Crise global encerra a lua de mel com o dólar – O novo conflito agrário – Arquitetos saem do Crea e criam outra entidade – Hospitais fecham portas para crianças – Casa própria – Consumidor é indenizado por atraso de imóvel – Justiça vai leiloar mansão de Durval – O perigo do cartão de crédito – Alta do dólar eleva custos e pega indústria no contrapé – Ministério do Trabalho vira balcão do PDT – Mordomias do socialista Chávez…

O Globo

Manchete:Excesso de leis urbanas estimula ilegalidade no Rio

Proprietários de oito mil imóveis tentam regularizar obras sem licença

A grande quantidade de leis urbanísticas, com restrições diversas, além de burocracia e demora para a aprovação de projetos arquitetônicos, tem levado os cariocas a apostarem na ilegalidade na hora de ampliar, construir ou fazer pequenas obras em seus imóveis. “A legislação do Rio é ma verdadeira colcha de retalhos, mais complicada do que outras cidades”, diz o arquiteto Manoel Fiaschi. O secretário de Urbanismo , Sérgio Dias, afirma que, desde 2009, proprietários de oito mil imóveis tentam legalizar suas obras. (Págs. 1, 20 e 21)

Exportadoras podem perder 2 bi com dólar

A disparada do dólar pode elevar em R$ 2 bi encargos de oito grandes empresas exportadoras do país. O valor considera aumento da dívida em moeda estrangeira e operações no mercado futuro. (Págs. 1, 41 e 42)

Mordomias do socialista Chávez

No poder há 12 anos com discurso voltado aos pobres, o presidente Hugo Chávez, tem orçamento anual de US$ 298 mil pra roupas e US$ 22 mil para sapatos, conta José Casado. (Págs. 1 e 50)

No Brasil, faltam 30 mil peritos

O Brasil tem déficit de 30 mil peritos criminais, uma das causas da impunidade: só 10% dos homicídios são solucionados. (Pags. 1, 3 a 5)

———————————————————————————–

O Estado de S. Paulo

Manchete: Ministério do Trabalho vira balcão do PDT

Lupi pôs dez dirigentes do partido na direção da pasta, que financia entidades ligadas a centrais sindicais

O Ministério do Trabalho sob a gestão de Carlos Lupi transformou-se numa espécie de anexo do PDT, seu partido. Lupi mantém dez integrantes da executiva nacional da legenda em postos de comando da pasta. O tesoureiro do partido, Marcelo Panella, foi chefe de gabinete de Lupi até o início do mês passado, auge da faxina ministerial. O ministro confirmou que a filiação deles pesou na nomeação, mas disse que os cargos são de “livre provimento” – ou seja, podem ser preenchidos como Lupi bem entender. Presidente licenciado do PDT, o ministro mantém reuniões políticas durante viagens oficiais. Ele negou que uma atividade interfira na outra, porque as reuniões são feitas “após o horário do expediente”. Entidades vinculadas a centrais sindicais impedidas pelo Tribunal de Contas da União de receber dinheiro público levaram R$ 11 milhões do ministério só neste ano. (Págs. 1 e Nacional A4)

Faxina está incompleta

A presidente Dilma Rousseff fez uma faxina incompleta nos setores do governo acusados de envolvimento em casos de corrupção, irregularidades e mau uso do dinheiro público. Na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), por exemplo, demissões não ocorreram.(Págs. 1 e Nacional A10)

Alta do dólar eleva custos e pega indústria no contrapé

A brusca variação do dólar, que saiu de R$ 1,59 no fim de agosto para R$ 1,84 na sexta-feira, pegou as empresas no contrapé. Companhias relatam que os custos já estão subindo à medida que faturam os insumos nos portos. “Com alta de 15% a 20% nos custos em 40 dias, não tem matemática que resolva”, diz executivo da Samsung sobre eventual repasse aos preços.(Págs. 1 e Economia B1 e B3)

O do cartão de crédito

A elevação de 15% para 20% do pagamento mínimo das faturas do cartão de crédito a partir de dezembro preocupa os bancos. (Págs. 1 e Economia B6)

Abbas rejeita proposta de paz do Quarteto

O presidente da Autoridade Palestina, Mahmoud Abbas, rejeitou o projeto de paz dos EUA, União Europeia, ONU e Rússia porque ele não exige que Israel recue nos assentamentos nem negocie com base nas fronteiras anteriores a 1967. (Págs. 1 e Internacional A16)

Jurista critica ameça de cerceamento do CNJ (Págs. 1 e Nacional A13)

João Bosco Rabello

O PSD é legal e legítimo

Importante alternativa para governos submetidos a uma base com poder de chantagem, o PSD é um oxigênio para o debate político. (Págs. 1 e Nacional A12)

Daniel Piza

O mundo é novo em vários aspectos: é mais interdependente e multipolar. Mas a receita do poder à brasileira não poderia ser mais antiquada. (Págs. 1 e Caderno 2, D14)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Justiça vai leiloar mansão de Durval

