A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

notaDiante de tantas MENTIRAS propagadas nas últimas semanas por um grupo de POLITIQUEIROS com interesse particular na A.P.M.I., torna-se necessário alguns esclarecimentos à população Cambeense e também aos profissionais que trabalham na Associação de Proteção à Maternidade e à Infância-APMI.

Em primeiro lugar é preciso registrar que “nenhum vereador é contra a APMI.” Na verdade, os vereadores estão atentos as irregularidades encontradas pelo TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ. O que nós vereadores queremos, é discutir a ilegalidade da composição da DIRETORIA da APMI, que é formada por membros do 1º Escalão da Prefeitura.

A APMI tem como TESOUREIRO o senhor EDUARDO PAVINATO, que além de SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO é irmão do Prefeito JOAO PAVINATO. Portanto, não se pode admitir que a mesma pessoa(secretário) que participa da transferência do DINHEIRO PÚBLICO para APMI, seja também, a mesma pessoa(tesoureiro) que recebe e administra este recurso em nome da APMI.

É preciso ter em mente que este recurso é VERBA PÚBLICA, portanto, DINHEIRO DO POVO e o PREFEITO SE NEGA A PRESTAR CONTAS AOS LEGÍTIMOS REPRESENTANTES DO POVO.

Na gestão do Prefeito Adelino Margonar foram repassados R$ 23 MILHÕES, aproximadamente, para a APMI. Já na gestão JOAO PAVINATO esta quantia chega a casa dos R$40 MILHÕES, aproximadamente.

A APMI e seus funcionários são muito importantes para Cambé. Em razão disto, não podemos deixar que um grupo de pessoas com interesses pessoais leve a APMI à falência.

Para se ter uma idéia da má-gestão, o prédio da sede da APMI já se encontra penhorado pela Justiça em ação trabalhista, onde apenas uma funcionária ganhou o direito de receber quase R$144 MIL REAIS.

Outras 31(trinta e uma) ações trabalhistas estão em trâmite na Justiça do Trabalho, o que com certeza desestabilzará o orçamento da APMI.

A ingerência do grupo político é evidente: “ O antigo Presidente da APMI era funcionário do Senhor João Pavinato na Amepar e agora, o atual presidente da APMI, até ser denunciado no começo do mês, também era funcionário do Senhor João Pavinato, ocupante de cargo comissionado na Prefeitura.

O que pouca gente sabe, é que, além do tesoureiro da APMI ser irmão do Prefeito, a vice Prefeita Cidinha Pascueto é também vice-Presidente da APMI.

A Procuradora do Municipio de Cambé, portanto, funcionária do Prefeito, é conselheira fiscal da APMI. Existem ainda pessoas ligadas a membros do legislativo que ocupam posições equivalentes à função de Diretoria na APMI, o que é terminantemente PROIBIDO POR LEI.

Desta forma, é muito fácil perceber que os vereadores não são contra a APMI, mas sim, contra a ILEGALIDADE e a MÁ-GESTÃO que pode levar a APMI à FALÊNCIA.

O que não aceitamos é que um grupo político utilize a APMI para se manter no Poder, abrigando parentes, cabos eleitorais e amigos, as custas do DINHEIRO DO POVO.

Muitas mentiras estão sendo espalhadas na cidade por um grupo político, que na verdade não se importa com a APMI, apenas querem utilizá-la para interesses particular e político.

Estamos a inteira disposição de todos os funcionários, amigos, beneficiários dos serviços, enfim, de toda comunidade Cambeense para maiores esclarecimentos. Não aceitamos mentiras de pessoas mal intencionadas, que querem jogar os vereadores de oposição contra a APMI.

 

QUEREMOS UMA A.P.M.I. LIVRE DA POLITICAGEM !

NOTA DE ESCLARECIMENTO APMI – Arquivo em PDF

8 COMENTÁRIOS

  1. então com tantas coisas erradas que nos cambeenses estamos vendo em relação a APMI, quando é que esta palhaçada vai ter fim. lembrando que o ex presidente prometeu aos funcionários que haveria o PLANO DE CARREIRA. rsrsrsr mais uma mentira para agradar.é quem trabalha realmente só esta se f… pois lá só vem deveres, os direitos dos funcionários só fica para segundo plano, pois cada dia é uma nova regra a ser cumprida e cá entre nós de boca fechada, pois como dizem quem não esta contente que peça as contas

  2. Parabéns….Que vocês possam fazer valer a LEGALIDADE do estatuto da entidade APMI, onde fica a função do MINISTÉRIO PÚBLICO do não cumprimento da legislação dessa entidade? Cabe a nossos representantes dos quais são vcs VEREADORES agirem em defesa do BEM público.Aredito nas vossas competências….Façam valer as LEIS para TODOS…….Parabéns e q vcs continuem a LUTAR por uma cidade MELHOR e HONESTA……

  3. Benê, boa tarde! Você sabe que pé está o esquema do Instituto Atlântico? Realmente o povo é muito esquecido. Encobriram a conversa do instituto atlântico com um monte de baboseira…e ai, como ficou? E agora, será que o “p”refeito tá procurando alguma picuinha na cidade pra colocar seus algozes vereadores para mais uma tentativa de ofuscar a situação da APMI? Mudando de rato pra gato, e essa biometria do TRT? Pra que o povo brasileiro precisa aderir a essa farsa? Conhecemos cidades em que candidatos ganham na maioria dos bairros, mas não levam a vitória…então para que vou sair do meu aconchego do lar pra ir votar se no fim da história estas cidades estão como estão??? Obrigado!

  4. O Art. 37 da Constituição Federal obriga as Administrações Direta e Indireta dos três poderes a seguir os princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência na contratação de funcionários no serviço público. Por estar vedado na própria Constituição, não é preciso lei específica proibindo o nepotismo, o que não impede que municípios e câmaras e outras instituições adotem leis próprias para reforçar a determinação Constitucional, estabelecendo outras restrições, além daquelas recomendadas pelo Ministério Público. Ou seja, o Senhor Eduardo Pavinato como irmão do prefeito não poderia Segundo a Constituição Federal no Art. 37 exercer tais cargos ditos na nota.

    • Esse princípios constitucionais conhecidos por LIMPE (Legalidade, Impessoalidade, Moralidade, Publicidade e Eficiência)se respeitados por si só já fariam uma verdadeira revolução na administração pública, só que na pratica nem decisão judicial é respeitada pelo executivo municipal(sobre a APMI), mesmo sendo coagido pelo judiciário o cara não abre a caixa preta da APMI esperar que ele cumpra principio subjetivos seria pedir d+ pra cabeça dele. Pois a final de contas para um bicho autoritário que manda apreender de forma arbitraria computador de pessoa que apenas expressa seu pensamento não podemos esperar + nada, muito menos respeito por princípios da administração pública.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.