Na manhã desta segunda-feira (30), o Núcleo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Londrina (Procon-LD) divulgou o resultado da sexta pesquisa de preços de combustíveis realizada neste ano. De acordo com os dados oficiais, ao todo, 95 estabelecimentos comerciais foram consultados, sendo que oito se recusaram a prestar as informações e sete não possuem contato ativo.

A pesquisa solicitou os preços praticados no litro do Etanol (álcool) e no da Gasolina Comum. O valor médio encontrado para o litro da gasolina comum foi de R$ 4,30. Isso significa que houve uma queda de 5,70% no valor do litro, ou seja, de R$ 0,24 em comparação com os resultados da quinta pesquisa, realizada em 6 de junho deste ano. O preço máximo do litro da gasolina foi de R$ 4,69 e o mínimo foi de R$ 4,13.

Já com relação ao valor cobrado pelo litro do Etanol, a pesquisa mostrou que também houve uma queda, que significou 13,01% a menos ao cobrado em comparação ao mês passado. O preço médio do litro do etanol ficou em R$ 2,63. O maior valor cobrado em Londrina foi de R$ 2,99 e o menor foi R$ 2,39.

Segundo o coordenador do Procon de Londrina, Gustavo Richa, a intenção foi realizar um comparativo com os valores que foram praticados durante a paralisação dos caminhoneiros, no mês passado. “Nós sempre esperamos que os preços caiam mais, porém os valores apresentados estão dentro da expectativa, que tanto nós do Procon quanto o Ministério Público tínhamos”, explicou.

A pesquisa foi realizada no período de 26 e 27 de julho. Ela pode ser consultada no site do Procon-Ld, no www.londrina.pr.gov.br/procon. Para acessá-la, basta clicar no link localizado no canto esquerda da página, chamado “Setor Pesquisa”. O Procon está situado na Rua Mato Grosso, 299, região central. Os atendimentos funcionam de segunda a sexta-feira, das 9 às 17 horas, com retirada de senhas até as 14 horas. O órgão também atende pelo número 151, e pelo e-mail procon@londrina.pr.gov.br, além de fazer orientações pelo canal:https://www.facebook.com/ProconLd/.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.