Na semana da eleição, Supremo julga Dirceu, Genoino e Delúbio; Relator do mensalão começa, entre hoje e quarta, a votar destino do trio que teria liderado o esquema. No PT, a ordem é fazer o possível para tirar o escândalo do debate político, principalmente em São Paulo… – Serasa lança “limpa nome” pela internet; Sistema começa a partir de hoje em todo o País. Devedor recebe carta online com uma senha, podendo emitir o boleto ou fazer contraproposta… –Vida nova: O negócio próprio na terceira idade; Na segunda reportagem da série sobre idosos no trabalho, as histórias de quem se tornou empreendedor individual depois dos 60 anos. No Brasil são 56,92 mil, e em Minas, 5,86 mil…

O Globo

Manchete: Segurança nas urnas – Tropas federais ocupam 28 favelas para eleições

Forças Armadas vão atuar com 3 mil homens em áreas de tráfico e milícia

A operação começa a seis dias da disputa eleitoral em regiões não pacificadas da Zona Oeste e também do Complexo da Maré

Três mil homens do Exército e da Marinha começam hoje a entrar nas favelas da Zona Oeste do Rio e também do Complexo da Maré, para dar apoio às equipes do Tribunal Regional Eleitoral. A operação terá início nas favelas Gardênia Azul, em Jacarepaguá, Muquiço, em Deodoro, e Fogo Cruzado, na Maré. A ação abrangerá 28 comunidades sob influência do tráfico e de milicianos. Para o presidente do TRE, Luiz Zveiter, a última semana é a mais crítica. Os militares permanecerão nesses locais das 8h às 18h. (Págs. 1 e 3)

Certidões criminais de candidatos apresentam erros (Págs. 1 e 4)

Miséria no país caiu só 5,5% em dois anos

A pobreza extrema ainda atinge 8 milhões de pessoas no país, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2011 do IBGE. A queda foi de apenas 5,5% frente a 2009, quando o Brasil tinha 8,5 milhões de miseráveis. Segundo especialistas, a possibilidade de erradicação da miséria até 2014, meta anunciada pelo governo Dilma Rousseff, é remota. (Págs. 1 e 19)

Idosos são 30% dos internados

Os idosos são 30% dos pacientes nas quatro maiores emergências do Rio. Apesar de o estado ser o segundo do país em população mais velha, o número de asilos públicos ainda não atende à demanda: são apenas 17. Só a prefeitura recebe por mês 80 pedidos de vagas. (Págs. 1 e 10)

Capriles lota o Centro de Caracas

Numa demonstração de força, o opositor Henrique Capriles atraiu centenas de milhares ao comício final da campanha em Caracas, e criticou Chávez por doar dinheiro para a Vila Isabel. Já para o presidente, “é impossível a burguesia vencer”. (Págs. 1 e 25)

Franceses vão às ruas contra aperto

Milhares de pessoas protestaram em Paris contra as regras que limitam o déficit público na União Europeia. Foi a primeira grande exibição de insatisfação com o presidente François Hollande, desde sua eleição, em maio. (Págs. 1 e 19)

Colunista: Ancelsmo Gois

Clinton fará reunião no Rio

Em vez de Nova York, cidade é escolhida. (Págs. 1 e 12)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Facção criminosa atua em 123 cidades paulistas

Arquivos do PCC foram apreendidos em três grandes operações policiais

Cerca de 400 documentos revelam que o PCC possui ramificações em 123 das 645 cidades de São Paulo.

Esses arquivos mostram que os bandidos da organização estão espalhados por todas as regiões do Estado.

A facção tem 1.343 criminosos nas ruas, o que equivale a dois batalhões da Polícia Militar, informam Rogério Pagnan, Afonso Benites e Josmar Jozino.

Cada um deve pagar ao PCC mensalidade de R$ 600.

Em troca, o bandido recebe ajuda no caso de ser preso, entre outros benefícios.

A organização é a principal suspeita de atacar os policiais do Estado. Até ontem, desde o começo do ano, 73 PMs foram assassinados.

Elaborados pelos bandidos, os arquivos foram apreendidos em três grandes operações policiais, já embasaram o Ministério Público em denúncias e norteiam a polícia na desarticulação da facção. (Págs. 1 e Cotidiano C4)

Supremo pode decidir hoje se houve compra de apoio político

A sessão de hoje do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal pode pôr fim a uma das principais controvérsias do caso: se o objetivo do esquema era a compra de apoio político no Congresso ou não.

