Medidas tímidas contra enchentes – Crise faz renda do Brasil se aproximar da dos EUA – Alemanha exige criação de CPMF na Europa para acabar com a crise – Desemprego: Fecha mais uma empresa calçadista – Benefício: 13º salário de secretários deve virar lei – Socorro à seca usa verba represada pela burocracia – Teto de benefícios será de R$ 3.912,20 – Cuidado com suas milhas; há golpistas de olho nelas…

O Globo

Manchete: Águas de janeiro – Chuvas matam11 e deixam 15 soterrados na divisa MG-RJ

Estado do Rio já tem 10 mil desalojados e dois mil desabrigados

Na maior tragédia das chuvas deste ano na Região Sudeste, pelo menos oito pessoas – seis adultos e duas crianças – morreram ontem em consequência dos deslizamentos em Jamapará, distrito de Sapucaia, a 165 quilômetros do Rio, e três em Além Paraíba – na divisa MG-RJ. Nove casas foram atingidas e 59 famílias ficaram desalojadas. Segundo o Corpo de Bombeiros, ainda há 15 pessoas desaparecidas. Além dessas, já haviam sido registradas outras duas mortes, elevando para dez o total de óbitos no estado em consequência das enchentes. O prefeito de Sapucaia, Anderson Zanon, disse que todo o distrito de Jamapará está assentado em área de risco. Segundo a Defesa Civil, o Rio já tem mais de 10 mil desalojados (pessoas fora de casa) e cerca de 2 mil desabrigados. (Págs. 1 e 12 a 14)

Governo cria força-tarefa contra cheias

O governo anunciou ontem medidas para combater os efeitos das chuvas na Região Sudeste: uma força-tarefa de emergência, com 50 geólogos e hidrólogos, irá às áreas afetadas, e R$ 444 milhões para obras serão liberados. (Págs. 1 e 3)

Alimentos sobem até 150%

Com as chuvas intensas de janeiro, os preços dos alimentos estão sofrendo reajustes. Legumes começam a ser vendidos, na Ceasa do Rio, com altas de até 150%, com reflexos na inflação. (Págs. 1 e 22)

Energia do deserto

Um projeto envolvendo 50 empresas alemãs visa a suprir a demanda energética da Europa com energia solar do Saara. (Págs. 1 e Planeta Terra)

Classe média terá FGTS para construir

O Conselho Curador do Fundo deverá aprovar hoje o uso de recursos do FGTS para financiar a compra de material de construção para quem ganha mais de R$ 5.400. O valor máximo de financiamento é de R$ 20 mil e o pagamento em 120 meses. A promessa é juros abaixo do mercado. (Págs. 1 e 21)

Burocracia paralisa pesquisas

Mais de 400 cientistas do Instituto de Ciências Biológicas da UFRJ estão de braços cruzados há quase seis meses por causa da burocracia. A Receita Federal não libera peças de reposição de um microscópio. (Págs. 1 e 27)

Interditados dois postos fraudulentos

A polícia interditou ontem dois postos de gasolina acusados de furtar combustível de quem abastecia o carro. Num deles, em Jacarepaguá, o cliente pagava pelos 20 litros, mas recebia 18. Dois funcionários foram presos. (Págs. 1 e 17)

Taxação sobre mercado tem apoio de Merkel

O presidente francês, Nicolas Sarkozy, obteve o apoio da chanceler alemã, Angela Merkel, para a criação de um imposto sobre transações financeiras, que será votado em março. O dinheiro vai socorrer economias em crise. (Págs. 1 e 19)

Romney tenta se consolidar em New Hampshire

Favorito nas primárias de New Hampshire, o ex-governador Mitt Romney busca uma vitória republicana inédita hoje, após vencer em Iowa, com oito votos de diferença. Ele precisa de uma vantagem expressiva para se consolidar. (Págs. 1 e 25)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Plano federal previa polícia na cracolândia só em abril

Ação começaria em fevereiro com reforço médico e social; governo paulista diz desconhecer cronograma

