ações da bolsa. (Págs. 1 e D7)

Ideias – Maria Inês Nassif

Para sua “refundação”, PSDB terá de resolver claramente o que é, quem representa e qual sua proposta para o país. (Págs. 1 e A12)

Ideias – Ernesto Lozardo

Ao Brasil faltam poucas, porém importantes, reformas para que se transforme em uma economia desenvolvida. (Págs. 1 e Al4)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Começa o apagão aéreo. Justiça tenta evitar o pior

A greve marcada para começar hoje deve agravar a situação nos aeroportos. Ontem, mesmo sem paralisação, um terço dos voos sofreram atraso ou cancelamentos, principalmente em São Paulo, Rio e Brasília. Em Confins, 33% das decolagens atrasaram. A Justiça determinou que 80% dos aeronautas e aeroviários devem comparecer ao trabalho. E fixou multa de R$ 100 mil por dia em caso de descumprimento da decisão. A Anac estima que 480 mil pessoas tenham viagem marcada para hoje e pede que, antes de sair de casa, liguem para confirmar a partida com as companhias aéreas. (Págs. 1 e 14)

Sisu – 6.940 vagas nas federais de MG

Com base no Enem, estudantes podem tentar dois cursos pelo Sistema de Seleção Unificada. Inscrições vão de 16 a 18 de janeiro. (Págs. 1 e 22)

Governo Dilma – Minas fica com um só ministro

PT leva as duas últimas pastas com Iriny Lopes, na Secretaria de Mulheres, e Afonso Florence, no Desenvolvimento Agrário. (Págs. 1, 4 e 5)

Alencar volta a ser internado

Cirurgia de urgência fracassa, mas medicação contém hemorragia no abdome do vice-presidente. “É o momento mais difícil”, diz médico. (Págs. 1 e 9)

O deputado do castelo vem aí?

O povo não lhe deu um novo mandato, mas Edmar Moreira pode voltar a Brasília se Anastasia nomear secretário um deputado do PR. (Págs. 1 e 11)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Impasse nos aeroportos

Aeroviários e aeronautas confirmam greve, hoje, e plano do governo contra prováveis transtornos é abrir bases da Aeronáutica para quem for barrado em piquetes. Liminar obriga trabalho de 80% do pessoal. Veja direitos dos passageiros nestas situações. (Pág. 1)

Dilma Rousseff fecha equipe com mais dois petistas (Pág. 1)

Deputados estaduais se dão aumento e vão receber R$ 20.025 (Pág. 1)

Cerco fechado ao excesso de carga de caminhões (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Justiça tenta evitar caos aéreo

Diante da insistência de aeroviários e aeronautas de manterem greve marcada para hoje às 6h, Tribunal Superior do Trabalho determina que 80% dos profissionais terão de trabalhar.

Quais aeroportos têm mais voos atrasados.

Como o passageiro pode garantir os seus direitos.

Como ficam os serviços no feriadão de Natal. (Págs. 1, 36, 38, 40 e 42)

Videla punido

Justiça argentina condena ex-ditador à prisão perpétua. (Págs. 1 e 43)

Foto legenda: O esperado passeio

Em sua 35ª e última visita como presidente, Lula percorreu a pé os 1,8 mil metros do túnel da BR-101, agora duplicada no RS. (Págs. 1, 4 a 6 e Rosane de Oliveira, 10)

Teste ZH

BR-101 supera Estrada do Mar em rapidez. (Págs. 1, 4 a 6 e Rosane de Oliveira, 10)

clipping.radiobras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.