Avaliado em 4,3 milhões, o imóvel de 862,58m² fica em uma das áreas mais nobres de Brasília, uma ponta de picolé na QL do Lago Sul. A casa foi totalmente construída com dinheiro desviado dos cofres públicos, conforme confessou em juízo o próprio Durval Barbosa, um dos integrantes e também delator do maior esquema de corrupção da história do DF. Com a venda, prevista para quinta-feira, a justiça pretende recuperar parte dos recursos roubados. (Págs. 1 e 27)

Há 50 anos… Um drama aéreo

Leonel Brizola, ministros e deputados estavam no avião que pegou fogo ao pousar no terminal provisório do aeroporto de Brasília. O episódio entrou para história como primeiro desastre da nova capital. (Págs. 1, 30 e 31)

Casa própria – Consumidor é indenizado por atraso de imóvel

Em média, 30% das obras em andamento no país estão com problema no cronograma. Justiça tem fechado o cerco contras as construtoras, exigindo o pagamento de indenizações e proibindo a cobrança de alguns encargos antes da entrega da chave. (Págs. 1, 14 e 15)

O dólar subiu, ai! O dólar caiu, ui!

Motivo de comemoração para empresários e de choradeira para consumidores, a alta da moeda americana exige cautela na hora de gastar. (Págs. 1 e 17)

Trânsito para todos

O segredo de uma convivência pacífica entre motoristas, pedestres e ciclistas está na educação. (Pág. 1 e Suplemento especial)

Eleições de 2012 – Um partido que vale 7,2 milhões de votos

Se aprovado pelo Tribunal Superior Eleitoral, o PSD nasce com cacife de causar inveja: 49 deputados, dois senadores e dois governadores. Além de, segundo consta nos bastidores do Palnalto, a bênção de Dilma Rousseff e de Ciro Gomes. (Págs. 1, 2 e 3)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Crimes sem castigo

Apenas sete a cada mil processos de trânsito em Minas têm condenação. (Pags. 1, 25 e 27)

Hospitais fecham portas para crianças

Os seis milhões de usuários até 9 anos de idade que têm plano de saúde enfrentam dificuldades para conseguir atendimento. (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Noites de degradação

Pôr do sol encara realidade que não é vista durante o dia, quando há um minuto de controle no centro de Recife. Sem fiscais, ruas são tomadas pro barracas, som alto, mendicância, drogas, lixo e todo tipo de abuso. (Págs. 1, 6 e 7)

Arquitetos saem do Crea e criam outra entidade

Objetivo do grupo é cobrir planejamento urbano em defesa da mobilidade. (Págs. 1 e cidades 5)

Classe C garante vida longa do micro de mesa (Págs. 1 e economia 9)

Preço dos serviços puxam a inflação. (Págs. 1 e economia 3)

Aprenda a conviver com o dólar em alta na boca das compras no exterior. (Págs. 1, economia 1 e 2)

————————————————————————————

Veja

Manchete: Não dá mais!

As leis absurdas que infernizam o dia a dia dos brasileiros, emperram o fucnionamento das empresas e são um monumento à estupidez dos políticos e burocratas.

Dólar

O impacto da disparada no seu bolso e nos seus planos.

China

O que a disputa pelo poder em Pequim significa para o mundo.

————————————————————————————

Época

Manchete: Beleza no trabalho

Novos estudo revelam que a aparência é um dos principais segredos do sucesso – e não há nada de errado em usá-la.

Você entrevistou

“O povo tem direito de saber o voto dos parlamentares”, diz Romário aos leitores da Época.

Protecionismo

O sonho do livre-comércio acabou?

Manchete: Edição Especial: 35 anos

Os 35 dias que abalaram o Brasil e o mundo.

————————————————————————————

ISTOÉ Dinheiro

Manchete: Dilma ganha o mundo

Na capa da prestigiada Newsweek: “Dilma Dinamite” é considerada líder entre as mulheres vencedoras.

Primeira mulher na história a abrir a Assembleia Geral da ONU, a presidente brasileira dá o tom do debate econômico global e simboliza o novo poder dos países emergentes nestes tempos de crise do mundo desenvolvido.

Especial: As principais tendências da tecnologia

Exclusivo: Maciel Neto e a virada estratégica da Suzano

Bancos: BMG busca novo rumo

————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: Direto ao ponto

Na ONU, Dilma critica os EUA e expõe as novas ideias do Sul.

Kassab

Como o PSD vai mudar a fauna política brasileira.

Carta verde

A criação da economia sustentável.

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Crise global encerra a lua de mel com o dólar

Os conselhos de especialistas sobre viagens e compras no Exterior, e a tendência mundial de adoção de medidas de proteção ao mercado interno. (Págs. 1 e Caderno Dinheiro)

O novo conflito agrário

Desapropriação para acomodar descendentes de escravos pode produzir milhares de novos sem-terra e expõe lei polêmica que tenta quitar uma dívida histórica. (Págs. 1, 18 e 19)

Visão externa

Mudou o olhar estrangeiro sobre o Brasil. (Págs. 1, 4 e 5)

Ataque ao crime

Uma semana na versão gaúcha da UPP. (Págs. 1, 28 e 29)

Clipping Radiobrás

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.