O cronograma federal para ações na cracolândia, obtido pelo Estado, previa que a polícia só começaria a atuar em abril. A proposta, para ser discutida com os governos estadual e municipal de São Paulo, era fortalecer os serviços de retaguarda em saúde e proteção social a partir de fevereiro. Depois, em abril, seriam criadas bases móveis da PM. Além de São Paulo, estão previstas ações no Rio, no Recife, em Salvador, no Distrito Federal e em Porto Alegre. Como São Paulo interveio na cracolândia já em janeiro, com a PM, acabou não avançando nas discussões com o Planalto. A Secretaria de Justiça paulista informou que não teve acesso a nenhum documento federal com um cronograma para agir na cracolândia. (Págs. 1 e Cidades C1)

Abuso policial é denunciado

Uma usuária na cracolândia diz que foi alvo de bala de borracha disparada deliberadamente pela PM. (Págs. 1 e Cidades C1)

Debate
A intervenção deveria começar com a PM?

Sim. Eloisa de Sousa Arruda, secretária de Estado da Justiça e da Defesa da Cidadania, afirma que a Polícia Militar é fundamental para quebrar a estrutura logística do tráfico e coibir a atuação dos traficantes. O tráfico, diz, atrapalhava o trabalho dos agentes de saúde.

Não. Ana Cecília Roselli Marques, psiquiatra e pesquisadora do Instituto Nacional de Pesquisa sobre Drogas, diz que as ações na cracolândia de São Paulo são caóticas. A polícia, afirma ela, não compreende o papel que deve cumprir.

Passeio sensorial

Fernando Gabeira traça um retrato de Noronha. (Págs. 1 e Viagem)

Foto-legenda: Uma nova tragédia

Bombeiros resgatam corpo em Sapucaia, no Rio: deslizamentos de terra mataram oito pessoas, entre elas duas crianças, e 15 continuavam desaparecidas; em Minas, o número de mortes provocadas pela chuva desde o fim do ano passado chega a 15. (Págs. 1 e Cidades C3)

Irã condena à morte americano acusado de espionagem

Em meio à forte tensão entre Irã e EUA, a Justiça iraniana condenou à morte um cidadão americano acusado de espionagem. Fuzileiro naval da reserva, Amir Mirza Hekmati tem cidadania iraniana e americana e foi acusado de trabalhar para a CIA. O governo dos EUA nega. Ontem, a ONU confirmou que o Irã começou a enriquecer urânio em mais uma usina. (Págs. 1 e Internacional A8)

Bezerra criou comitê em ministério e nomeou o tio

O ex-deputado Osvaldo Coelho, tio do ministro Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional), foi nomeado há 4 meses pelo sobrinho para integrar comitê para o desenvolvimento da agricultura irrigada, criado dias antes. Trata-se do segundo integrante da família em cargo subordinado ao ministro. A lei proíbe nomeação de parentes. (Págs. 1 e Nacional A4)

Trânsito: Ministro na escolinha

Há dois anos sem carteira de habilitação por excesso de multas, o ministro Paulo Bernardo (Comunicações) aproveitou as férias para fazer o curso de reciclagem para motoristas em Brasília. Ele reconhece que a maioria das infrações foi por excesso de velocidade e por uso de celular ao volante: “É melhor fazer logo do que tentar dar jeitinho. Isso nunca funciona”, disse. (Págs. 1 e Cidades C6)

Brasil estuda impor barreiras a celular chinês (Págs. 1 e Economia B1)

Desembargador recebeu R$ 500 mil “antecipados” (Págs. 1 e Nacional A6)

UE cobra compensação por poluição de aviões (Págs. 1 e Vida A11)

José Paulo Kupfer

Flexibilidade como regra

O sistema brasileiro de metas de inflação tem se mostrado um instrumento eficaz na absorção das turbulências da economia global. (Págs. 1 e Economia B5)

Dora Kramer

Efeito efêmero

Uma vitória substancial nas eleições deste ano não é garantia de uma colheita de votos tão boa quanto daqui a dois anos. (Págs. 1 e Nacional A6)

