Quem nunca deixou a arrumação da mala de viagem pra última hora? Ah, tenho certeza que muita gente! Mas se você tem uma viagem programada por chegar, olha só, convocamos para nos ajudar nessa missão- de produzir uma mala eficiente-, que para algumas pessoas é prazerosa e para outras nem tanto, a consultora de imagem e estilo e especialista em coloração pessoal, Gabriela Favoreto !

Gabriela que além de trabalhar como colunista na TV Tarobá, de prestar consultoria, é uma viajante apaixonada, vai nos apresentar o mundo da “mala inteligente”! Isso mesmo,Favoreto irá nos mostrar que é possível construir uma mala eficiente, organizada e que renda ótimos looks!

E olha quem estava perdida nas véspera de uma viagem para Santa Catarina e, nos confessou a dificuldade em fazer uma mala que seja eficaz, a Influencer Lalá Santos. “ Eu amo fazer malas, mas sempre fico perdida. Adoro o frio na barriga, a ansiedade da viagem, mas confesso que selecionar as peças é uma das partes complexas por aqui”.

Calma mulherada! Venham pegar 6 dicas preciosas para uma “mala inteligente” com Gabriela Favoreto:

1°-Planejamento!

“Primeiro ponto para a montagem de uma mala inteligente é planejar tudo! A sua mala tem de ser coerente, você precisa saber para onde vai,  o destino é praia, é campo, montanha?! Precisa pesquisar a previsão do tempo do destino e principalmente, saber quantos dias você ficará viajando”.

2º Comunicação!

“Você precisa separar peças que se comuniquem entre si.  Construir uma mala coerente, com peças que podem ser usadas uma com as outras é 70% do caminho para que você tenha êxito na formação de uma mala eficaz”.

3º Peças d baixo e peças complementares!

“Você tem que começar a mala pelas parte de baixo. Consideramos pela de baixo: shorts, saia, calça, vestido e macacão.E vou contar uma técnica que me ajuda muito na formação da mala inteligente: eu contabilizo o número de dias que ficarei viajando e divido esse número por dois, assim sei quantas partes de baixo devo levar na viagem. Por exemplo, ficarei oito dias na praia , com isso, levarei quatro peças de baixo.E a partir destas partes de baixo, você irá pensar em pelo menos duas partes de cima para cada peça de baixo”.

4º Cores!

“Planejamento envolve raciocínio, entender como será o clima no local, se existe formalidade ou dress code em seus compromissos de viagem. Este é o início do caminho, você precisa entender como funciona o lugar, o clima de seu destino, mas além disso, o ideal é você selecionar as cores das peças.  O certo é selecionar de três a quatros cores e variações de tons que possam ser conectados”.

5º Versatilidade!

“Se escolheu um vestido, leve também um colete. Se de dia você usou o vestido solto, em outra dia use-o com cinto . Acessórios como cintos, pulseiras e colares, são itens que pesam pouco, por isso pode ousar em levá-los em maior quantidade, os acessórios mudam a cara do look. Não tem problema repetir peças na viagem, mas não precisa repetir o look, e os acessórios te ajudarão justamente nisso”.

6º Sapatos!

“ Se o seu destino é uma praia, você tem de pensar que o chinelo ou rasteirinhas serão seus melhores amigos. Levar uma sandália de salto rolha ou de corda faz muito sentido, mas levar salto fino e botas não precisam fazer parte da sua mala. Leve , no máximo, uma rasteirinha, um chinelo e um tênis se quiser praticar exercício”!

Gente, amei as dicas da Gabriela Favoreto, que pra fechar com chave de ouro esta matérinha, contou que ela sempre leva um maiô que ela acaba usando como body quando vai à praia e, que mesmo que a previsão do tempo seja apenas de sol  sua viagem, um cardigã e uma jaquetinha são bem-vindas em sua mala !

Uma #bonitaideia contar sobre a construção de uma mala inteligente, certo? Neste mês, falaremos muito sobre moda e tendências!

Mande um e-mail para bonitaideia@portalcambe.com.br e conte-nos sua sugestão de pauta!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.