A Prefeitura de Cambé, tendo em vista o movimento grevista patrocinado pelo Sindserv – Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Cambé vem esclarecer que em nenhum momento deixou de manter um canal aberto com os servidores e com o próprio Sindserv para discussão dos problemas e soluções das diversas categorias de servidores da atual administração.

Quanto à data base a Administração Municipal ofereceu reposição salarial de 7.70%, a partir de 1º de março de 2015, mantendo o compromisso de não permitir perdas salariais para os servidores e, além disso, o aumento da cesta básica de R$ 70,00 para R$ 80,00 (oitenta reais), a garantia do processo de progressão (elevação) no mês de julho de 2015, nos termos da legislação vigente e a instalação e manutenção de grupo de trabalho para avaliar questões no que diz respeito à carreira de diversas categorias.

Quanto à reposição salarial de 7,70% trata-se da reposição integral do IPCA/IBGE no período de março de 2014 a fevereiro de 2015, sendo umas das melhores propostas da região da AMEPAR.

Quanto ao movimento grevista entende-se que representa a radicalização do processo de discussão, pois a proposta apresentada pela Administração Municipal de Cambé é coerente, justificável e encontra-se abrigada nos limites impostos pela Lei de Responsabilidade Fiscal, e está de acordo com a conjuntura do país que apresenta uma crise econômica com queda na arrecadação de impostos, e crescente desemprego e recessão.

Em nenhum momento a Administração do Município de Cambé deixou de prestar informações e apresentar ao Sindicato os números que demonstram a queda de arrecadação e a crise econômica ao qual o Brasil esta passando. Demonstra-se também que a posição da atual administração é de cautela frente ao cenário nacional e que mesmo com a crise tem essa disposição de manter um diálogo permanente com todas as categorias a fim de encontrar em conjunto a solução para os problemas que a serem resolvidos.

Nesse contexto a Administração Municipal considera o movimento grevista precipitado e injusto e tomará todas as medidas legais para a manutenção ininterrupta do serviço público para não haver prejuízo para a população. Por oportuno, cabe ressaltar que qualquer medida que impeça o livre acesso dos servidores ao seu local de trabalho e ou cause qualquer constrangimento por ocasião do movimento grevista será tratado na forma da lei.

Prefeitura de Cambé 13/04/2015

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.