Notas & Informações

Descuidos bilionários

Há muito tempo o governo é incapaz de entregar obras em condições de funcionamento. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Plano emergencial para tirar Bezerra da chuva

O governo deu demonstração de que o ministro da Integração Nacional continua prestigiado, apesar das denúncias de usa de verbas públicas para favorecer reduto eleitoral. Em Brasília, ele se prontificou a depor no Congresso e foi o escolhido para anunciar um pacote de medidas contra as tragédias provocadas pelas chuvas, que ontem causaram 12 mortes em cidades do Rio de Janeiro e de Minas. (Págs. 1, 2, 3 e 8)

DF terá 100 novos pardais no trânsito

Na EPTG, que custou R$ 306 milhões e foi entregue inacabada, haverá um radar a cada 800 metros. Equipamentos também serão instalados no Eixão, na EPNB e na Epia. (Págs. 1 e 22)

Cuidado com suas milhas; há golpistas de olho nelas (Págs. 1 e 28)

Provocação: Irã promete executar americano

Em meio à tensão entre os dois países, o ex-fuzileiro dos EUA Amir Hekmati foi acusado de espionagem e condenado à morte. Ele é filho de iranianos. (Págs. 1 e 16)

Risco à saúde: Silicone da Holanda sob investigação

A Anvisa confirma que recebeu reclamações sobre as próteses de seios da marca Rofil. O material, como o da francesa PIP, corre risco de ruptura. (Págs. 1 e 7)

Seu bolso: Conta de luz dispara com taxas extras

Uma série de tributos, a maioria desconhecidos pelos consumidores, encarece a tarifa de energia. Somados, esses encargos chegarão a R$ 19,2 bilhões neste ano. (Págs. 1 e 11)

————————————————————————————

Valor Econômico

Manchete: American negocia dívida de quase US$ 1 bi com o BNDES

O pedido de recuperação judicial da American Airlines (AA), feito nos Estados Unidos em 29 de novembro, foi uma má notícia para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A companhia americana, uma das maiores da aviação comercial do mundo, deve ao banco estatal brasileiro cerca de US$ 900 milhões, segundo estimativas do mercado.

O BNDES financiou mais de 200 aviões fabricados pela Embraer, modelos 135, 140 e 145, entregues à empresa entre 1998 e 2002. Do valor inicial do financiamento, de US$ 3 bilhões, a American já pagou aproximadamente 70%, ou US$ 2,1 bilhões. (Págs. 1, B1 e B7)

GVT estuda proposta de volta à Bolsa

A companhia de telefonia GVT pode voltar à bolsa. O Valor apurou que a administração da empresa vê com bons olhos a ideia de buscar recursos no mercado, com uma nova oferta inicial de ações, para a expansão de sua rede de telecomunicações. Nenhuma medida foi adotada ainda, mas uma possível operação avaliaria o negócio em cerca de R$ 15 bilhões – o dobro do que pagou o grupo francês Vivendi quando se tornou controlador da empresa no fim de 2009. A operadora deixou o pregão em maio de 2010. Agora, bancos de investimento têm levado à empresa a proposta de volta à bolsa, dado o bom momento do setor e o histórico da empresa. A maior dificuldade seria convencer os controladores franceses. (Págs. 1 e D3)

Foto-legenda: Críticas ao novo IPI

Dieter Zetsche, presidente da Mercedes-Benz, diz que “não está feliz” com a alta do IPI dos carros importados, que atinge até caminhões da marca que começam a ser feitos em Juiz de Fora. (Págs. 1 e B6)

Santander reforça capital com € 15,3 bi

Seis meses antes do prazo dado pelas autoridades europeias, o Santander anunciou que conseguiu reforçar seu capital e atingir o novo limite mínimo exigido, de 9% de capital principal em relação ao risco ponderado, após levantar € 15,3 bilhões. A operação brasileira deu contribuição importante. Em outubro, a matriz vendeu para a Qatar Holdings € 2,7 bilhões em títulos obrigatoriamente conversíveis em ações do Santander Brasil em 2013, equivalentes a cerca de 5% da filial brasileira. Ao separar em outro banco as ações, o Santander conseguiu com os reguladores o direito de registrar o dinheiro no capital. Além disso, os 5,18% do Santander Brasil detidos pelo Grupo Empresarial Santander foram transferidos ao Santander Espanha. (Págs. 1 e C1)

