professoraUma professora foi esfaqueada na sala de aula de um colégio estadual de Piraquara, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta quinta-feira (4), de acordo com a Polícia Militar (PM). Após a agressão, o aluno – que é um adolescente de 15 anos – fugiu pulando os muros das casas vizinhas à escola, segundo a polícia. Entretanto, ele foi apreendido cerca de duas horas depois, conforme informou o tenente David Parisi do Amaral, da PM. O garoto foi encaminhado para a delegacia do município. A professora que, de acordo com a polícia, teve 16 perfurações, foi socorrida de helicóptero e levada para um hospital em Campina Grande do Sul, também na Região Metropolitana da capital paranaense. Ela não corre risco de morrer, segundo o hospital.
“Ela estava lecionando quando o adolescente deu a primeira facada nas costas, que foi a mais profunda. A sala de aula estava cheia de alunos”, afirmou o tenente ao G1. Conforme a Polícia Militar, um dos motivos da agressão pode ser o fato de os pais do adolescente terem sido convocados para uma reunião no colégio na quarta-feira (3). Na ocasião, a professora relatou aos pais os comportamentos indisciplinares do aluno, de acordo com o tenente David Parisi do Amaral.

O hospital informou que a professora, de 37 anos, levou facadas nos braços, nas mãos e nas costas. Ainda segundo o hospital, as facadas nos braços e nas mãos foram superficiais, já a facada nas costas atingiu o pulmão. Contudo, o estado de saúde dela é estável, de acordo com o hospital. Ela está consciente e segue internada em um quarto do hospital, sem previsão de alta.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Educação afirmou que a escola prestou todas as ações necessárias no momento do ocorrido e que representantes da pasta estão prestando assistência à professora. As aulas desta quinta-feira foram suspensas e devem ser retomadas na sexta-feira (5).  A escola também foi procurada pela reportagem, porém, informou que apenas a Secretaria de Educação vai comentar o assunto.

Leia a nota da Secretaria de Educação na íntegra:

“A Secretaria de Estado da Educação (SEED) lamenta a situação ocorrida no Colégio Estadual Ivanete Martins de Souza, em Piraquara, região metropolitana de Curitiba. E informa que a escola prestou todas as ações necessárias em relação ao fato sucedido com a professora, com rápida solicitação de socorro e encaminhamento ao hospital, com o apoio do helicóptero de resgate aéreo.

Representantes da SEED e do Núcleo Regional de Educação da Área Norte estão no hospital prestando a assistência à professora e sua família.

Segundo direção da escola, as aulas foram suspensas no período da tarde e devem seguir amanhã normalmente. Nos próximos dias, a Secretaria e o Batalhão da Patrulha Escolar estarão reunidos com a comunidade escolar para conversar sobre o fato e fornecer adequadas orientações.

A Secretaria de Estado da Educação esclarece que o fato ocorrido na escola é uma situação isolada, e frente à totalidade do número de escolas existentes na rede estadual, não representa a realidade existente na relação entre professores e alunos.

A secretaria de Segurança Pública está cuidando do caso, sendo responsável pela sequência das informações.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.