Notas falsas negociadas em grupos e redes sociais são apreendidas na região de Londrina

Os investigados foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), onde permanecerão à disposição da Justiça Federal e responderão pelo crime de comércio de moeda falsa, cuja pena pode chegar a 12 anos de reclusão e multa.

0

A Polícia Federal de Londrina realizou nesta semana ações no combate ao crime de comércio de moeda falsa nas cidades de Bandeirantes, Ibaiti, Jacarezinho e Rolândia que resultaram na prisão em flagrante de três homens e apreensão de 40 notas de R$100,00, 80 notas de R$50,00 e 2 notas de R$200,00, totalizando o valor de R$ 8.400,00 em cédulas falsas.

As cédulas foram adquiridas por meio de grupos de WhatsApp e também pelo Facebook. Os Correios e a Polícia Federal estão monitorando esse tipo de ação.

Os investigados foram encaminhados ao Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão (CIAC), onde permanecerão à disposição da Justiça Federal e responderão pelo crime de comércio de moeda falsa, cuja pena pode chegar a 12 anos de reclusão e multa. Os presos não possuíam antecedentes criminais.

“Ações dessa natureza são muito importantes pois tiraram de circulação cédulas falsas no comércio da região, possibilitam a identificação de falsificadores e de organizações criminosas que atuam nesse ramo, fomentam o bem-estar econômico e o poder de compra nas relações comerciais, além de evitar a instabilidade no sistema monetário brasileiro e na economia nacional”, destaca a PF.

Tarobá News

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.