Fundo de servidor sem verba no Orçamento

O Orçamento da União de 2012, aprovado pelo Congresso, não prevê os recursos necessários para o funcionamento do fundo de previdência complementar dos servidores públicos federais, o Funpresp. Assim, mesmo que sua criação seja aprovada no primeiro semestre, como é intenção do governo, o fundo não terá como iniciar suas operações de imediato.

O projeto que cria o Funpresp, que tramita em regime de urgência, autoriza a União a fazer, em caráter excepcional, aporte de R$ 100 milhões como adiantamento de contribuições futuras, necessário para o funcionamento inicial. Para o Ministério do Planejamento, será preciso abrir crédito adicional ao Orçamento, por meio de projeto de lei. (Págs. 1 e A2)

Bactérias já limparam o óleo do Golfo

Uma combinação fortuita de bactérias vorazes, correntes oceânicas e topografia regional ajudou a limpar com rapidez o óleo e o gás despejados no Golfo do México no desastre da plataforma Deepwater Horizon, em 2010. Depois de vazar por quase três meses, o poço foi fechado em julho de 2010. Vazaram 200 mil toneladas de gás metano e 4,4 milhões de barris de petróleo.

Muitos cientistas previram que uma grande quantidade dos poluentes ficaria nas águas da região por anos. Mas estavam errados. Segundo um estudo patrocinado pelo governo americano e publicado ontem pela Academia Nacional de Ciências dos EUA, o petróleo e o gás praticamente desapareceram, devorados por 52 espécies de bactérias famintas que habitam a região. (Págs. 1 e A7)

Bancos médios se tornam alvos de fraudes nos Estados Unidos (Págs. 1 e B3)

EUA reaprendem a fazer carros que vendem bem (Págs. 1 e B8)

Para Werneck Vianna, Dilma começa a definir seu governo (Págs. 1 e A10)

Preços sustentam balança de 2011

Com preços médios de exportação quase 25% maiores e os de importação com alta de 14,5% de janeiro a novembro, os termos de troca do comércio internacional brasileiro sustentaram o superávit de 2011. (Págs. 1 e A3)

Livros religiosos lideram o setor

O aumento do poder de compra da classe C e o crescimento da população evangélica, que já soma mais de 40 milhões de brasileiros, impulsionam as vendas de livros religiosos, o segmento editorial que mais cresce no país. (Págs. 1 e B4)

Receita caseira

A Cassi, operadora de plano de saúde dos funcionários do Banco do Brasil, quer chegar a 2015 com 1 milhão de beneficiários, o que representa um aumento de cerca de 30% em relação a atual carteira. “Os alvos serão os parentes dos funcionários e aposentados”, explica Hayton da Rocha. (Págs. 1 e B4)

Paccar no Brasil

A Paccar, montadora americana de caminhões, deu início às obras de sua fábrica no Brasil, em Ponta Grossa (PR), onde vai investir R$ 360 milhões. A produção deve começar em meados do próximo ano. (Págs. 1 e B6)

Saídas para o carro importado

Importadoras de automóveis se movimentam para tentar reduzir o impacto do aumento do IPI. Além da formação de estoques com preços menores, negociam aperto de margens com fabricantes e concessionários. (Págs. 1 e B6)

Cimenteiras mantêm expansão

A indústria cimenteira do país encerrou o ano passado com crescimento de 7,3% nas vendas em relação a 2010, totalizando 63,5 milhões de toneladas, novo recorde do setor e sexto ano consecutivo de expansão. (Págs. 1 e B7)

Amendoim deve ter safra recorde

Com os preços em alta no mercado internacional, o Brasil deve produzir na safra 2011/12, que será colhida a partir de fevereiro, até 350 mil toneladas de amendoim, o maior volume dos últimos 30 anos. (Págs. 1 e B10)

