Sindicatos dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário de Londrina (Sinttrol) e a empresa TIL Transportes Coletivos se reuniram na manhã desta quarta-feira (16), no Ministério Público do Trabalho, para discutir a lista de reivindicações imposta pelos motoristas e cobradores que fazem o transporte intermunicipal entre Londrina e as cidades da região.

Na última semana, a TIL chegou a oferecer reajuste salarial de 7% à categoria, que rejeitou a proposta e aprovou indicativo de greve. No entanto, a paralisação, marcada para a última segunda-feira (14), não aconteceu. A empresa pediu prazo para analisar as reivindicações e apresentou, nesta quarta, nova proposta aos trabalhadores.

A companhia subiu de 7% para 8% a reposição salarial, aceitou equiparar os vencimentos dos motoristasde micro ônibus com os salários dos condutores de veículos convencionais, mas tentou impor a ausência de cobradores nos ônibus entre às 18h30 de um dia e às 5h do dia seguinte. Depois de passar o período da tarde de hoje analisando a proposta, o Sinttrol decidiu levar o que foi oferecido pela TIL para discussão com os trabalhadores.

Em mensagem aos funcionários, o sindicato comunica que a proposta apresentada pela TIL “ainda é fraca para aceitação, sobretudo porque está condicionada a desistência das ações judiciais” movidas pelo Sinttrol contra a empresa.

A categoria pede reajuste salarial de 10%, circulação sem cobrador entre às 19h de um dia e às 5h do dia seguinte, piso único dos motoristas e R$ 200 de bonificação para funcionários que acumulam funções na empresa. A assembleia do Sinttrol, para discutir a nova proposta da TIL, será realizada nesta quinta-feira (17), em horário ainda a ser definido. Se a oferta for rejeitada, os trabalhadores cruzam os braços na próxima segunda-feira (21).

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.