A defesa dos réus e o ex-presidente Lula afirmam que os montantes eram para financiar campanhas eleitorais. (Págs. 1 e Poder A4)

Serra chama Lula de ‘chefão’, e PT critica Kassab

Em comício na zona leste de São Paulo, o candidato tucano disse que não existe padrinho no PSDB, em referência à liderança de Lula no PT, e mencionou a máfia ao falar de petistas.

Já Fernando Haddad atacou Kassab e disse que Serra “não tem expediente na educação”. (Págs. 1 e Eleições 2012, 3)

Cartão, modo de usar

Os cartões de crédito passam por mudanças. Taxas estão caindo e já existem cartões que cobram juros do rotativo de forma diferente.

Além disso, os bancos discutem limitar o parcelamento de compras sem juros pelos lojistas.

O consumidor pode se beneficiar das mudanças, mas deve ficar atento. Mesmo com juros menores, o rotativo ainda é um crédito muito caro. (Págs. 1 e Mercado B1)

Ações dos bancos derretem após governo fazer pressão por juros (Págs. 1 e Mercado B3)

Candidato que enfrenta Chávez reúne multidão

Henrique Capriles, candidato da oposição, deu uma demonstração de força ao discursar para simpatizantes que lotaram avenida no centro de Caracas.

O candidato perde por 49% a 39%, mas tem diminuído a distância para Hugo Chávez. Capriles destacou problemas como a violência, e apelou a chavistas descontentes. (Págs. 1 e Mundo A10)

Editoriais

Leia “Questões de estilo”, sobre comportamento de ministros do STF, e “China testa seus limites”, acerca de ambições geopolíticas daquele país. (Págs. 1 e Opinião A2)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Serra crítica Dilma na véspera de ato por Haddad

Presidente participa hoje de comício; tucano diz que ela usou o governo para ajudar a candidatura petista

O candidato tucano à Prefeitura, José Serra, afirmou que a presidente Dilma Rousseff “usou o governo” para beneficiar o candidato petista na véspera da presidente desembarcar em São Paulo para participar de comício de Fernando Haddad, candidato do PT. Serra referia-se à escolha de Marta Suplicy para ministra da Cultura logo depois de ela ter anunciado apoio ao petista.

“Nós não usamos governo para fazer aliança em eleição como o que foi feito em SP”, disse Serra, que estava acompanhado do governador Geraldo Alckmin (SP). Haddad insiste nas críticas à proposta sobre tarifa de ônibus do líder das pesquisas, Celso Russomanno, que não fez campanha pública ontem em razão do nascimento de sua filha. (Págs. 1 e Nacional A4)

Após dois meses de mensalão, STF julga Dirceu esta semana

Os réus acusados de comprar o apoio político de parlamentares no Congresso, entre eles o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, começam a ser julgados pelo STF nesta semana, quando se completam dois meses do julgamento do mensalão. A Corte fecha hoje a análise da conduta dos réus ligados ao PP, PTB, PMDB e PL (atual PR). O ministro Dias Toffoli vai concluir seu voto sobre os beneficiários do valerioduto e na sequência Marco Aurélio Mello, Celso de Mello e Carlos Ayres Britto irão se pronunciar. A tendência é que na quarta-feira Joaquim Barbosa comece a apontar quem considera culpado pela compra dos votos, em cuja fatia está Dirceu. (Págs. 1 e Nacional A11)

Barbosa pede Investigação

O relator Joaquim Barbosa enviou à Justiça Federal de Belo Horizonte pedido de mais investigações sobre o mensalão. (Págs. 1 e A11)

Bancos terão de explicar custo de tarifas

Com o aumento da oferta de crédito no País, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), do Ministério da Justiça, pretende monitorar os custos efetivos das operações financeiras e vai começar colocando uma lente de aumento sobre as tarifas cobradas pelos bancos. A avaliação é de que é necessário um detalhamento maior, unificado e transparente dos serviços ofertados. (Págs. 1 e Economia B1)

Atirador é preso na Venezuela

O governo da Venezuela anunciou ontem a prisão do suposto autor dos disparos que mataram três ativistas da oposição durante um comício de Henrique Capriles perto de Barinas. A cidade é reduto eleitoral de Hugo Chávez. (Págs. 1 e Internacional A12)

Metrô reformará vinte estações até a Copa 2014 (Págs. 1 e Cidades C1)

José Roberto Toledo

Surpresa prevista

Em São Paulo, quatro candidatos convergem e ensaiam uma embolada. Resta ver se vão embolar a dois, a três ou – improvável – a quatro. (Págs. 1 e Nacional A6)

Almir Pazzianotto Pinto

Poderá ficar pior

Eleições municipais são a antevéspera de 2014. Se quisermos erradicar a corrupção e impedir tiriricas na vida pública, devemos começar já. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Notas & Informações