ADM e Vale ampliam acordo

A multinacional americana ADM concluiu negociação para mais que triplicar o volume de cargas agrícolas transportadas pela malha logística da Vale em 2012. Serão quase 2 milhões de toneladas, entre soja, farelo e milho. (Págs. 1 e B10)

Captações internas

Com mais de R$ 7 bilhões em pelo menos 14 operações nos próximos dois meses, as emissões de dívida no mercado doméstico devem manter a tendência de forte movimento observado em 2011. (Págs. 1 e C1)

Ideias

Delfim Netto

O ano de 2012 não está escrito nas estrelas. Ele será o que nós, governo e sociedade, soubermos fazer dele. (Págs. 1 e A2)

Ideias

Edmar Bacha

Não é aceitável que o Ministério da Saúde pague 25% mais por bens fabricados no país quando há tantas carências na área. (Págs. 1 e A8)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Emergência – 116 cidades mineiras pedem socorro

O número de moradores dos municípios castigados pelas chuvas (6,8 milhões) soma mais de um terço da população de Minas Gerais. Ontem, houve três mortes em Além Paraíba, na Zona da Mata, elevando para 15 o total no estado desde o início do período chuvoso. Perto dali, em Sapucaia, depois da divisa com o Rio, um deslizamento soterrou pelo menos sete casas, matando oito pessoas e deixando outras desaparecidas.

Toda a região sofre com as enchentes, que também devastam a área central e o Campo das Vertentes. Além das barreiras e buracos nas estradas, o trem da Vale de BH a Vitória deixou de circular devido a alagamentos. Na capital, há risco de desmoronamentos até em bairros nobres como Mangabeiras, São Bento e Santa Lúcia. A Justiça determinou a demolição de edifício no Buritis, cujo iminente desabamento ameaça arrastar outros três prédios.

Governo enviará especialistas em áreas de risco

Grupo de 150 técnicos, reforçado por 35 geólogos e 15 hidrólogos, dará apoio às regiões atingidas. A presidente Dilma autorizou a liberação do FGTS para a reconstrução de casas, sem detalhar quanto poderá ser sacado. Prefeitos da Zona da Mata mineira cobraram rapidez na liberação de verbas da União para os municípios.

Juiz de Fora

Desmoronamento de dois prédios e uma casa assustou moradores do Bairro Jardim de Alá. Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido. Por causa do deslizamento, a Defesa Civil interditou 10 imóveis vizinhos

Brasília de Minas

Rio que corta a cidade do Norte mineiro transbordou e atingiu quatro bairros, além da área central do município. Cerca de 30 casas foram danificadas e 40 famílias estão desabrigadas. (Págs. 1, 3 a 5, 8 e 19 a 23)

Dengue ameaça

Infestação pelo mosquito atinge 11,4% dos imóveis de Bom Despacho. O tolerável é 1%. (Págs. 1, 10 e 25)

Preço do material escolar varia 650%

Pesquisa mostra que itens essenciais na lista exigida pelas escolas, como o lápis preto, podem custar quase oito vezes mais entre lojas de BH. (Págs. 1 e 13)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Deslizamentos matam oito

Em uma só comunidade, em Sapucaia, interior do Rio, oito casas foram destruídas, sete pessoas morreram e 15 estão desaparecidas

Tudo aconteceu rapidamente

Pelo menos duas crianças estão entre os mortos por soterramentos e o número de vítimas deve crescer. Velocidade com que o barro devorou as casas, durante a madrugada, surpreendeu os moradores da área.

Mais vítimas em Minas Gerais

Um temporal causou a morte de três pessoas em Além Paraíba, interior mineiro. Com isso, subiu para 13 a quantidade de óbitos no Estado, em nove dias. Um prédio de dois andares desabou em Juiz de Fora.

