Cinco pessoas foram detidas, na noite deste domingo (6), após uma operação da Divisão Estadual de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc) de Maringá. Junto à quadrilha foram encontrados 65,5 quilos de maconha que estavam dentro de um Pálio, além de duas pistolas (380 e .45) e dois revólveres 357, localizados junto ao veículo e na residência de um dos integrantes da quadrilha.

Segundo a Polícia Militar, por volta das 18h, um Astra foi abordado em Maringá. A equipe canil da PM foi chamada, mas nenhum vestígio de droga foi localizado no automóvel. No celular do motorista, no entanto, havia uma mensagem confirmando um encontro em um posto de combustível na BR-376, em Sarandi.

Os policias foram até o local e encontraram um Pálio, onde um casal aguardava. Segundo o delegado do Denarc, Adão Wagner Loureiro Rodrigues, eles trouxeram a droga de Salto del Guairá (Paraguai). O Astra seria o “batedor” do Pálio (veículo que segue na frente para avisar de possíveis bloqueios policiais).

Com a ajuda de cães farejadores, foi encontrados cerca de 65 quilos de maconha que estavam escondidos no banco traseiro e na forração da porta traseira. Dentro do veículo também foram localizados três armas de fogo e 26 munições.

 

Em uma casa em Sarandi, pertencente a Daniel Ramos dos Santos, de 26 anos, os policiais encontraram uma pistola 380 com mh e 10 gramas de maconha. Ele é apontado como proprietário da droga, dos dois veículos e seria um dos líderes da quadrilha.

Também foram detidos Alef Thiago Rebeca Pereira, de 18 anos, morador de Sarandi, e duas pessoas de Cambé, Joel dos Anjos Pereira Russo, de 26 anos, e uma adolescente de 16 anos.

Segundo o delegado, o grupo, que estava sendo investigado há 20 dias, atuava em Sarandi, algumas regiões de Maringá e Cambé. “Sabemos que a quadrilha é muito maior, por isso as investigações devem continuar”, afirma Loureiro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.