A absolvição da política

O mensalão foi a solução tóxica para um problema real do sistema político brasileiro. (Págs. 1 e A3)
————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Ciência mais perto da vacina contra a Aids

Composto que torna macacos resistentes a vírus semelhante ao HIV é esperança de tratamento para humanos

Algumas poucas pessoas nascem com uma resistência natural à multiplicação do HIV, o vírus da Aids, no organismo. Com base nessa constatação simples, um grupo de pesquisadores internacionais — que inclui cientistas brasileiros — investiga as propriedades das células T CD8, espécie de tropa de elite do sistema imunológico capaz de identificar e destruir os linfócitos usados pelo vírus como “cavalos de Troia”. O experimento deu certo com macacos afetados pelo vírus SIV, muito parecido com o que ataca o ser humano. Embora infectados, os animais não desenvolveram a doença. “Com o tipo de vacina que estamos fazendo, as pessoas seriam infectadas, mas controlariam o vírus”, diz David Watkins, um dos participantes da pesquisa. (Págs. 1 e 16)

Semana decisiva para Dirceu,Genoino e Delúbio

STF começa a julgar os três petistas,no processo do mensalão,por corrupção ativa.Se condenados, podem pegar até 12 anos de cadeia. (Págs. 1 e 2)

Educação: Brasilienses estudam mais

O número de moradores do DF com 15 anos ou mais de educação formal é o maior do país — e esse contingente cresce rapidamente, apontam dados divulgados pelo IBGE. (Págs. 1 e 17)

Acaba lua de mel na França

Pela primeira vez, François Hollande é alvo de protesto nas ruas. Convocadas por partidos de esquerda, milhares de pessoas se manifestaram contra as políticas de austeridade do presidente. (Págs. 1 e 9)

Sobrenatural de D.Benta condena censura a Lobato (Págs. 1 e Crônica da Cidade, 22)

Aeroportos: Os voos que tiram do sério

A Anac recebeu 24,7 mil queixas só em 2011. Os motivos? Falta de informações, extravio de bagagem, atrasos e overbooking. Mas empresas seguem livres de pressões da agência reguladora. (Págs. 1, 7 e 8)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: Mercado externo de ações atrai gestores brasileiros

Desde a crise de 2008, as ações dos mercados emergentes eram vistas como grandes oportunidades de investimento porque as economias desses países apresentavam um crescimento superior ao dos desenvolvidos. Neste ano, no entanto, o cenário se inverteu.

Com os preços ainda atrativos das ações nos EUA e na Europa e a desaceleração do crescimento de alguns países emergentes como o Brasil e a China, os investidores aumentaram as aplicações nas bolsas de mercados desenvolvidos, que têm registrado performance superior. Gestores brasileiros que investem em ativos internacionais, como CSHG, Itaú Unibanco, Investidor Profissional e Teorema, têm conseguido se beneficiar da valorização das ações no exterior. (Págs. 1 e C2)

Meta é elevar investimentos de 2013 em 10%

O governo trabalha para aumentar a taxa de investimento da economia em 10% no próximo ano, elevando o estoque para perto de 20% do PIB. Essa taxa, medida pela Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), estava em 17,88% do PIB no segundo trimestre, a mais baixa desde o terceiro trimestre de 2009.

A aceleração do investimento é considerada crucial pelo governo para sustentar o crescimento a taxas mais elevadas, sem gerar inflação. O investimento real vem caindo desde o segundo trimestre de 2010 e o governo tem adotado, desde maio, várias medidas para reduzir custos financeiros e de produção e ampliar os investimentos em infraestrutura.

Inicialmente, o Ministério da Fazenda trabalhava com meta de expansão de 15% para os investimentos em 2013, agora alterada para um nível mais realista. (Págs. 1 e A3)

Países ricos cortam gasto em inovação

Empresas de países desenvolvidos cortaram bilhões de dólares de investimentos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), numa das consequências mais nocivas da crise, segundo a OCDE. Isso terá impacto sobre a inovação, competitividade internacional e o crescimento no longo prazo das nações desenvolvidas. A tendência ê percebida na Europa como inquietante, porque continuam volumosos os investimentos em P&D nos emergentes asiáticos como China, Coreia e índia. (Págs. 1 e A13)

47 cidades bilionárias têm 37% da renda municipal

A situação financeira dos municípios brasileiros reflete, com precisão, o nível de concentração da riqueza do país. Entre os 47 municípios bilionários, ou seja, no Estado de São Paulo. A região Norte tem apenas dois; o Centro-Oeste, três; e o Nordeste, nove desses municípios. As três regiões são representadas pelas capitais. Apenas o Sul e o Sudeste possuem municípios bilionários no interior — 26, mais da metade do total.