Dilma “blinda” Bezerra Coelho

Presidente considerou denúncias contra o ministro da Integração
“inconsistentes” e indicou o pernambucano para criar uma força-tarefa que atuará em áreas de risco de Estados afetados pela chuva. (Págs. 1, 3 e 8)

É o fim dos chaveiros no Aníbal Bruno

Novos 303 agentes entram em ação hoje no presídio e Estado garante que presos com poder de abrir e fechar celas deixarão de existir. (Págs. 1 e Cidades 1)

Teto de benefícios será de R$ 3.912,20

Diário Oficial traz hoje portaria dos ministérios da Previdência e da Fazenda fixando o limite das aposentadorias e pensões, com base no INPC, calculado em 6,08%. Valores entre o teto e o piso estão automaticamente corrigidos. (Págs. 1 e Economia 1)

Pais devem defender direito na compra do material escolar (Págs. 1 e Economia 4 e 5)

 

Listão UFPE será divulgado às 10h desta quinta-feira (Págs. 1 e Cidades 3)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Socorro à seca usa verba represada pela burocracia

Dinheiro enviado pela União para combater estiagem no verão de 2011 foi ontem novamente liberado para o Estado. Os R$ 18 milhões não foram usados por falta de projetos.

Pacote deve sair nesta terça-feira.

Chuva prevista não trará alívio.

Foto legenda: Açudes como o da região de Santa Maria secam sob o sol inclemente, deixando sem água animais e plantações no Estado. (Págs. 1, 4, 5 e 8, Editorial,14 e Carolina Bahia, 15)

Benefício: 13º salário de secretários deve virar lei

Queixa de auxiliares do primeiro escalão comoveu Tarso. (Págs. 1 e 10)

Desemprego: Fecha mais uma empresa calçadista

Mais de 700 pessoas são demitidas em quatro unidades. (Págs. 1 e 16)

Eleição nos EUA: Republicanos tentam conter Mitt Romney

Prévias de hoje podem dar larga vantagem a favorito. (Págs. 1 e 22)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: Alemanha exige criação de CPMF na Europa para acabar com a crise

A chanceler alemã, Angela Merkel, reafirma que um imposto sobre transações financeiras é a “resposta certa” para os problemas econômicos da Zona do Euro e estabelece prazo para que os países do bloco aceitem a proposta; Sarkozy diz que a França criará a taxa de qualquer forma. (Págs. 1 e 4)

Crise faz renda do Brasil se aproximar da dos EUA

A distância que já foi de 13 vezes em 2002 caiu para 4 em 2011: brasileiro ganhava US$ 5.797, hoje US$ 12.916. (Págs. 1 e 6)

Medidas tímidas contra enchentes

Com 2,5 milhões de afetados, governo age na burocracia. (Págs. 1 e 8)

Busscar vai atrás de saída judicial

Empresa de ônibus deve R$ 1,2 bi e busca acordo com credores. (Págs. 1 e 24)

Fashion Rio mais magro em 2012

Número de expositores cai de 250 para 103 no evento de moda. (Págs. 1 e 28)

O BES de olhos nos espanhóis

Banco português busca negócios com empresas da Espanha. (Págs. 1 e 31)

Saúde digital está na mira da Telefônica

Nova unidade de negócios da gigante espanhola quer oferecer serviços de gestão para hospitais e médicos que dependem das comunicações. (Págs. 1 e 18)

Vodafone quer sócio nos emergentes

Britânicos abandonam tática agressiva de compra de empresas e dão prioridade a parcerias. (Págs. 1 e 18)

TV com internet vira a nova sensação

A indústria já estima que em 2012 os lançamentos dos aparelhos de televisão com acesso à rede representarão 50% do total. Há dois anos, não passavam de 10%. O principal apelo é a busca de maior interatividade. (Págs. 1 e 16)

Pregação financeira

O papa Bento XVI afirma que a crise global mostra que o mundo precisa de ética econômica. (Págs. 1 e 36)

Fim do saldão

Santander atinge volume de capital exigido por regulador europeu e deve encerrar venda de ativos. (Págs. 1 e 30)

Seguro na onda do crédito imobiliário

A obrigação dos bancos de oferecer apólices de seguradoras concorrentes na concessão de crédito imobiliário já mostra efeito para grupos como SulAmérica e Tokio Marine. (Págs. 1 e 32)
Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.