Prefeitura de Cambé discute Segurança Rural com agricultores e Polícia Militar

0
Foto: Divulgação

Com o objetivo de ouvir os moradores da zona rural de Cambé em relação à segurança nestas áreas, a Prefeitura realizou uma reunião na manhã desta terça-feira (21) com produtores rurais da cidade, empresas do agronegócio e com a Polícia Militar. O encontro faz parte da estratégia de combate ao crime nas áreas rurais da cidade, que em Cambé é feito por meio do Programa Segurança Rural, desenvolvido pela Prefeitura para facilitar a troca de informações dos agricultores com as forças de segurança. Com o sistema é possível manter um contato mais rápido e direto com os moradores das áreas rurais, pois em caso de perturbação, roubo, veículos suspeitos na área entre outros, o batalhão terá um acesso mais rápido e facilitado da área, podendo agir com maior velocidade na averiguação das denúncias.

“O Programa Segurança Rural foi tão bem aceito, que a ideia está sendo levada para outras partes do estado. Nossa missão é ajudar a polícia a combater o crime e estamos conseguindo. Os números de furtos e roubos das áreas rurais diminuíram drasticamente após a criação do Programa”, destacou o prefeito Conrado Scheller.

Atualmente, a 11° Companhia Independente da Polícia Militar de Cambé tem duas caminhonetes para realizar os trabalhos de fiscalização, com previsão de chegada de mais uma. Segundo o tenente Aquaroli, o sistema e o apoio dos moradores ajudam os policiais a compreenderem a área e acabar com quadrilhas ainda na base, como as do chamado “Novo Cangaço”, que realizam ataques nas cidades, mas normalmente montam sua base operacional nas áreas rurais. “Ninguém melhor que os moradores das áreas rurais para saber de pessoas diferentes, movimentações incomuns na área”, destaca.

Aquaroli reforça que a participação da comunidade é de grande importância para que a polícia consiga realizar o trabalho de segurança de forma mais rápida e eficaz. “A segurança pública deve ser feita pelo setor público, mas precisa da participação e parceria da comunidade”, reforçou.

O capitão Marcelo Israel da Costa Vieira, comandante da 11° Companhia Independente, afirma que, desde o início do programa o número de roubos e furtos nas áreas rurais caiu drasticamente e que a segurança nos locais indicados melhorou, pois uma das grandes dificuldades encontradas na segurança rural é que a área é muito grande e com poucas informações de localização. Com a divisão por áreas, o atendimento se torna mais rápido e eficaz.

Além do sistema, os moradores das áreas rurais estão utilizando um grupo do WhatsApp, criado especialmente para que denúncias do tipo sejam realizadas. Com a independência da 11° Companhia de Cambé, a companhia que atualmente tem 70 policiais, vai quase dobrar, recebendo em torno de 60 novos policiais.

Como funciona o serviço:
Os produtores rurais e moradores das áreas devem se cadastrar para participar do serviço de segurança. No cadastramento é preenchida uma ficha com informações dos proprietários e moradores das áreas rurais, telefones para contato, localização da propriedade (longitude e latitude), veículos e maquinários presentes no local.

Em caso de roubo ou furto, a pessoa deve entrar em contato com a Polícia Militar pelo 190 e fornecer informações de cadastro e a partir delas a polícia consegue a localização e dados de itens.

As fichas cadastrais podem ser encontradas em cooperativas onde os produtores estão associados (as cooperativas ajudam também na identificação da longitude e latitude das propriedades), são oferecidas pela PM, na prefeitura de forma presencial e são mandadas no grupo de segurança do WhatsApp.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.