Os 47 detêm 37% do montante de recursos disponíveis nos 5.563 municípios brasileiros. Desse conjunto, dez possuem receita orçamentária per capita superior a R$ 3,7 mil e quatro deles são governados pelo PT. O partido tem chances maiores de eleger prefeitos em dois: São Bernardo do Campo e Cubatão, ambos em São Paulo. Nos outros municípios lideram o PSDB (Santos, Befím e Vitória), PSB (Belo Horizonte), DEM (Barueri), PR (Campos dos Goytacazes), PV (Macaé) e PTB (Santos André). (Págs. 1 e A6)

A nova fase do entretenimento ao vivo no país

A combinação da crise econômica nos EUA e na Europa com o aumento da renda média dos brasileiros deu impulso a um mercado que vivia de movimentos isolados no país: o entretenimento ao vivo. O setor já movimenta de R$ 10 bilhões a R$ 12 bilhões por ano no Brasil, com shows, teatro, competições esportivas, feiras e eventos empresariais. A recente disputa pelo contrato do Cirque du Soleil, vencida pela IMX, de Eike Batista, mostra que o segmento atingiu um novo nível de maturidade. (Págs. 1 e B2)

Fundo investirá em direitos de TV dos clubes de futebol

O futebol ê uma das maiores atrações da televisão brasileira. Apostando nisso, a gestora de recursos Polo Capital criou um dos mais inusitados fundos de direitos creditórios (FIDC) que já passaram pela análise da CVM: o Polo Clubes, fundo do Campeonato Brasileiro de Futebol. O objetivo do produto, que terá patrimônio inicial de R$ 200 milhões, é antecipar aos clubes parte do que a TV Globo paga a eles pelo direito de transmitir o campeonato — o mais importante do futebol nacional — e ficar com o direito desses recebimentos. Assim, a Globo passaria a pagar ao fundo parte do contrato e não mais aos clubes.

Embora os acordos com a Globo sejam confidenciais, estima-se que o campeonato movimente mais de R$ 1 bilhão. A Globo negocia com os clubes pacotes de vários anos. Agora mesmo, estão em curso as negociações que vão até a temporada de 2018.

O fundo da Polo será destinado a investidores qualificados e exigirá aplicação mínima de R$ 1 milhão. (Págs. 1 e C1)

Comando da Embrapa será trocado (Págs. 1 e B14)

Criação legal de animais de caça para abate ganha força no país (Págs. 1 e B14)

Boas festas

As vinícolas brasileiras iniciam otimistas o quarto trimestre, período que concentra metade das vendas de espumantes e um terço do consumo de vinhos no país. A expectativa é de um aumento nos negócios de 30% em relação a igual período de 2011. (Págs. 1 e B4)

Alstom constrói fábrica no RS

A Alstom vai construir em Canoas, região metropolitana de Porto Alegre (RS), uma fábrica de equipamentos para geração de energia eólica, com investimentos de R$ 30 milhões. A unidade deverá entrar em operação no início de 2013. (Págs. 1 e B5)

Aeroportos portugueses

A CCR e a Odebrecht associaram-se à portuguesa Brisa para disputar a privatização da ANA Aeroportos de Portugal — estatal que administra terminais aeroportuários —, que deve ocorrer até o fim do ano. (Págs. 1 e B6)

Veolla mira o setor público

Desde 1993 no Brasil, a francesa Veolla — que fornece soluções de tratamento de água, efluentes e reúso para grandes empresas como Petrobras, CSN, Votorantim e ArcelorMittal — quer ampliar sua atuação no saneamento público, diz Ruddi de Souza. (Págs. 1 e B6)

Renuka e ETH perto de acordo

A Shree Renuka Sugars e a ETH Bioenergia, braço sucroalcooleiro do grupo Odebrecht, iniciaram processo de “due diligence” para possível fusão de ativos no Brasil. Apesar disso, a empresa indiana também discute a entrada de um parceiro asiático. (Págs. 1 e B10)

Debênture da Autoban no varejo

A Autoban, concessionária de rodovias do grupo CCR, fará a primeira emissão de debêntures de infraestrutura com incentivo fiscal acessível ao pequeno investidor de varejo. A aplicação mínima será de R$ 3 mil. (Págs. 1 e D2)

Bibliotecas de obras raras

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade de São Paulo (USP) constroem novos prédios para abrigar bibliotecas de livros raros e de interesse histórico. (Págs. 1 e D4)

