capvaraNesta quarta feira dia 03 de Julho de 2013 por volta das 11hs30min, integrantes da Polícia Militar Ambiental do Pelotão de Londrina realizaram a captura e resgate de uma Capivara adulta, de cerca de 40 quilogramas, animal selvagem nativo, que estava dentro do Hospital de Clinicas de Londrina, que é localizado no Campus da Universidade Estadual de Londrina.

Os funcionários do hospital avistaram o animal transitando por um dos corredores internos do pavimento térreo do hospital e conseguiram trancar a capivara dentro de uma sala.

Eles relatam que a surpresa e o susto com o roedor foi grande mas não causou maiores problemas com pacientes e outros funcionários no local, apesar da situação ter chamado a atenção das pessoas que pararam para fotografar a capivara.

Os funcionários do hospital acionaram nossa equipe de policia militar ambiental que esteve no hospital e conseguiu de forma segura resgatar o animal que está em excelente estado de saúde, sem sinais de domesticação ou ferimentos, após passar por consulta de médico veterinário a capivara já foi solta e reinserida na natureza, em área com povoamento de animais da espécie na bacia hidrográfica o rio Tibagi.

Acredita-se que o animal chegou até o hospital pelo fato da UEL estar situada em área de limite da área urbana com a agrícola de Londrina e pelo fato do Campus da Universidade ser extenso e  muito arborizado.

A capivara não é animal agressivo que coloca a vida de pessoas em risco, por estar dentro da cadeia alimentar como animal fornecedor de alimentos a outros carnívoros geralmente foge da presença de seres humanos e outros animais, seu risco é de acidentes com pessoas, animais domésticos e objetos, existindo ainda o risco de ferimentos do próprio animal por ser muito arisco e ter peso elevado, fato que gera riscos e problemas no ambiente urbano.

A capivara adulta resgatada tem em torno de quarenta quilogramas, é jovem com idade em torno de um a dois anos, mede cerca de 100 cm de comprimento, este animal em sua fase adulta pode chegar a ter até 1,5 metros de comprimento médio e cerca 60 kg.

O animal é típico de áreas de alagados, próximas a rios e represas em toda a bacia hidrografia do estado do Paraná,  principalmente nas beiras de rios e córregos, é também encontrado em regiões mais quentes do estado, por ser um roedor pode se alimentar de plantas e raízes.

Felizmente neste caso funcionários do hospital tiveram bom senso e acionaram nosso serviço que resgatou o animal com vida, para que possa continuar sua responsabilidade dentro do sistema ecológico e equilíbrio ambiental.

Estas ações de proteção ambiental continuarão em toda a região operacional da Segunda Companhia do Batalhão de Policia Militar Ambiental (BPMA), conforme ordem direta do Governador Beto Richa e de nosso comandante o Tenente Coronel Chehade Elias Geha.

Todo cidadão pode ser um defensor da natureza e ajudar no combate aos crimes ambientais denunciando a qualquer hora, em todo o estado do Paraná os crimes ambientais através do telefone (43) 3341-7733 em Londrina e região.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.