Os cinco principais destinos europeus para os nômades digitais se mudarem

0

Belgrado, Sérvia 

A antiga capital da Iugoslávia não é a primeira cidade que vem à mente ao imaginar o lugar perfeito para um nômade digital, mas uma praia e coquetéis tropicais não são o fator mais importante na hora de decidir uma nova cidade para se viver. A arquitetura da cidade oferece um cenário incrível para o trabalho em seu laptop, com suas variações de castelos medievais europeus à arquitetura brutalista erguida na última metade do século XX. Belgrado é a combinação perfeita de alta velocidade de internet, que é uma necessidade, e aluguel acessível. O apartamento médio na cidade é 77,62% mais barato que o mesmo apartamento em Londres, e os preços médios ao consumidor são cerca de 50% mais acessíveis. Compre mantimentos no Zeleni Venac, a Rainha dos Mercados, e passe seus fins de semana relaxando no Ada Ciganlija, apelidado de “beira-mar de Belgrado” nas margens do Sava.


Praga, República Tcheca

Outra cidade da nossa lista que não tem praia, mas o que falta em Praga em mar e areia, mais do que compensa em diversão. A cidade tem algumas das melhores cervejas do mundo, a apenas a uma hora de distância da cidade de Plzeň, lar e berço da cerveja favorita do mundo, a Pilsner. A capital da República Checa é uma das capitais mais acessíveis do espaço Schengen, com um aluguel médio cerca de 40% inferior ao de Paris e 27,44% mais barato do que a capital vizinha, Berlim. Praga é o lar de uma arquitetura deslumbrante e uma vida noturna incrível, de clubes de jazz mundialmente famosos ao techno industrial hardcore. O custo de vida e a disponibilidade abundante de diversão fazem de Praga o destino ideal para nômades digitais jovens e cheios de energia.


Milão, Itália

A maior cidade do norte da Itália também possui algumas das melhores infraestruturas do país (além de ser uma das cidades mais ricas da europa). Milão é frequentemente aclamada como a capital mundial da moda e abriga algumas das marcas mais procuradas e chiques da Europa. A cidade tem conexões de transporte público incríveis, oferecendo aos passageiros a escolha de um metrô, bondes e ônibus que realmente funcionam no horário (ao contrário da maioria das cidades italianas). O hub italiano é um pouco mais caro do que os dois primeiros participantes da nossa lista e possui um dos aluguéis médios mais altos da Itália, mas em troca oferece as conveniências elegantes e modernas de uma cidade metropolitana bem desenvolvida, tendo como pano de fundo o Alpes italianos e uma cozinha incrível.

Madeira, Portugal

Berço do vinho Madeira e de Cristiano Ronaldo, o primeiro foi um acidente e o segundo talvez um milagre. O pequeno arquipélago da costa de Portugal é o que se poderia dizer de um destino nômade digital tradicional. O clima nas ilhas oferece aos seus habitantes intermináveis dias de sol, com temperaturas nunca caindo muito (com mínimas de 16ºC). A Madeira é também o lar de uma nova aldeia nómada digital chamada Digital Nomads Madeira Islands, desenhada com todas as infraestruturas que um nómada pode desejar. Altas velocidades de internet, espaços de coworking e acomodações próximas, tudo projetado especificamente com os nômades digitais em mente.

As próprias ilhas são um vislumbre do paraíso, cheio de natureza e paisagens, lugares para caminhar e encontrar e descobrir. Para aqueles que desejam permanecer por lá a longo prazo, por exemplo por um semestre inteiro ou até um ano, talvez seja mais conveniente alugar uma moradia própria, e sites como a Imovirtual possibilitam fazer um tour online pelas propriedades na ilha sem precisar sair do sofá de casa. O aluguel também é mais acessível que Milão, em média é cerca de 44% mais barato que a cidade norte italiana. A Madeira é o local perfeito para os nómadas que procuram aventuras de mergulho num fim-de-semana e degustação de vinhos no outro, com um clima idílico e um cenário deslumbrante para o seu computador portátil.


Barcelona, Espanha

A maior cidade da Catalunha é a combinação perfeita de vida urbana ao lado de uma praia espetacular. Mundialmente famosa por seus bares, restaurantes e atmosfera de festa, talvez nenhuma outra cidade nesta lista, a não ser Praga, possa igualar a vida noturna de Barcelona. Para o nômade trabalhador que quer descontrair nas noites quentes de verão, depois de aproveitar os inúmeros espaços de coworking e a alta velocidade da Internet durante todo o dia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.