Ideias

Renato Janine Ribeiro

Não podemos continuar escolhendo os vereadores com menos atenção do que damos aos candidatos a prefeito. (Págs. 1 e A10)

Gustavo Loyola

Declarações da Fazenda fazem soar alarmes sobre a manutenção da estabilidade monetária e do crescimento sustentado. (Págs. 1 e A15)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Sua majestade, o indeciso

Por que milhares de mineiros ainda não escolheram seus candidatos a prefeito e o que esperam para ser convencidos

A seis dias do primeiro turno das eleições, os candidatos disputam o apoio de um imenso contingente de eleitores que pode ser decisivo no pleito: o dos que ainda estão em cima do muro. Em BH, as pesquisas apontam entre 8% e 13% de indecisos, o que significa pelo menos150 mil votos. A situação se repete no interior e até com mais intensidade, já que na maioria das cidades não há segundo turno e em muitas delas nem propaganda eleitoral no rádio e na TV. Os motivos da indecisão vão da descrença nos políticos à percepção de que os discursos e propostas são bem parecidos. Marcar as diferenças de modo a conquistar esses eleitores em dúvida é o desafio dos candidatos. E o tempo é curto. (Págs. 1 e 3)

Eleições 2012: Varginha

Petebista a um passo da prefeitura

Nova pesquisa do Instituto MDA para o Estado de Minas mostra que Antônio Silva (PTB) ampliou a vantagem na liderança, agora com 44,5% das intenções de voto. Eduardo Corujinha (PT) tem 19,6% e Renato (DEM), 17,4%. (Págs. 1 e 4)

Vida nova: O negócio próprio na terceira idade

Na segunda reportagem da série sobre idosos no trabalho, as histórias de quem se tornou empreendedor individual depois dos 60 anos. No Brasil são 56,92 mil, e em Minas, 5,86 mil. (Págs. 1 e 11)

Festa em terra e no céu

Cerca de 35 mil pessoas passaram o dia no Parque de Material Aeronáutico de Lagoa Santa curtindo o Domingo Aéreo, com direito a manobras de caças e apresentação da Esquadrilha da Fumaça. (Págs. 1 e 21)

Consumidor

O problema de cobranças extras incluídas nas contas. (Págs. 1, 14 e 15)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Torcida é só festa com Santa no G-4 (Pág. 1)

Serasa lança “limpa nome” pela internet

Sistema começa a partir de hoje em todo o País. Devedor recebe carta online com uma senha, podendo emitir o boleto ou fazer contraproposta. (Págs. 1 e 7)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Na semana da eleição, Supremo julga Dirceu, Genoino e Delúbio

Relator do mensalão começa, entre hoje e quarta, a votar destino do trio que teria liderado o esquema. No PT, a ordem é fazer o possível para tirar o escândalo do debate político, principalmente em São Paulo. (Págs. 1, 6 e 7)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: “O Brasil está pronto para crescer 4% a 5% ao ano”, aposta Mantega

Em entrevista exclusiva ao BRASIL ECONÔMICO, o ministro da Fazenda afirma que o governo fortaleceu as bases da economia com medidas de política fiscal. Garante que a indústria está se recuperando e diz que não é otimista, mas, sim, realista. (Págs. 1 e 4)

Fotolegenda: Guido Mantega aposta no mercado interno, que continua “dinâmico e crescendo”

Geradora Eletrosul inaugura primeira usina desde 2005

Hidrelétrica consumiu R$ 600 mi e tem capacidade para gerar energia de 580 mil pessoas. (Págs. 1 e 24)

Emergentes terão a própria agência de rating

Ideia é unir 5 agências já existentes e criar uma espécie de observatório mundial do crédito. (Págs. 1 e 34)

Indústria quer ampliar pauta de exportações para a China

Com o comércio ainda concentrado na soja, o objetivo é aumentar a venda de alimentos processados, como sucos, biscoitos, balas e chocolates. Mas também se pretende abrir o mercado chinês para café e carne. (Págs. 1 e 10)

Amex lucra com viajantes do Brasil

O país é o maior mercado da bandeira para cartão pré-pago para viagens internacionais. Segundo a empresa, volume dobrou em um ano. (Págs. 1 e 31)

Padrinho forte

Como apoio de Lula, Vanessa Graziotin cresceu e já ameaça o favoritismo do tucano Arthur Virgílio em Manaus. (Págs. 1 e 15)

Negócios no sangue

O médico pediatra José Luiz Setubal, que é herdeiro do Banco Itaú,dobrou o faturamento do Hospital Sabará. (Págs 1 e 18)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.