Prefeitura faz força-tarefa para reparar estragos provocados pela chuva em Cambé

0

A Prefeitura de Cambé, por meio de uma ação conjunta das Secretarias de Obras e de Meio Ambiente passou a terça-feira (04/01) fazendo reparos e levantando os danos causados pela chuva registrada na tarde da segunda-feira em vários pontos da cidade. Choveu por pouco tempo, mas de forma muito intensa, o suficiente para causar estragos em vários locais.

Segundo a Secretaria de Obras, choveu aproximadamente 60 milímetros em 25 minutos. O grande volume de chuvas em pouco tempo causou alagamentos de ruas, transbordamentos de rios, transbordamentos de calhas e rupturas de tubulações.

Segundo o secretário municipal de obras, Manoel Cícero dos Santos, a manutenção dos locais atingidos iniciou já na noite da segunda-feira. “Uma equipe foi enviada à noite para amenizar os estragos causados pela chuva e estamos trabalhando para corrigir os danos. Algumas correções vão ser concluídas apenas depois do dia 19/01 com o retorno dos trabalhos da Companhia de Desenvolvimento de Cambé (Comdec), no entanto estes locais estão sendo sinalizados”, afirmou.

A chuva atingiu principalmente a região do Novo Bandeirantes e bairros vizinhos até a região do Santo Amaro. Com a ruptura de tubulações nas ruas Zacarias de Goes Vasconcelos, Jacarezinho, Umuarama, Londrina Esporte Clube e Bartolomeu Bueno da Silva, o asfalto foi danificado. Devido ao excesso de chuva e obstrução por folhas, transbordaram as calhas da Clínica do Novo Bandeirantes, da Unidade Básica de Saúde 24h, da Unidade Básica de Saúde do Jardim Santo Amaro, da Escola Municipal Pedro Tkotz e da Capela Mortuária do Jardim Santo André.

Parte do Rancho Ringo foi alagado, a rua mais atingida foi a Rua Manga Larga, assim como a rua Bento Munhoz da Rocha Neto, no Bairro Castelo Branco, que recebeu melhorias recentemente . “Já acionamos a empresa responsável para corrigir os problemas”, garantiu Manoel.

Nas pontes do Ecoville, Pirapora e Adelino Vieira houve transbordamento de rios. Além disso, 400 metros de grama recém-plantados foram perdidos após serem arrancados pela chuva na Rua Manoel da Borba Gato. No assentamento Londriville a situação foi crítica, pois a água ocasionou alagamento de casas e assim, perdas de mobiliários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.